Operação abafa para segurar a barra de filho adotivo de Requião | Fábio Campana

Operação abafa para segurar a barra de filho adotivo de Requião

Farra em casa noturna da avenida Bispo Dom José, no Batel. Às 3h00 da madrugada a polícia foi obrigada a intervir e prender uma rapaziada que infernizou a vida de todos na área. Entre eles, um que logo foi dizendo:

— Não ponha a mão em mim que eu sou filho do governador.

A PM não quis saber e levou todos para o CIAC, e depois para o 9º Distrito, onde foi lavrado o Termo Circunstanciado.

O rapaz que invocou a paternidade de Requião é o filho adotivo do governador, Ricardo Cordeiro Bertagelli. Outro preso, amigo de Ricardo, é Mateus Albuquerque, que carregava consigo boa reserva de maconha.

Tudo consta do Termo Circunstanciado de Infração Penal 6319306, lavrado pelo delegado Anderson Cássio Ormeni Franco, da novíssima geração de delegados que não atendeu a orden e apelos para esquecer o assunto:

— Eu não posso prevaricar, teria respondido.

Os rapazes foram soltos sob escolta da Casa Militar.


23 comentários

  1. Leitora
    quarta-feira, 5 de agosto de 2009 – 15:25 hs

    J….

    TUdo bem.. nao estava estudando pq estava de ferias é adolescente..lugar de adolescente é em casa e nao na rua… badernando.
    Se fosse trabalhador estaria cansado e nao ia pra algazarra.

    Mas enfim isso nao importa.
    O que importa é que ele quis se enaltecer com a policia.
    SE ele fosse detido ele tem todo o direito de procurar um advogado e permanecer calado…nao querer intimidar os policiais.
    Nao existe cabeca quente… QUER DIZER SE ISSO SERVE COMO DESCULPA EU MATO VC PQ ESTOU DE CABECA QUENTE.
    AH VAH….. ele deveria ser o primeiro a dar exemplo. ja que se acha tao importante a ponto de dizer que é filho do governador, que nao tem creditos nenhum grande merda ser filho desse homem.

    Me diga a policia tem q tratar esses baderjnos com petalas d erosa.. so é o que me faltava…. ali na batel é um inferno inclusive nesse bar… que ele estava apaens se divertindo….

    DU VI DO Q A POLICIA CHEGOU CHINGANDO du vi do……..

    so faltam vcs quererem que a policia peça desculpas.. faca meu favor..

    PARA DE DEMAGOGIA E SE É AMIGO DELE DE UNS CONSELHOS… A MAE DESSE MENINO DEVERIA DAR UMA SURRA PRA ELE NUNCA MAIS FALAR BOSTA.
    ENGRACADO NE?
    TODO MUNDO É SANTINHO TODO MUNDO Q TA NA CADEIA NO PRESIDIO TAMBEM É GENTE BOA.. SAO SANTOS.. SAO PESSOAS DE BEM, O DEPUTADO QUE MATOU DOIS JOVEM NO TRANSITO TAMBME É DO BEM, OS SOBRINHOS DO REQUIAO QUE MATARAM AS MENINAS E O TEU QUERIDO GOVERNADOR DEU CARTEIRADA TAMBEM SAO DO BEM…TODOS SAO SANTOS..gente finissimas…..pessoas que estavam de cabeca quente qdo cometeram delitos.Q coisa ne?!.

    AGORA O DIA QUE FIZEREM ALGO PRA VC AI VC REVE SEUS CONCEITOS…

    PIMENTA NOS OLHOS DOS OUTROS NAO ARDE NAO É MESMO?

    J.. se vc é amigo dele o minimo que deve é dar uns conselhos… nao defender pq CONTRA FATOS NAO HA ARGUMENTOS.

    Abraços.

  2. R.
    quarta-feira, 5 de agosto de 2009 – 15:28 hs

    Estou aqui, em nome do Ricardo, para explicar exatamente os fatos ocorridos. Pra começo de história não era na Rua Bispo Dom Jose, não era no bairro Batel, era na R. Julia da Costa proximo a um posto que fica na esquina da R. Alf. Angelo Sampaio. Apos sair de um bar com os amigos, todos foram se encontrar no posto para conversar. Tinha alguns jovens com violão, tocando uma musica, etc. Por volta das 2:30, um carro da policia chegou, mandou todos encostarem as maos na cabeça e começou a revista. Ricardo, foi revistado como todos que ali estavam( em momento algum disse ” tirem as mãos de mim…), por algum motivo, o policial olhou seus documentos e resolveu prende-lo. Chegando na DP um dos amigos de Ricardo pediu ajuda a alguns conhecidos do Ricardo. Algum policial da Casa Militar foi lá AJUDA-LO, não ABAFAR, não LIVRA-LO, so agilizar o processo do B.O. Dentro da DP os policiais insultaram Ricardo e seu amigo, fizeram inumeras perguntas de quem Ricardo era, quem ele conhecia, mais nada foi dito, diferente de como afirma a reportagem de Fabio Campana. O problema consta que, quem chamou a policia para revistar os jovens foi o Major Enio, morador do predio em frente ao ocorrido, ou seja, no minimo os policiais queriam mostrar trabalho e fizeram tal ato. Sem dizer ainda que a policial que estava na hora da abordagem agrediu alguns jovens…
    Obrigado pela atenção e peço que aceite o comentario.!

  3. Março aurélio
    quarta-feira, 5 de agosto de 2009 – 17:51 hs

    Olha, comparando com o joão arruda, esse caso não foi nada.

  4. Rodolfo Procopiack
    quarta-feira, 5 de agosto de 2009 – 18:16 hs

    Olha, é lamentável que eles ajam assim. Mas os exemplos são os piores possíveis na própria família. O sobrinho assassino, João Arruda, está condenado a ser o candidato a dep federal da família, para legislar em Brasília. É mole? Então, o que os outros pensam? Que é fazendo errado que as coisas se ajeitam.

  5. J.
    quarta-feira, 5 de agosto de 2009 – 18:31 hs

    “leitora”, para a sua pessoa só tenho uma coisa pra dizer: SANTA IGNORÂNCIA!

  6. Sir Ney
    quarta-feira, 5 de agosto de 2009 – 22:10 hs

    Depois do que vimos nos últimos dias no Senado, alguém tem dúvidas do futuro primoroso – na política, claro – dos Mamonas?

  7. SPS
    quinta-feira, 6 de agosto de 2009 – 11:21 hs

    Olhem só, estes filhos do Governador não são santinhos não, não é a primeira vez que eles detonam na noite de Curitiba, e segundo um comentário acima, a policia não pode chegar pedindo licença para vagabundo nenhum, O Ricardo se encontra 3:00 da manhã de segunda feira para converssar em posto de combustivel, tá bom essa nem o Goverbador acredita

  8. A.
    quinta-feira, 6 de agosto de 2009 – 14:32 hs

    Gente, ninguem aqui nunca foi adolescente.. ninguem aqui nunca saiu de casa pra aproveitar uma noite de ferias??? e por acaso ninguem aqui tem filho adolescente…
    Me desculpem mas TODO mundo tem direito de sair de casa e curtir com os amigos. Não é uma vez nem outra que a policia dá geral em jovens por apenas estarem juntos em grupo… Se foi encontrado maconha, fazer oq? Cada um faz o que quer, porém sem interferir na esfera de outrem, o que nao aconteceu: Estes jovens nao sairam espancando alguem ou fazendo algazarra na rua, muito menos insultando pessoas ou fazendo mal a alguem… Estavam curtindo a noite na deles!
    Isso tudo só é dito e tem tanta repercursao pq foi o filho do nosso governador. Poderia ter acontecido com qualquer um. O garoto é boa pessoa e aposto que se qualquer um que esta falando isso tudo aqui conhecesse ele, nao ficaria aqui falando tanta besteira!
    Obrigado mais um vez… E com certeza o mundo seria muito melhor se parassemos de julgar os outros pelos nossos olhos cegos e egoístas. Principalmente quando nao conhecemos de quem estamos falando!

  9. Vitória
    quinta-feira, 6 de agosto de 2009 – 14:49 hs

    Provavelmente o filho do governador não frequentou boas creches. O que se pudesse virar criança novamente não seria mais possível, pois o papai está fechando as existentes.

  10. Julião
    quinta-feira, 6 de agosto de 2009 – 15:55 hs

    Emerson,

    Todo mundo sabe que havia um carro “tirando racha” com o outro que matou os dois jovens. E todo mundo sabe quem conduzia esse outro carro, de quem era filho o motorista deste…

    Mas o abafa funcionou! E isso não caiu na mídia.

  11. LeoGG
    sexta-feira, 7 de agosto de 2009 – 9:50 hs

    Acredito que todos já fizeram algum tipo de “farra” na vida, seja ela uma festinha até as 05h da manhã, um som mais alto no posto da esquina, uma turma de amigos reunidos na casa de alguém ou outra qualquer.
    Mas o que vejo nesta cena, não é a farra dos meninos, nem a bagunça com som alto, ou a abordagem dos policiais, que apenas estavam fazendo uma ronda de rotina naquela rua.
    O principal foco desta cena, deveria ser a posse de maconha por um dos garotos. Não importa se era em pequena quantidade ou não, se era para consumo ou venda. O garoto estava com maconha, o garoto comprou maconha de algum traficante, traficante este que comprou de um dono de boca de fumo, qual comprará armas com o dinheiro pago pela maconha, qual comprará fugas de presídio com o dinheiro pago pela maconha, qual comprará um assassinato de um delegado, de um policial, de um jornalista ou de um garoto burguês ou um coitadinho, morador de uma favela qualquer.
    O foco principal desta cena, deveria ser a repressão à compra de drogas. Drogas essas que financiam o crime organizado.
    O garoto que tinha maconha “apenas para uso”, assumiu o risco de estar comprando um assassinato, uma fuga de um criminoso, uma arma para talvez matar um conhecido dele, ou um amigo político do pai dele ou talvez ele mesmo, com uma bala perdida.
    Não importa se ele estava com o filho do Governador, ou com outro garoto qualquer, ele estava com drogas ilicitas, proibidas e foi preso de forma justa e totalmente coerente.
    Esse é o foco da cena!

  12. J.
    sexta-feira, 7 de agosto de 2009 – 10:17 hs

    Olha a confusão que estão causando em cima de mentiras. Se Ricardo não fosse filho de Requião, nunca saberiam do que aconteceu. Milhares de pessoas são pegas por causa de maconha todos os dias, e nunca se ouve falar disso. Isso faz parte dum grupo de jornalistas desinformados e sensacionalistas que só estão afim de causar polêmica.

  13. LeoGG
    sexta-feira, 7 de agosto de 2009 – 10:56 hs

    Com todo o respeito a opinião do colega “J”, mas a Maconha é uma droga proibida.
    Sinceramente, para mim, se existem ou não, minhares de pessoas que fazem uso dessa droga ilícita, continua sendo proibida.
    Se milhares de pessoas matam, se milhares de pessoas se prostituem, se milhares de pessoas roubam, traem, ofendem, discriminam e agridem, continua sendo errado.
    Não vou deixar de achar um absurdo, um erro, uma afronta, fecharmos os olhos ao que milhares de pessoas fazem de errado diariamente e fazer igual á eles, deixar de ensinar aos nossos filhos que aquilo é errado, apenas porque milhares de pessoas o fazem diariamente.
    Felizmente, temos pessoas que se expõem na mídia e fazem polêmica de fatos acontecidos como este.
    Já conseguimos progredir e muito no Brasil, graças às grandes polêmicas instauradas neste País, que muita coisa ruim deixou de ser rotineira em nossas vidas.
    Quando uma pessoa, se torna pública, ela assume o risco de que tudo que ela faça em sua vida, também se torne público. Ou seja, essa pessoa pública será sim, julgada pelo povo. Bem ou mal, é um risco assumido por ela.
    As polêmicas sempre vão existir e em várias situações, graças às polêmicas, conseguimos mudar barbaridades ocorridas neste País.

  14. marlene lovato
    sexta-feira, 7 de agosto de 2009 – 11:02 hs

    Gostaria de dizer para esse povo mesquinha que faz comentarios maldosos sobre o filho adotivo do requião, que qualquer um de voces estão sujeitos a ter um filho envolvidos com droga, ou outras coisas mais, então não jugue paranão ser julgado, voces se colocam no lugar da mãe do rapaz. Ninguem tem direto de jugar ninguem não importa que seja.

  15. mariana
    sexta-feira, 7 de agosto de 2009 – 13:33 hs

    gente, ele é só um menino de 18 anos, como todos os outros, ele não estava bêbado, estava simplesmente em um posto de gasolina junto a demais meninos da sua idade, aconteceu uma blitz de rotina e um dos amigos dele estava portando maconha, q culpa tem ele nisso tudo? de estar no posto com amigos???? quem nunca pasou por uma situação dessas, vc não pode ver alem do que seus olhos enxergam, ou seja o Ricardo não poderia saber ou não se o amigo estava com ou sem maconha,,,
    o x da questão não é este, é simplesmente porque é filho de um politico, e como sempre tem mais notoriedade do ´filhos de pessoas comums…
    é facil entrar em um site e falar o que não sabe e opinar sobre o que se ouviu falar, vcs estavam lá? viram o que aconteceu? então tratem de pesar bem as suas palavras, não julguem o livro pela capa.. eu estava lá e sei bem o que aconteceu, e foi exatamente assim como eu relatei, conheço o Ricardo desde pequeno, e se um dia vcs conhecerem saberão q ele não carteirou ninguém , muito menos desacatou os policiais, como toda pessoa tentou se defender, e tem mais a policia só soube q ele era filho do Requiao quando ele chegou na delegacia, prova de que ele em momento algum carteirou ou desacatou autoridade, ele só foi levado para delegacia porque estava com o menino q portava maconha, e só foi chamado uma pessoa da casa militar porque o delegado exigiu os pais para q os meninos fossem soltos… o mais engraçado é q todo mundo faria a mesma coisa se fosse filho do Governador, mas como não são, acham q o q ele fez foi errado, se fosse vcs? fariam diferente???? hipócritas..

  16. LUCIANA
    sexta-feira, 7 de agosto de 2009 – 14:53 hs

    ESPERO QUE O POVO NÃO ESQUEÇA DAS CANALHISSES DO GOVERNADOR SUA FAMILIA QUE ATUALMENTE SE TRATA DA HERANÇA MALDITA, PORQUE ELE PROVAVELMENTE VAI INDICAR UM LARANJA PARA AS ELEIÇÕES

    ABRA O OLHO POVÃO PARANAENSE, O REQUIÃO NUNCA PRESTOU IMAGINE ENTÃO O QUE VEM DELE!

  17. leitoraaa
    sexta-feira, 7 de agosto de 2009 – 15:39 hs

    Caros… vivemos em uma democracia…..

    Se o garoto se achou tao importante ao ponto de dizer aquele velho ditado: ” vc sabe com quem esta falando?”” rssr.. nao disse com essas palavras mas isso é tipico da familia do nosso governador querido e pessoas que acham que sao DEUS.
    Poder soberano.
    Ele tem que agir como tal, demonstrando respeito.
    é impossivel dirigir a noite, pois grande parte de playboyzinhos estao furando sinal, bebados xingando gritando na rua como uns imbecis….
    A midia esta ai para mostrar mesmo, divulgar, denunciar.
    Precisamos saber o que anda pelas noites escuras de curitiba e interior, dos dias tmabem
    Se fosse qualquer outra pessoa tambem estaria na página policial, mas isso concerteza!!!
    Qtos e quantos que tentam coagir a policia é preso e jogado direto na DP….vcs nao sabem, realmente nao sabem ….. afinal so a policia que encara o dia a dia mal estruturados, sim pq pro Governador ele esquece da corporacao militar, esquece que eles precisam de estrutura, pessoal, equipamentos viaturas…mas ..isso todos ja sabem…

    O que estamos julgando além da droga, que houve comentarios perfeitos acima falando das suas consequencias LEGG foi fantastico.
    Mas sim a ARROGANCIA de querer esnobar a policia como se nada fosse, eu falo que sou importante e eles liberam a gente.

    isso é claro que foi atitude dele

    e Qualquer um que seja suspeito a policia tem o DEVER de parar… o DEVER..quem nao deve nao teme.

    Se eu fosse policial fazia comer a maconha pra nunca mais usar essa porcaria.

    MAIS UMA VEZ PARABENS A MIDIDA PARABENS A POLICIA PARABENS AO DELEGADO.

    MOSTRANDO E NOS INFORMANDO DAS NOTICIAS COM CLAREZA E COMPETENCIA.

    ESPERO QUE ESSA CRIANCA APRENDA QUE a vida nao se resume a CARTEIRADA …POR TER DINHEIRO STATUS OU QQ OUTRA MERDA QUE SEJA.

    e sim RESPEITO… RESPEITO COM OS POLICIAS RESPEITO COM A LEI…………….

    PARABENS AOS COMENTARIOS SOLIDOS. MEUS PARABENS.
    ATS…

  18. J.
    sábado, 8 de agosto de 2009 – 14:59 hs

    meu Deus, mas essa “leitoraaa”é com certeza a pessoa mais ignorante do mundo, só fala besteira!

  19. Eleitor
    sábado, 8 de agosto de 2009 – 17:39 hs

    A Mariana é tão ingênua que se o filho dela fosse viciado, chegando em casa com sinais de consumo, começassem sumir coisas na residência, ela não notaria algo errado.

    Não sabia que os amiguinhos estavam com um pacote de maconha?
    Que santo! Deveria ser iniciado um processo de canonização…

    Políticos e suas famílias não são pessoas comuns, são pessoas públicas e devem dar exemplos de valores para a sociedade. Se não tem podem procurem outra coisa prá fazer da vida.

  20. Reginaldo Araújo
    domingo, 9 de agosto de 2009 – 15:59 hs

    Li agora os comentários dessa “J”. Não é de admirar que nessa família os escândalos se sucedam. É que eles não acham anormal o que acontece com os seus. Pode atropelar no trânsito, andar com maconheiros, peitar policiais. Ao contrário de vir a público e dizer: “ELES ERRARAM”, dizem o que estão dizendo. ” coisas da idade, bobagem…”. Valores trocados, minha cara “J”, valores trocados…

  21. V.A.
    quinta-feira, 24 de dezembro de 2009 – 11:13 hs

    Essas pesseoas que defendem tal atitudes, com certeza nunca perderam familiares ou amigos em acidentes onde o alcool e a droga foram as cusas de tal, desejos que nao precisem passar por estas experiências para mudarem de ideias, Outro sim, nao sei por que se preoucpam tando em defendê-los, fiquem certos que estes meliantes teem os melhores advogados, isso tudo povo por nós, pobres trabalhadores paranaenses que aindam sonham com jsutiça igual para todos.
    Ou será que Pobre é sempre traficante e fico apnas usuário?
    Façam o favor, deixem a lei fazer a lei, chega de impunidade…

  22. V.A.
    quinta-feira, 24 de dezembro de 2009 – 11:16 hs

    Essas pesseoas que defendem tal atitudes, com certeza nunca perderam familiares ou amigos em acidentes onde o alcool e a droga foram as cusas de tal, desejos que nao precisem passar por estas experiências para mudarem de ideias, Outro sim, nao sei por que se preoucpam tando em defendê-los, fiquem certos que estes meliantes teem os melhores advogados, isso tudo pagos por nós, pobres trabalhadores paranaenses que aindam sonham com jsutiça igual para todos.
    Ou será que Pobre é sempre traficante e fico apnas usuário?
    Façam o favor, deixem a lei fazer a lei, chega de impunidade…

  23. jumior
    terça-feira, 24 de maio de 2011 – 19:44 hs

    Pilantra igual o pai

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*