Chacina no Uberaba teve 'dezenas de testemunhas', diz delegado | Fábio Campana

Chacina no Uberaba teve ‘dezenas de testemunhas’, diz delegado

Do G1

A chacina na Vila Icaraí, no Bairro Uberaba, em Curitiba, ocorrida na noite do sábado (3) teve dezenas de testemunhas, segundo o delegado-chefe da Delegacia de Homicídios de Curitiba, Hamilton da Paz. Oito pessoas morreram em pontos distintos de uma mesma rua da região e duas ficaram ferias. Entre as vítimas fatais está um bebê. Segundo o delegado, já há pistas sobre os autores dos crimes.

“Nós estamos com alguns elementos já sendo identificados. Há dezenas de testemunhas”, disse o delegado.

Segundo informações da polícia, o crime teria sido cometido por um grupo de seis homens armados em três carros, que passaram pela rua atirando nas vítimas.

“A motivação [dos crimes] é que o sobrinho de um dos autores foi morto na semana passada e ele quis fazer uma demonstração de força”, afirmou o delegado. Segundo ele, os suspeitos são moradores da região.

Neste domingo (4), policiais civis e militares fazem uma operação para tentar localizar os responsáveis pela chacina, mas ainda não há confirmação de presos.

Há cinco delegados com oito equipes de investigação no local. Peritos e legistas foram ao local do crime para tentar coletar informações que possam ajudar nas primeiras investigações.

Segundo informações da polícia, o crime teria sido cometido por um grupo de seis homens armados em três carros, que passaram pela rua atirando nas vítimas.

Segundo a assessoria da Secretaria de Segurança Pública, já foi descartada a hipótese de que o crime tenha sido cometido por desrespeito a um toque de recolher não cumprido.

De acordo com os dados da Coordenadoria de Análise e Planejamento Estratégico (Cape), a média de assassinatos na capital paranaense foi de 1,66 por dia nos primeiros seis meses deste ano, enquanto em 2000, a média era de 1,73.


21 comentários

  1. Celso
    domingo, 4 de outubro de 2009 – 22:33 hs

    Isso não muda nada. Curitiba e região estão nas mãos dos bandidos.As polícias estão com medo de agir em razão da política do medo imposta pela SESP, os policiais preferem se omitir com receio de serem punidos. Não há hierarquia. Só desmandos de uma pessoa só. Nunca vivemos um clima de tanta insegurança em nossa cidade.

  2. PABUFE
    domingo, 4 de outubro de 2009 – 22:47 hs

    IGUAL RIO E S. PAULO.

    Estas barbáries sempre começam no Rio e em S. Paulo, tal qual está na moda da bandidagem, assaltar prédios deluxo.

    Estas matanças aqui em Curitiba, que não existiam, foram copiadas pelos marginais, = que atuam há amis de uma ano = no Uberaba, tranquilos, numa boa. Agora a moda chegou aqui para ficar. Polícia investigativa, hoje no Paraná, viraram CARCEREIROS DE LUXO DA BANDIDAGEM PRESA, QUE LOGO VAI FUGIR.

    Logo a moda de assaltos a prédios de luxo será imitada aqui na Capital.

    A SEGURANÇA FALIU NO PAÍS, PELA INÉPCIA DOS GOVERNANTES QUE FINGEM QUE FAZEM SEGURANÇA, NA BASE DE ESTATÍSTICAS, E A CADA ESTATÍSTICA DIVULGADA, A BANDIDAGEM PROMOVE MAIS CRIMES.

  3. GUERREIRO
    domingo, 4 de outubro de 2009 – 23:24 hs

    O judicíario tem entrar no caso, por favor senhores DESEMBARGADORES, faz uma reunião urgente com a Polícia Militar e polícia Civil, e de automonia para fazer o necessária, ainda com toda deficiência, a nossa policia AINDA é a melhor do BRASIL….

  4. Silvano Andrade
    segunda-feira, 5 de outubro de 2009 – 6:25 hs

    Demonstração de força???…esses vermes devem serem presos julgados e degolados…Quem não percebe que o crack esta por trás desta barbárie…enquanto isto o governo brinca de fazer segurança pública, tolerância zero ao estilo de giulliani…
    o que adianta depois da tragédia a polícia exibir fuzil e cara feia no icaraí…cadê a inteligência da polícia…dellazari vc como secretário de segurança é uma comédia…ou será que o governador impede que o seu trabalho seja bem feito…às vezes eu percebo que ninguém pode ousar brilhar mais que o governador.

  5. EPICURO
    segunda-feira, 5 de outubro de 2009 – 9:40 hs

    Vamos traçar o mapa do crime , Porque as estatisticas mostram que …E nao houve toque de recolher por parte dos traficantes ….bla, bla, bla, blá, agora se vcs me dão licença tenho que ir pra escolinha, rsrsrs !!!!! Ja ta acabando o estoque de desculpas!!!!

  6. segunda-feira, 5 de outubro de 2009 – 10:01 hs

    A maior preocupação desta replubliqueta na área da segurança, é o desarmamento,e o recadastramento da população (vitimas), estamos a merce da sorte!!!! não existe nem a luz no final do túnel.

  7. Wilson
    segunda-feira, 5 de outubro de 2009 – 10:29 hs

    TÁ TUDO DOMINADO!

    O PCC e outras facções criminosas tomaram conta de Curitiba e da região metropolitana!

    Cadê o trabalho de inteligência por parte da polícia?

  8. lontrax
    segunda-feira, 5 de outubro de 2009 – 10:49 hs

    Porque não dar nomes aos bois responsáveis:Requião,Delazzari e porque não,Beto Richa.Ou a Dona Fernanda não chega lá com a sua política de assistencialismo?

  9. Antonio W
    segunda-feira, 5 de outubro de 2009 – 11:20 hs

    Resultado do Estado nulo em segurança pública. Quantas chacinas ainda vão acontecer, com a morte de inocentes, neste catastrófico des-governo Requião?

  10. LEÃO DO CANGUIRI
    segunda-feira, 5 de outubro de 2009 – 11:48 hs

    Quando o poder público é omisso, a população paga o preço. Isso é fruto de uma política nacional errada quanto ao combate a bandidagem. Não adianta construir escolas, postos de saúde, quadra de esportes, se não há segurança para população local ou para os funcionários públicos que exercem suas atividades nestes locais.
    Sem polícia bem aparelhada e orientada, que leva vantagem nesta luta são os bandidos.
    O que aconteceu em Curitiba não há justificativa que explique. Tem que prender este marginais ou melhor mandar para o inferno este tipo de gente para não criar custo no orçamento público para mantelos gordos na penitenciária.
    Bandido bom é bandido morto como falam na gíria policial.

  11. Andre
    segunda-feira, 5 de outubro de 2009 – 11:53 hs

    fiqei de cara com um bebe de 5 meses!!!!
    é o fim mesmo!!!!
    se a policia mata eles ela esta errada!!!!

  12. José
    segunda-feira, 5 de outubro de 2009 – 12:05 hs

    Parabéns aos 10 mil eleitores que deram a vitória ao Reiquião na última eleição, o sangue dessas pessoas estão nas suas mãos, não só esses mas todos daqueles crimes que pessoas inocentes morreram por falta de segurança no estado, acidentes nas estradas estaduais, e por ai afora, enquanto isto, o Duce, fazendo campanha achando que vai se eleger senador, ACORDA POVO DO PARANÁ, antes que seja um filho(a) de vcs que morram nas mãos dos marginais que manda no estado, pois não existe segurança pública.

  13. Pedrão
    segunda-feira, 5 de outubro de 2009 – 13:51 hs

    A falta de segurança na cidade é inegável. Não se acha policiamento em canto nenhum, com exceção das verdinhas da prefeitura e do BPtran pra multarem os motoristas, correndo atrás da multas. Agora, a novidade dessa história toda é que escancarou a Curitiba jogada pra debaixo do tapete pelas autoridades locais. A Curitiba que não aparece no noticiário, dos barracos de madeira, do esgoto a céu aberto e da miséria humana evidente, que não conta com a atenção da prefeitura, agora é vista nua e crua, na sua pior forma e sustentada pelo descaso. Então, no blá-blá-blá político entre governo do estado e prefeitura de Curitiba, Richa e Requião, fica o sujo falando do mal lavado e ninguém faz nada. Tá na hora de limpar essa área, senão a situação só tende a piorar.

  14. Emerson H Cardoso
    segunda-feira, 5 de outubro de 2009 – 14:17 hs

    Como diz o Delazari o Sitema De Geoprocessamento do Crime resolve tudo, quem manda a polícia para onde precisa é o Cumputer… Ainda bem que Francisquine vem ai no próximo governo.

  15. Ranieri
    segunda-feira, 5 de outubro de 2009 – 14:49 hs

    Poder público é inepto e corrupto. Esperar o quê?

  16. he man
    segunda-feira, 5 de outubro de 2009 – 15:48 hs

    Queria ver os Yared da vida, organizarem uma passeata pedindo paz e segurança nas vilas…….Afinal quantos dos mortos iriam “estudar no exterior”????

  17. .Luiz
    segunda-feira, 5 de outubro de 2009 – 16:17 hs

    Se a coisa continuar assim, o povo vai ter que se armar e cuidar da sua segurança com seus próprios meios. Paciência tem limites.Outra alternativa é chamar as forças armadas para colocar ordem no País.

  18. lontrax
    segunda-feira, 5 de outubro de 2009 – 17:21 hs

    Cara,o Pedrão aí de cima falou tudo.A chacina mostrou a Curitiba que a midia comprada não mostra.
    Valeu Pedrão!

  19. Policial
    segunda-feira, 5 de outubro de 2009 – 17:40 hs

    A culpa é da própria sociedade, aí entendida as elites. Todo mundo acha republicano ver o Ministério Público perseguindo policiais pelo país inteiro. Ingenuamente pensam que o MP busca apurar as irregularidades acontecidas nas polícias quando, na verdade, apenas tenta desgastar a imagem das corporações para que ele próprio (MP) venha a ter o poder de investigar. Os policiais brasileiros não têm motivação para agir. Fogem das ocorrências como o diabo foge da cruz. E, vai ficar pior!

  20. Geógrafo
    segunda-feira, 5 de outubro de 2009 – 19:03 hs

    O Uberaba não fica na Zona Leste (ou sudeste, se formos mais exatos)?

    http://ippucnet.ippuc.org.br/Bancodedados/Curitibaemdados/Curitiba_em_dados_Pesquisa.asp

  21. pumacinzento
    segunda-feira, 5 de outubro de 2009 – 19:32 hs

    O povo deve sair as ruas. EXIGINDO a imediata saida deste HEREGE SECRETARIO DE SEGURANCA PUBLICA.VAMOS SAIR AS RUAS!!!!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*