Requião pede devolução de investimento e ameaça fechar Sanepar | Fábio Campana

Requião pede devolução de investimento e ameaça fechar Sanepar

destaque_0135

Requião abriu a escolinha com uma informação que considera bombástica. Vai pedir o retorno de R$ 700 milhões que o Estado aplicou na Sanepar, pois está impedido por decisões judiciais de transformar esse investimento em ações resultantes de aumento de capital da empresa.

A iniciativa coloca em risco a existência da própria Sanepar e o capital dos acionistas minoritários, incluídos os de empresas privadas que entraram na Justiça para impedir o aumento de capital que deles exigiria aporte correspondente para manter a proporcionalidade das cotas. As decisões judiciais Requião chamou de “chicanas jurídicas”.

Deu 30 dias para receber R$ 285 milhões e o restante em seis meses. E avisa que o estado continuará a investir em saneamento mas não através da Sanepar. Requião aventou a possibilidade de criação de nova empresa de saneamento.


21 comentários

  1. Jose Carlos
    terça-feira, 28 de julho de 2009 – 10:05 hs

    É mais uma bravata no melhor estilo bolivariano, inspirado por Chávez Metralha e seu bando… a diferença é que na Venezuela o Poder Judiciário é controlado pelo sargentão, como em qualquer ditadura mal-disfarçada, mas, no Brasil, apesar das loucuras e sandices dos governantes de plantão, o Judiciário tem atuado para colocar as coisas no seu devido lugar… Mello e Silva bem sabe – até porque leva tunda em 8 de cada 10 ações que obriga a PGE ajuizar – que isso é pura conversa mole p’ra boi dormir, invectivas ocas e hilárias, que terminam em condenações na Justiça, o que também não o preocupa porque não é ele que paga as sucumbências, e, aliás, nem o Paraná não paga, porque caloteia suas dívidas há décadas… a Screen Gems apresenta, mais uma sessão de bom humor e gargalhadas,….

  2. Miro
    terça-feira, 28 de julho de 2009 – 10:11 hs

    Mais ameaças que o governador Mello e Silva faz.
    E sempre envolvendo o dinheiro do povo do Paraná.
    Deixa problemas para o próximo governante.
    Lamentável.

  3. fabricio
    terça-feira, 28 de julho de 2009 – 10:28 hs

    SERÁ QUE ESTE DINHEIRO VAI PARA A PUBLICIDADE ESTATAL QUE VAI TENTAR ELEGER O COMEDOR DE MAMONA PARA O SENADO?

  4. terça-feira, 28 de julho de 2009 – 10:31 hs

    Neste caso está certíssimo o governador Requião. Não concordo com as loucuras do Réca, mas há atos deste cidadão que merecem reflexão positiva. No caso da Sanepar, não há dúvida de que ‘opportunistas’ tentam levar vantagem a qualquer custo. Daniel Dantas é o símbolo da sem-vergonhice dos que têm muito e ele é um testa de ferro de quem sempre lhe injetou apoio em forma de recursos financeiros para obter lucros fantásticos. Dantas tem funconado como um vírus. A princípio entra no esquema de dewterminada empresa injetando recursos, assume gradativamente seu comando, dilapida, vende-a a preço de banana nanica a quem? Aos próprios investidores que a revendem com lucros extradordinários a investidores estrangeiros. Uma zona… Típica de governos que deixam tudo ao ‘Deus dará’… Lula abandonou princípios para fazer os interesses dos banqueiros, principalmente os brasileiros que vivem às custas de maracutaias e tramóias urdidas nas madrugadas podres de Brasília… E que transformam o País neste canal de esgoto, onde o que mais corre são políticos e banqueiros…

  5. Maringas
    terça-feira, 28 de julho de 2009 – 10:32 hs

    que dia acaba esse delirio?

  6. Jaferrer
    terça-feira, 28 de julho de 2009 – 10:41 hs

    Isto mostra como este insano se importa com os interesses do Paraná. Pouco importa para o nosso duce que o próximo governo pegue um estado em crise, com suas empresas, antes robustas, hoje combalidas. O interesse público só importa quando trás vantagens para o interesse privado dele e de sua família. Vários setores da máquina pública paranaense estão com problemas devido à incompetência do nosso caudilho das araucárias. Deste modo, a conta dos desmandos desses sete anos de desgoverno será paga pelo povo paranaense. Vamos esperar que este mesmo povo se ilumine e rejeite em 2010 o clã dos Mello e Silva e vamos torcer para que o próximo governador tenha condições de arrumar a casa.

  7. Yo
    terça-feira, 28 de julho de 2009 – 10:53 hs

    Dificil entender porque a Sanepar tem capital aberto, se a empresa visivelmente não visa ter lucros. A cada Balanço o lucro da empresa diminui mais um pouco.

  8. Marco
    terça-feira, 28 de julho de 2009 – 10:58 hs

    quer o dinheiro de Alagoas, o dinheiro da Sanepar…será o desespero de final de mandato e ter que deixar os cofres do estado em ordem???
    Tirar o rombo que ele deixou em todos esses anos?
    É lamentável ouvir isso de um governante.

  9. Anônimo
    terça-feira, 28 de julho de 2009 – 11:21 hs

    Ué, mas a Sanepar não é do Estado como ele tanto fala que recuperou o comando nestes últimos anos? 2 pesos duas medidas, só cortar a tarifa social da água que resolve nestes seis meses.

  10. malu
    terça-feira, 28 de julho de 2009 – 11:30 hs

    E dai pessoal, vamos com calma…
    afinal somos todos paranaenses…
    Esta historia da Copel e Sanepar pegar dinheiro publico para investir e depois remunerar os investidores privados nao tem logica e o Requiao esta muito certo!!!
    Independente gostar ou nao do estilo, e melhor TODOS OS PARANAENSE fazer esta avaliacao!!!
    Mario

  11. DON QUIXOTE
    terça-feira, 28 de julho de 2009 – 12:11 hs

    CONTRADIÇÃO DO REQUIÃO.

    Aqui está a contradição do requião.

    Ao mesmo tempo em que é contra o aumento de receitas dos municípios, e bate nos prefeitos, -ordenando-os- que vão trabalhar, o requião enfrenta este probelma de que o monopólio e a concentração da renda das taxas de água e esgoto da maioria dos municípios no Paraná, via SANEPAR, A DEIXOU INVIABILIZADA, demonstra a sua INEFICIÊNCIA POR GIGANTISMO, , por concentração, e tornou-se um monstro que agora ameaça as finanças do Estado do Paraná, e inviabiliza a sua própria existência.

    Requião.

    Todo o poodder aos municípios.

    FATIAR A SANEPAR – CONSÓRCIOS MUNICIPAIS.
    (Sugestão de décadas).
    Fatie a SANEPAR, regionalmente, por bacias dos rios, e a entregue aos municpios respectivos.
    Pratique o municipalismo moderno, com planos e projetos subordinados aos técnicos, de modo a isolar a politicagem dos malandros.

    Deixe de imaginar que só voce tem neurônios e é o único homem inteligente sobre o hemisfério sul.

    Agora, pelo amor de Deus, não deixa MAIS ESTE FANTASMA NO ARMÁRIO, essa conta gigantesca na Justiça (?), pois posso me eleger governador, e não vou pagar conta que voce fez por aí, no emocionalismo.

    Caso isso ocorra, mando fazer uma ação de -direito de regresso-.
    contra voce.

  12. terça-feira, 28 de julho de 2009 – 13:03 hs

    O nepotista juramentado gosta mesmo de um factóide. Até outubro de 2010, vamos estar sujeitos a este tipo de insanidade. Se você tem realmente culhões, feche a sanepar. Vai trabalhar seu maluco!

  13. terça-feira, 28 de julho de 2009 – 13:10 hs

    falar o q?

  14. jango
    terça-feira, 28 de julho de 2009 – 13:55 hs

    O Bacamarte das Araucárias só está dando estas cartadas porque existe um escandaloso e vergonhoso compadrio estabelecido entre os poderes públicos estaduais, tornando insossas, anódinas, insípidas e inodoras as ditas autoridades de controle público para os atos de malversação pública em troca de benesses, sinecuras, nepotismos, comissionados e do ut des asseguradores dos mais régios salários pagos pelo povo a uma nomenklatura que vive para si própria, assenhorando-se do Estado como propriedade personalíssima. Quer pior ? Continue aceitando esta situação …. e logo mais prepare-se para pagar o bilionário passivo da dívida pública deixada pelo governo de ocasião.

  15. OSVALDO ALCARAZ
    terça-feira, 28 de julho de 2009 – 14:38 hs

    Vai criar uma nova empresa, igual as ‘Estradas da Liberdade”.

  16. carlinhos
    terça-feira, 28 de julho de 2009 – 15:13 hs

    Como estamos pagando do (des)governo Lerner.

  17. Conde Edmundo Dantas
    terça-feira, 28 de julho de 2009 – 15:43 hs

    Dou uma sugestão para o nome da nova e moderna empresa: Departamento de Água e Esgoto.

  18. Ita
    terça-feira, 28 de julho de 2009 – 17:22 hs

    Isto tudo por causa de um governo que tivemos no passado que só pensou em privatizar e privatizar para fazer não sabemos o que com o dinheiro.
    O Lerner que é da turma do Osmar e o FHC que é da turma do Álvaro e do Serra, são os que causaram este desmonte da Sanepar.
    Se não fosse o Requião ter ganho a eleição para o governo a Sanepar e a Copel estariam 100% privatizada, pois é o que estes grupos do Lerner que apóia o Osmar e o Grupo do FHC que apóia o Álvaro e o Serra queriam.
    Vamos acordar povo do Paraná e tirar estes individuos do poder.
    Forra Lerner.
    Fora Osmar.
    Forra Álvaro.
    Forra Serra.
    Forra Beto.
    E fora a todos apoiados por estes caras.

  19. JUSTICEIRO
    terça-feira, 28 de julho de 2009 – 19:29 hs

    DOENÇA PELO PODER – As ações da Sanepar em poder de particulares foram adquiridas através de licitação pública feita pelo Governo que antecedeu o Sr. Reiquião. Foi um negócio legítimo, por isso reconhecido pela Justiça, pois ganhou a licitação quem ofereceu mais pela ações colocadas no pregão. Acontece que Reiquião é um homem extremamente doente pelo Poder, gosta de mandar sozinho e por isso não admite sócios para fiscalizar os atos da Empresa e impedir a ingerencia política. E isso deixa Reiquião prá lá de furioso. Perder uma estatal de grande porte como Copel e Sanepar é o mesmo que cortar-lhe um braço.É isso que ele teme.
    As estatais são sempre usadas com plataforma política pelos políticos, como cabides de empregos oferecidos em cargos comissionados para pelegos e apaniguados. A Sanepar apesar de seu crescimento constante, vem apresentando lucros cada vez mais baixo derivado da políticagem. A Copel apresenta também, um lucro muito baixo em relação ao seu porte.
    Ao contrário das demais empresas energéticas privadas, a Copel opera com cinco Empresas em uma; GERAÇÃO, TRANSMISSÃO, DISTRIBUIÇÃO, TELEFONIA e INFORMÁTICA.
    ;Daí, o ciúme doentio que Reiquião tem por essas empresas, Copel e Sanepar. É só contratar uma empresa de auditoria para comparar e comprovar isso, coisa que Reiquião jamais vai querer. Chega de demagogia, Reiquião.

  20. Silvio A.B. (SAB)
    terça-feira, 28 de julho de 2009 – 21:06 hs

    Por certo, realizar investimentos em uma empresa, e não sua cota recolhecida, e seus direitos.
    Não por Requião ( ele está certo) , mas pelo certo … devolva então o dinehiro!!!
    Antes de de comentar é bom ter uma base de financeira e administrativa , além do se passa no processo.
    Atenciosamente
    Silvio

  21. João Doria
    quarta-feira, 16 de dezembro de 2009 – 12:01 hs

    Afinal, as cinco empresas da copel não foram criadas pelo Lerner?

    Com relação a SANEPAR, as sociedades é permitido o aumento de capital, especialmente quando há necessidade de investimentos, já varias empresas privadas fazerem isso é quem quer manter a posição acionária acompanha a subscrição.
    Por que os sócios da sanepar querem entrar na justica ao invés de exercerem o direito de subscreverem pelo visto querem “mamata”? Talvez estejam esperando para aumentarem sua participação sem fazer investimento!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*