PT evita engrossar coro por renúncia e fortalece Sarney | Fábio Campana

PT evita engrossar coro por renúncia e fortalece Sarney

sarney_quinho
Eugênia Lopes e Christiane Samarco no Estadão

O PT reforçou ontem o apoio para a permanência de José Sarney (PMDB-AP) na presidência da Casa ao manter a posição pela licença temporária e não aceitar um convite de outros quatro partidos (DEM, PSDB, PDT e PSB) para pedir a renúncia do senador ao cargo. A decisão do PT acabou fortalecendo Sarney e deixando isolados os senadores que defendiam a renúncia – ao fim do dia, todos os partidos optaram por manter só o pedido de afastamento de Sarney.

Se o PT tivesse concordado com a renúncia, os demais partidos fariam o mesmo tornando inviável a permanência de Sarney no comando do Senado.

Em um plenário de 81 senadores, os 5 partidos somam 46 votos – 14 do DEM, 13 do PSDB, 12 do PT, 5 do PDT e 2 do PSB. Mesmo com as dissidências (senadores francamente favoráveis a Sarney), a situação do presidente do Senado ficaria mais frágil com o pedido formal dos partidos para que renunciasse.

Em uma demonstração clara de que sua renúncia ficou mais longe, Sarney fez questão ontem de presidir a sessão do Senado por mais de duas horas e depois desfilou com desenvoltura pelo plenário cumprimentando aliados e até “inimigos”. Inicialmente, os cinco partidos haviam cogitado fazer uma nota conjunta pedindo o afastamento de Sarney da presidência do Senado, mas acabaram desistindo, reforçando sua permanência no comando da Casa.

O dia começou ontem com os partidos de oposição tentando articular uma reação à tropa de choque do PMDB para que fosse preparado documento favorável à renúncia de Sarney do comando do Senado.

Numa reunião a portas fechadas, o líder do DEM, José Agripino Maia (RN), e o presidente nacional do PSDB, senador Sérgio Guerra (PE), afirmaram que a ideia era evoluir da posição de licença/afastamento para a renúncia de Sarney. O líder do PT, Aloizio Mercadante (SP), descartou imediatamente essa possibilidade.

“O mandato que tenho da bancada é com o pedido de licença temporária como ato de grandeza de Sarney. Não tenho mais nada além disso”, afirmou Mercadante, segundo participantes do encontro. O pedido de licença, que ao ser defendido pelo líder petista na semana retrasada significava um passo do PT contra Sarney, com o agravamento da crise ontem representava um recuo.

Para evitar acirrar os ânimos com o Planalto, Mercadante desmarcou reunião da bancada para se posicionar sobre a crise no Senado e a permanência de Sarney no cargo. Alegou que a posição dos 12 senadores petistas permanecia a mesma e, por isso, não era necessária nova reunião. Há dez dias, Mercadante foi enquadrado pelo presidente Lula, que mandou desautorizar sua nota defendendo a licença de Sarney.

Diante da posição petista, Agripino foi reunir-se com sua bancada, que decidiu também defender apenas o afastamento de Sarney e não mais a renúncia. O DEM também recuou da decisão de entrar com representação no Conselho de Ética contra Sarney – vai apoiar algumas das denúncias que já estão no colegiado (leia na página A7).

“Defender algo cuja solução está com o acusado tem efeito espuma”, justificou Agripino. A renúncia depende de gesto unilateral de Sarney. Já o afastamento poderá ser votado no Conselho de Ética. Sarney tem, no entanto, maioria folgada no colegiado – são dez votos a seu favor contra apenas cinco. “Nossa tese é do afastamento. Não houve mudança. O que importa é que no Conselho de Ética os votos serão iguais”, completou o líder do DEM.

Os tucanos também amenizaram o discurso. “A posição que tomamos foi a de pedir o afastamento do Sarney por dois meses”, disse Guerra. “Nunca pedimos sua renúncia. Isso é coisa do DEM.”


10 comentários

  1. Conegundes de Moura
    quarta-feira, 5 de agosto de 2009 – 8:33 hs

    Alguem tem dúvida que isso vai virar uma grande pizza? Eu não!

  2. Alerta
    quarta-feira, 5 de agosto de 2009 – 8:37 hs

    Em outras épocas o PT colocaria suas massas de manobras (MST), para fazer badernas em ruas pelo país e principalmente em Brasilia, por que será que agora que esta no poder, mudou de ideologia. Vergonha Nacional esse PT.

  3. Do interiorrrrr
    quarta-feira, 5 de agosto de 2009 – 8:50 hs

    Quando os “nobres” deputados e senadores trabalharão, de verdade, em favor da ética e do BRASIL????

    Até hoje, o que percebo é que a câmara e o senado são
    dois escritórios com duas finalidades:
    1) Ganhar dinheiro e;
    2) Se manter no cargo (mesmo que seja defendendo quem quer que seja, a qualquer custo), utilizando-se de toda a infra-estrutura do governo em prol de si mesmo.

    Prova disto: Para quê mais de 30 assessores para cada deputado se não para traçar metas para se manter no cargo?

  4. CAÇADOR DE PETISTAS
    quarta-feira, 5 de agosto de 2009 – 9:13 hs

    LULLA DA SILVA TAMBÉM CAI SE SARNEI CAIR.

    É SO SUJEIRA POR DEBAIXO DO TAPETE DA PRESIDÊNCIA DO BRASIL.

    O BRASIL COM LULLA ESTA NO MESMO CAMINHO DA VENEZUELLA, SOCIALISMO E DITADURA. FORA LULA, FORA SARNEI, FORA DILMA, FORA VERMES DO PT.

    Vejam quanta sujeira:

    Por CPI da Petrobras, Lula mantém apoio a José Sarney no Senado. Se o desgoverno Lula não estivesse atolado no mar de corrupção que alaga e transborda na Praça dos Três Poderes, em Brasília, não precisaria segurar o corrupto e podre José Sarney na presidência do pau-de-galinheiro, digo, senado federal.

    Que eu me lembre tivemos, em tempos recentes, vários escândalos, crises e “caos” federais no Brasil.

    O caos aéreo provocou o acidente entre o avião da Gol e o Legacy e derrubou o Airbus da TAM no aeroporto de Congonhas.

    O apagão elétrico deixou a indústria brasileira sem energia por falta de planejamento do governo Lula.

    A epidemia de febre amarela devastou a população brasileira.

    Tivemos o escândalo do dossiê envolvendo a ministra Dilma. E, mais recentemente, o escândalo da “Dilma, terrorista”.

    Tivemos a “república dos grampos”, com uma característica muito especial: não se ouviu um grampo ilegal sequer na CPI cujo objetivo específico era de investigar interceptações telefônicas clandestinas.

    Tivemos o escândalo da ANP, “produzido” a quatro mãos por Diogo Mainardi e Ali Kamel.

    Tivemos o escândalo da poupança, produzido pelo deputado Raul Jungmann e o PPS.

    Temos agora o escândalo da Petrobras, que disputa espaço com a epidemia do terrível vírus A, que provoca gripe que matou pobre sem acesso a médico e hospital no México — enquanto isso a dengue, a meningite e a febre amarela matam em Mato Grosso, em São Paulo, na Bahia…

    Será que alguém se habilita a coletar todas as capas de revista e as manchetes que os escândalos acima citados — e muitos outros, dos quais me esqueci — geraram no Brasil?

    Daria um livro maravilhoso a comparação entre a espuma produzida pela mídia e a realidade. Depois o público desiste de ler jornal e revista e eles não entendem o motivo.

  5. V.Lemainski-Cascavel
    quarta-feira, 5 de agosto de 2009 – 9:15 hs

    Esperavam o quê do PT?

  6. quarta-feira, 5 de agosto de 2009 – 9:48 hs

    Tirando realmente uma minoria, o Senado é composto de fantoches com pouco ou nenhum estudo, pois deve haver mais curriculuns por lá que não suportem uma investigação e com pessoas sem caráter ou com caráter muito duvidoso. Digo isto não só para que não se esqueçamos, pois se assim não fosse teriamos uma constituição regulamentada, um lei tributária séria e mais um milhão de assuntos que o Brasil precisa para Andar bem e estes ocupantes estão lá há 8 anos,e nada fizeram, e não fazem, porque os Sérios são uma ínfima minoria e não teem como fazer as coisas sozinhos.

    Isto posto, com ou sem instrução todos são adultos, acho que ali não há ninguém com menos de 35 anos.

    Então é espantoso, que qualquer um dos Senhores acredite, seja no que for, que seja dito por membros do PT, e isso independentemente de ser alguém falando em particular ou um “lider” falando em nome do Partido.

    É sempre mentira, pois eles não passam de marionetes e dependem do Baderneiro mor dizer faça ou não faça, e está muito claro que Lula quer o Sócio na presidência do Senado, a ninguém mais que a ele interessa o Brasil DESGOVERNADO, essa é a política de operação dos incompetentes, já que uma vez a baderna instalada eles arranjam culpados e nunca são eles. É sempre uma mentira deslavada.

    Estamos à beira de um ano eleitoral. Leve-se a questão para plenário aberta e televisionada, e vamos ter os nomes dos Canalhas que apóiam os Canalhas Mor. Uma coisa temos a certeza, eles não serão votados na próximas eleições.

    É ou não é democracia. Então tudo tem que ser transparente, vamos então ver quem é quem nessa casa das PALHAÇADAS.

    Porque de sério aí tem meia escassa dúzia de Senhores, o que é uma pena.

    VAMOS AGILIZAR A RETIRADA DO SARNEY DAÍ… OU FECHAR esse Cancer de despesa que é só para que serve LEVAR O DINHEIRO DO POVO,

  7. Ed
    quarta-feira, 5 de agosto de 2009 – 10:20 hs

    Cadê os cara-pintadas do tempo do Collor? Se não me falha a memória, o chefe dos cara-pintadas hoje é aliado de Lula que é aliado de Collor (que os cara-pintadas ajudaram a derrubar) e que também parece ser aliado de Sarney!

  8. Teodoro
    quarta-feira, 5 de agosto de 2009 – 10:29 hs

    O PT para não variar o costume, apoia e está junto aos corruptos, ladrões do dinheiro público, sem vergonhas e tudo que tem de mais podre no país ( PT + Sarney + Renan + Collor + Lula + Dilma + Zé Dirceu + Roubos ).

  9. Sidinei
    quarta-feira, 5 de agosto de 2009 – 12:05 hs

    Um país riquissimo em todo tipo de recursos naturais, que na mão de governantes competentes e honestos colocaria o Brasil em posição de nação de primeiro mundo.
    Estes que aí estão continuam trocando “ouro por espelho”.
    São verdadeiros vendilhões do que não é seu, acostumados a sangrar o dinheiro do povo que acredita nesta democracia podre, que só existe direito para quem está no poder ou tem recursos financeiros para protelar processos até sua prescrição.
    Nosso futuro nas mãos destes senhores será trágico.

  10. josé
    quarta-feira, 5 de agosto de 2009 – 12:57 hs

    O pt defendendo com unhas e dentes o sarney? Não tem preço…cadê o luis gringo? Cadê os “éticos” do pt?

    Ou será que isto é só o medo da CPI da Petrobrás? Ou da CPI das ONGs?

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*