Pugliesi perde a paciência com o assédio aos candidatos do PMDB | Fábio Campana

Pugliesi perde a paciência com o assédio aos candidatos do PMDB

2909pugliesi

Waldyr Pugliesi perdeu a paciência. Presidente do PMDB e líder do partido na Assembleia, ele está de maus bofes porque há gente de outras siglas em assédio explícito às lideranças políticas e sociais do PMDB.

O argumento mais usado para tentar tirar alguém do PMDB é o de que em outra sigla a eleição é bem mais fácil. “Isso é golpe do bilhete premiado, da eleição certa, e quem aplica é o punguista da vida pública, o 171 da política”, esbraveja Pugliesi.

Ele garante que a situação não passará incólume aos olhos do governador Requião. Em política, diz Pugliesi, a ética nem sempre é a diretriz do comportamento da maioria e alguma dose de compostura é necessária, frisa. “Se ela não ocorre espontaneamente é preciso que seja imposta”, completou, ameçador.

TRAIDOR – Na avaliação de Pugliesi, quem se deixar iludir pelo canto da sereia terá sua carreira política comprometida. “Aqueles que deixarem seus partidos, traindo-os, atraídos pelo golpe do ‘bilhete premiado’ da política, não se elegerão. Farão legenda para o vendedor do bilhete e passarão a ser membros da ‘Brigada Joaquim Silvério dos Reis’, o Patrono dos Traidores”.

Pugliesi completa informando, para quem não sabe, que Joaquim Silvério dos Reis é aquele traidor que entregou Tiradentes, herói da pátria, para ser enforcado pelos colonialistas.


16 comentários

  1. sonia lopes
    terça-feira, 29 de setembro de 2009 – 21:33 hs

    Me causa espanto a indignação do Pugliossauro.
    Afinal, foram os Deputados e Senadores do velho PMDB das mutretas que aprovaram a janela das infidelidades.
    Na visão obtusa do companheiro do Requião a traição só é válida quando beneficia o PMDB fisiologista, sem bandeira e sangue-suga.
    Pede para ca… e vai pra casa Pugliossauro.

  2. Paulo Lima
    terça-feira, 29 de setembro de 2009 – 21:38 hs

    O QUE SERA REQUIAO DEPOIS DE 3 DE ABRIL.

  3. Luis Adolfo Kutax
    terça-feira, 29 de setembro de 2009 – 22:03 hs

    Se existe o assédio é um bom sinal. Significa que tem expressividade. A maioria do PMDB, senão quase a totalidade, tem postura firme e convicção e não trairão o Pessuti. O PMDB tem uma história e fará a diferença. Na reunião da Assomec, em São José dos Pinhais, apareceu o Pessuti, e é fácil perceber que a sua fala ao discursar vem carregada de muita clareza e objetividade, o que é aliás é uma característica pessoal sua. De qualquer forma, pelas suas verdades e por sua história, muito bem escrita pelo Miguel Amaral em seu livro, sou Pessuti e este será o futuro governador do Paraná.

  4. Rsn.46
    terça-feira, 29 de setembro de 2009 – 22:32 hs

    Caro Fábio.

    Uma pequena relfleção. Nós já vimos um Paraná,como terra da esperança atraindo milhares de migrantes de outros estados que contribuiram para o nosso progresso e desenvolvimento. Quando vejo teu
    blog,imagino a tua frustração por estar tendo de citar pessoas tão peque
    nas (salvo ex autoridades) que se acham importantes em uma eleição pa
    ra o governo do Estado.Basta circular,de automovel, por um mes, pelo interior do Estado, para ver a decadência de nossas principais cidades.
    Faltam idéias,estratégias,planos de ação e visão do mundo.Nós paramos no tempo e no espaço.Com este pessoal vamos nos tornar
    uma média Macondo.

    Um abraço.

    noo
    P
    rofessor Galdino e outros do mesmo nível, vereadores, deputados estadua
    ii

  5. Eduardo
    quarta-feira, 30 de setembro de 2009 – 0:55 hs

    E o Réu quião vai fazer o que? Vai bater nos peemdebistas??

  6. CLOVIS PENA -
    quarta-feira, 30 de setembro de 2009 – 6:13 hs

    Ora, ora. Se o deputado perde a paciência é porque reconhece que a estratégia da oposição está dando certo, calcada em chances eleitorais bem visíveis. É uma questão de legítima defesa dos que pretendem um mandato a partir de 2010. Imagine só como estará a inquietude lá por abril.
    ————————————————————–
    Acho que da mesma forma como Beto “saiu” da composição com Osmar, Pessuti, ao ir à missa no dia 08, mostrou a que decidirá êle próprio o que fazer. Sem ser pautado.
    ————————————————————–
    Realmente, parece que algumas ONGS servem de meio de vida de beneficiários de verbas públicas. Com a palavra o Ministério Público, para ver em nome da sociedade os debates que surgem na Assembléia Legislativa.

  7. Moisés
    quarta-feira, 30 de setembro de 2009 – 7:43 hs

    Engraçado esse pessoal do PMDB. Qdo assumiram em 2003 utilizaram o poder para cooptar Prefeitos, vereadores etc. Foram inúmeros os Prefeitos que foram ¨convidados¨ a se aliar ao governo para ter recursos em seus municipios. Agora que está chegando o fim do ciclo estão esperando o que? Não caiu a ficha ainda seus manés?

  8. Mutuka
    quarta-feira, 30 de setembro de 2009 – 7:56 hs

    Esse Sr envergonha o PR.
    Mal educado, Prepotente, Truculento, Metido a Rei da cocada Verde, etc.
    Na verdade ele se acha o Gaz da coca-cola.
    Lamentável!!!

  9. Pedro
    quarta-feira, 30 de setembro de 2009 – 9:15 hs

    Óh, dó! O PMDB passou o mandato Requião assediando os prefeitos e deputados de outros partidos em troca dos favores da máquina do estado, o partido inchou e, agora, quando não podem prometer mais nada, eles exigem fidelidade dos caras. Isso é provar do mesmo veneno.

  10. Ana Paula
    quarta-feira, 30 de setembro de 2009 – 9:22 hs

    Rei posto é Rei morto.

    Campanha do voto em qualquer candidato a senador, exceto no Requião.

    Já fizemos isso uma vez, ao eleger o Flávio Arns, agora é questão de honra.

  11. Miro
    quarta-feira, 30 de setembro de 2009 – 10:05 hs

    Isso mesmo Moisés.
    Quando o PMDB virou governo, aceitaram todos os vereadores, prefeitos, deputados e outros puxa-sacos no partido.
    Agora reclamam exatamente igual do que foi feito antes.
    Estão com muito medo do desemprego.

  12. Marcos S.
    quarta-feira, 30 de setembro de 2009 – 10:13 hs

    Deste geito vai ficar ruim para se reeleger!!!

  13. marcondes
    quarta-feira, 30 de setembro de 2009 – 10:20 hs

    olhem quem esta falando em honestidade ,se liga politico profissional(nunca trabalhou na vida)

  14. JOÃO KASSAB
    quarta-feira, 30 de setembro de 2009 – 12:57 hs

    DE TODOS ESSES CANDIDATOS, O UNICO QUE TEM SE CONDUZIDO COM ÉTICA NO PROCESSO É O SENADOR ALVARO DIAS QUE TEM RESPEITADO O PMDB. O BETO E O OSMAR TEM FEITO INSISTENTES ASSÉDIOS AOS DEPUTADOS DO PARTIDO. ISSO AINDA VAI DAR MUITO O QUE FALAR.

  15. Antonio W
    quarta-feira, 30 de setembro de 2009 – 13:24 hs

    Não se pode falar em ética, respeito, honestidade, referentes ao governo requião e seus capangas.

  16. BISTEKA
    quarta-feira, 30 de setembro de 2009 – 19:24 hs

    Olá, Rsn.46… A REFLEXÃO SE RESUME EM 10 MIL VOTOS A MAIS, NINGUÉM SABE COMO, MAS ACONTECEU…
    Os 10 mil eleitores a menos, todos, sabiam do grande desastre que ocorreria neste fim de feira…do Reinado Requião III.
    Caro Antonio W: Desulpe-me mais complemento teu comentário…
    Não podemos chamar o bando de covardes de deputados apoiadores de REIQUIÃO de campangas…. Normalmente os capangas são corajosos, destemidos… Estes deputados do apoio ao Governo de Reiquião não passam de um bando de lambe-botas…entre outros termos que poderia utilizar em se comentando o comportamento daqueles que eleitos pelo povo, devriam estar cuidando dos interesses da população, mas, ao contrário, permanecem como LACIAOS DE REIQUIÃO, que, graças a DEUS, seu reinado está para terminar e próximo a ter fim este DESGOVERNO VERGONHOSO DO PARANÁ!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*