Escolas particulares também adiam volta às aulas para o dia 17 | Fábio Campana

Escolas particulares também adiam volta às aulas para o dia 17

O Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino Particulares do Paraná (Sinepe-PR) acaba de anunciar que as aulas das escolas particulares devem ser retomadas somente em 17 de agosto.

Nas escolas municipais e estaduais as aulas também ficarão suspensas por mais uma semana, como medida preventiva para contra a gripe A H1N1. Inicialmente a volta das férias aconteceria na próxima segunda-feira (10).


23 comentários

  1. Sergio Mossmann
    terça-feira, 11 de agosto de 2009 – 15:47 hs

    Econtrei esse texto na Internet sobre o email da gripe A

    Afirmo e reafirmo: É falso!

    Apesar da maioria que viu o email acreditar de forma cega que existe uma conspiração nacional (e internacional) para ocultar dados de óbitos da gripe A (H1N1), eu não consegui acreditar e cheguei a rir. A mensagem tem cara de SPAM – e, até que me provem o contrário, é SPAM.

    Se você não viu o email, não perca seu tempo. Na mensagem, duas pessoas conversam via online sobre a situação da gripe em Curitiba. No papo, que aparentemente é entre um médico e uma fisioterapeuta, dados absurdos são lançados, veja alguns exemplos:

    * “Os hospitais e as operadoras de saúde, tao recebendo oficios do governo
    pra não divulgar dados”
    * “Morreram 12 médicos em Curitiba já, 3 deles cooperados da Unimed”
    * “o HC teve 115 mortes já, mas só pode divulgar que teve 28″
    * “eles não sabem o que fazer a partir do quinto dia da doença (…) tão colocando as pessoas em coma induzido pra amenizar o sofrimento”

    Bom vou resumir melhor o papo: Pessoas morrem por conta da gripe, inclusive médicos da Unimed, mas ninguém procura a imprensa para denunciar a ocultação de cadáveres. Oras, pra onde estão indo esse número de mortos? E os familiares, não estão revoltados com a situação?

    Os números de mortos (só em Curitiba) quase superam o do México (142 óbitos), onde a taxa de mortalidade pelo vírus é seis (6!) vezes maior que a nossa.

    Se é uma conspiração nacional, um médico iria falar ao msn os planos diabólicos da OMS em dizimar a população mundial com a ajuda do nosso governo e ainda pedir para a sua amiga divulgar para os outros o bate-papo?

    Para deixar a mensagem real, no fim do email são informados os seguintes dados para legitimar o bate-papo:

    Dra Lívia Aguiar
    Fisioterapeuta especialista em Acupuntura
    (41) 9129-5572 (41) 3242-0207

    Peguei o fone e liguei. Celular em caixa postal e telefone inexistente.
    Ela, que se diz fisioterapeuta, não está cadastrada no CREFITO, que é o Conselho Regional da categoria.

    Olha, para eu acreditar, a “fisioterapeuta” terá que me ligar e dizer:

    – “Ó, Roberto, é a Lívia. Tô escondida numa floresta aqui no Panamá. Uma trupe da OMS matou minha família e agora estão atrás de mim. Preciso fugir. Só tô te ligando pra confirmar o email, tá? Pode acreditar. Preciso ir, tenho poucas balas no revolver e suprimentos pra mais dois dias de caminhada…”

    Detalhe: E só acredito, ainda, se a ligação cair antes de ela dar tchau.

    Portanto, não dêem valor para o email e nem reproduzam a mensagem, que só serve para causar pânico e pouco ajuda na prevenção.

    As mesmas pessoas que reproduziram o email para sua lista de contatos, são as mesmas que há alguns anos atrás procuraram um técnico em informática pedindo suporte, porque clicaram num link para ver as fotos desta festa que ficaram ótimas.

    Fonte: http://pastebay.com/39500

  2. terça-feira, 11 de agosto de 2009 – 16:18 hs

    Eu sou a Dra Livia Aguiar, parem de falar que não existo! Estudei tantos anos pra quê???

    Se quiserem comprovar minha existência liguem no meu novo telefone:

    (41) 8666 6666 + um tapa na orelha!

    Dra Livia Aguiar
    Fisioterapeuta

  3. Edi
    terça-feira, 11 de agosto de 2009 – 16:42 hs

    Que interesses econômicos se movem por detrás da gripe suína???
    No mundo, a cada ano morrem milhões de pessoas vitimas da Malária que se podia prevenir com um simples mosquiteiro.

    Os noticiários, disto nada falam!

    No mundo, por ano morrem 2 milhões de crianças com diarréia que se poderia evitar com um simples soro que custa 25 centavos.

    Os noticiários disto nada falam!

    Sarampo, pneumonia e enfermidades evitáveis com vacinas baratas, provocam a morte de 10 milhões de pessoas a cada ano.

    Os noticiários disto nada falam!

    Mas há cerca de 10 anos, quando apareceu a famosa gripe das aves…
    …os noticiários mundiais inundaram-se de noticias…

    Uma epidemia, a mais perigosa de todas…Uma Pandemia!
    Só se falava da terrífica enfermidade das aves.

    Não obstante, a gripe das aves apenas causou a morte de 250 pessoas, em 10 anos… 25 mortos por ano.

    A gripe comum, mata por ano meio milhão de pessoas no mundo. Meio milhão contra 25.

    Um momento, um momento. Então, porque se armou tanto escândalo com a gripe das aves?

    Porque atrás desses frangos havia um “galo”, um galo de crista grande.

    A farmacêutica transnacional Roche com o seu famoso Tamiflu vendeu milhões de doses aos países asiáticos.
    Ainda que o Tamiflu seja de duvidosa eficácia, o governo britânico comprou 14 milhões de doses para prevenir a sua população.

    Com a gripe das aves, a Roche e a Relenza, as duas maiores empresas farmacêuticas que vendem os antivirais, obtiveram milhões de dólares de lucro.

    – Antes com os frangos e agora com os porcos.

    – Sim, agora começou a psicose da gripe suina. E todos os noticiários do mundo só falam disso…
    – Já não se fala da crise econômica nem dos torturados em Guantánamo…Só a gripe suina, a gripe dos porcos…

    – E eu me pergunto: se atrás dos frangos havia um “galo”, atrás dos porcos… não haverá um “grande porco”?

    A empresa norte-americana Gilead Sciences tem a patente do Tamiflu. O principal acionista desta empresa é nada menos que um personagem sinistro,
    Donald Rumsfeld, secretario da defesa de George Bush, artífice da guerra contra Iraque…

    Os acionistas das farmacêuticas Roche e Relenza estão esfregando as mãos, estão felizes pelas suas vendas novamente milionárias com o duvidoso
    Tamiflu.

    A verdadeira pandemia é de lucro, os enormes lucros destes mercenários da saúde.

    Não nego as necessárias medidas de precaução que estão sendo tomadas pelos países. Mas, se a gripe suina é uma pandemia tão terrível como anunciam os meios de comunicação, se a Organização Mundial de Saúde se preocupa tanto com esta enfermidade, porque não a declara como um problema de saúde pública mundial e autoriza o fabrico de medicamentos genéricos para combatê-la?

    Prescindir das patentes da Roche e Relenza e distribuir medicamentos genéricos a todos os países, especialmente aos pobres, essa seria a melhor solução.

  4. Priscila
    terça-feira, 11 de agosto de 2009 – 16:58 hs

    Esse e-mail a chegou a SP !!! O povo tem que ser responsavel !

  5. Lara
    terça-feira, 11 de agosto de 2009 – 17:13 hs

    Dra Infectologista Marta está ruizinha de Português, hein?
    Nossos cientistas além de possuirem péssima caligrafia, estão precisando urgênte voltar para a quinta série!
    Pelo amor de Deus!
    crião?
    criam…

    equifocadas e intenpestivas? (equinos focados?)
    equivocadas e intepestivas…

    pouco escrarecida?
    pouco escLarecidas…

    tenho a certeza qui?
    tenho certeza quE…

    qui si metão?
    que metam-se…

    cumunico?
    comunico…

    agulinhas?
    aguLHinhas…

    Por acaso a senhorita é da turminha criadora de hoax?
    Pois os ‘profissionais’ da suposta conversa são tão ‘escRarecidos’ quanto a senhorita… Peritos em ‘miguxês’ e bons conhecedores da gramática e ortografia da Língua Portuguêsa, rs

  6. Lara
    terça-feira, 11 de agosto de 2009 – 17:15 hs

    Visitem o site da Unimed em vez de dar corda pra esse bando de aborrecente que ganhou férias prolongadas por causa dessa gripe!
    É por isso que o mundo está como está… E a tendência é ficar bem pior, pois os futuros cidadãos do mundo são isso ai, e os atuais adultos retrocederam na idade mental!

  7. izaias
    terça-feira, 11 de agosto de 2009 – 19:17 hs

    Bom dia!
    Gostaria de saber como fica a mensalidade nas escolas particulares, no período do afastamento da gripe suína?

    Att
    Izaias

  8. Eleitor
    terça-feira, 11 de agosto de 2009 – 23:42 hs

    Falando de coisa séria, bom Izaías acho que a mensalidade vai ser a mesma. Ninguém tem culpa do que está acontecendo e as escolas precisam pagar seus funcionários. Inclusive alguma reposição de aulas virá lá na frente e não poderá ser cobrada dos alunos.

  9. Juliana
    quarta-feira, 12 de agosto de 2009 – 0:19 hs

    To com medo! Oo

  10. quarta-feira, 12 de agosto de 2009 – 9:06 hs

    O CASO É SÉRIO SIM. VAMOS TODOS TOMAR MUITO CUIDADO.

    Mas por favor, sem pânico. Não existe tudo isso que está sendo divulgado. Quem é DECO? – cade a Livia? Este e-mail com conversa de MSN é simplesmente ridiculo. Será que o dr Marcelo Tizzot tem algo à dizer?

    Pessoal, este site abaixo é muito esclarecedor, me acalmou muito no inicio disto tudo. Um casal de médico, brasileiros, residentes em Portugal. Façam suas perguntas, dizimem suas duvidas.

    http://www.mdsaude.com/2009/05/gripe-suina.html

    ABRAÇOS

  11. Cláudio Coelho
    quarta-feira, 12 de agosto de 2009 – 11:05 hs

    > Benefícios gerados por todo esse pânico da população em relação à nova gripe A H1N1:

    1) Todo mundo está se cuidando mais;
    2) Todo mundo está mais atento;
    3) A maioria das pessoas estão se higienizando mais;
    4) A maioria da população está evitando aglomerações.

    O Resultado disso:

    1) Diminuição da transmição do virus da gripe comum que tem matado muito mais que essa nova gripe, e
    3) Consequentemente menos mortes também pela gripe comum que sempre matou centenas de pessoas no Brasil todos os anos… anos e anos seguidos sem nunca a mídia e população se interessar pelo assunto.

    Portanto: POR FAVOR CONTINUEM APAVORADOS e tomando todos os cuidados higiênicos, POIS SOMENTE ASSIM ESTAREMOS EVITANDO CENTENAS DE MORTES COM A GRIPE COMUM e evitando a transmição também do virus da gripe comum que se transmite da mesma forma que a gripe A H1N1 e muitas pessoas deixarão de ser contaminadas e por consequência DIMINUIREMOS AS MORTES POR QUALQUER TIPO DE GRIPE no país.

    Veja notícias a respeito da gripe comum:

    No jornal a FOLHA DE SÃO PAULO

    http://www1.folha.uol.com.br/folha/cotidiano/ult95u600207.shtml

    25/07/2009 – 05h50
    Gripe comum matou 17 por dia em São Paulo em 2008

    da Folha de S.Paulo

    A gripe comum foi responsável por 17 mortes por dia em São Paulo no ano passado. Ao todo, 6.324 pessoas morreram na cidade em 2008 devido a males provocados pela gripe, como pneumonias, bronquites e outras doenças pulmonares.

    Para chegar a esses números, a Folha tabulou os dados do Tabnet (sistema da prefeitura de São Paulo que disponibiliza números de mortalidade na cidade) com base em critérios do Ministério da Saúde.

    Nesta semana, o ministério anunciou que 70.142 pessoas foram mortas pela gripe sazonal no país em 2008.

    Os números de São Paulo permitem algumas comparações entre a gripe sazonal e a suína –que chegou ontem a 33 óbitos no país, após o ministério corrigir os dados divulgados na quinta-feira e São Paulo confirmar mais quatro mortes.

    Assim como o vírus da gripe suína, que, de acordo com infectologistas se espalhou mais no inverno, o da gripe sazonal faz mais vítimas nesta época.

    Para Jarbas Barbosa, gerente de vigilância, prevenção e controle de doenças da Opas (Organização Pan-Americana da Saúde), há, entretanto, uma diferença importante entre a gripe comum e a suína. Enquanto a primeira mata mais os idosos, a outra tem mais óbitos entre a população adulta e jovem.

    Em São Paulo, por exemplo, 45% dos óbitos por gripe comum em 2008 foram de pessoas com mais de 80 anos. Já na gripe suína, dos 32 mortos com idade conhecida, 19 tinham menos de 30 anos.

    Ainda não foi feito um estudo que possa explicar a diferença, diz Barbosa. Uma das hipóteses é a de que os idosos tenham algum tipo de imunidade em relação à nova gripe, pois podem ter entrado em contato com vírus similares, que circularam nos anos 50 e 60.

    “Na gripe comum, os idosos morrem, normalmente, por complicações da doença, como pneumonia bacteriana, que aparece depois que a gripe já deixou o organismo mais fraco”, explica Carlos Magno Fortaleza, professor de moléstias infecciosas da Faculdade de Medicina de Botucatu.

    Na gripe suína, diz o gerente da Opas, o vírus normalmente é o próprio causador da morte, em geral por pneumonia viral.

    Fortaleza afirma que é provável que sejam registrados mais óbitos por gripe neste ano, já que os dois tipos de vírus estão circulando.

    “Teremos os óbitos da gripe comum e os mortos pela gripe suína. Por isso é importante que a população se vacine contra a gripe comum.”

    http://www.opiniaoenoticia.com.br

    Foi confirmada a primeira morte por gripe suína nesta quarta-feira, 29, nos EUA, mas o vírus da gripe comum já matou milhares de pessoas desde o início do ano.

    O surto de gripe suína está deixando a população e profissionais de saúde alarmados. O receio é que o vírus continue a sofrer mutações e a se espalhar, uma vez que ainda não existem vacinas para combatê-lo.

    No entanto, mesmo que haja mais mortes decorrentes da gripe suína fora do México, onde se estima que o vírus já vitimou mais de 150 pessoas, dificilmente o número de mortos chegará aos cerca de 36 mil anuais decorrentes da gripe comum nos EUA. Desde janeiro, mais de 13 mil pessoas morreram de complicações decorrentes do vírus influenza.

    Em todo o mundo, estima-se que o número de mortes causadas pela gripe comum é entre 250 e 500 mil por ano. Cerca de nove em cada dez mortos têm mais de 65 anos.

    http://www.ultimosegundo.ig.com.br

    SÃO PAULO – A gripe comum gerou, só no ano passado, 27,3 mil internações em hospitais do Sistema Único de Saúde (SUS) brasileiro e 753 mortes, patamares próximos aos de 2007. Os governos gastaram R$ 18 milhões com as internações dos doentes em 2008.

    No total, houve 1,3 milhão de internações por doenças respiratórias, principal causa de hospitalizações no País. No entanto, segundo especialistas, os números pouco dizem, pois a gripe e outras doenças respiratórias ainda não têm sua evolução adequadamente acompanhada no SUS.

    Para o epidemiologista Expedito Luna, professor do Instituto de Medicina Tropical da Universidade de São Paulo, governos municipais, estaduais e União precisam acompanhar a evolução das doenças respiratórias assim como fazem com doenças que causam diarreias. Hoje, serviços de saúde devem contabilizar casos de diarreia semanalmente para abastecer um sistema do SUS e verificar, analisando os dados, se não há picos que evidenciem um novo padrão das doenças, como surto de cólera.

    No País, no entanto, gripes e outras doenças respiratórias, como pneumonias, que podem ou não estar associadas ao vírus da gripe, têm seus dados apenas somados no fim do ano e não há um monitoramento ao longo das semanas. “A rede pública já não faz, de rotina, o diagnóstico que investiga a origem das doenças respiratórias, então a ideia é criar um tipo de vigilância mais simples. Toda unidade conta os casos e faz um gráfico”, diz Luna.

  12. A IRONIA NO SEU MELHOR ESTILO
    quarta-feira, 12 de agosto de 2009 – 15:09 hs

    2000 pessoas contraem a gripe suína e todo mundo já quer usar máscara.

    25 milhões de pessoas têm AIDS e ninguém quer usar preservativo. ..

    PANDEMIA DE LUCRO

    Que interesses econômicos se movem por detrás da gripe porcina???

    No mundo, a cada ano morrem milhões de pessoas vitimas da Malária, que se podia prevenir com um simples mosquiteiro.
    Os noticiários, disto nada falam!

    No mundo, por ano morrem 2 milhões de crianças com diarréia que se poderia evitar com um simples soro que custa 25 centavos.
    Os noticiários disto nada falam!

    Sarampo, pneumonia e enfermidades curáveis com vacinas baratas, provocam a morte de 10 milhões de pessoas a cada ano.
    Os noticiários disto nada falam!

    Mas há cerca de 10 anos, quando apareceu a famosa gripe das aves…
    …os noticiários mundiais inundaram-se de noticias…

    Uma epidemia, a mais perigosa de todas…Uma Pandemia!
    Só se falava da terrífica enfermidade das aves.
    Não obstante, a gripe das aves apenas causou a morte de 250 pessoas, em 10 anos…25 mortos por ano.

    A gripe comum, mata por ano meio milhão de pessoas no mundo. Meio milhão contra 25.

    Um momento, um momento. Então, por que se armou tanto escândalo com a gripe das aves?

    Porque atrás desses frangos havia um “galo”, um galo de crista grande.

    A farmacêutica transnacional Rochecom o seu famoso Tamifluvendeu milhões de doses aos países asiáticos.
    Ainda que o Tamiflu seja de duvidosa eficácia, o governo britânico comprou 14 milhões de doses para prevenir a sua população.

    Com a gripe das aves, a Roche e a Relenza, as duas maiores empresas farmacêuticas que vendem os antivirais, obtiveram milhões de dólares de lucro.

    Antes com os frangos e agora com os porcos.
    Sim, agora começou a psicose da gripe porcina. E todos os noticiários do mundo só falam disso…

    Já não se fala da crise econômica nem dos torturados em Guantánamo…

    Só a gripe porcina, a gripe dos porcos…

    E eu me pergunto-: se atrás dos frangos havia um “galo”… atrás dos porcos… não haverá um “grande porco”?

    A empresa norte-americana Gilead Sciences tem a patente do Tamiflu. O principal acionista desta empresa é nada menos que um personagem sinistro, Donald Rumsfeld, secretário da defesa de George Bush, artífice da guerra contra Iraque…

    Os acionistas das farmacêuticas Roche e Relenza estão esfregando as mãos, estão felizes pelas suas vendas novamente milionárias com o duvidoso Tamiflu.

    A verdadeira pandemia é de lucro, os enormes lucros destes mercenários da saúde.

    Não nego as necessárias medidas de precaução que estão a ser tomadas pelos países.

    Mas se a gripe porcina é uma pandemia tão terrível como anunciam os meios de comunicação, ee a Organização Mundial de Saúde (conduzida pela chinesa Margaret Chan) se preocupa tanto com esta enfermidade, por que não a declara como um problema de saúde pública mundial e autoriza o fabrico de medicamentos genéricos para combatê-la?

    Prescindir das patentes da Roche e Relenza e distribuir medicamentos genéricos gratuitos a todos os países, especialmente os pobres. Essa seria a melhor solução.

  13. Marianaa
    quarta-feira, 12 de agosto de 2009 – 15:37 hs

    Engraçado eu liguei e o telefone da Doutora Lívia Aguiar
    Fisioterapeuta especialista em Acupuntura
    (41) 9129-5572 cai na cx de mensagens e (41) 3242-0207 só chama…

  14. Luciane
    quarta-feira, 12 de agosto de 2009 – 17:04 hs

    Tenho medo da volta as aulas, pois quero saber se professores estarão preparados para observar as crianças, principalmente as pequenas que brincam e trocam chupetas e utensílios. No começo do ano fui buscar meu filho na escola e logo que o vi no portão percebi que ele não estava bem. Cheguei em casa e ele estava com 38,5º de febre, e o mais incrível é que ninguém notou.Será que as mães que tiverem seus filhos gripados vão deixá-los em casa, pois é comum que elas os mandem mesmo assim para a escola. Acho muito complicada essa situação e pretendo deixar o meu filho em casa esse ano, melhor perder quatro meses que faltam para o fim do ano, do que arriscar. Essa gripe pode matar pouco, mas mata e não gostaria que meu filho fosse o sorteado.Falamos de poucas mortes, mas são mortes, pessoas perdem filhos, pais , mães e pesoas queridas.
    Essa é minha opinião, meu ponto de vista.

  15. juliaa
    quarta-feira, 12 de agosto de 2009 – 17:42 hs

    quem acredita nessas histórias de e-mail? Isso é uma grande farsa!!

    Agora me fala… se essa tal de Dra Lívia existe, porque ela não confirma se esse email é verdade ou não? Ela deveria aparecer e explicar tudo isso.

    tenho pena das crianças que vão ter que estudar no fim do ano, para repor as aulas que perderam por que alguns acham que assim podem evitar a disseminação da doença…. mas a doença está em todo lugar…

  16. Fabian
    quarta-feira, 12 de agosto de 2009 – 23:49 hs

    Se ela não quisesse ser incomodada não deveria ter colocado os números de telefone a disposição (se é que existe, não acredito)…cada uma que aparece!!!!

  17. Anne
    quinta-feira, 13 de agosto de 2009 – 10:01 hs

    Bom, não sei se tudo o que estão falando é verdade. Mais sei que todos devemos nos prevenir. Evitar aglomeração de pessoas… usar alcool 70% ou alcool em gel para higienizar as mãos… E se possivel usar a mascara (e trocá-la sempre)… Acredito que será apenas dessa forma que estaremos nos protegendo… Ou então, a melhor solução seria fechar o país, como fez o México, e acabar e vez com esse vírus…

    Pessoas estão morrendo sem ter a chance de se curar… sem ter chance de viver… estão perdendo uma vida inteira! Mulheres grávidas estão morrendo…! Isso é justo?

  18. LOl
    quinta-feira, 13 de agosto de 2009 – 11:44 hs

    Quanta bobagem….

  19. quinta-feira, 13 de agosto de 2009 – 14:57 hs

    ok! Liberdade de expressao.

  20. Aloisio
    domingo, 16 de agosto de 2009 – 19:56 hs

    Oi meu Povo! Fui num centro de batuque e consegui uma psicografia da DRA Lívia ela manda dizer que morreu com a gripe H1N1.
    Fiquem tranquilos as agulhinhas dela contaminada não poderão mais serem usadas.

  21. quarta-feira, 19 de agosto de 2009 – 16:45 hs

    O Ministério da Saúde confirmou hoje (18) 368 mortes causadas pela influenza A (H1N1) – gripe suína – , registradas até o dia 15 de agosto. São Paulo é o estado que mais registra óbitos pela nova gripe, 151, seguido pelo Paraná, com 81 mortes, e Rio Grande do Sul, com 68.

    No último balanço oficial, divulgado em 11 agosto, o total de mortes confirmadas em todo o país era 192.

    Entre as pessoas que morreram, 46 eram mulheres grávidas (12,5% do total). De acordo como o ministério, em mais da metade dos casos de morte (50,3%), os pacientes apresentavam fatores de risco, como gravidez, doenças respiratórias, cardiopatias ou deficiências no sistema imunológico.

    Houve diminuição do número absoluto de casos graves do novo vírus na última semana, de acordo com o boletim do Ministério da Saúde, o que pode indicar que a doença está recuando. No entanto, o ministério reconhece que muitas secretarias estaduais e municipais de saúde ainda não notificaram todos os casos na base de dados que o governo utiliza para definir as estatísticas oficiais da nova gripe.

    Além de São Paulo, Paraná e Rio Grande do Sul, o ministério confirma mortes pela gripe suína no Rio de Janeiro (45), Santa Catarina (10), Minas Gerais (7), Paraíba (2), Rondônia (1), Mato Grosso do Sul (1), Distrito Federal (1) e Bahia (1).

    A taxa de mortalidade da influenza A (H1N1) no Brasil é de 0,19 óbitos por 100 mil habitantes. O país ocupa a 9ª posição entre os países com os maiores números absolutos de morte. Argentina (1,0), Chile (0,65), Uruguai (0,65), Costa Rica (0,63), e Paraguai (0,61) têm as maiores taxas. A região com o menor índice é o Reino Unido, com 44 mortes confirmadas até agora e uma taxa de mortalidade de 0,07 por 100 mil habitantes.

  22. quarta-feira, 19 de agosto de 2009 – 17:26 hs

    “4 mil pessoas tem gripe suína e todo mundo quer usar mascaras, 33 milhoes tem aids e ninguem quer usar camisinha’

  23. juliana
    quinta-feira, 20 de agosto de 2009 – 10:12 hs

    a gripe normal mata muito mais que a gripe suína,. a diferença é que a gripe suina atinge crianças e adolecentes e a normal mata mais idosos, e não é tao divulgada.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*