No BRDE, para os amigos tudo | Fábio Campana

No BRDE, para
os amigos tudo

airton1

Deu no Zé Beto

Um curioso deu uma geral na Agência Estadual de Notícias e se interessou pela matéria cujo título é: “BRDE assina primeiros contratos e libera recursos em Mato Grosso do Sul”, publicada no final da tarde de ontem e que pode ser conferida clicando aqui: www.aenoticias.pr.gov.br. Leu e fez as seguintes considerações:

Parece que no BRDE a política do governador Roberto Requião do ” para os amigos, tudo”, também é lei. Salazar Barreiros, ex-prefeito de Cascavel, do PMDB, vai receber um belo empréstimo de R$ 600 mil para investir na implantação e manutenção de um reflorestamento na fazenda que tem em Amambaí, Mato Grosso do Sul.

Se fosse um fazendeiro, digamos, do PDT ou do PSDB, será que levava a bufunfa? Se fosse o senador Osmar Dias (PDT) querendo um cascaio do banco para investir na fazenda de Goioerê, será que levava? Com a palavra Airton Pisseti (foto), ex-secretário de Comunicação de Requião, diretor-administrativo do BRDE que, apesar de estranho no ninho, manda – e manda muito.


8 comentários

  1. Pergunta Sutil
    domingo, 26 de julho de 2009 – 11:55 hs

    E o contrato da PCH – Pequena Central Hidrelétrica de Alto Piquiri?
    Quem está por trás desta nova PCH em Alto Piquiri?
    Com a palavra o prefeito Gerson Negrissoli e os investidores antigos do MERCADORAMA.

  2. Carlão
    domingo, 26 de julho de 2009 – 14:00 hs

    Tralha !

  3. jesus meu Deus
    domingo, 26 de julho de 2009 – 14:02 hs

    O tal de Salazar é sócio do Airton Pisseti.
    Porra….. Governador ACORDA…..

  4. adriano
    domingo, 26 de julho de 2009 – 14:18 hs

    É tudo recorrente, virou tão explícito, que é bizarro não haver um posicionamento da sociedade civil organizada. Uma questão: por que há gabinete do conselheiro Maurício Requião no TCE se não há conselheiro Maurício Requião?

  5. Wilson
    domingo, 26 de julho de 2009 – 19:37 hs

    Este sabujo sacripanta trouxe de origem a incompostura dos homens da ditadura, já que para ele os limites de lisura impostos pelo jogo democrático não existe.

  6. Carlos Imperial
    domingo, 26 de julho de 2009 – 23:40 hs

    Ei, só corrigindo, o Salazar é do PP há muito. Saiu do PMDB para escapar das garras do Tolentino e Cia, grupo que, inclusive o sacaneou na última eleição, entregando o cargo de bandeja ao Edgar Bueno. Mas o que é que o Pisseti tem a ver com o Salazar? A fazenda no Mato Grosso, que eu saiba é do Salazar e família, sem nenhum sócio, oculto ou não.

  7. Tarso de Castro
    domingo, 26 de julho de 2009 – 23:43 hs

    Zé Beto: o Salazar é fundador do MDB, é histórico, mas saiu do partido há um tempão… o candidato a vice na última campanha, sim, foi o Walter Parcianello, do PMDB, aliás, gente fina toda vida. A banda podre do PMDB de Cascavel insubordinou-se e prejudicou a eleição da chapa.

  8. Palaciano
    segunda-feira, 27 de julho de 2009 – 9:35 hs

    Essa prática já comum para quem conviveu no Palácio das Araucárias. Os fornecedores “achacados” pelo sistema Pissetiano seja qual fosse o valor de gráficas muquifentas ao Clear Channel. A tralha saiu mas o sistema continua. Acorda Reiqueijão!!!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*