Justiça condena publicitário a indenizar Beto Richa | Fábio Campana

Justiça condena publicitário a indenizar Beto Richa

O publicitário Hiram Pessoa de Mello foi condenado pela Justiça do Trabalho a pagar indenização de R$ 260 mil ao prefeito Beto Richa. Mello também terá que pagar R$ 130 mil de honorários advocatícios e R$ 26 mil de custas do processo que ele mesmo moveu contra Richa, mas perdeu por litigância de má-fé.

Pessoa de Mello entrou com uma ação alegando que Richa deixou de lhe pagar R$ 1,3 milhão, referente a criação e condução da estratégia da campanha eleitoral de Richa nas eleições de 2004.

Ao fazer sua defesa, Richa requereu a condenação de Pessoa de Mello por litigância de má-fé, quando o autor do processo altera a verdade dos fatos em suas alegações, tentando induzir o juízo em erro.

“O autor (Pessoa de Mello) excedeu no exercício do direito de ação, que é garantido constitucionalmente e que, segundo a doutrina, é subjetivo, autônomo e abstrato, mas que não deve se afastar da lealdade. Com a sua conduta, tentou induzir o Juízo a erro, na busca do seu enriquecimento sem causa em detrimento do prejuízo do requerido (Richa). Ainda, sonegou documentos e tentou obter a devolução daqueles juntados à determinação do julgador”, escreveu em seu despacho a Juíza Titular Ana Maria das Graças Veloso, da 7ª Vara do Trabalho de Curitiba.


9 comentários

  1. André
    segunda-feira, 10 de agosto de 2009 – 17:15 hs

    Bem feito! Quem manda ser nó cego! Não paga quem trabalhou pra ele e vai ter que pagarpor ser pilantra! Bem feito!

  2. V.Lemainski-Cascavel
    segunda-feira, 10 de agosto de 2009 – 18:19 hs

    Perdeu dinheiro e a moral. O chopim caiu do ninho.

  3. segunda-feira, 10 de agosto de 2009 – 18:32 hs

    Paga assim aprende a não fazer Bobagem há que moralizar esses garotos.

  4. Parnanguara
    segunda-feira, 10 de agosto de 2009 – 18:51 hs

    Vai gastar o dinheiro que recebeu do Reitor Moreira e do Fabio Camargo em 2008, naquela célebre eleição que somando os dois candidatos (Reitor e Camargo), não conseguiu mais de 2%. Hiram, abre logo sua caixa-preta e paga essa conta! Hahaha

  5. Abadia
    segunda-feira, 10 de agosto de 2009 – 19:49 hs

    Não se esqueçam de que Beto é cunhadão da juíza do trabalho que representa o TST no Conslho Nacional de Justiça: Dra. Morganda, mulher do Pepe Richa.

  6. NAGIB ABDALLA
    segunda-feira, 10 de agosto de 2009 – 20:57 hs

    Abadia,
    Não diga asneira. Levantar suspeição é grave. Dra. Morgana, de conduta ilibada e notável saber jurídico, haja vista que está no Conselho Nacional de Justiça, poderá atraves de um processo exigir que você pague mais que o publicitário.
    Tem essa grana?

  7. Rogério
    terça-feira, 11 de agosto de 2009 – 8:04 hs

    Deveria ter sido obrigado a fazer tratamento psicológico também. Aquela campanha que ele fez para o ex-reitor deixou evidente que ele tem problemas psicosociais.

  8. carlinhos
    terça-feira, 11 de agosto de 2009 – 11:29 hs

    Engraçado, todo “parente” do político Beto tem conduta ilibada e notável sabe. Já os dos outros ………..

  9. Pelópidas
    terça-feira, 11 de agosto de 2009 – 11:49 hs

    Publicitário quem?
    Aquele que montou a tal RADAR PRODUÇÕES, lá no Boqueir ãocom equipamentos “comprados” da TV Educativa no governo Alvaro Dias?
    E que de lá para cá é quem faz todo material publicitário da Boneca do Iguaçú.

    Não! Acho que não. Isso é mais uma invenção da imprensa canalha.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*