Gripe suína: o risco agora é a falta do remédio | Fábio Campana

Gripe suína: o risco agora é a falta do remédio

arns280607

Depois que o Ministério da Saúde atendeu ao apelo dos infectologistas paranaenses e alterou o protocolo de atendimento dos doentes, os pacientes passaram a receber a medicação tão logo apresentassem os primeiros sinais da doença.

Agora, o senador Flávio Arns tem outra preocupação: a falta dos remédios eficazes no combate à gripe. Entre eles, o Tamiflu.

“Nós entramos num outro problema: não existe medicamento para atender a população em quantidade suficiente”, alertou o senador. Flávio Arns, que está sendo constantemente informado da situação caótica ora existente no Paraná, solicitou da tribuna ao vice-Presidente da Comissão de Assuntos Sociais, Senador Paulo Paim, que seja chamado ao Senado o Ministro da Saúde para dar explicações sobre a situação.

O Ministério da Saúde informa que existem nove milhões de kits do remédio Tamiflu, importado na época da gripe aviária. “Esse remédio está bom? Está dentro da validade? Está envasado, preparado para consumo?” são questionamentos que o senador quer ter esclarecidos.

Embora os especialistas estimem haver 50 mil casos da doença no Estado, Arns informou que o Paraná recebeu apenas 1.400 kits do remédio para as crianças, o que atende a apenas três delas com a doença, por município. “Em Curitiba, no dia de hoje, os pais foram procurar o medicamento nos centros indicados, porque foi receitado pelos médicos, e simplesmente não estão encontrando”, alertou o senador.


11 comentários

  1. P.C.
    segunda-feira, 10 de agosto de 2009 – 10:40 hs

    Os prefeitos de cidades do interior estão sendo chamados a Curitiba para levarem suas 02 (Duas) ou 03 (tres) doses do medicamento, dependendo do porte do Município. Isto me foi confidenciado pelo Secretario de Saúde de um pequeno município da região de União da Vitória.

  2. segunda-feira, 10 de agosto de 2009 – 10:48 hs

    Senador Flávio Arns, é preciso que entndamos que estamos à volta com a imcompetência de um Ministro, não sabemos se ele tem ou não as 9 milhões da dose do remédio, mas ele provávelmente ouviu falar e também não sabe, se está na vaidade isso então seria um milagre o Temporão saber, tudo o que ele faz é ir à TV e informar que está tudo sob controle, uma afirmação destas nos leva a querer que esse senhor precisa procurar tratamento psiquiátrico.

    As medidas tomadas no PR são Inócuas, o Medicamento eu vou buscá-lo onde estiver e distribuílo em Curitiba em menos de 24 hrs. se for preciso, parece que os concursados não estão dando expediente para não se contaminarem, eu não me contamino.

    Tenho falado e passado informações ao Senador Álvaro Dias que incansávelmente tem acionado o que pode, claro que não pelas minhas informações, mas como circulo pela net recolho informações de profissiionais de saúde competentes e repasso.

    Mas não adianta ficar convocando irresponsaveis como o Temporão o que é preciso é ação. Ele não fez nada consciente em três meses o que o leva a acreditar que faça agora. Como Nomeado do Executivo é produto de lá IRRESPONSÁVEL.

  3. Rui
    segunda-feira, 10 de agosto de 2009 – 11:20 hs

    É isso ai Senador alguém tem que nos ajudar…..

  4. elaine
    segunda-feira, 10 de agosto de 2009 – 11:43 hs

    Bem tenho acompanhado todas as notiçias o problema e que nao estao divulgando de maneira correta e por isso a populaçao nao esta nem aiiiii!!!!!!
    Na minha opiniâo não deveriam esconder o sol com a peneira , ja ta mais que na hora de expor o problema ,e abrir os olhos de todos . Vi uma reportagem onde as cidades menores ja estao começando a fechar as portas , infelismente estou vendo acontecer isso aqui tambem . Bem estou muito asssustada porque tenho um filho pequeno , e aonde trabalho as informaçoes sao bem diferentes do que as anunciadas , obrigado pelo spaço.

  5. BRANCO
    segunda-feira, 10 de agosto de 2009 – 13:30 hs

    Enquanto as autoridades estão editando medidas, visando combate à propagação do vírus da Gripe Suina, o Colegiado supremo da educação do Paraná – CEE-, está reunido em sessão plenária com todo seu staff de conselheiros e assessores, por uma semana, das 8h às 18h.
    Atitude imprudente, irresponsável e que comprova que o notório saber daquela Casa há muito já só se mede por jetons…
    Que nossas autoridades possam guardar doses extras de Tamiflu para os irresponsáveis do Conselho Estadual de Educação.

  6. HARE BABA!!!
    segunda-feira, 10 de agosto de 2009 – 14:20 hs

    Não basta alertar ilustre Senador, é necessário chutar o balde!!! botar a boca no trombone, tirar a bunda da cadeira!!!!

  7. carlinhos
    segunda-feira, 10 de agosto de 2009 – 14:56 hs

    Gostaria de lembrar que a saúde foi municipalizada e é, portanto de competência municipal. Cada prefeito tem autonomia para gerenciar a saúde em seu município, inclusive a compra de medicamentos.

  8. rachel
    segunda-feira, 10 de agosto de 2009 – 15:05 hs

    FORA TEMPORÃO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    O ESTÚPIDO SE ESPECIALIZOU EM DESAUTORIZAR AS AUTORIDADES SANITÁRIAS DO PR , DIZENDO QUE O USO DO TAMIFLU SEM O TESTE POSITIVO ERA IRRESPONSABILIDADE, E QUE PARAR AULAS É UMA ESTUPIDEZ…
    ACABEI DE FALAR COM UMA EPIDEMIOLOGISTA SOBRE UM CASO NECROPSIADO NO QUAL O TESTE FOI NEG, E ELA ME RESPONDEU: VAMOS CONSIDERAR A CLÍNICA QUE É SOBERANA…!!!! O PCR TEM SIM UM PERCENTUAL DE FALSOS NEGATIVOS….E AGORA TEMPORÃO-BOBÃO?????

  9. Eraldo Oliveira
    segunda-feira, 10 de agosto de 2009 – 17:47 hs

    Por favor, alguem poderia dizer a real situação que nos encontramos? Uns dizem que é igual a gripe normal, que somente no ano passado matou mais de 4.800 pessoas no Brasil, outros dizem que a situação é catastrófica e que a pandemia não tem mais solução que somente após o final do inverno saberemos quantos morrerão até lá!!!! Por favor ajudem esta população que está perdida e o pior de tudo sem veículos confiáveis de comunicação, pois todos estes veículos, rádios, jornais, Tvs dependem de verbas federais, estaduais e municipais para sobreviverem e ficamos nós vagando aqui pela internet como ratos em esgotos….

  10. segunda-feira, 10 de agosto de 2009 – 21:13 hs

    Fábio Campana e leitores,

    A previsão do Ministério da Saúde é distribuir mais 881,5 mil tratamentos até o fim de agosto, totalizando 1,2 milhão até lá. Os 8,790 milhões de tratamentos restantes estão em matéria-prima.

    Considerando que no Brasil, entre 25 de abril e 1º de agosto, segundo as Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde, tivemos 2959 casos confirmados como Influenza A, os 387,5 mil tratamentos já encaminhados são suficientes para tratar todos os que necessitarem atualmente.

    Sobre a disponibilidade do medicamento, a confusão entre os papéis do Ministério da Saúde e das secretarias estaduais é grande. Esclarecendo: o Ministério da Saúde autoriza o envio do produto às Secretarias de Saúde Estaduais conforme as solicitações e demandas apresentadas por elas. Dentro dos estados, são as Secretarias que definem como será a disponibilização dos produtos para os profissionais e usuários.

    Para mais informações:
    fernanda.scavacini@saude.gov.br
    Assessoria de Comunicação
    Ministério da Saúde

  11. Coronel Kurtz
    segunda-feira, 10 de agosto de 2009 – 22:07 hs

    Este Flávio Arns bem que poderia ter continuado com a boca fechada, pois em seis anos e meio de senado não serviu prá nada e agora ainda vem semear o pânico.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*