Requião suspende aulas, mas diz que medida é inócua | Fábio Campana

Requião suspende aulas, mas diz que medida é inócua

requião aulas

Requião não quer dar o braço a torcer e, apesar de ter sido convencido pelo secretário de sáude Gilberto Martin de que era necessário suspender as aulas na rede estadual, mandou divulgar uma nota em que deixa clara sua posição de achar a medida desnecessária.

“Há uma semana, desde que o ano letivo recomeçou, o Governo do Paraná tem resistido aos apelos de suspender as aulas da rede pública, por considerar a medida inócua.

Caso fôssemos levar a ferro e fogo a orientação de evitar aglomerações, como meio eficaz de conter a propagação da gripe, teríamos que paralisar o país, interrompendo o transporte coletivo, os cultos nas igrejas, os cursinhos, os jogos de futebol, o cinema, o teatro, fechando bares, restaurantes e os grandes centros comerciais. Afinal, o vírus não tem preferência por qualquer ambiente”, diz a nota divulgada há pouco pelo governo.

Clique em Leia Mais e veja a nota na íntegra:

O Governo não desconhece a gravidade da situação. Uma morte, qualquer morte, de pessoas próximas ou não, é um evento terrível. No entanto, pede a atenção de todos para estes números: no ano passado, morreram no Paraná, por gripe e pneumonia, 2.396 pessoas. Só em julho do ano passado, foram 263 mortes. Pois bem, até o momento, por conta da nova gripe, morreram no Paraná, quatro pessoas.

De todo modo, o medo da nova gripe espalhou-se de tal forma que não há como desconhecê-lo. Os pais dos nossos alunos estão intranquilos, apreensivos. Por isso, mesmo considerando a medida pouco eficaz, tomamos a decisão de suspender as aulas na rede pública estadual de ensino fundamental, médio e universitário. As aulas ficarão suspensas até o dia 10 de agosto e o período do recesso deverá ser compensado.

Os dias paralisados servirão para que se divulguem nas Escolas, e às famílias dos alunos, medidas de prevenção à gripe. Assim como para esclarecer e treinar os professores e funcionários da rede estadual de ensino,a fim de que colaborem no enfrentamento da pandemia.

Pelo que dizem as autoridades da Saúde Pública, a pandemia vai se estender até que seja possível a produção de vacinas e a imunização da população, com a possibilidade desse prazo alcançar o próximo inverno. Sendo assim, a suspensão das aulas, neste provável pico da gripe, poderá tranquilizar as nossas famílias.

Ao mesmo tempo, o Governo informa aos paranaenses que está ampliando a capacidade de atendimento da rede pública de saúde para o tratamento dos pacientes infectados.

Sem pânico, com prudência, responsabilidade e medidas preventivas adequadas, vamos enfrentar essa adversidade.

Governo do Paraná


35 comentários

  1. Jaferrer
    quinta-feira, 30 de julho de 2009 – 17:05 hs

    O Bob Req acha que a população é burra. É claro que essa medida é inócua para acabar com a contaminação, ela pretende é diminuir a velocidade de propagação dando mais tempo para que as pessoas e o sistema de saúde possa se adequar a nova realidade. Te cuida Maria louca!

  2. V.Lemainski-Cascavel
    quinta-feira, 30 de julho de 2009 – 17:14 hs

    O Requião está doente.

  3. Gonçalves
    quinta-feira, 30 de julho de 2009 – 17:18 hs

    REquião falando coisa com coisa? Acho que é a primeira vez que ele está certo na vida.

  4. Suelen Matoso
    quinta-feira, 30 de julho de 2009 – 17:55 hs

    Deixando de lado as preferências políticas, sou obrigada a concordar que o nosso Hugo Chaves desta vez tem razão. Mas, pensando-se que é perfeitamente possível recuperar o conteúdo no futuro, acredito que tomou-se uma medida inócua mas que é certa. O ideal é que a população evite de ir em cinemas, espetáculos, etc. Especialmente neste período de intenso frio.

  5. adriano
    quinta-feira, 30 de julho de 2009 – 17:57 hs

    Alguém tem que avisar o pessoal do CQC. Essa elesdnão podem perder.

  6. cejota
    quinta-feira, 30 de julho de 2009 – 18:15 hs

    suspende a entrega dos onibus

  7. quinta-feira, 30 de julho de 2009 – 18:17 hs

    A situação da saúde no PR é muito mais séria do que parece. Mesmo porque não estão deixando divulgar tudo o que está acontecendo e Requião sabe disso mas ele é o tal, faz-de-conta.

  8. quinta-feira, 30 de julho de 2009 – 18:18 hs

    Esse Requião não perde um minuto sequer para se revelar incompetente.

    É ou não é Governador. O ponto de vista que ele diz ter, deve ser uma reportagem colada de algum lugar, ele não tem se tivesse não tomaria essa medida.

    Depois, por pressão do secretário municipal da saúde, pelo exposto outro incompetente, mas isso não é novidade no secretariado de Requião, “Deus os faz, o diabo os espalha e eles por si só se juntam”

    Requião, se é que vc é alguma coisa a não ser perseguidor de inocentes, reveja a sua atitude e volte às aulas.

    O que tem que ser feito, e isso são os professores que precisam fazer, é que à menor suspeita de algum aluno com gripe, seja ela de “porquinho ou de porquinha”! Deixe-se esse aluno em casa.

    Está causando um caos, só para mostrar a sua incompetência.
    .

  9. Ana Paula
    quinta-feira, 30 de julho de 2009 – 18:37 hs

    O Requião está com um físico de Anibal Curi.

  10. Thiago Medeiros
    quinta-feira, 30 de julho de 2009 – 18:39 hs

    Eu quero saber os nomes destes mortos que supostamente estão sendo omitidos nos numeros. Quem são eles? Estou farto desta boataria irresponsável.

  11. Eleitor Quer Ser Ouvido
    quinta-feira, 30 de julho de 2009 – 18:54 hs

    REQUIÃO, GOVERNADOR DO PARANÁ, SUSPENDA AS AULAS DA REDE PÚBLICA DE ENSINO por causa da gripe H1N1, MAS NÃO FECHE AS CRECHES/PRÉ-ESCOLAS QUE FUNCIONAM HÁ MAIS DE 20 ANOS NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA DO PARANÁ.

    CRECHES/PRÉ-ESCOLAS É DIREITO DAS CRIANÇAS, DOS PAIS E DEVER DO ESTADO !

    Vejam mais abaixo:

    29/07/2009

    Assembléia Legislativa envia Requerimento à Secretária Maria Marta Lunardon (SEAP)

    A ALEP quer saber quais os motivos para o fechamento das creches/pré-escolas do serviço público

    Dia 14 de julho, os pais e mães das creches/pré-escolas que estão para fechar suas portas pela omissão do governo do Estado em repassar a subvenção social, estiveram na Assembléia Legislativa do Paraná, buscando apoio do parlamento estadual. Depois de muita conversa ee sclarecimentos, conseguiram a aprovação de um REQUERIMENTO, que pede informações à Secretaria de Estado da Administração e Previdência (SEAP).

    Eis o teor do Oficio nº 2.539/09/CEA, datado de 15 de julho de 2009, assinado pelo Deputado ALEXANDRE CURI – Primeiro Secretário da Assembleia Legislativa do Paraná, à Srª Maria Marta Weber Lunardon, Secretária da SEAP :

    “ Senhora Secretária,

    Tenho a honra de me dirigir a Vossa Excelência, nos termos do Requerimento em anexo, de autoria das Deputadas ROSANE FERREIRA, LUCIANA RAFAGNIN, CIDA BORGHETTI e BETE PAVIN, aprovado em Sessão Plenária de 14 do mês em curso, solicitar se digne prestar a esta Assembleia Legislativa as INFORMAÇÕES requeridas, baseando-se na Constituição do Estado do Paraná; em seu parágrafo único do art. 55: “Importará em crime de rsponsabilidade do Secretário, a recusa ou não atendimento no prazo de trinta dias, bem como a prestação de informações falsas.” Na oportunidade renovo a Vossa Excelência os meus elevados protestos de estima e consideração.”

    As Deputadas Estaduais acima citadas, requereram ao presidente da Assembléia Legislativa do Paraná, o envio de Pedido de Informação à Secretaria de Estado da Administração e Previdência (SEAP), com as seguintes perguntas:

    Qual o motivo do não repasse de recursos públicos para as creches que atendam filhos dos servidores públicos ? Existe previsão do Governo para normalização de tal situação ?

    ***

    Mães e Pais não querem o fechamento das escolas de seus filhos

    A opinião dos pais e mães é unânime: escola com serviço de excelente qualidade, ambiente familiar e saudável, preços acessíveis, confiança e tranquilidade aos pais/mães, projeto pedagógico comprovado e aprovado pelos órgãos públicos, mais de 20 anos de tradição e bons serviços prestados, proximidade do local de trabalho, participação nas decisões, dentre outros benefícios e vantagens.

    Diante do silêncio e da omissão do governo do Paraná, a cada dia que passa as mães/pais, funcionários públicos da Secretaria da Agricultura e do Abastecimento (Seab) e demais, ficam ainda mais apreensivos e em pânico, com a iminência do fechamento da creche/pré-escola que até dezembro de 2008, foi subvencionada pelo governo do Estado.

    No caso da creche/pré-escola (Arco Iris) da Seab que atende 95 crianças, a subvenção anual seria de R$ 265 mil para 13 meses, mas até julho não foi autorizada pelo governador Requião, apesar dos insistentes apelos da associação, pais/mães e funcionários e de já constar do orçamento da SEAB do ano de 2009.

    Além das mães/pais do Cei Arco Íris (Seab), centenas de mães/pais de outras 4 escolas estão decepcionadas com a postura do governo do Paraná, promovendo o fechamento das creches/pré-escolas, onde estudam seus filhos em pleno andamento do ano escolar de 2009, sem quaisquer tipo de diálogo ou busca de entendimento, visando preservar as instituições comunitárias.

    Situação dramática e lamentável das creches/pré-escolas

    O CEI Pequeno Rodoviário (DER) já fechou, mas não tem como pagar a rescisão dos 10 funcionaŕios. O CEI Creche do Bosque já fechou, mas também não tem como pagar a rescisão de seus 13 funcionários. O CEI Pequeno IAPAR já encaminha-se para o fechamento de suas portas. O CEI Arco Íris luta e resiste, pois tem sede própria e tem 95 crianças para atender. O CEI Espaço da Criança, segundo a Celepar, deverá em dezembro de 2009, mas a maioria dos pais são contrários à decisão e resistem.

    As cinco (5) creches/pré-escolas imersas nessa triste realidade, são:-

    CEI Arco Ìris (Curitiba – Bairro: Cabral), CEI Pequeno IAPAR (Londrina), ambas mantidas com a subvenção social governo do Estado/SEAB);

    CEI Pequeno Rodoviário, mantida com a subvenção social do governo do Estado/SETR-DER;

    CEI Castelo do Bosque, mantida com a subvenção social do governo do Estado/SEAP; e,

    CEI Espaço da Criança, mantida com a subvenção social governo do Estado/CELEPAR.

    Duas outras creches/pré-escolas podem estar na mesma situação: O CEI da Universidade de Londrina (UEL) e o CEI da Universidade de Maringá (UEM).

    A faixa etária de atendimento é de 4 meses a 5 anos de idade (ingresso no ensino fundamental). As crianças atendidas são filhos de servidores públicos, dos respectivos órgãos parceiros e da comunidade curitibana.

    Números da tragédia sobre a educação pré-escolar

    São trezentas (300) crianças que ficarão SEM ESCOLAS !

    São quinhentas (500) as vagas em creches/pré-escolas que serão extintas.

    São em torno de cem (100) educadores e trabalhadores que ficarão DESEMPREGADOS.

    São 5 instituições de mais de 20 anos que chegam ao fim !

  12. roque
    quinta-feira, 30 de julho de 2009 – 19:03 hs

    so lembrando a gripe espanhola durou de 1918 A 1919

  13. Vigilante do Portão
    quinta-feira, 30 de julho de 2009 – 19:32 hs

    Só uma perguntinha: Algum neto do Nepostista estuda em escola pública?
    Claro que não.
    As escolas particulares suspenderam as aulas, os demais, segundo o Requião, que se f….
    É impensável o governador dizer que errou.
    Suspender as aulas não vai acabar com a gripe, entretanto vai dar mais tempo para as autoridades e a prórpia população se prepararem. Já imaginaram as indenizações que os contribuintes do Paraná iriam pagar , caso alguma criança infectada pelo virus, contaminasse os coleguinhas de sala e um ou dois viessem à falecer? Isso fora a dor dos familiares. É muito mais prudente suspender as aulas.

  14. Silvano Andrade
    quinta-feira, 30 de julho de 2009 – 19:33 hs

    Sou funcionário de Escola, estou farto e indignado com esse louco, chamado roberto requiao, nós funcionários de escola, estamos sendo obrigados a trabalhar,
    como se nossos pulmões fossem blindados, ando sentindo alguns caláfrios, talvez seja psicológico, Deus queira que eu não esteja contaminado. O ilustre falador do centro cívico demorou muito para tomar esta atitude, e só tomou porque foi pressionado, a mesma censura que foi implantada no iml, esta sendo adotada nos dados das pessoas doentes e/ou mortas por esta maldição…Este Estado que tanto amo, e que se chama Paraná, e não venezuela, não pode ser governado por gente desequilibrada e dona da verdade, como este sujeito.

    Boa Gripe senhor Governador!!!

  15. ROSEMERI
    quinta-feira, 30 de julho de 2009 – 20:15 hs

    Concordo com você Requião, apesar de discordar em várias questões! Mas acho que agora vc está corretíssimo….Penso que tem que haver CUIDADOS..E INFORMAÇÕES…só isso!

  16. Anonimo
    quinta-feira, 30 de julho de 2009 – 21:25 hs

    Vocês não entendem. Ele atrasou a entrega dos ônibus já prevendo que a gripe poderia se alastrar dentro deles. rsrs

  17. Mauro
    quinta-feira, 30 de julho de 2009 – 22:03 hs

    “Maria louca”:
    Essa gripe é pior que comer mamona!!
    Toma o seu gardenal na hora certa e…
    Deixa de incoerencia!!!

  18. Lalo
    quinta-feira, 30 de julho de 2009 – 22:34 hs

    A cara de ânimo dos secretários em estar com Ele é o que impulsiona esse grande governo a chegar até o seu final.

  19. Lalo
    quinta-feira, 30 de julho de 2009 – 22:38 hs

    P.S. E aquela escultura lá atrás, não parece a logomarca da Renault?

  20. Joana D'arc
    quinta-feira, 30 de julho de 2009 – 22:40 hs

    quando um alucinado como ele cala aboca todos saímos ganhando…quando fala a gente sente vergonha.
    Maluco inconsequente.

  21. Vigilante Sanitário
    quinta-feira, 30 de julho de 2009 – 23:34 hs

    Agora é tarde.

    Medida “burrocrática” tomada de forma lenta e atrasada.

    Para variar.

    O objetivo era que essas crianças não fossem agrupadas no retorno de suas férias. Depois de uma semana de aulas (aulas?)em contato diário com outras crianças, quem tinha que ser infectado já foi.

    Outra coisa importante é o grupo de risco. Crianças em creche fazem parte parte do grupo de risco sim senhor!

    Principalmente até os 5 anos justamente por prescindirem de cuidados básicos de higiene que as fazem ter contato com outras crianças (beijos, abraços, mão na boca, etc).

    Agora, fechar creche por falta de repasse é uma coisa, suspender atividade por perigo de contaminação é outra bem diferente. Srs corporativistas não confundam a opinião pública.

  22. Alguém
    quinta-feira, 30 de julho de 2009 – 23:43 hs

    Sabe que em certo ponto acho que ele tá certo…Só vejo problema nesse caso de crianças de EI – EF que são mais vulneráveis, os demais não vejo problema…afinal os shoppings estão aí lotados de jovens em férias prolongadas por exemplo.

  23. rita
    sexta-feira, 31 de julho de 2009 – 8:56 hs

    Mas o povo é fogo, se fecha as escolas, reclamam, se não fecha, reclamam também, não tem cangaia que sirva.Deus proteja a todos.

  24. sexta-feira, 31 de julho de 2009 – 9:53 hs

    PELA PRIMEIRA VEZ CONCORDO COM O GOVERNADOR ,

    ESTA SUSPENSÃO NÃO TEM FUNDAMENTO TÉCNICO . VAI

    PREJUDICAR MILHÕES DE ALUNOS, INCLUSIVE DEIXANDO-

    -OS COM RESISTENCIA MAIS BAIXA ,PELA INTERRUPÇÃO DA

    ALIMENTAÇÃO NAS ESCOLAS INTEGRAIS . O VIRUS DEVE

    ESTAR SORRIDENTE, SEU DESTINO ESTA SENDO DECIDIDO

    POR HISTERICOS EM DETRIMENTO DAS AUTORIDADES SANI

    TÁRIAS E DOS INFECTOLOGISTAS .

  25. Jonas Silva
    sexta-feira, 31 de julho de 2009 – 11:36 hs

    Fábio, e os mortos que estão sendo omitidos? Tenho conhecimento de outras pessoas que morreram e nada foi divulgado. A informação de médicos do HC é de que 40 pessoas já morreram. Posso repassar alguns perfis do orkut para constatação, há contatos de familiares lá.
    O que se fala é que estão modificando o atestado de óbito para constar a causa da morte pelas complicações da doença, não a gripe suína.
    Se a grande mídia não divulga, que os blogs de expressão atuem nesse sentido!

  26. Cláudio
    sexta-feira, 31 de julho de 2009 – 12:37 hs

    Se a gripe avançar, realmente haverá a necessidade de paralisar as atividades em geral, especialmente aquelas onde há aglomeração de pessoas, inclusive os demais orgãos públicos.

  27. Thiago Medeiros
    sexta-feira, 31 de julho de 2009 – 12:49 hs

    EU CONTINUO COM O DESAFIO: DÊEM OS NOMES DOS MORTOS QUE ESTÃO SENDO ESCONDIDOS. TEM ALGUM BLOG TRATANDO DO ASSUNTO? EM PLENA ERA DA INTERNET NINGUEM CONSEGUE FAZER “VAZAR” A LISTA DOS MORTOS OCULTADOS? QUERIA SABER QUEM ESTÁ GANHANDO COM ESTA BOATARIA TODA.

  28. Eleitor
    sexta-feira, 31 de julho de 2009 – 12:52 hs

    Acho que uma mutação do vírus o contaminou. Pior é essa mutação parece causar confusão mental.

  29. Sou de Ponta Grossa
    sexta-feira, 31 de julho de 2009 – 13:34 hs

    Inócua é nosso sistema de Saúde,completamente inofensivo,É facil o Governador resolver este empasse, mande voltar as aulas, e assuma sua postura ditatorial,tão simples.
    O que me incomoda muito é ler um bando de néscios,concordarem com está postura do nosso governador.
    Sr,Requião acabe com o impasse,e corrao risco.
    Inofensivo é brincar,ofensivo é não respeitar quem perdeu algum ente querido com essa nova praga H1n1.

  30. Yo
    sexta-feira, 31 de julho de 2009 – 15:49 hs

    Raramente eu concordo com a maria louca, mas dessa vez ele tá certo. É uma burrice suspender as aulas. Essa gripe é tão igual a qualquer outra. Não fosse o circo armado pela mídia a população nem estaria sabendo dela.

    Por acaso alguém ouviu falar do surto de dengue que neste momento atinge a bahia? 100 mil pessoas contaminadas mais de uma centena de mortes? Ah, Claro, dengue é lugar-comum.

    Ou então alguém se lembra do surto de febre amarela do ano passado? Provocou uma corrida a vacina, mas o fato é que acabou matando mais gente por reação adversa a vacina do que pela doença.

    Estou farto dessa exploração absurda que a mídia faz de alguns assuntos, exploram até a exaustão, provocam panico, pelamor de Deus.

  31. Carla
    sexta-feira, 31 de julho de 2009 – 17:29 hs

    O Requião é puramente BURRO! O desgraçado não tem nem a capacidade de pensar que quanto menos pessoas entrarem em contato com outros,melhor será. Afinal, que se a gripe não pode ser contita por completo, que seja pelo menos uma boa parcentagem. Mas não, o idiota não consegue pensar nisso.
    Afinal, Requião não pega ônibus e muito menos convive com centenas de pessoas, ele fca em casa ou em uma salinha ouvindo umas duas ou três pessoas falando. Uma pena, queria eu que o Requião pegasse a tal gripe e nunca mais se ouvisse notícia dele. O Diabo que se cuide, lá vai o Requião!!

  32. Sou de Ponta Grossa
    sexta-feira, 31 de julho de 2009 – 18:53 hs

    Paraná deve receber recursos do governo federal para tratamento de pacientes.
    Cabe ao Governo do Pr rejeitar este recurso,pois aqui,estza tudo em ordem conforme pronunciamento do Governador,mande o dinheiro para estados que necessitam mais não acha sr.Governador?

  33. Sou de Ponta Grossa
    sexta-feira, 31 de julho de 2009 – 19:31 hs

    Martin, secretário da Saúde, disse que as escolas paranaenses não devem adiar o início do segundo semestre. “As aulas devem seguir normalmente. Apenas aquelas pessoas que têm sintomas de gripe devem ficar em casa por sete dias, que é o período de transmissibilidade do vírus.”
    ( FONTE GLOBO )
    O PARANÁ NÃO PRECISA SE PREOCUPAR….

  34. Helder Jean de Souza
    quinta-feira, 6 de agosto de 2009 – 13:13 hs

    Hein porque não suspende as aulas por mais uma semana ?

    faz igual as escolas municipais, e fazem com a Estaduais né ?

    dia 17 volta tudo.

    obg!

  35. Bruna
    quinta-feira, 6 de agosto de 2009 – 21:07 hs

    As mortes não são poucas como estão divulgando. O caso do H1N1 não é simples assim como as pessoas estão desdenhando alegando que não podemos entrar em pânico. Óbvio que devemos usar o bom senso, mas evitar multidões, cinema e teatro é fundamental. Reclamar e ignorar a situação não ajuda. A epidemia existe e temos que evitar.
    Passei 1 semana internada num hospital com pneumonia e vi casos de gripe suína lá. Na Unicamp o caos se instaurou. Conheço pessoas de dentro, médicos internados e mortos por causa da doença. Se cuidar é bom

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*