Mercadante reúne bancada para decidir sobre Sarney | Fábio Campana

Mercadante reúne bancada para decidir sobre Sarney

PTbancadaLMar.jpg

Josias de Souza na Folha Online

Aloizio Mercadante (SP), líder do PT, quer reunir sua bancada para discutir, de novo, a posição a ser adotada em relação a José Sarney. É a quinta vez que os petistas se encontram para debater o mesmo tema. Nesse vaivém, a maioria anti-Sarney se liquefez.

No auge da crise, o pedaço do PT que torcia o nariz para o presidente do Senado chegou a reunir oito dos 12 senadores da bancada.

Hoje, esse grupo não passa de cinco: Tião Viana (AC), Flavio Arns (PR), Eduardo Suplicy (SP), Augusto Botelho (RR) e Marina Silva (AC), com os dois pés no PV.

Deve-se a reversão do placar à pressão exercida pela direção do PT, pelo deputado cassado José Dirceu e por Lula.

Na semana passada, depois da quarta reunião com a bancada, Mercadante dissera que o PT não aceitaria o arquivamento em bloco das denúncias contra Sarney.

Insinuara que o partido ajudaria a reabrir as ações que diziam respeito às mazelas do Senado –a edição de atos secretos, por exemplo.

O presidente do PT, Ricardo Berzoini (SP), que parecia endossar a tese de Mercadante, recuou.

Ideli Salvatti (SC), Delcídio Amaral (MS) e João Pedro (AM), os três petês que votam no conselho, também tiraram o chão de Mercadante.

A trinca não se dispõe a votar contra Sarney. Como se fosse pouco, a encrenca ganhou um novo ingrediente.

Suplentes no Conselho de (a)Ética, Ideli e Delcídio pressionam Mercadante a nomear um par de titulares governistas para o colegiado, o que os eximiria de votar.

Com o beneplácito do governo, Romero Jucá (PMDB-RR), líder de Lula no Senado, e Roberto Cavalcanti (PRB-PB) se dispuseram a preencher as duas vagas.

Vagas que foram abertas com as renúncias de Antonio Carlos Valadares (PSB-SE) e João Ribeiro (PR-TO).

Porém, para desassossego de Ideli e Delcídio, Mercadante se recusa a protagonizar a manobra pró-Sarney.

A reunião do petismo será feita neste início de semana, provavelmente nesta terça (18). Para evitar surpresas, a tropa de Renan Calheiros mostra os dentes.

Líder do PMDB e principal operador de Sarney, Renan cuidou para que o PMDB se ausentasse da sessão da Comissão de Justiça, na semana passada.

Uma sessão em que tucanos e ‘demos’ aprovaram a convocação da ex-secretária da Receita Lina Vieira.

O depoimento de Lina ocorrerá nesta terça. Ela reafirmará: Dilma Rousseff pediu-lhe para “apressar” a fiscalização da Receita sobre os negócios da família Sarney.

Na improvável hipótese de o PT criar problemas para Sarney, o PMDB acena com uma vendeta. Daria mais uma mãozinha à oposição.

Ajudaria PSDB e DEM a aprovar a convocação da própria Dilma, chefe da Casa Civil e candidata de Lula à presidência.


7 comentários

  1. Luis Adolfo Kutax
    segunda-feira, 17 de agosto de 2009 – 8:20 hs

    Infelizmenste percebe-se que pela omissão todos estão envolvidos. Na primeira vez deixarei de votar, vou cancelar e/ou anular meu voto.

  2. ofaxineiro
    segunda-feira, 17 de agosto de 2009 – 8:39 hs

    Vamos ver qual a decisão dos senadores, volta a ser o PT dos trabalhadores e afasta o Sarney ou continua como PT da teta e tudo fica como está……..

  3. Zé Ninguém
    segunda-feira, 17 de agosto de 2009 – 9:33 hs

    O ex – presidente Sarney esta com a benção do presidente hoje da ralepublica , o Ali Babá não vai deixar seu guardião a mercê da opinião publica e vai dar sustentação para que as coisas caminhem assim nessa chuva de verão que molha faz um estrago pequeno mas não afeta o andamento do sistema criado .
    O Mercadante esta jogando para a torcida , quer garantir o discurso do ano que vêem , eleger seus deputados e tentar levar a candidata do PT ao segundo turno, e daí para frente o que vier e lucro.

  4. Pandolfo
    segunda-feira, 17 de agosto de 2009 – 11:01 hs

    O QUE ESSES CARAS DISCUTEM EM REUNIÃO????
    DISCUTEM COMO NOS ENGANAR MAIS UMA VEZ!. NOS ENGARAM PARA SEREM ELEITOS, INCLUSIVE O PRESIDENTE E AGORA QUEREM SALVAR O SARNEY E NOS DAR A ENTENDER QUE NÃO ESTÃO MANCOMUNADOS COM ROUBOS…………….
    FORA ESSA CORJA TODA……….
    VAMOS LIMPAR O SENADO E O CONGRESSO DESSE TIPO DE ENGANADOR!! VAMOS PELO MENOS TENTAR, NÃO SEI SE CONSEGUIREMOS, ELEGER PESSOAS MINIMAMENTE HONESTA!!!!!

  5. Ita
    segunda-feira, 17 de agosto de 2009 – 11:59 hs

    E a saída dos demais Senadores?
    Do Paraná Álvaro e Osmar Dias e o Flavio, como fica?
    Deveriam renunciar o mandato também.

  6. Teodoro
    segunda-feira, 17 de agosto de 2009 – 13:56 hs

    Quem apoiar o Sr. Sarney será lembrado nas urnas no ano que vem, e pode não retornar ao cargo ou não se eleger ao cargo pleiteado!
    Os petistas indecisos que fiquem bem espertos, pois poderão serem engolidos pela falta de posicionamento!

  7. Chico 1
    segunda-feira, 17 de agosto de 2009 – 14:13 hs

    Essa reunião, na verdade, é só para discutirem o sabor da pizza!!!
    Nada mais do que isso!!!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*