Osmar garante que Alvaro vai apoiá-lo | Fábio Campana

Osmar garante que Alvaro vai apoiá-lo

pol01190909

De Elizabete Castro, no Estado do Paraná

O senador Osmar Dias, do PDT, que ontem visitou o diretor-presidente da Editora O Estado do Paraná, Paulo Pimentel, disse que não foi convidado para o encontro estadual do PSDB em Curitiba, que será realizado hoje, no restaurante Madalosso, mas reluta em tratar como “crise” ou se referir a “rompimento” na relação com os tucanos.

Para Osmar, o momento pode ser definido como a hora da verdade. “Não é crise. Não é rompimento. É um momento em que cada um está revelando a sua verdade, a sua imagem e a sua personalidade”, disse o pré-candidato do PDT ao governo nas eleições do próximo ano.

Ao mesmo tempo, o senador também se recusa a considerar como sinal de um acordo eleitoral com o PT a sua condição de passageiro do voo que trouxe o presidente Luiz Inácio Lula da Silva a Curitiba, anteontem, para a posse do desembargador Ricardo Tadeu Marques da Fonseca, o primeiro juiz cego do Brasil a chegar ao TRT (Tribunal Regional do Trabalho).

Quanto ao seu irmão, Alvaro Dias, do PSDB, Osmar não tem dúvidas de que vai acabar apoiando a sua candidatura: “Uma eleição não passa pelo acordo de dois irmãos. Não tenho mais como retroceder da minha candidatura. E eu sei que o Alvaro vai fazer o que eu sempre fiz quando ele foi candidato. Vai me apoiar”, disse.

“Sempre criticam quando o Paraná é discriminado. Agora, quando alguém do Paraná é prestigiado, não valorizam. Dizem que é porque há interesse eleitoral”, protestou. E acrescentou: “Eu sentei do lado do presidente e conversamos sobre agricultura, pré-sal e até sobre o Corinthians. Não sobre aliança”, relatou.

Sobre os tucanos, Osmar disse que não irá fazer cobrança. Mesmo agora, quando o prefeito de Curitiba, Beto Richa, também se assume como candidato ao governo, junto com o senador Alvaro Dias. Osmar prefere esperar para ver o que acontece.

“O PSDB é um partido grande e forte. As pessoas que compõem o PSDB têm que saber o que eles mesmos disseram e o que não disseram antes”, afirmou sobre o acordo que havia entre os dois partidos de serem aliados na disputa do próximo ano.

O senador pedetista disse que irá respeitar se Beto Richa levar adiante a candidatura ao governo. “Ele foi eleito por quatro anos e terá que renunciar para ser candidato. Se ele renunciar, essa decisão terá meu respeito. Mas não sei o que a população de Curitiba vai pensar”, ressalvou.

Ponto delicado na discussão entre Osmar e os tucanos, a possibilidade de o irmão Alvaro Dias ser indicado candidato parece não perturbar ao senador pedetista. Embora Alvaro venha afirmando que tem um acordo com Osmar, que prevê a saída de um da disputa se o outro for candidato, o pedetista se mostra pragmático.

“Uma eleição não passa pelo acordo de dois irmãos. Não tenho mais como retroceder da minha candidatura. E eu sei que o Alvaro vai fazer o que eu sempre fiz, quando ele foi candidato. Vai me apoiar”, disse.


13 comentários

  1. V.Lemainski-Cascavel
    sábado, 19 de setembro de 2009 – 10:19 hs

    Essa do Osmar ter viajado com o Lulla e não ter conversado sobre alianças é difícil de acreditar!…
    Certa feita eu estava pescano com uma linha muito forte, 120 libras, num riachin piquininim. De repente um tubarão puxou. Briguei com o mesmo o dia intero. Quando o peixão já estava cansado, forçei a linha e a mesma quebro… Pirdi meu tempo e o peixe….
    Osmar, a tua citação é tão verídica quanto a minha pescaria…
    Acredito no cê!… rssss

  2. Diego
    sábado, 19 de setembro de 2009 – 13:24 hs

    O Osmar está dando sinais inequívocos de desiquilibrio mental! O maior apoio que o Senador Álvaro Dias pode dar a ele é levá-lo a um centro psiquiático.

  3. Andre
    sábado, 19 de setembro de 2009 – 14:04 hs

    Ah Lemainski, e que mal tem se o Presidente conversou com o Osmar sobre aliança… acho que seria mais oportuno a você tentar explicar como pode o Beto Richa ter fracassado em termos de público durante sua turne no final de semana passado ai na tua cidade e região… É porque no Oeste todos ainda se lembram o que representa ser herdeiro político do Lerner??

  4. sábado, 19 de setembro de 2009 – 14:55 hs

    De fato, a família Dias tem demonstrado muito as suas “personalidade”. O Paraná é bem maior que o sítio ou fazenda de vocês. No Paraná tem mais gente, que vocês teem de empregados. Por favor não meçam a inteligência do povo pela de vocês (até juntos). Por quanto tempo vocês acham que vão enganar o povo. Aquelas CPI’s, que você inventa Alvaro, não engana mais. Pois de produtivo e conclusivo não se viu nada ainda.

  5. Ita
    sábado, 19 de setembro de 2009 – 17:01 hs

    Para o Osmar ter o Apoio do PT é bom, mas para o PT ter o apoio do Osmar é ruim.

  6. sábado, 19 de setembro de 2009 – 17:18 hs

    Será que Osmar já pegou a doença dos Ptistas , mentir e enganar o povo ?

  7. HENRY
    sábado, 19 de setembro de 2009 – 17:45 hs

    SABE QDO QUE ELE TERÁ O APOIO DO IRMAO ÁLVARO? QDO ELE DEIXAR DE ANDAR COM O CHEFE DA QUADRILHA DO pt (partido do trambique) E SEUS ACECLAS. ANDAR COM lula É O MSMO Q ANDAR COM OS zés dirceu da vida, SENADOR… GARANTA SEU MANDATO DE SENADOR, SENÃO VAE ACABAR SEM MANDATO… ANOTE ISSO!!!

  8. Carmona
    sábado, 19 de setembro de 2009 – 18:00 hs

    Se o Osmar sempre apoiou o Alvaro, fará mo mesmo agora.Não tem razão para mudar, Até porque se não fosse o Alvaro estaria até hoje cuidando das suas fazendas.

  9. ParanáLimpo
    sábado, 19 de setembro de 2009 – 20:51 hs

    Caro Senador Osmar Dias: Caia fora o quanto antes dessa “aliança” com a quadrilha petista. Uma armadilha terrível. O preço do palanque para a terrorista será a derrota de Vossa Excelência em 2010! O único “projeto” dessa malta de lacaios é “limpar” os cofres públicos em favor do pessoal e da companheirada! Incompetentes e ladrões!

  10. Moisés
    sábado, 19 de setembro de 2009 – 22:09 hs

    Henry.
    Voce que critica o PT deve ser tucano de carteirinha. Afinal de contas relacione 10 ¨trambiques¨ comprovados que o Presidente Lula esteve envolvido.
    Só alguns aqui no Brasil não reconhecem os avanço deste governo. A grande maioria e o mundo reconhecem.
    O povo não tem memória curta e não esquece da era FHC. Colocar os tucanos/demos.. novamente no poder seria um grande retrocesso.

  11. Tiago
    domingo, 20 de setembro de 2009 – 9:05 hs

    Duvido que o Osmar leve adiante esta aliança com o PT. Falta um ano para as eleições, imagina se ele vai aguentar conviver com vários Moisés, um por pouco tempo já não é fácil. Se ele aguentar merece o troféu saco de ouro!

  12. Nelson Edison de Moura Rosa
    quarta-feira, 23 de setembro de 2009 – 10:42 hs

    Uma coisa é certa: Reunidos em uma mesma imagem os dois melhores secretários de Agricultura que este Estado já teve!

  13. PAULO SERGIO MOREIRA
    quarta-feira, 23 de setembro de 2009 – 14:04 hs

    fÁBIO!!!
    Um belo retrato: O Urtigão mais o Paulinho Nelore!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*