Delegado fala sobre a falência da Segurança Pública no Paraná | Fábio Campana

Delegado fala sobre a falência da Segurança Pública no Paraná

violencia

O que está acontecendo com a segurança pública de Curitiba e região metropolitana? Por que os recordes de mortes violentas são quebrados a cada final de semana? Quem está falhando e como encontrar soluções para um problema que afeta a todos nós? A política de segurança pública de Requião e Delazari funcionam?

O programa Rádio Banda B Debate deste sábado discutiu a segurança pública. Como convidado, o ex-delegado-geral a Polícia Civil do Paraná, Arthur Braga, que conta os bastidores do crime e os problemas enfrentados pela Polícia, a começar pela inexperiência do secretário de Segurança, Luiz Fernando Delazari. O Rádio Banda B Debate, com a participação de Adilson Arantes, Denise Mello e o professor Aroldo Murá, vai ao ar hoje a meia-noite. Ouça o que disse o delegado Braga:

Ou clique aqui para baixar o arquivo em formato mp3.


13 comentários

  1. domingo, 11 de outubro de 2009 – 14:19 hs

    Hoje, se um policial atira em um bandido, ele é obrigado a esperar o SIATE para socorrer o tralha. Imaginem a situação: o policial já não tem mais munição para confronto e o bandido foi alvejado no meio de uma favela onde tem uma trupe de comparsas para protegê-lo… Qualquer tolo sabe que o policial está colocando sua vida numa bandeja que brilha no escuro, ao aguardar uma ambulância para socorrer o próprio “inimigo”.
    Sem falar que depois que mata um desses vagabundos, a arma do policial é “rebaixada”, geralmente para alguma com apenas SEIS tiros, enquanto continuará nas ruas enfrentando “moleques” fortemente armados, como os da chacina do Uberaba, por exemplo. (grupo de choque da polícia)
    Estas parecem ordens de um incompetente que nunca foi para as ruas, que não sabe o que é segurança própria, quem dirá segurança pública.
    Por esta e por infinitas outras, concordo plenamente com as palavras de Arthur Braga nesta entrevista para a Banda B. Realmente temos um playboy no mínimo incompetente ocupando o cargo de Secretário de Segurança.

  2. ofachineiro
    domingo, 11 de outubro de 2009 – 14:25 hs

    “O Novo”
    O novo incomoda.
    Por quê?
    Porque desafia.
    Mas, queiram ou não, o novo sempre vem.
    E para nossa felicidade, o novo geralmente vence.
    E, quando o novo vence, a máquina do mundo gira melhor.
    Novos projetos deixam as tristezas numa agenda que não se abre mais.
    Novas crianças surgem para nos dar as mãos.
    Novos passos exigem de nós coragem.
    O novo é belo porque nos muda, nos leva a novas estações.
    O novo nos torna pessoas melhores porque nos torna novas pessoas.
    O novo é lindo.
    Assim como os sonhos, o novo não envelhece.
    VIVA O NOVO!!!

  3. Jurandir
    domingo, 11 de outubro de 2009 – 15:04 hs

    Só existe o crime organizado quando há o comprometimento de algumas autoridades com criminosos.

    O delegado Braga é honesto, conhece como ninguém a área policial e profundamente como se organiza o crime aqui no estado.

    Nunca vou esquecer-me da coragem deste delegado na sua participação na CPI do narcotráfico, onde de peito aberto invadiu o ambiente da Assembléia Legislativa denunciando o crime organizado aqui no e do estado, pois os indícios de envolvimento da própria estrutura policial eram flagrantes, como também a inanição do secretário da segurança da época perante as quadrilhas que aqui atuavam no narcotráfico.

    Pena que ele não está mais na ativa.

    Ele seria um ótimo Secretário da Segurança!

  4. BISTEKA
    domingo, 11 de outubro de 2009 – 16:23 hs

    tAÍ ÓH!!!!
    UM PROBLEMA DE ADMINISTRAÇÃO…
    A segurança, um problema de administração…
    A saúde um problema de administração…
    O meio Ambiente, um problema de administração…
    As finanças… Um problema de administração…
    A Educação, também um problema de administração…
    A Cultura, um problema de administração…
    Então pergunto: “PORQUE NÃO FECHA ESSA PINÓIA DE ESTADO QUE NÃO TEM ADMINISTRAÇÃO OU CONTRATEM UM ADMINISTRADOR QUE ENTENDA DE ADMINISTRAÇÃO, POIS, NÃO SE DÁ UM VEÍCULO PARA QUEM NÃO TENHA HABILITAÇÃO PARA CONDUZIR, ENTÃO, PORQUE NÓS PARANAENSES ENTREGAMOS O NOSSO ESTADO PARA QUEM NÃO CONHECE NADA DE ADMINISTRAÇÃO. PÔOO!!!
    Tenho dito!

  5. domingo, 11 de outubro de 2009 – 20:24 hs

    Querem mais do que este motivo pra dizer : em 2010 Duce e Dilma nem pra guardião de rua…..FFFFFFOOOOORRRRRRRRAAAAAA….

  6. PARANAENSE
    domingo, 11 de outubro de 2009 – 21:47 hs

    ESPERO QUE O REQUIÃO TENHA OUVIDO AS DESCULPAS DO DELLAZARI SOBRE A INSEGURANÇA NO PARANÁ E TENHA UM DOS SEUS MOMENTOS DE IRA E OMANDE PARA BEM LONGE. QUEM TEVE A INFELICIDADE DE OUVIR SUAS DESCULPAS PODERÁ CONFIRMAR, O DELLAZARI DISSE QUE O PROBLEMA DA INSEGURANÇA NÃO É DA POLÍCIA E SIM PELA FALTA DE PROGRAMAS SOCIAIS,MAS A QUEM COMPETE REALIZAR OS PROGRAMAS SOCIAIS? NÃO É AO PRÓPRIO GOVERNO, ENTÃO A CULPA NÃO É DO DELLAZARI E SIM DO GOVERNADOR QUE NÃO CONSEGUE ADMINISTRAR. ATÉ QUE ENFIM ALGUÉM FALOU AO GOVERNADOR QUE ELE É IMCOMPETENTE E NÃO ESTÁ FAZENDO SUA PARTE PELO SOCIAL E POR ISSO A CORDA ESTÁ ARREBENTANDO NA POLÍCIA QUE É COMENTADA PELO POBRE DELLAZARI QUE NÃO SABE O QUE FAZER. E VIVA A INCOMPETÊNCIA E O POVO, HÁ O POVO, BEM OPOVO QUE CONTINUE VOTANDO NESSES POLÍTICOS COMO REQUIÃO, NELSON INJUSTO E OUTROS POR AÍ…..

  7. ROSE
    segunda-feira, 12 de outubro de 2009 – 9:09 hs

    A SEGURANÇA ESTÁ FALIDA SIM…E MUITAS VIDAS CEIFADAS PELA INCOMPETÊNCIA DE NOSSOS GOVERNANTES.

    Vivemos hoje em uma sociedade coagida pelo medo, uma sociedade que finge estar tranqüila quando passeia pelas ruas e praças.
    Não sabemos quem é quem, não sabemos se o garoto que se aproxima de nós com uma caixa de sorvete é realmente o que parece ser, ou será que dentro de sua inocente caixa existe um fuzil pronto a me assaltar?
    Vivemos em uma sociedade onde o medo impera!
    Vivemos uma vida onde temos medo de ter medo, para que o nosso inimigo não o perceba e não nos faça sua presa.
    Vivemos em um mundo, onde ao passar por grandes praças ou centros comerciais, nossa privacidade é tirada pelas câmeras de segurança, que através de seus monitores, são analisados pessoa por pessoa. Um verdadeiro big brother da desconfiança.
    Vivemos em uma sociedade onde o grito do povo se perde no mais profundo vazio, onde alguns políticos ironicamente dizem: Ouço gemidos! E outro político de imediato responde: Isto não é gemido, é o seu bolso roncando de fome.
    Pagamos nossos impostos, comemos do suor de nosso trabalho, e não temos direito a uma segurança pública de qualidade, que VERGONHA! Vivemos em uma sociedade, ou melhor, em uma cidade, que esta se tornando refém do medo, da insegurança e do descaso.

  8. ENVERGONHADO
    segunda-feira, 12 de outubro de 2009 – 12:43 hs

    Depois da chacina do Uberaba, fiz aqui o seguinte comentário:

    “”ENVERGONHADO Domingo, 4 de Outubro de 2009 – 13:31 hs
    ENVERGONHADO do voto que dei neste Requião fanfarão e neste Lula mentiroso. Gostam mesmo é de viajar de jatos e helicopteros modernos, com o dinheiro do povo que esbanjam enquanto a policia não tem armamento e treinamento e pessoal para enfrentar a bandidagem.

    No começo do governo – para fazer demagocia Requião acumulou a função de Secretário de Segurança com a alegação de expugar a “banda podre da policia”. Agora estamos vendo no que deu.

    Somente aqui na região metropolitanea são dezenas de mortes violentas a cada final de semana, o que vale dizer, durante estes ultimos 8 anos de governo requianista , foram MILHARES DE PARANAENSES ASSASSINADOS.
    Muito mais que na Guerra do Iraque ou no conflito permanente de arabes e judeus.

    Ninguem merece.””

    Pois bem, agora vem o senador da base de apoio ao LULA, confirmar a minha afirmação de que se MATOU MAIS GENTE QUE NA GUERRA DO IRAQUE, atribuindo apenas a REIquião e DEIlazzari a responsabilidade pelo caos na segurança pública, como se isso só ocorresse no Paraná.

    Seja coerente barbudo e critique tambem o governo federal que nada faz em matéria de segurança pública, até porque não existe um plano nacional efetivo de combate a criminalidade e auxilio aos estados e municipios para equiparem-se e prepararem-se para esta guerra contra o crime organizado.

    Não use meias verdades, senador Osmar Dias, como aquela para justificar voto favorável a CPMF – que haveria queda de receita e 2008 fechou com superavit – e reconheça que Lula tem igual responsabilidade que REiquião pelo caos na segurança pública, assim como na saúde e na educação.

  9. Indignada!!!
    terça-feira, 13 de outubro de 2009 – 0:34 hs

    Infelismente a policia não dá mais conta pois o problema está na falta de capacidade dos gestores em investimentos na area social.
    Poque as grandes quadrilhas do tráfico não são desmateladas será que a policia não está equipada e preparada para tal,e ficam prendendo ladrão de galinha bem como aquele que é pego com quantidades pequenas.
    Façam um teste chamem a policia nas áreas ocupadas para ver se eles aparecem,depois que não há mais nada a fazer eles chegam…
    Desculpe o desabafo mas o povo não aguenta mais fingir que tem segurança!

  10. Se os Seminários Resolvessem
    terça-feira, 13 de outubro de 2009 – 0:44 hs

    O Secretário de Segurança pública do Pr precisa colocar em prática os seminários que ele participou na Europa e USA o pior é que ele não aceita sugestões de como fazer já que ao meu ver ele está totalmente por fora igual Asa de Caneco!!!
    E mais nas reuniões dos conselhos de Segurança é cala boca atrás do outro…

  11. OSMAIR
    terça-feira, 13 de outubro de 2009 – 8:31 hs

    E ISSO MEU DELEGADO NO SEU TEMPO PODIAMOS TRABALHAR DE VERDDADE E A POLICIA ERA POLICIA NAO APENAS MAIS UMA INSTITUIÇAO QUE SE CONFUNDE COM O RESTO E POR ISSO BANDIDO NAO RESPEITA MAIS
    PENA QUE TUDO QUE E BOM DURA POUCO…..

  12. terça-feira, 13 de outubro de 2009 – 8:45 hs

    Mas se o governo do paraná fosse Osmar duvido que a segurança pública estava nesse caos.

  13. luciana
    sábado, 17 de outubro de 2009 – 12:35 hs

    obrigada pela aula de segurança publica
    sr Artur Braga

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*