Documentos apontam série de irregularidades em licitações da prefeitura de Itaperuçu | Fábio Campana

Documentos apontam série de irregularidades em licitações da prefeitura de Itaperuçu

Gazeta do Povo

Novas denúncias apontam uma série de irregularidades que teria sido cometida neste ano pela prefeitura de Itaperuçu, município da região metropolitana de Curitiba. O Ministério Público do Paraná (MP) investiga as acusações.

Documentos exibidos pelo Paraná TV mostram que, em janeiro, a prefeitura gastou mais de R$ 218 mil apenas para a pintura e a construção de um muro de uma escola da zona rural. Além de apontar suspeita de gasto excessivo, a obra teria sido feita sem necessidade, já que o colégio está desativado há seis anos.A empresa contratada para o serviço foi a Staff Empreiteira de Obras Ltda, que teria sede no bairro Boa Vista, em Curitiba, conforme endereço impresso na nota fiscal. No local indicado, entretanto, há uma casa. “Faz quase cinquenta anos que moro aqui, criei meus filhos todos. Empreiteira nunca funcionou aqui”, disse a moradora do imóvel.


O telejornal também teve acesso a documentos de outras contratações de serviço pela prefeitura de Itaperuçu. Em janeiro, foram comprados 39,3 mil pães para a merenda dos alunos da rede municipal, que custaram R$ 7.869 ao município. Mas as aulas começaram apenas no mês seguinte, ou seja, os alimentos foram adquiridos durante as férias escolares.

Reportagens do mesmo telejornal exibidas durante esta semana mostraram que a prefeitura já vem sendo investigada pela Polícia Civil e pelo MP por conta de suspeita de fraudes no processo de licitação para escolha da empresa responsável pelo recolhimento de lixo da cidade. O endereço da empresa citada pelo secretário de governo do município, a LML Transporte, sequer existe no mapa da cidade.

O prefeito de Itaperuçu não foi encontrado pela reportagem para comentar as denúncias. Já o secretário municipal de finanças, Gerson Ceccon, afirmou que “vai trabalhar com mais clareza, para a população fiscalizar melhor as empresas que vem prestar serviço no município”. “Este ano teremos mais rigor nessa questão”, garantiu.

Secretário de governo se defende

Outro negócio suspeito da prefeitura citado pela reportagem do Paraná TV diz respeito à empresa J. Lopes Assessoria e Consultoria, que, de acordo com uma nota fiscal emitida em junho, funcionaria em uma casa simples, localizada no Capinzal, bairro pobre da cidade. O mesmo documento mostra que, em menos de dois meses, a empresa recebeu da prefeitura mais de R$ 50 mil. Apesar disso, moradores da região ouvidos pelo telejornal disseram não ter conhecimento de nenhuma empresa no endereço.

O Paraná TV mostrou ainda que a companhia está no nome de Jucimara de Fátima Vidal, mulher do secretário de governo da cidade, Paulo Sérgio Lopes Pereira, que também acumula o cargo de controlador interno da prefeitura, que é responsável pelas licitações da cidade.

Ouvido pela Gazeta do Povo, Pereira afirma que a única falha cometida pela J. Lopes Assessoria e Consultoria foi o fato de ter registrado o endereço de uma casa, onde a empresa jamais funcionou. “Foi um lapso do contador que colocou [a empresa] na casinha onde morava meu pai”, justifica. Ele explica que a empresa de fato pertence à sua mulher, mas conta que na época da licitação se declarou impedido de julgar o pregão, deixando a cargo de outros funcionários da prefeitura escolher a empresa que faria o serviço.

Quanto aos R$ 50 mil recebidos em dois meses, o secretário de governo garante que se trata de pagamentos legais. “A J. Lopes realmente recebeu o dinheiro da prefeitura, mas prestou um dos melhores trabalhos à cidade, renegociando precatórios, processos trabalhistas e execuções tributárias”, diz. Segundo ele, para evitar “desconfortos” pelo fato de a empresa contratada pertencer à mulher do secretário de governo, o contrato com a prefeitura foi encerrado no dia 30 de junho deste ano, depois de cerca de três meses de serviços prestados.


6 comentários

  1. Levi Antonio Maschio
    segunda-feira, 31 de agosto de 2009 – 9:02 hs

    Este SAruva tem um acordo com o Requião, por isto ele tem as costas quentes. Até já ficou preso com toda a familia lá em Piraquara, daí o Requião livrou ele.
    Agora continua fazendo tudo de novo e o pior, Itaperuçu parece que foi bombardeada e está cheia de buracos.
    Em rio Branco do sul é a mesma coisa, requião e carteva ficam encobrindo o que está se passando por lá.
    Ainda bem que o Ministério Público, com os promotores Alexandre e Ricardo estão lutando heroicamente contra estes desmandos.
    O povo sofrido de nossa região dá os parabéns para nossos bravos promotores, que apesar de toda a pressão que devem estar sofrendo dos Curis e Kielses da vida, sem contar com a raiva do Requião seguem em frente, eles são nossos verdadeiros heróis.

    Que bom se existissem promotores iguais a Alexandre e Ricardo, o Brasil seria diferente e faltaria cadeia para colocar estes políticos que desviam o dinheiro do povo.

  2. Laertes
    segunda-feira, 31 de agosto de 2009 – 16:44 hs

    Imagine o que diria o Tribunal de Contas, se tivesse tempo de fiscalizar as contas. Ou não? Quem sabe?! Talvez.
    Ainda bem que temos os repórteres.

  3. caco
    segunda-feira, 31 de agosto de 2009 – 17:40 hs

    Itaperuçú = Rio Branco do Sul

  4. JULIA
    quinta-feira, 3 de setembro de 2009 – 9:43 hs

    Até que enfim esse Secretario de Governo e sua esposa foram desmascarados. Ele já roubou da empresa Trevo e teve que entregar até sua casa. Quando entrou na Prefeitura de Itaperuçu, roubou tanto que conseguiu comprar a casa novamente e a tranformou em uma mansão no Bairro de Areias.

    Parabéns Ministério Público.

  5. João
    quinta-feira, 19 de novembro de 2009 – 11:30 hs

    O pior de tudo isto das denúncias feitas e apresentadas a MP Saruva continua n cargo e tem a capacidade d publicar num jornal d Municipio ke cortou seu salário pela metade,tem ke ter vergonha pois p fazer a mansão ke está fazendo é fazer gozação c o povo,vereadores vcs foram eleitos p fiscalizar o dinheiro d Municipio ke atitude estão tomando…

  6. Anônimo
    terça-feira, 28 de junho de 2011 – 14:41 hs

    itaperuçu continua a mesma coisa será que o ministério público vai ficar em cima do prefeito atual como ficava em cima do saruva quero ver pra crer

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*