Adiada compra da draga para o Canal da Galheta | Fábio Campana

Adiada compra da draga para o Canal da Galheta

dragaVia Zé Beto

Entrou areia na licitação do Governo do Paraná para a compra da draga para o trabalho no Canal da Galheta. A APPA confirmou que foi adiada a data para abertura das propostas, que seria hoje. O motivo veio do Tribunal de Contas. A inspetoria que fiscaliza o porto foi na esteira da denúncia do jornalista Celso Nascimento que, em sua coluna na Gazeta do Povo, informou com todas as letras que o negócio estava direcionado para a aquisição de um equipamento. De fato, no edital, entre outras coisas, informa-se que a draga pode ser nova ou usada. Coisa de louco, porque o prazo para entrega é de 60 dias e uma draga nova, dentro das especificações exigidas, não existe na prateleira de um estaleiro.

Também foi comunicado à Comissão de Licitação a estranheza de o edital ter sido publicado apenas num consórcio de jornais do Paraná cujos publicações basicamente são do Interior do Estado. Por enquanto não se sabe da existência de nenhum estaleiro em Apucarana, por exemplo. O adiamento da licitação por conta da intervenção do TC muito provavelmente foi decisão do governador Roberto Requião, segundo se comenta na Corte. Espera-se agora que o procedimento seja feito dentro de padrões aceitáveis. A dragagem do Canal da Galheta espera mais um pouco, afinal, há quase sete anos a coisa está feia por ali.


10 comentários

  1. Vigilante do Portão
    quinta-feira, 8 de outubro de 2009 – 18:40 hs

    Humm, o edital da licitação “internacional” foi publicado somente nos jornalecos do interior?
    Será que a Cequipel não fornece Dragas?
    E a compra dos 1000 ônibus escolares, como foi feita?
    Outro dia estive numa repartição públia e soube que não havia toner para impressoras e que também não tinha verba para comprar, dependiam da empresa fornecedora “emprestar” alguns cartuchos, caso contrário pararia tudo.
    Fico pensando, não tem R$10.000,00 para comprar toner e tem R$100milhões para comprar Ônibus. Lembrando que poucos municípios pediram os coletivos, na verdade os prefeitos cansaram de solicitar VERBA para transporte escolar.
    Assim, do nada, brotaram em frente ao Palácio Iguaçu, centenas de ônibus escolares. Bastante suspeito.
    Quem vendeu os ônibus?
    Quanto custou cada um?
    A licitação foi normal ou foi igual a da draga?
    O edital foi “dirigido”?

  2. BISTEKA
    quinta-feira, 8 de outubro de 2009 – 22:26 hs

    É só observarem….
    Como estão as negociações, por exemplo, do Porto de Antonina, que, segundo se comenta havia uma empresa se não me engano Canadense que fizera uma proposta que foi rechaçada pelo DESGOVERNO REIQUIÃO….Em seguida, comenta-se que com a falta da dragagem, com a proibição da exportação de carga seca pelo Porto de Antonina (o que, segundo consta, motivou muito desemprego por lá), o portgo, competente até então, foi sendo dilapidado pelo desmando da APA, até surgir um boato que o sucateamento se dava para cair o preço e grupo ligado ao REIQUIÃO adquirisse o Porto…
    É verdae? Não Sei… Só que muito se comenta nos porões desse DESGOVERNO…
    Agora, com essa da DRAGA…. lá vem droga aí gente!

  3. Reinoldo Hey
    quinta-feira, 8 de outubro de 2009 – 22:56 hs

    MUFATTO.

  4. recado ao vigilante do portão
    sexta-feira, 9 de outubro de 2009 – 8:47 hs

    Vigilante do Portão veja como fala da imprensa do interior do PR.
    O meu jornal “A voz do sertão”, com tiragem de 1.500 (Um mil e quinhentos) isso mesmo mil e quinhentos) é o maior jornal da minha região e o povo tem o direito de saber o que o nosso amado Requião realiza para o bem do PR.
    Por isso peço mais respeito a grande imprensa do interior do PR
    Chega de dar nosso dinheiro para Globo, Estado, Folha, JB e o nosso querido Requião gasta muito bem a verba publicitária

  5. VINGADOR ELEITORAL
    sexta-feira, 9 de outubro de 2009 – 9:27 hs

    FURARAM A DRA(O)GA DA MARACUTAIA. ESSE É O CARA.
    E AINDA FALA DOS DESMANDOS DO LERNER NA APPA.
    TEPO BOM, NÃO VOLTA MAIS…
    BETO RICHA E OSMAR DIAS NELES.

  6. Jonas II
    sexta-feira, 9 de outubro de 2009 – 9:51 hs

    Caro Fábio.

    A matéria do Celso Nascimento, que aborda o problema com a draga está censurada. Pelo menos no site da Gazeta do Povo quando acessado por qualquer secretaria estadual. É lamentável isto.

  7. bimbo
    sexta-feira, 9 de outubro de 2009 – 9:56 hs

    Vigilante do Portão, vc. esqueceu do “licóprito” que custou alguns milhões.

  8. bimbo
    sexta-feira, 9 de outubro de 2009 – 10:04 hs

    Essa “dróga” vai ser usada no máximo um vez por ano, vai custar caro a manutenção e a tripulação (vai ter que ter uma) vai ficar pescado na Ilha das Cobras a maior parte do tempo.

  9. parnanguara
    sexta-feira, 9 de outubro de 2009 – 10:59 hs

    O caso Antonina é verdade e para piorar as autoridades do MP nao fazem nada………. CADEIA PARA DUDU DOIDÃO.

  10. UM PORTUÁRIO
    sexta-feira, 9 de outubro de 2009 – 12:23 hs

    Qual o motivo da retirada do meu comentário sobre o Porto de Paranaguá? será que um PSICOPATA tem mais credibilidade que um portuário, haja vista, que o funcionário de carreira DILSON FERREIRA LOPES, SURDO-MUDO, reintegrado ao seu cargo, cumpre seu expediente na rua, em frente ao Palácio Taguaré, enquanto isso, o porto de “propriedade” desses FASCISTAS, segundo os jornais, prepara edital de convocação para um concurso, com a finalidade de contratar tripulantes para a “Draga”, que ainda não existe, o que é uma piada! cumpre salientar, que nem o Governo Federal, durante o regime militar, conseguiu manter à Companhia Brasileira de Dragagem, que foi extinta no Governo Collor, em face do seu milionário passivo trabalhista. “VIDA PREGRESSA, NELE!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*