No PT, cresce idéia da candidatura própria | Fábio Campana

No PT, cresce idéia da candidatura própria

Os candidatos à presidência estadual do PT, deputado estadual Tadeu Veneri, professor Alfeo Cappellari concedem entrevista coletiva amanhã, às 14h00, no Salão Nobre da Assembleia Legislativa para defender a candidatura própria do PT ao governo do Estado nas eleições do próximo ano.

A nova direção estadual do PT será eleita no Processo de Eleições Diretas (PED), que será realizado em 22 de novembro, quando serão escolhidas também as direções municipais e nacional do partido, em todo o país. Todos os filiados do PT votam no PED.

Também participarão da entrevista o Secretário de Relações Internacionais do PT, Walter Pomar, que representa a candidatura da deputada federal Iriny Lopes (PT-ES), a presidente nacional do PT, Marcos Sokol, integrante da direção nacional e candidato a presidente pela Corrente O Trabalho, e Serge Goulart, candidato à presidência nacional pela Corrente Esquerda Marxista.
Durante a coletiva, será apresentado o manifesto em defesa da candidatura própria, assinado por filiados de diversas alas do partido.


8 comentários

  1. SYLVIO SEBASTIANI
    terça-feira, 20 de outubro de 2009 – 22:49 hs

    Deputado Tadeu Veneri, sua vontade, seu desejo de dar uma independência ao PT do Paraná, eu respeito, como lhe respeito na condição de deputado sério, integro, mas o seu partido não teve competencia para criar um candidato para disputar a eleição para o Governo do Estado. O PT do Paraná nestes anos do Governo Lula, são 7 anos, ficou girando em nome de um casal, Paulo Bernardo e Gleisi Hoffamann, não procuraram outras lideranças, nas áreas médicas, de professores, engenheiros, agricultores principalmente por ser um Estado agrícola, Intelectuais, jornalistas, políticos de nomes aprovados pela população, nada, não fizeram nada, com um Governo Federal nas mãos. O PT tem que agora apoiar, para se ganhar seu candidato, ter uma participação no Governo Estadual, novamente. Durante estes, anos, PT do Paraná participou do Governo do Estado, mas não apresentou nenhum destaque, talvez se você para a oposição, como era seu desejo, deputado Tadeu Veneri um oposicionista, duro, forte, corajoso, sério, honrado, poderia se sobressair e ter condições sobre o artual Governo, que foi mediocre em sua administração. Agora é tarde, meu amigo, digno deputado Tadeu Veneri.

  2. Nostravamus
    quarta-feira, 21 de outubro de 2009 – 0:06 hs

    Este momento é crucial na política. A cada eleição tudo se repete: Faz-se planos a partir de balanços e analisa-se os passos futuros, mas sempre achando que se errou. Sempre buscando acertar as coisa e, principalmente, se conscientizando que alguma coisa precisa mudar para se ter altenativa de poder.

    Em geral esse tipo de decisão é autodestrutivo. Só tem validade para quem perdeu a eleição, para quem ganhou não. Decisões como esta (candidato próprio, afastamento do governo), no caso específico do PT, é o prenúncio do abismo e, em geral o resultado é quase sempre o mesmo depois: “Eu era feliz e não sabia”.

    Desçam desse salto alto (gleise e marido), o Poder no Paraná está com o PMDB que terá candidato próprio e que só será viável se contar com vocês. Isso é lógico. Não que eu queira isso. mas é lógico. Parece que vivem em BRASÍLIA…

  3. rodrigo
    quarta-feira, 21 de outubro de 2009 – 2:05 hs

    Antes de candidato próprio o PT deveria de se preocupar em ser um partido de verdade e não uma escarradeira do Requião. Fora os candidatos que tem: Vanhoni, o playboy, a Gleisi defendendo os interesses da família Lerner, o Samek que não consegue nem dar conta da indiarada do lado de lá (afinal, bastou chorar em guarani e lá vai dinheiro da Itaipu para o outro lado da fronteira)… será que precisa continuar? A política no Paraná varia entre o lamentável e o deprimente. E com uma ignorância ímpar em todas as classes representadas. Tá na hoar de botar um fim em Requiões, Dias e nesse partideco avermelhado (deve ser de vergonha).

  4. V.Lemainski-Cascavel
    quarta-feira, 21 de outubro de 2009 – 8:36 hs

    O PT está semelhante a criança cagada. Todos acham bonita, mas ninguém pega no colo.

  5. Jurema
    quarta-feira, 21 de outubro de 2009 – 9:04 hs

    Em qual PT cara pálida? Esse PT que você está falando não representa 5%

  6. Hare Baba!
    quarta-feira, 21 de outubro de 2009 – 9:59 hs

    E’ duro aguentar o Sebastiani falando do PT – mas nesse ponto ele tem certa razao – O Partido teve nos ultimos 2 anos uma direcao que do ponto de vista politico e de fortalecimento partidario foi um verdadeiro desastre, tanto que discretamente nem vao disputar o PED, tamanho o estrago que fizeram a legenda.

  7. SOLANGE LOPES
    quarta-feira, 21 de outubro de 2009 – 14:21 hs

    No Paraná, se o PT tiver um candidato para inspetor de quarteirão, perde.

  8. Laertes
    quarta-feira, 21 de outubro de 2009 – 14:57 hs

    Hahaha…boa essa do Lemainski.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*