Secretaria do Tesouro não desaprovou financiamentos da Prefeitura | Fábio Campana

Secretaria do Tesouro não desaprovou financiamentos da Prefeitura

mario-celso-cunha1

O vereador Mario Celso Cunha (foto), do PSB, esclareceu hoje na Câmara Municipal os detalhes sobre financiamentos da Prefeitura junto ao Governo Federal.

Celso disse que “em nenhum momento” a Secretaria do Tesouro Nacional (STN) desaprovou um dos financiamentos solicitados pelo município. Um dos empréstimos, no caso o BID-3, depois de avaliado pelo STN, foi alvo de um novo pedido de informações à Prefeitura de Curitiba, o que está sendo providenciado.

“O pedido se refere à demonstração da capacidade de pagamento e a resposta já está sendo encaminhada à Brasília. Inclusive, nesta semana esteve na cidade o representante do ministério, Paulo Carvalho, tratando do assunto pessoalmente com o secretário de finanças Luis Eduardo Sebastiani”, disse o líder do prefeito Beto Richa na Câmara.

O IPPUC está concluindo o projeto de engenharia correspondente ao Metrô e o dinheiro solicitado foi para este projeto. O vereador informou que “depois da aprovação do financiamento do projeto é que os setores competentes vão direcionar as negociações para a criação oficial do metrô. Após a elaboração deste projeto, serão apresentados os resultados para a efetivação de Parcerias Público Privadas (PPP), além de recursos do Governo Federal, o que já ocorreu em outras capitais brasileiras.”

Quanto a demora para licitar o projeto básico, o líder do prefeito informou que “a demora não foi da Prefeitura. O atraso ocorreu porque uma empreiteira entrou na Justiça. A Prefeitura recorreu da decisão e ganhou a questão. Este foi o motivo da demora”.

O vereador também explicou sobre outros empréstimos, todos já liberados, casos do PRÒ_CIDADE, que foi aprovado pela CONFIEX, sem questionamentos. Também , o financiamento via Aliança Francesa , de 50 milhões, também foi liberado e com o prazo prorrogado, o que foi positivo para a cidade”. O CONFIEX tem como integrantes membros dos Ministérios da Fazenda, Planejamento, Procuradoria Geral da Fazenda Nacional e outros órgãos fiscalizadores.


5 comentários

  1. Vigilante do POrtão
    quinta-feira, 6 de agosto de 2009 – 20:42 hs

    O Jornal Gazeta do Povo, faz uma torcida para que o prefeito Beto Richa não consiga realizar as obras que prometeu. Os Fatos vão desmentindo o matutino. Pena que o jornal não se junte aos Curitibanos e Paranaenses que desejam as tais obras, seria um grande serviço para a comunidade.

  2. Renato
    quinta-feira, 6 de agosto de 2009 – 21:51 hs

    Deus nos livre de Pedro Paulo dirigindo a Cidade de Curitiba. Imaginem implantar o modelo do Nedson Micheleti de Londrina ou do Zeca do PT do Mato Grosso

  3. ETANOIS
    sexta-feira, 7 de agosto de 2009 – 11:22 hs

    ACHO MELHOR DAREM UM CHOCALHO PARA O PEDRO PAULO, POIS A CHORADEIRA VAI SER GRANDE.
    QUEM NÃO TEM EXPRESSÃO PARA APARECER NA MÍDIA COM PROJETOS, VAI DESTA FORMA, SÓ PARA TER UNS SEGUNDOS DE HOLOFOTES.

    PEDRO PAULO, JÁ LHE FOI DITO QUE A POPULAÇÃO DE CURITIBA, GOSTARIA DE SABER O QUE O NOBRE VEREADOR FAZ CMC ALÉM DE ESQUENTAR O BANCO.

    INFELIZMENTE O PT ACABA SENDO OFUSCADO EM SUA HISTÓRIA POR EPISÓDIOS COMO ESTES DE PEDRO PAULO E DE OUTROS ESTRELADOS GRAÚDOS DE BRASILIA.

    UM DIA EU ACREDITEI NESTE PARTIDO. HOJE EU O REPUDIO.

    QUE BOM QUE NASCEU O PSOL – POIS ESTE AINDA APARENTA SER DA MASSA E NÃO DO BOLO MONETÁRIO.

    VÁ TRABALHAR PARA A POPULAÇÃO PEDRO PAULO, AI SIM, VOCÊ PODE GANHAR MAIS ESPAÇO DO QUE DESTA FORMA

  4. Messias Marcolino
    sexta-feira, 7 de agosto de 2009 – 13:35 hs

    “O vereador Mário Celso esclareceu”. Só isso já diz tudo

  5. Julio Cesar
    sábado, 8 de agosto de 2009 – 20:33 hs

    Como o exercício da atividade política pressupõe a disputa, é normal que os que se dedicam a esta arte colecionem adversários, desafetos até. Agora, colocar-se contra os interesses de toda a cidade, torcendo para que Curitiba não obtenha os financiamentos, aí é “pracabá”, não acha, sr. vereador Pedro Paulo. Arrume o que fazer na vida, vá – quem sabe – prestar serviços voluntários em alguma instituição, mas deixe de lado o ódio e o ranço. Use mais o “rinso” e lave esta cara de pau antes de ficar se posicionando contra o desenvolvimento desta maravilhosa capital paranaense.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*