Mantega confirma que Receita segura restituições do IR | Fábio Campana

Mantega confirma
que Receita segura restituições do IR

mantegaDe Flávia Barbosa, de O Globo:

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, admitiu há pouco que, diante da queda das receitas entre janeiro e agosto, houve um represamento de restituições a serem pagas aos contribuintes que declararam o Imposto de Renda. No entanto, Mantega afirmou que este planejamento é normal e feito mês a mês.

— Não existe uma regra rígida para a restituição do Imposto de Renda e o ritmo (de pagamento) é moldado pela disponibilidade de receita. E o contribuinte não perde nada porque recebe juros até a data de pagamento – afirmou Mantega.

O ministro culpou a crise financeira internacional pela lentidão nos desembolsos do fisco.

— Neste ano, que é um ano difícil, demorará mais, um pouco mais, para ocorrer (a restituição). Mas este planejamento é feito mês a mês. De janeiro a agosto houve frustração de receita. Mas se elas se recuperarem a partir de agora, aceleraremos o pagamento de restituição. Está perfeitamente dentro dos critérios – garantiu.

Ele não respondeu como fica a situação dos contribuintes que não caírem na malha fina, que costumam receber a restituição até dezembro, quando sai o último lote.


16 comentários

  1. BREAK
    quinta-feira, 8 de outubro de 2009 – 18:25 hs

    Trocando em miúdos o Governo Federal esta usando dinheiro que é do povo de fato e de direito.??? Dinheiro este que já tinha ido parar nos cofres Federais no ano de 2008.

  2. SOU CREDOR......
    quinta-feira, 8 de outubro de 2009 – 19:40 hs

    Pois é;
    Não tem dinheiro para devolver aquilo que foi cobrado a mais….
    Mas para outras questões ??????? tem….
    Para emprestar para o FMI tem..$$$$$$;
    Para o MST tem…$$$$$;
    e quem pagou a mais tem que esperar a boa vontade do devedor…
    Pena que o IR é na fonte e não tem o que discutir….
    e VIVA O BRASIL…..

  3. Reinoldo Hey
    quinta-feira, 8 de outubro de 2009 – 19:49 hs

    A PERGUNTA É:
    EU QUERO EMPRESTAR ESSE DINHEIRO PARA O GOVERNO POR JUROS 10 VEZES MENORES QUE OS BANCOS?

    E, além do mais, a MANTE(I)GA do pão do pobre sempre cai pro lado de baixo.

  4. Hélio
    quinta-feira, 8 de outubro de 2009 – 21:52 hs

    LEI DA IRRESPONSABILIDADE FISCAL
    Definitivamente, este NÃO É um país sério.
    Em primeiro lugar, não deveria nem sequer haver PAGAMENTO ANTECIPADO de imposto na fonte, que é a origem da posterior restituição quando devida. Ora, na retenção do IR na Fonte, o governo COBRA ANTECIPADAMENTE SEM SABER SE O CIDADÃO DEVE, e fica para acertar as contas depois, na Declaração anual de ajuste. Isto, por si só, já representa uma afronta aos princípios constitucionais e tributários, pois se está cobrando um imposto ANTES DA OCORRÊNCIA DO SEU FATO GERADOR, ou seja, antes de computada a “renda” anual do cidadão e suas deduções, donde só então se irá caracterizar o imposto como “devido”, SE FOR O CASO. Portanto, antes de mais nada, já se tem aí um completo absurdo tributário, fruto de uma visão míope do legislador.
    Em segundo lugar, esta “RETENÇÃO DO IMPOSTO JÁ RETIDO” e agora não devolvido, soa como um verdadeiro CONFISCO do dinheiro do cidadão, em especial do assalariado, quando imaginávamos já estar longe de tais práticas que tanto nos assombraram na era Collor… Seria o Ministro Mantega uma re-edição de Collor, e a Ministra Dilma uma re-edição de Zélia Cardoso de Mello ? Inaceitável.
    Em terceiro lugar, isto representa uma “quebra de contrato” implícita, pois até então o Governo vinha honrando o compromisso de devolver a restituição do imposto cobrado a mais no próprio ano da Declaração, com o que o Min. Mantega já se esquivou de se comprometer. E assim surge novamente a insegurança nas Instituições, nas leis, nos contrátos tácitos ou implícitos com o Estado. Como saber, daqui para a frente, se o Governo irá honrar seus outros compromissos ? Lamentável.
    Em quarto lugar, embora já tão batido o tema, é de se lembrar que a festança e a gastança continuam em Brasília… no Congresso… nas Assembléias… nas Câmaras e Prefeituras deste nosso Brasil varonil… desde o Planalto Central até os mais distantes rincões… Então NÃO HÁ MORALIDADE em o Governo segurar o dinheiro do cidadão, por sua unilateral decisão, alegando falta de recursos por perda de arrecadação. Infelizmente, a fórmula do Governo continua sempre a mesma : arrecadou-se menos ? Cobre-se do cidadão de outra forma, crie-se um novo imposto, aumente-se uma alíquota, retenha-se o dinheirinho do seu imposto de renda… Imoral.
    Em quinto lugar, isto abre o precedente para também o Empresário, ou mesmo o trabalhador, alegar que está sem caixa por qualquer motivo e, portanto, não irá honrar seus compromissos fiscais para com o Governo, utilizando-se da mesma lógica de que o Governo se vale para emgambelar o cidadão. E assim teríamos a volta da DESOBEDIÊNCIA CIVIL como inclusive já apregoado em outras épocas pelas lideranças empresariais nativas.
    Em sexto lugar, o Governo está cobrando do trabalhador assalariado, dono dos impostos re-retidos, a conta de uma orgia fiscal que favoreceu principalmente o empresário. Sim, porque a alegada redução do IPI como medida de fomento ao crescimento econômico, que seria a principal causa do déficit de arrecadação, favoreceu a quem ? Ao grande industrial, às grandes redes do comércio distribuidor, atacadista ou varejista, que puderam se valer por algum tempo da redução da carga tributária em suas operações de produção e comércio, carga esta que está sendo cobrada agora do assalariado, através do achaque à sua tão esperada restituição do que nem sequer deveria ter-lhe sido retido originalmente. Mas será que isto não foi pensado antes, quando se optou pela redução do IPI ? Será que o Min. Mantega não lembrou do que diz a Lei de Responsabilidade Fiscal sobre renúncia de receita e seus impactos orçamentários ?
    De fato… este não é um país sério, como sérios não são nossos representantes e seus Ministros. Como também não é sério o nosso Congresso. Não há políticas públicas de desenvolvimento sustentável, não há planejamento de longo prazo, não há visão estratégica do Governo… Pensa-se que tudo se resolve com medidas pontuais, avulsas, isoladas… e a conta ? a conta depois se vê … e dá no que deu.
    A quem recorrer diante de tanto absurdo, tanta insanidade, diante desta orgia da irresponsabilidade fiscal do governo ?

  5. Eduardo
    sexta-feira, 9 de outubro de 2009 – 0:34 hs

    É seu CREDOR.
    Tambem tem pra mandar pra Africa, pro Evo morales na Bolivia, pra dar pro Paraguai do bispo,… e por ai vai.

    Imagina se não fosse “só” uma marolinha. hehehe

  6. Tiago
    sexta-feira, 9 de outubro de 2009 – 8:37 hs

    Vigarista safado! Não nega ser ministro de quem é!!!

  7. Tiago
    sexta-feira, 9 de outubro de 2009 – 8:39 hs

    Se não tem receita nem para pagar restituições , vai pagar as olimpíadas como, hein irresponsável fanfarrão?

  8. DESGOVERNO LULLA DA SILVA
    sexta-feira, 9 de outubro de 2009 – 8:48 hs

    Enquanto isso:

    Segaba no exterior, “Ilimpiada, nóis podemo sim”.

    Lulla da Silva,tem dinheiro para amamentar a quadrilha dos companheiros do MST.

    Tem dinheiro para cediar a Copa e Olimpiada.

    Tem milhões para gastarem propaganda política “nossa casa nossa vida” (só mentiras),bem como mentir sobre o pré sal, paradar palanque política á Dilma Guerrilheira.

    E o povão que so paga impostos,que sif….

    Da Silva,detesta a classemédia e queracabar com ela.

    Lulla da Silva, um governo de corruptos, enganadores e mentirosos. Um verdadeiro comércio de ilusões.

    Devolvam o dinheiro do povo seus safados.

  9. GONÇALVES
    sexta-feira, 9 de outubro de 2009 – 9:24 hs

    Nunca antes na história deste País um Governo deixou de restituir os valores de IRRF. Então penso que a propalada ciração da CSS não será nunca utilizada na saúde e sim para cobrir despesas do desgoverno Lula. O povo paga muito imposto para estes incompetentes ficarem viajando e gastando nosso dinheiro com coisas desnecessárias. Pergunto: e quem tem dinheiro de restitruição a receber e continua pagando imposto todo mês, retido de nosso salário? Será que foi a proximidade com o Senador Collor, que levou o Lula a apropriar-se indevidamente do dinheiro do povo brasileiro? Abram o olho, porque muita sujeira ainda esta escondida embaixo do tapete.

  10. BREAK
    sexta-feira, 9 de outubro de 2009 – 9:25 hs

    Presidente e ministro safados

    O que estão fazendo com nossa restituição de IR e simplesmente o mesmo filme que já vimos quando confiscaram nossa poupança no governo Collor e este presidente que este ai é o mesmo que tanto criticou a atitude daquele que hoje é um grande companheiro, ou melhor, um professor afinal deve de ter sido com o Collor que ele aprendeu como se mete a mão no dinheiro do povo. Ora, pois ele não é o presidente da massa do povo então porque fazer isto. Afinal ano que vem teremos eleição e toda campanha tem de ter dinheiro em caixa não é mesmo Sr. Presidente. E Sr ministro.

  11. sexta-feira, 9 de outubro de 2009 – 9:56 hs

    Sabe aquela senhora que veio para o Paraná. Pois é, precisa fazer a campanha. Entenderam ou precisa esplicar?
    Como diz “Sou Credor”, emprestimo ao FMI, financimanto para quem destrói plantações e paga imposto, dinheiro na cueca, ma distribuição do dinheiro publico (veja reportagem sobre o filho de José Dirceu), enfim, quem mandou voce não ser amigo do “Quem sou eu? Não sei o que esta acontecendo? Não conheço essas pessoas…”
    Ele somente sabe aumentar o Bolsa varias coisas, e sair na foto com o petroleo e com o PAC. Onde ele estava qndo o Mantega(que esta fazendo fazendo conosco o que fizeram com a mantega no Ultimo Tango em Paris) disse que o nosso dinheiro, aquele que “depositei” e que quero de volta agora?
    Onde ele estava? Para variar BLINDADO.
    Deus salve-nos dos Bolivarianos.

  12. BREAK
    sexta-feira, 9 de outubro de 2009 – 9:58 hs

    Gostaria de saber quem seria o Senador da Republica e ou Deputado federal com saco roxo que possa apresentar projeto de Lei no qual defina prazo maximo para pagamento da restituição do Imposto de Renda. Ai esta um bom motivo para aquele que tiver saco roxo ganhar mais alguns votos no pleito de 2010. Quem se habilitar?
    Obs. isto vale também para as Senadoras e Dep.(a) federal mostrarem seu caráter e respeito com o povo.

  13. Marcos Calonga
    sexta-feira, 9 de outubro de 2009 – 10:26 hs

    Na hora do achaque tem até multa, mas quando tem que devolver o que foi cobrado indevidamente, aí o contribuinte PALHAÇO que espere.

  14. Jurandir
    sexta-feira, 9 de outubro de 2009 – 11:19 hs

    Roubam-nos ao taxarem os nossos baixos salários enquanto renda e por este motivo cobrarem injustamente impostos!

    Ao colocarem a força de trabalho vendida no mercado como sendo o “capital do trabalhador” e sujeitarem a mesma a impostos cometem o crime de se apropriarem indevidamente do que não lhes é de direito.

    No passado o sindicalista Lula se opôs a está cobrança indevida e agora que é presidente além de reafirmar o que por si só já é um crime contra a economia popular ainda atrasa as restituições do que foi indevidamente confiscado!

    Neste absurdo moralmente ilegal da cobrança d impostos do simples trabalhador além de considerar o salário como renda o Governo impede a cada dia mais que o contribuinte deduza as suas despesas essenciais realizadas no ano para fins de apuração do imposto de renda a pagar. Por exemplo: despesas com alimentação, vestuário, transporte, etc..

    Analisando somente sobre o aspecto da retenção da devolução do que foi erradamente taxado e cobrado vemos que ao mesmo tempo em que o governo Lula usa da força do estado para cobrar o que é indevido ainda dá o calote nos contribuintes imoralmente forçados a pagar na fonte estes tributos.

    O governo Lula isenta o grande capital industrial de impostos, mas está isenção acaba não sendo repassada ao consumidor!

    O governo Lula lesivamente para a economia popular permite a cobrança de juros abusivos pelos bancos e ao mesmo tempo injeta bilhões para “salvar o sistema financeiro” da própria crise especulativa que o mesmo gerou.

    Será que o governo seria tolerante caso pudemos adiar o pagamento destes impostos ilegitimamente cobrados na fonte?

    Ao mesmo tempo em que o governo tem dinheiro de sobra para os bancos, para as grandes indústrias e para salvar o FMI alegando falta de dinheiro em caixa nos dá o calote!

    Com a classe média sem liquidez ela diminui o seu poder de compra no comércio e sem estas a indústria para, o que vai gerar em plena crise mais desempregos tanto no comércio como no segmento industrial!

    Para fechar:

    Se salário fosse realmente renda a remuneração de capital seria então uma criminosa especulação?

    UM INFELIZ NATAL PARA TODOS!

  15. ABDALLA
    sexta-feira, 9 de outubro de 2009 – 12:24 hs

    Hélio, é isso aí…
    Concordo plenamente com seu comentário.
    Como credor, fico mais indignado ainda ao pensar que pago, antecipadamente, ao governo federal, no holerite, 27,7% de IR, retido na fonte sem direito de reclamar absolutamente nada.

  16. Calunga
    sexta-feira, 9 de outubro de 2009 – 16:17 hs

    Então quer dizer que quem está devendo a 7ª e a 8ª parcela do IR também pode deixar para pagar em janeiro de 2010 sem multa e correção? Para o governo tudo, para o povo ferro.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*