Ministro diz em Curitiba que greve do INSS é ilegal e que não vai negociar | Fábio Campana

Ministro diz em Curitiba que greve do INSS é ilegal e que não vai negociar

minsitro

O ministro da Previdência, José Pimentel, disse hoje, em Curitiba, que a greve dos servidores do INSS é ilegal e que, por isso, não há possibilidade de diálogo. “Em julho de 2008 fechamos um acordo com todos os sindicatos concedendo um reajuste de 407% sobre a folha de pagamentos de 2003. É a primeira vez que vejo uma greve sem caráter econômico”, disse o ministro.

Um dos motivos de protestos dos servidores é a ampliação da jornada de trabalho de 30 para 40 horas semanais. “Não vamos negociar. Os grevistas têm que respeitar o acordo feito, o que foi decidido no Congresso e o que determina o Judiciário. Se tem alguém na ilegalidade, não é o governo”, disse Pimentel hoje, durante o Seminário Previdência Social, promovido na Assembleia Legislativa.


Em Curitiba, das 11 agências do INSS, sete estão paradas. Em todo o estado, 60% dos servidores estão em greve há um mês, segundo avaliação do sindicato da categoria.

Durante o seminário, hoje de manhã, o minsitro José Pimentel falou também sobre a Lei da Micro e Pequena Empresa que, desde o último dia 1°, criou a figura do empreendedor individual. A expectativa é que 565 mil paranaenses, que hoje trabalham por conta própria, entrem no mercado formal.

“Estamos percorrendo o Brasil para falar sobre como ficou mais fácil e barato para o trabalhador informal se tornar um empreendedor individual e sobre os benefícios que a formalização traz”, disse o ministro.

Segundo Pimentel, o Brasil possui hoje 11 milhões de pessoas trabalhando na informalidade em mais de 170 ocupações das áreas de comércio, indústria e serviços. Entre eles estão o ambulante, a vendedora de cosméticos, o cabeleireiro, a manicure, a esteticista, a costureira, o borracheiro, o artesão, o sapateiro e o mecânico, entre outros.

O processo de formalização não custa nada. Para essa formalização e para a primeira declaração anual já está montada uma rede de empresas de contabilidade que farão não cobrarão pelo serviço. A contabilidade formal também está dispensada.

O trabalhador que deseja se tornar um empreendedor individual pode buscar mais informações no site www.portaldoempreendedor.gov.br, pelo telefone do Sebrae 0800-5700800 ou na central de atendimento da Previdência Social, que funciona no número 135.


5 comentários

  1. André
    sexta-feira, 3 de julho de 2009 – 15:30 hs

    que materia mais truncada.
    aumento de 30 para 40 horas semanais.
    se fosse relacionada ao beto richa seria diferente.
    eta campana

  2. Thiago Medeiros
    sexta-feira, 3 de julho de 2009 – 17:15 hs

    Estes grevistas se deram mal. Falta completa de vergonha na cara, querendo reinvidicar privilégios como se fossem direitos seus. Vão trabalhar!

  3. Rogério Trino
    sexta-feira, 3 de julho de 2009 – 20:31 hs

    Como nós fazemos prá entrar em Greve de Lula e Cia?

  4. Ana Isabel Romano Co
    quinta-feira, 9 de julho de 2009 – 23:24 hs

    30h de trabalho é DIREITO regulamentado através do Decreto 4836/2003, portanto, temos mais é que GREVAR sim, pois, é uma desumanidade obrigar um servidor trabalhar com atendimento ao público 08:00h diárias.

  5. Uilson jose alves
    quarta-feira, 15 de julho de 2009 – 21:07 hs

    Não acho a greve ilegal, como fala o ministro José Pimenta porque, hoje. Presidente, Luis Inácio lula da silva, era como sindicalista a sua filosófia de debate em campanha sindical pelas portas das Industias . Pela redução da jornada de trabalho. Como é ilegal hoje.??????????//??????????. Direito regulamentado Decreto4836/2003.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*