Doadores de Requião lucraram muito mais depois da reeleição | Fábio Campana

Doadores de Requião lucraram muito mais depois da reeleição

Apoiar Requião na campanha eleitoral mostrou ser um grande negócio, como se pode ver na tabela abaixo elaborada pelo Bem Paraná. Destaque para a Cequipel, a fornecedora de televisores laranjas de Maurício Requião. O estudo promete aquecer o reinicio do trabalho parlamentar na Assembléia Legislativa.

doações

Antônio França no Bem Paraná

Nos três meses da campanha eleitoral de 2006, Roberto Requião (PMDB) despejou uma montanha de dinheiro para se reeleger. Foram gastos três vezes mais que em 2002. O dinheiro, claro, não saiu do bolso do peemedebista, segundo a prestação de contas registradas no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Ao contrário, os recursos para a campanha vieram de grandes empresas, principalmente empreiteiras de obras públicas. Levantamento do Jornal do Estado mostra que somente as 17 maiores empresas doadoras contribuíram com R$ 3,5 milhões, dos R$ 12,8 milhões gastos pelo PMDB. Isso representa quase um terço do financiamento total da campanha de 2006.

As mesmas 17 empresas doadoras já dobraram seu faturamento em negócios com o governo, se comparado os recebimentos de 2003 a 2006 (primeiro mandato) e de 2007 a 2009 (balanço parcial) – veja tabela. Até junho deste ano, os negócios com o governo dessas firmas somaram R$ 256,2 milhões. Ou seja, 73 vezes mais do que doaram para a campanha de Requião.

Se na campanha de 2006 foram gastos R$ 12,8 milhões, na campanha anterior (2002), Requião investiu apenas R$ 3,6 milhões.

Isso mostra que, como bons investidores, os doares de campanha escolhem com cuidado o político no qual aplicam seu dinheiro. “Quem está no governo, arrecada mais. Quem tem chances de vencer, também. Não importa a ideologia. Os documentos da Justiça Eleitoral mostram que os negociadores com o poder público não têm o menor preconceito. Financiam sindicalistas, comunistas, fazendeiros, empresários, desde que eles ocupem posições privilegiadas”, afirma o presidente da ONG (Organização Não-Governamental) Transparência Brasil, Cláudio Weber Abramo.

A relação da eleição de 2002 com a de 2006 mostra que boa parte do dinheiro veio de quem já tem interesses na política ou nos negócios com o governo. De 2003, quando Requião se elegeu, até a eleição de 2006, os mesmos 17 doadores abocanharam R$ 77,8 milhões. Na reeleição em 2006, até junho deste ano, o site “Portal da Transparência” do governo do Estado aponta que sozinhos, eles levaram a bolada de R$ 256,2 milhões. Isso significa dizer que, na medida em que o governo pediu mais dinheiro para se reeleger, mais os 17 doadores tiveram retorno quando o candidato assumiu o poder.

Detalhes das prestações de contas apontam que a empresa Amerrican Bank Note doou R$ 645 mil na campanha passada e já conseguiu levar R$ 98 milhões em negócios com o governo Requião. A American Bank Note fornece carteiras de habilitação para o Detran e envelopes de faturas da Copel.

A Indústria de Móveis Cequipel não ficou muito atrás. Fez a doação de R$ 645 mil e já levou quase R$ 30 milhões dos cofres do Estado do Paraná, em licitações vencidas de 2003 a 2009. Maior doadora de recursos para a campanha do peemedebista, a indústria, venceu por exemplo, a licitação no valor de R$ 18,9 milhões, para fornecer 22 mil televisores de cor laranja para a Secretaria de Estado da Educação.

A relação de doações de negócios com o governo estadual é uma espécie de troca. Todos fizeram doações. Uns mais, outros menos. Porém, todos os 17 maiores doadores foram beneficiados com negócios no governo Requião. Esses são os casos das empresas em que a família Greca é acionista. Uma delas, a Greca Distribuidora de Asfalto, localizada em Araucária, ainda está ativa, segundo a Receita Federal. A outra empresa, o Consórcio Greca/CBMI, foi aberto em 21 de janeiro de 2005. Depois de abocanhar R$ 55,9 milhões do governo do Paraná, fechou as portas no dia 04 abril de 2008. Foi uma empresa que durou pouco mais de três anos e faturou milhões dos cofres paranaenses.

Espaço — A reportagem procurou as 17 empresas para falar sobre o assunto. Nenhuma delas quis se pronunciar, mas alegaram, através de assessores, que as doações fazem parte do fortalecimento do processo democrático. Vale ressaltar que parte do empresariado também foi conservador e fugiu dos riscos na hora de dividir seus investimentos na eleição.

A Nortox, por exemplo, doou ao governador o mesmo montante que deu a Osmar: R$ 250 mil. Já a empresa de celulose Klabin, que deu a Requião R$ 260 mil, doou ao senador R$ 180 mil. E a BS Colway, fabricante de pneus remanufaturados, que destinou ao governador R$ 204 mil, contribuiu com R$ 50 mil para campanha de Osmar.

Pela legislação eleitoral, não há nada que impeça uma empresa que mantém negócios com o governo, contribuir com a campanha de governantes que disputam a reeleição.


35 comentários

  1. Motoqueiro Infernal!
    segunda-feira, 3 de agosto de 2009 – 7:51 hs

    Gostaria de fazer uma pergunta de cunho popular. Sou alguém que observa sem fazer parte de nenhum partido, candidato, etc , etc
    Os patrocinadores do comedor de mamona, também não patrocinam seus “inimigos” políticos?

  2. Mutuka
    segunda-feira, 3 de agosto de 2009 – 7:53 hs

    Fábio

    Por questão de Justiça, apresente também a evolução de lucro dos maiores doadores do PSDB para eleger o Beto prefeito de Curitiba!
    Questão de Justiça com Bob Req e clareza com o Povo.

  3. BREAK
    segunda-feira, 3 de agosto de 2009 – 8:01 hs

    Será porque sues patrocinadores eleitorais ganharam tanto em Governador? Explique. Ou as mamonas cozinharam a sua “memória”.

  4. Tchê
    segunda-feira, 3 de agosto de 2009 – 8:50 hs

    Se soubesse destas proporções, eu teria doado um boi, pois em 6 anos eu teria uma fazenda nos pampas com 5000 cabeças e agora tava sossegado tomando meu chima. báh tchê !

  5. Geraldo
    segunda-feira, 3 de agosto de 2009 – 9:13 hs

    A Cimentos Itambé não é do micro-secretário de Indústria e Comércio, aquele porrinho de gente que sonha em ser o Carvalhinho?

  6. Pelópidas
    segunda-feira, 3 de agosto de 2009 – 9:42 hs

    Êita pêga!!!

  7. ofaxineiro
    segunda-feira, 3 de agosto de 2009 – 9:48 hs

    Financiamento público JÁ……Acabar a hipocrisia de arrecadação da eleições…….

  8. cecilia
    segunda-feira, 3 de agosto de 2009 – 9:49 hs

    EU SÓ CONTRIBUO COM MEU VOTO, CLARO QUE NÃO NO COMEDOR DE MAMONAS, MAS NEM ESSA CONTRIBUIÇÃO DAREI NAS PROXIMAS ELEIÇÕES, TO CANSADA DE SER ROUBADA, E DE SUSTENTAR POLITICOS VAGABUNDOS, EM TEMPO, SE O BETO RICHA FOR CANDIDATO A GOVERNADOR O MEU VOTO SERÁ DELE COM CERTEZA.

  9. Não to entendendo!!!
    segunda-feira, 3 de agosto de 2009 – 9:51 hs

    Geraldo, o cimentos Itambé não é mais não da ” Família do Virgílio” faz tempo.

  10. Alessandro
    segunda-feira, 3 de agosto de 2009 – 10:08 hs

    O tal do “Mutuka” aí em cima incorporou o espírito do Lula, que a cada patifaria do PT sai acusando os outros, dizendo que é normal nos partidos políticos.
    Mas se o requionete aí foi tão específico sobre PSDB e o Richa ele deve ter alguma informação privilegiada. Não quer compartilhar? Concordo que toda corrupção deve vir à público, mas que um crime não justifica o outro.
    Já sobre o Requião, os fatos falam por si. É um demagogo, hipócrita e cara-de-pau.

  11. Bilac
    segunda-feira, 3 de agosto de 2009 – 10:18 hs

    Muito boa essa lista. Dá mais um exemplo de como funciona a política.

    Agora, também gostaria de ver a mesma lista referente as doações feitas para o playba.

    Só por curiosidade e também pra explicar certas enviesadas notas, gostaria de saber quanto custa a prefeitura a publicidade que faz neste blog.

    Como diria o zé beto, que não censura as opiniões:

    perguntar não ofende. nénão?

  12. Pelópidas
    segunda-feira, 3 de agosto de 2009 – 10:38 hs

    Tem empresa que doou mais que seu capital social e o TSE nem se apercebeu. Vai feder.
    Essa Sial não é aquela que construiu os melhores hospitais do sul do mundo e as cadeias mais seguras do hemisfério?
    Então interna os loucos e prende os canalhas. Lugar tem.

  13. Mutuka
    segunda-feira, 3 de agosto de 2009 – 10:39 hs

    Alessandro
    Apenas para esclarecer:
    Não sou requionete e nem PTista.
    Apenas citei por questão de “Justiça” com Bob Req.
    Ative sua memóri!!!
    Fato em Curiiba Recentes:
    PRTB, aquela construtora do tal Klaus, a corretora de seguros do filho do tal Klaus, fita forjadas em depoimento factóide do tal Oriente, cheque de 10 milhões do DER,etc.
    ompartilhar mais o Que?
    Concordo com Vc que um Crime não justifica Outro.
    Fala sério, tucanalha!!!

  14. Julio
    segunda-feira, 3 de agosto de 2009 – 10:40 hs

    As doações que o povo deveria de ter acesso e informação não são estas que aparecem no acerto com o TRE e sim aquelas que não apareçem, que são os caixas 2…… se pegarem todas as declarações de custos dos politicos do parana irão notar que não so estas empresas mais diversas ajudam varios politicos…. e tem nome nesta lista ai que ajudo o beto tambem…..

  15. sarna
    segunda-feira, 3 de agosto de 2009 – 10:51 hs

    olhando a lista, dá para ver claramente algumas “injustiças”. Porque o Condor, que doou 300 mil, só fechou contratos de 100 mil, enquanto que a Pussolini, que dou só um pouquinho mais, recebeu quase 7 milhões? A fotolaser só doou 30 mil e recebeu mais de 2 milhões. Justiça já!

  16. Pelópidas
    segunda-feira, 3 de agosto de 2009 – 11:04 hs

    ATENÇÃO ALERTA GERAL

    Sistema Nacional de Informações Tóxico-Farmacológicas – SINITOX
    Programa Nacional de Informações sobre Plantas Tóxicas
    MAMONA
    Família: Euphorbiaceae.
    Nome científico: Ricinus communis L.
    Nome popular: carrapateira, rícino, mamoeira, palma-de-cristo, carrapato.
    Princípio ativo: toxalbumina (ricina).
    Parte tóxica: sementes.

    Sintomas: a ingestão das sementes mastigadas causa náuseas, vómitos, cólicas abdominais, diarréia mucosa e até sanguinolenta; nos casos mais graves podem ocorrer convulsões, coma e óbito.

    Parece que o melhor hospital do sul do mundo, o HRL de Paranaguá já desenvolveu tratamento para os MAMONADEPENDENTES, se quiser a gente pode internar, porque ir para Sampa? Não confia?

  17. Ita
    segunda-feira, 3 de agosto de 2009 – 11:23 hs

    Seria bom por uma questão de justiça colocar os valores gastos pelo Osmar na Campanha para governador, do Álvaro para a campanha para o Senado e também do Beto para a Campanha para Prefeito.
    Todos tem empresários que patrocinam as campanhas!
    Só precisamos saber quais e que valor.

  18. SERÁ ???
    segunda-feira, 3 de agosto de 2009 – 11:27 hs

    O SUPERMERCADO CONDOR ???

  19. SEMPRE !!!
    segunda-feira, 3 de agosto de 2009 – 11:29 hs

    OLHEM A CONSTRUTORA DA BICHA !!!

  20. Antonio W
    segunda-feira, 3 de agosto de 2009 – 11:30 hs

    Requião é como terra de cemitério: só quer para si e para os próximos. Tal como o amigão dele Sarney. Na verdade a única diferença entre esses dois é o bigode.

  21. Jorge Ventura
    segunda-feira, 3 de agosto de 2009 – 11:32 hs

    O poder corrompe, por isso sou favorável ao financiamento público de campanha, porém com um Estado fiscalizador e pouco corrupto.
    Aproveitando a oportunidade, cada povo tem os corruptos que merece, pois enquanto acharem normal meter a mão no dinheiro público, desde que sobre algum no seu boldo, as coisas ficam deste tamanho.

  22. Rossby
    segunda-feira, 3 de agosto de 2009 – 11:46 hs

    Faltou aparecer ai a contribuição da Dona Zelite…. aquela que o Lula é perdidamente apaixonado.

  23. O ARAPONGA
    segunda-feira, 3 de agosto de 2009 – 12:02 hs

    ESSE É MOTIVO QUE VOTO NO ALVARO, ELE É SERIO

  24. EUMESMO 003
    segunda-feira, 3 de agosto de 2009 – 12:39 hs

    É MAIS O CONDOR LEVOU FUMO, RSRSRSRSRSRSSRS.
    NA PRÓXIMA TAMBÉM VOU DOAR UM OVO, QUEM SABE 4 ANOS DEPOIS EU TEREI UMA GRANJA COMPLETA!!!!!!!!!!!!!!!

  25. segunda-feira, 3 de agosto de 2009 – 13:08 hs

    Cecilia: Gostei da Sua colocação assim como concordo com o Seu voto ao Richa, mas não deixe de votar, se, como se afigura, não houver gente decente em quem votar, a gente vota nos que ninguém vota,assim divide, mas deixar de votar ajuda essa turma nas maracutaias.
    ___________________________________________________
    As doações, os lucros obtidos pelas mesmas, isso é sabido, mas trazer a público só nos diz que os Vagabundos são sempre os mesmos.
    Deixe eu perguntar: Serviços prestados ao governo não teem obrigatoriamente que atender a licitações? Estas não são analisadas por uma comissão? – então os membros dessa comissão são tão Omissos e tão sem vergonha ou mais que o próprio Requião, se é que não foram atendidos os quisitos básicos de melhor preço pela melhor qualidade. Claro que há falcatrua, e não defendo o Requião e sua turma, mas seria bom saber os nomes dos outros envolvidos assim podemos mantê-los longe nos próximos mandatos, se estes forem decentes e parece que serão, pois tanto o Beto quanto o Álvaro são com certeza pessoas dignas.

  26. Cap. Nascimento
    segunda-feira, 3 de agosto de 2009 – 13:28 hs

    Eu também doei. Doei mamonas para o programa do biocombustível do Paraná. Anos atrás o nepotão quase que as comeu. Estes dias me ameaçou enfiar no rabo. Se a cequipel multiplicou por 37 vezes as suas doações, fico imaginando qual será o meu “lucro” com tudo isto, pois afinal, não se sabe se as mamonas servirão para o programa do biocombustível, para a alimentação do reiquejão ou para enfiar no nosso rabo! Ai que medo!
    Ei reiquejão, pede prá sair.

  27. Carlinhos
    segunda-feira, 3 de agosto de 2009 – 13:42 hs

    Demagogo, hipócrita e cara-de-pau. Que politico não é?

  28. Emerson
    segunda-feira, 3 de agosto de 2009 – 15:00 hs

    Excelente investimento!

  29. jango
    segunda-feira, 3 de agosto de 2009 – 16:18 hs

    Parece que a “taxa” de investimento dos doadores circula em torno de 1 por 10, para mais; quer dizer, doa 1 milhão e recebe 10 milhões em “serviços” ou “obras” ou muito mais. Cabe a pergunto – qual empresário grande, médio ou pequeno, que não “milita” neste campo de troca-troca, consegue serviços e obras na mesma proporção ?

  30. Francisco Quadros
    segunda-feira, 3 de agosto de 2009 – 16:38 hs

    Sem entrar na briga das comadres anônimas, apenas observo que
    O Requião surpreende. American Bak Note não é “imperialista”, a Greca não é construtora de compadres e a Ouro Verde não é aquela que mama nas tetas do governo via rent-a-car, digo, ALUGUE UM CARRO.
    Requião é igual ao Chavez, não gosta dos inimigos, ms adora a grana deles.

  31. pepe deodato
    segunda-feira, 3 de agosto de 2009 – 18:26 hs

    Nessa historia do “Dá lá e toma cá”, gostaria de saber o quanto o senhor maria louca,está ganhando dos concessionarios de pedagios no Paraná.
    Ele criou uma situação jurídica, onde a concessionária permanece com o direito de aumentar o pedagio uma vez ´por ano e não tem obrigação de investimentos nas rodovias, porque devido a briga, tal fato permanece sob-judice a seis anos.
    Conta-se a boca pequena, que o direito de cobrar e não fazer os serviços que dariam direito a tais reajustes advem do primeiro processo mal feito pela procuradoria do estado.
    Se é assim, o duce, deve estar faturando uma grana de comissões pagas pelas concessionarias, para ele “continuar a briga” do pedagio abaixa ou acaba.

  32. JUCA-BALA
    segunda-feira, 3 de agosto de 2009 – 18:54 hs

    MUTUKA, SEU VELHACO VC GANHA UM BOM CARNO NO ESTADO PARA FALAR ISTO É ISTO AI LADRÃO TEM QUE DEFENDER LADRÃO.

  33. JUCA BALA
    segunda-feira, 3 de agosto de 2009 – 22:12 hs

    E A CEQUIPELZINHA, EM MAMONAS,COMO ESTA AS TVZINHAS LARANJINHAS,EM MAMONA REQUIÃO DE TI MELO E SILVA. PENA QUE PARA O SENADO ELA NÃO VAI TE VENDER TVZINHAS LARANJINHAS. LA NÃO DA LUCRO PARA ELA, SÓ PARA O MAMONA.

  34. indignado
    segunda-feira, 3 de agosto de 2009 – 22:30 hs

    o comedor de mamonas ou seja enganador do povo e dos caminhoneiros que se elegeu prometendo aos coitados pedagio abaixa ou acaba nem baixou nem acabou concluindo mentiroso e enganador destes paranaenses sofredores ou o pedagio encheu o comedor de mamonas de $$$$$$$$$$$$$ por isso se calou paranaenses deem o troco para esse enganador que no ano que vem quer ser senador com certeza vem mentir para os paranaenses novamente foraaaaaaaaaaaaa Requiao

  35. Mutuka
    terça-feira, 4 de agosto de 2009 – 6:56 hs

    Juca vc é bala?
    Vive na boca do povo?
    Preste atenção em minha escrita.
    Não devemos tapar o Sol com a peneira.
    Apenas pedi que seja publicada a relação de doadores da campanha a prefeitura de Curitiba.
    Pq vc ficou tão nervoso?
    Vc está nela? Doou qto?
    Qto recebeu de benesses após a eleição?
    Fala sério, És um Tucanalha?

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*