"Povo brasileiro não vai engolir imposto para substituir a CPMF", diz Sciarra | Fábio Campana

“Povo brasileiro não vai engolir imposto para substituir a CPMF”,
diz Sciarra

sciarra

O deputado federal Eduardo Sciarra (foto), do DEM, comemorou a vitória parcial da oposição na Câmara dos Deputados contra a criação da CSS (Contribuição Social para a Saúde), novo imposto proposto pelo Executivo que viria substituir a já extinta CPMF.

A bancada dos democratas anunciou que irá obstruir as votações na Casa, caso o proposta seja colocada em pauta. Para Sciarra, que foi um dos líderes nacionais do movimento “Xô CPMF”, a reedição de uma matéria que já foi banida pelo Congresso Nacional representa um retrocesso.

“Não se pode impor ao Legislativo algo que já foi refutado anteriormente. O povo brasileiro não vai engolir mais este novo imposto”, afirmou.


9 comentários

  1. Mutuka
    quinta-feira, 27 de agosto de 2009 – 16:38 hs

    Esse Rei do Pedágio é muito engraçadinho.
    Pagar caro por pedágio o povo pode?
    Sim, tem as comissões de campanha, ou para campanha.
    Fala Sério, Sciarra.

  2. Joanas II
    quinta-feira, 27 de agosto de 2009 – 16:44 hs

    Vamos em parte. Primeiro quando o ilustre deputado fala em “brasileiro”, com certeza não se refere a grande maiorias que vive de salários mínimos, muitos deles que nem possuem conta bancária, cheque, cartão de credito e coisas assim. estes não pagavam o CPMF, ou, alguns com quantias mínimas. Não sou a favor de um novo imposto, pois o Brasil já tem muitos. Mas vamos lembrar que uma minoria, ganha milhões, sonega impostos, esquecem de declarar, recebem ajuda para moradia e nem sabiam disto, foram os mais beneficiados. estes sim foram os maiores beneficiados, como o próprio deputado que deixou de pagar o CPMF que por certo, considerando seu ganho eram bem maior do que os humildes brasileiros. Ora, fale só por si. Não fale que que os “brasileiros” não vão “engolir” este novo imposto.

  3. Ita
    quinta-feira, 27 de agosto de 2009 – 17:01 hs

    Concordo com a CPMF para movimentação bancária mensal acima de R$ 1.500,00

  4. quinta-feira, 27 de agosto de 2009 – 17:45 hs

    Mutaka, não se está falando de pedágio. Estamos falando se caga tributária fora de qualquer propósito, a maior do mundo. E em troca vc é roubado e nem conta do que é seu eles dão, ou vc faz parte dos Beneficiados?

    Não há espaço para o povo brasileiro pagar mais impostos sob pena de paralizar o País será que está todo o mundo precisando que editem sites em “brile”-

    O Sciarra está muito certo, se os pedágios te incomodam vai de Onibus, mas não, ainda que vc seja um dos beneficiários das falcatruas por de trás deste novo imposto, em que por falta de argumento o Temporão chantageou com a saúde das crianças. que nunca iriam ver um centavo já que o Governo quer mesmo é fazer caixa para o ano eleitoral.

    Não, Não HÁ ESPAÇO NEM … PARA O BRASILEIRO SER MAIS EXTORQUIDO DO QUE JÁ É SEM RETORNO ABSOLUTAMENTE NENHUM.

  5. ZÓIO
    quinta-feira, 27 de agosto de 2009 – 17:49 hs

    Ao invés deste deputado ficar brigando por causa de um imposto ele que brigue para melhorar o atendimento nos hospitais e que os médicos, especialmente do SUS sejam melhor remunerados. Daí ele vem com um agradinho para um hospital ou outro achando que está fazendo o maior dos benefícios

  6. PABUFE
    quinta-feira, 27 de agosto de 2009 – 18:58 hs

    O EXTERMINADOR DE TRIBUTOS.

    O LULA EQUIVOCADAMENTE, AO MEXER SERIAMENTE NA CAIXA DE ENGRENAGENS DOS TRIBUTOS FEDERAIS, DANDO ISENÇÃO AQUI E ACOLÁ, ISENTANDO ISTO E AQUILO ETC. ETC. ESTÁ PROMOVENDO UM DESARRANJO GERAL NAS FINANÇAS DO PÁIS, POIS ERRADAMENTE NÃO FEZ A LIÇÃO DE CASA, E CONTINUOU A GASTANÇA DO SEU DESGOVERNOGVE, COMO SE VIVESSE NO TEMPO DAS VACAS GORDAS.

    ESTE FENÔMENO MANUAL DO LULA, ALIADO A QUEDA DA ARRECADAÇÃO, RESULTARÁ NUM FURO DE CAIXA, E DAÍ O LULA ESTAR QUERENDO DE QUALQUER MODO JOGAR A CONTA DE SUA BESTEIRA FEITA, PARA O POVÃO, CRIANDO NOVOS IMPOSTOS.

    UM SEGMENTO QUE JÁ ESTÁ PAGANDO A CONTA DO LULAÉ DOS APOSENTADOS QUE GANHAM M AIS DE UM SA´LÁRIO MÍNIMO, CLASSE ESTA ACHINCALHADA PELO LULA .

  7. josé
    quinta-feira, 27 de agosto de 2009 – 19:02 hs

    Joanas II, seu comentário seria pertinente não fosse um erro básico: a CPMF pune o pobre muito mais que qualquer outro, explico:

    Não era um imposto sobre cheques ou contas correntes, era um imposto sobre movimentação financeira que recaía sobre tudo, como por exemplo na cadeia produtiva do feijão, o produtor compra adubos, sementes, óleo diesel, defensivos, etc. sobre todas estas operações incidia a CPMF, ou seja encarecia o feijão, que o pobre também come, quando pode.

    havia ainda um efeito mais devastador, já que este imposto era cobrado sobre a movimentação financeira, ou seja, em cascata, assim o valor real do imposto recolhido era muito maior que a alíquota mostrada.

    Outro ponto é que nas grandes transações financeiras os bancos “pagavam” a CPMF para seus clientes, como não faço parte deste grupo, eu, um “brasileiro” pagava minha CPMF sem poder seuqer reclamar, já que ela era descontada diretamente da conta que recebo meu salário e portanto afetava sim meu rendimento sem nenhum retorno em troca.

    E, por motvios óbvios sou contra sim mais um imposto, seja ele de onde vier; aiás, faça um exercício simples sobre os danos causados por este tipo de imposto: veja suas últimas contas de luz e telefone, note o quanto vc paga de imposto e veja se este aumento trouxe algum benefício para vc…aliás, a própria CPMF nunca foi usada para o fim que foi criada…

  8. Jorge Ventura
    sexta-feira, 28 de agosto de 2009 – 10:31 hs

    Chega de impostos e tributos!
    País de analfabetos não pode pagar tantas taxas e tributos.
    O que fazem com a metade dos nossos recursos que descem ralo baixo em forma de taxas, impostos e tributos?
    Uma boa receita para se acabar com um País:
    1 Copo cheio de impostos.
    2 Colheres de sopa de exigências absurdas para aumentar a produtividade agrícola em época de recessão mundial.
    1 Quilo de políticos corruptos
    1 tablete de incompetência do gerenciamento dos recursos públicos
    Depois disso misture tudo com o corporativismo e a ignorância nacional e coloque no fogo brando do mau funcionamento das instituições pública, após 30 segundos temos uma bela pizza congressual.

  9. MATAHARI.
    sexta-feira, 28 de agosto de 2009 – 12:52 hs

    A REEDIÇÃO DESSE FAMIGERADO IMPÔSTO, VAI DAR AO ALVARO COMO LÍDER DO PSDB NO SENADO, O MAIOR CANHÃO DA HISTÓRIA POLITICA QUE ALGUEM PODERIA USAR CONTRA O GOVÊRNO DO LULA. ESPERE E VERÃO O QUE VAI ACONTECER.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*