Gleisi cobra coerência de Requião e Osmar | Fábio Campana

Gleisi cobra coerência de Requião e Osmar

gleise001

Do Roger Pereira, no Paraná Online

A presidente estadual do PT, Gleisi Hoffmann, apesar de ter ficado satisfeita com o resultado da reunião que o partido teve com o PMDB na última segunda-feira, disse que não entende como alas do PMDB ainda cogitam aliança com o PSDB para a sucessão estadual.

Ontem, durante a reunião do diretório estadual do partido para a discussão do processo de eleições internas, Gleisi comentou o fato de os principais partidos com quem o PT mantém diálogo (PDT e PMDB) também manterem as portas abertas com o PSDB.

“É ruim, é lamentável. Principalmente o PMDB, com quem sempre estivemos juntos. Isso (aliança com os tucanos) não combina com o PMDB do Paraná”, afirmou, também cobrando o PDT. “E o PDT está no governo federal. Tem que ter coerência”, lembrou.

O senador Osmar Dias, pré-candidato do PDT à sucessão estadual ainda espera que o PSDB o apoie no ano que vem, mantendo a aliança formada no segundo turno das eleições de 2006 e decisiva para a reeleição tranqüila de Beto Richa (PSDB) à prefeitura de Curitiba, no ano passado.

Osmar e tucanos

No PMDB, apesar de oficialmente o partido só falar na candidatura própria do vice-governador Orlando Pessuti, muitas lideranças, inclusive deputados e secretários de estado defendem uma coligação com o PSDB. Alguns dando preferência pelo nome do senador Alvaro Dias como candidato tucano.

Gleisi lembrou que PT e PSDB, que devem polarizar as eleições presidenciais, representam duas formas antagônicas de se fazer política e que por isso seria estranho que os partidos cogitassem aliança com os dois projetos, sem definir uma posição. “Mas é momento de conversa e não é essa questão ideológica que está pautando essas conversas e sim as estratégias de alianças deles”, comentou.

600--REQUIAO-08-HA

A presidente do PT ainda atribuiu ao governador Roberto Requião (PMDB) o papel de coordenar a aliança dos partidos de esquerda no processo de sucessão. “É muita pretensão nossa querer ser o responsável por unir PMDB e PDT. Mas há a possibilidade de caminharmos juntos e o papel mais importante é o do governador. Cabe a ele essa coordenação. Ele tem a autoridade para cobrar o compromisso com as políticas públicas”, declarou.

O secretário estadual de Planejamento, Ênio Verri (PT), também acredita na aliança com PDT e PMDB, alavancada pela candidatura da ministra Dilma Rousseff à presidência. “O PSDB é nosso adversário ideológico e será o grande adversário na disputa à Presidência da República e ao governo do Estado.A tendência é que fique bem claro esses dois palanques. E como PDT e PMDB já declararam apoio à ministra Dilma, é difícil que, aqui, eles fiquem do outro lado”, avaliou.

Sobre as conversas do PMDB com os tucanos, Verri disse ser “natural, da democracia, que se converse com todo mundo. Mas nossa relação com o PMDB é consolidada, está claro que caminharemos juntos. E eu, como deputado licenciado e secretário do governo Requião, me sentirei muito à vontade trabalhando para isso”, concluiu.


11 comentários

  1. Manoel Nogueira
    domingo, 19 de julho de 2009 – 11:19 hs

    Essa foto é antiga? Agora ela esta com umas arrobas bem acima……

  2. CLOVIS PENA -
    domingo, 19 de julho de 2009 – 11:41 hs

    O PT no Paraná aceitou a condição de auxiliar de uma liderança em fim de ciclo.
    Como o PMDB é liderado sob o regime patriarcal-familiar, não ensejou o surgimento de lideranças alternativas em seus quadros.
    Afagou à sombra, os tucanos de bicos pardos. De sobra, abafou o PT.
    O PT poderia mas não se empenhou em crescer e se tornar independente, mesmo dispondo de forte representação que assessora Lula, o maior e mais poderoso líder do País.
    Deu no que deu. Agora, amarga depender das ordens do mesmo, na iminência do epílogo.

  3. Wilson
    domingo, 19 de julho de 2009 – 11:55 hs

    A ESQUERDA DO QUE?

    A Gleisi tenta criar artificialmente um divisor ideológico que na prática não existe, já que a partir do momento em que o Lula lançou a “Carta aos brasileiros” ele assumiu que os encaminhamentos políticos econômicos adotados no governo anterior pelo PSDB eram a forma correta de levar adiante o nosso plano nacional de desenvolvimento.

    Desde os modelos sociais de inclusão, gerenciamento da dívida, controle de inflação, etc. são os mesmos!

    Os dois partidos adotam o discurso social democrata de linha européia, cujas políticas de governo são de centro.

    O PT colocou em prática as políticas do FMI de forma ainda mais agressiva que o PSDB, pois fez a reforma da Previdência, abriu a Amazônia ao capital internacional (ALCOA, privatização das Florestas nacionais, etc.), como também na privatização das bases de exploração de petróleo e das rodovias federais, o que não difere do que foi feito inclusive pela China, que também privatizou uma grande parte de suas estatais.

    Ou o PSDB estava certo ao adotar tais medidas, que são as mesmas adotadas por quase todos os países, ou o PT copiou um erro?

  4. Ja TATRATADO
    domingo, 19 de julho de 2009 – 12:40 hs

    “Muitas lideranças do PMDB defendem coligação com o PSDB, Alvaro Candidato”. Isso ja ta tratado ja faz tempo. Alguém tem alguma dúvida que o candidato do Requião e trupe será o Alvaro?

  5. Jaferrer
    domingo, 19 de julho de 2009 – 14:17 hs

    Concordo plenamente com o comentário do Wilson. O PT deixou de ser de esquerda há muito tempo e o PDT e PMDB jamais foram de esquerda. O mais absurdo e patético é afirmar que o caudilho das araucárias deveria ser o articulador das forças de esquerda. Mas de um partido que se acostumou a ser subserviente, capacho mesmo das insanidades do nosso duce, não se poderia esperar outra coisa.

  6. SYLVIO SEBASTIANI
    domingo, 19 de julho de 2009 – 14:26 hs

    Gleisi Hoffmann é somente Presidente do PT, cobrando Coerência do Senador Osmar Dias do PDT e do Governador do PMDB. O que ela tem com isso, deve sim cobrar coerência de seus aliados, de seus subordinados, de seus correligionários e organizar o seu Partido o PT, para ter candidatos à Governador e duas vagas ao Senado Federal, assim também uma chapa de excelentes candidatos à deputados federais e estaduais, para engrandecer seu Partido, que não tem nada no Paraná, somente tem e muitos é empregos públicos, com altos salários e em dólares .Fui Presidente de Partido Político e meus companheiros atigiram posições eletivas elevadas, e não tinha Governo para dar emprego a ninguém!

  7. ofaxineiro
    domingo, 19 de julho de 2009 – 14:42 hs

    A esquerda que a Gleisi está falando, deve ser porque come e escreve com a canhota…….

  8. cejota
    domingo, 19 de julho de 2009 – 14:55 hs

    Vai procurar a tua turma

  9. Coronel Kurtz
    domingo, 19 de julho de 2009 – 19:34 hs

    DEPOIS DO DIA 03 DE ABRIL O PMDB SE LIVRA DOS REQUIÕES E AI FARÁ O QUE ACHAR MELHOR. O QUE ESTARÁ EM JOGO É A ELEIÇÃO DA TIGRADA E AI SE FOR PRECISO ELES SE ALIAM ATÉ COM O DIABO !!!!

  10. ROSEMERI
    segunda-feira, 20 de julho de 2009 – 9:12 hs

    Coerência Gleisi? Coerência deve ter ser partido!
    Vejamos:
    Para eleger Lula em 2002, o PT passou por cima de muitas bandeiras; para governar o país, o presidente Lula atropelou princípios do partido e dos homens, como a ética; e agora, para se reeleger, Lula está obrigando seu partido a estraçalhar o que resta de seus valores programáticos e ideológicos. Os petistas, na ânsia de reeleger Lula, não percebem que estão colocando em risco o futuro do PT, no momento em que deixam de investir na expansão e até mesmo resgate de sua base . O PT, que, em sua prática política, já se assemelhou aos partidos convencionais. Essa é a realidade que você não quer enxergar! O PT já não é mais um partido de esquerda, é MAIS UM PARTIDO! Ledo engano ou cinismo. Se o presidente Lula, não conseguiu implementar suas promessas, em um eventual segundo mandato, desgastado com as denúncias que envolvem seu governo e o PT, será ainda mais difícil avançar naquilo que o PT sempre pregou, que é justiça social.

    Olhe o que eu encontrei no site do PDT…em 2007, em referência a seu partido Gleise..partido este que vc. quer coligar!..Preste atenção o que disse um Pedetista a respeito do seu partido!

    ” …o PT deixou de ser um partido de esquerda para transformar-se numa confederação de interesses menores que fez no governo exatamente o contrário do que propôs ao longo de mais de duas décadas na oposição”.Já nas primeiras horas do governo Lula, uns denunciavam o deslumbramento petista com os tapetes palacianos, outros iam além afirmando que Lula e a gangue que o cerca se lambuzaram no banquete farto do poder. A realidade foi ainda mais cruel: Lula e o PT não só tergiversaram e negaram a agenda com a qual se elegeram quanto mais incorporaram como seu o velho e nefasto ideário liberal-burguês. Fato esse agravado pela realização de um cem número de operações nebulosas urdidas nas catacumbas do poder do poder. Como resultado da vergonha imposta ao país, Lula e a cúpula do PT conseguiram o que a direita tentou por anos sem sucesso: o povo passou a aceitar a idéia de que, irremediavelmente, em razão de um fatídico desígnio dos deuses, o Brasil está condenado a ser dirigido por uma elite que se sustenta na subserviência ao império, se reveza no poder e se repete na mediocridade.

    “..a visão medíocre e a prática corrupta do PT, tudo conspirou e conspira contra a esquerda”.

    “…O exemplo mais trágico disso se confirma na farsa e na traição do lulismo de hoje. Fingindo ser diferente dos que o antecederam no poder, além de confundir formação de quadrilha com ética, Lula e o PT renunciaram aos seus compromissos com os trabalhadores para chafurdar com a burguesia”.

    “…Os homens de bom senso sabem que é preciso enfrentar e derrogar o Governo Lula, assim como é imprescindível derrotar todas as forças que lhe dão sustentação. Ao longo da história republicana brasileira, em se tratando de danos aos interesses do país e das maiorias, sem qualquer exagero, ninguém foi mais perverso do que Lula e o PT”.

    “…Ficar longo do Governo Lula, e de tudo o que ele passou a representar, seria a melhor maneira de dizer que merecemos uma pátria diferente, sem corrupção e sem corruptos, sem privilégios e sem privilegiados, com igualdade de direitos e de obrigações. Nesse instante, dizer “não” ao convite para integrar a base de bajulação de um governo que aposta na impunidade e se sustenta na manipulação das massas desinformadas seria a maneira de que o partido dispõe para demonstrar sua indignação com a ineficiência da gestão Lula nas áreas de educação, saúde, segurança, geração de emprego, distribuição de renda, meio ambiente e infra-estrutura de produção”.

    a) Como ser parceiro de um governo que impulsiona reformas trabalhistas e previdenciárias com o fim de retirar direitos dos trabalhadores?
    b) Como ser parceiro de um governo que amplia a carga tributária que recai sobre o trabalho e a produção com o intuito de saciar a voracidade de banqueiros e especuladores?
    c) Como ser parceiro de um governo que negligencia a segurança nacional deixando nossas fronteiras abertas ao tráfico, ao contrabando e à espoliação das nossas riquezas?
    d) Como ser parceiro de um governo que permite às multinacionais instaladas no país efetuarem a maior transferência de lucros para o exterior de toda a nossa vida republicana?
    e) Como ser parceiro de um governo que deixou as universidades públicas e o setor de pesquisa científica e tecnológica nacional à beira do colapso?
    f) Como ser parceiro de um governo que renegou a reforma agrária?
    g) Como ser parceiro de um governo que mantém o salário mínimo em níveis ofensivos à dignidade da pessoa humana?
    h) Como ser parceiro de um governo que nada fez para rever e reverter o pernicioso processo de privatização e de usurpação do patrimônio público e dos recursos naturais do país?
    i) Como ser parceiro de um governo incapaz de combater a corrupção e o parasitismo de luxo impregnado na máquina estatal?
    j) Como ser parceiro de um governo que liberou os transgênicos e que autorizou as maiores e piores devastações ambientais?
    l) Como ser parceiro de um governo que insiste em afrontar a ordem constitucional e que teima em solapar o pouco crédito que resta às instituições?
    m) Como ser parceiro de um governo incapaz de instituir um programa de moradia verdadeiramente acessível para milhões de famílias de trabalhadores sem casa própria?
    n) Como ser parceiro de um governo que constrói sua governabilidade no conluio com a velha política em detrimento dos interesses das maiorias, dispondo do aparelho estatal como de privado fosse?
    o) Como ser parceiro de um governo pusilânime, quando não extremamente ambíguo, no que se refere ao inadiável processo de integração latino-americana?
    p) Como ser parceiro de um governo que faz da sua política externa um instrumento de substituição do imperialismo ianque pelo neo-imperialismo das grandes corporações transnacionais sediadas no Brasil?
    q) Como ser parceiro de um governo que fecha os olhos para os graves problemas do SUS?
    r) Como ser parceiro de um governo que subsidia os grandes meios de comunicação contribuindo, como ninguém antes o fizera, para a deseducação e despolitização das massas?
    t) Como ser parceiro de um governo incapaz de defender a dignidade da função pública com o objetivo de servir ao cidadão e prestigiar o servidor?
    u) Como ser parceiro de um governo que confunde contrato de adesão e cooptação fisiológica dos diferentes com governo de coalizão?
    v) Como ser parceiro de um governo que se elege com um programa de esquerda e executa outro, de direita?
    x) Como ser parceiro de um governo cuja política econômica aprofunda as desigualdades sociais na medida em que favorece a concentração da renda nacional?
    z) Como ser parceiro de um governo que não tem, e tampouco se dispõe a implementar, uma única ação compatível com o disposto no Artigo 1°, do Estatuto do PDT?

    Conclusão do PDT: Ao longo dos anos foi possível constatar que quem quer que fique à sombra do PT tende a definhar; Quem quer que fique na companhia do PT corre o risco de descer a rampa do palácio algemado; Quem se dispõe a ajudar o PT a implementar a agenda do Governo Lula comete crime de lesa pátria.

    Cadê a Coerência Presidente? Ou vai dizer que também não sabia!

    Fonte:Coerência Gleisi? Coerência deve ter ser partido!
    Vejamos:
    Para eleger Lula em 2002, o PT passou por cima de muitas bandeiras; para governar o país, o presidente Lula atropelou princípios do partido e dos homens, como a ética; e agora, para se reeleger, Lula está obrigando seu partido a estraçalhar o que resta de seus valores programáticos e ideológicos. Os petistas, na ânsia de reeleger Lula, não percebem que estão colocando em risco o futuro do PT, no momento em que deixam de investir na expansão e até mesmo resgate de sua base . O PT, que, em sua prática política, já se assemelhou aos partidos convencionais. Essa é a realidade que você não quer enxergar! O PT já não é mais um partido de esquerda, é MAIS UM PARTIDO! Ledo engano ou cinismo. Se o presidente Lula, não conseguiu implementar suas promessas, em um eventual segundo mandato, desgastado com as denúncias que envolvem seu governo e o PT, será ainda mais difícil avançar naquilo que o PT sempre pregou, que é justiça social.

    Olhe o que eu encontrei no site do PDT…em 2007, em referência a seu partido Gleise..partido este que vc. quer coligar!..Preste atenção o que disse um Pedetista a respeito do seu partido!

    ” …o PT deixou de ser um partido de esquerda para transformar-se numa confederação de interesses menores que fez no governo exatamente o contrário do que propôs ao longo de mais de duas décadas na oposição”.Já nas primeiras horas do governo Lula, uns denunciavam o deslumbramento petista com os tapetes palacianos, outros iam além afirmando que Lula e a gangue que o cerca se lambuzaram no banquete farto do poder. A realidade foi ainda mais cruel: Lula e o PT não só tergiversaram e negaram a agenda com a qual se elegeram quanto mais incorporaram como seu o velho e nefasto ideário liberal-burguês. Fato esse agravado pela realização de um cem número de operações nebulosas urdidas nas catacumbas do poder do poder. Como resultado da vergonha imposta ao país, Lula e a cúpula do PT conseguiram o que a direita tentou por anos sem sucesso: o povo passou a aceitar a idéia de que, irremediavelmente, em razão de um fatídico desígnio dos deuses, o Brasil está condenado a ser dirigido por uma elite que se sustenta na subserviência ao império, se reveza no poder e se repete na mediocridade.

    “..a visão medíocre e a prática corrupta do PT, tudo conspirou e conspira contra a esquerda”.

    “…O exemplo mais trágico disso se confirma na farsa e na traição do lulismo de hoje. Fingindo ser diferente dos que o antecederam no poder, além de confundir formação de quadrilha com ética, Lula e o PT renunciaram aos seus compromissos com os trabalhadores para chafurdar com a burguesia”.

    “…Os homens de bom senso sabem que é preciso enfrentar e derrogar o Governo Lula, assim como é imprescindível derrotar todas as forças que lhe dão sustentação. Ao longo da história republicana brasileira, em se tratando de danos aos interesses do país e das maiorias, sem qualquer exagero, ninguém foi mais perverso do que Lula e o PT”.

    “…Ficar longo do Governo Lula, e de tudo o que ele passou a representar, seria a melhor maneira de dizer que merecemos uma pátria diferente, sem corrupção e sem corruptos, sem privilégios e sem privilegiados, com igualdade de direitos e de obrigações. Nesse instante, dizer “não” ao convite para integrar a base de bajulação de um governo que aposta na impunidade e se sustenta na manipulação das massas desinformadas seria a maneira de que o partido dispõe para demonstrar sua indignação com a ineficiência da gestão Lula nas áreas de educação, saúde, segurança, geração de emprego, distribuição de renda, meio ambiente e infra-estrutura de produção”.

    a) Como ser parceiro de um governo que impulsiona reformas trabalhistas e previdenciárias com o fim de retirar direitos dos trabalhadores?
    b) Como ser parceiro de um governo que amplia a carga tributária que recai sobre o trabalho e a produção com o intuito de saciar a voracidade de banqueiros e especuladores?
    c) Como ser parceiro de um governo que negligencia a segurança nacional deixando nossas fronteiras abertas ao tráfico, ao contrabando e à espoliação das nossas riquezas?
    d) Como ser parceiro de um governo que permite às multinacionais instaladas no país efetuarem a maior transferência de lucros para o exterior de toda a nossa vida republicana?
    e) Como ser parceiro de um governo que deixou as universidades públicas e o setor de pesquisa científica e tecnológica nacional à beira do colapso?
    f) Como ser parceiro de um governo que renegou a reforma agrária?
    g) Como ser parceiro de um governo que mantém o salário mínimo em níveis ofensivos à dignidade da pessoa humana?
    h) Como ser parceiro de um governo que nada fez para rever e reverter o pernicioso processo de privatização e de usurpação do patrimônio público e dos recursos naturais do país?
    i) Como ser parceiro de um governo incapaz de combater a corrupção e o parasitismo de luxo impregnado na máquina estatal?
    j) Como ser parceiro de um governo que liberou os transgênicos e que autorizou as maiores e piores devastações ambientais?
    l) Como ser parceiro de um governo que insiste em afrontar a ordem constitucional e que teima em solapar o pouco crédito que resta às instituições?
    m) Como ser parceiro de um governo incapaz de instituir um programa de moradia verdadeiramente acessível para milhões de famílias de trabalhadores sem casa própria?
    n) Como ser parceiro de um governo que constrói sua governabilidade no conluio com a velha política em detrimento dos interesses das maiorias, dispondo do aparelho estatal como de privado fosse?
    o) Como ser parceiro de um governo pusilânime, quando não extremamente ambíguo, no que se refere ao inadiável processo de integração latino-americana?
    p) Como ser parceiro de um governo que faz da sua política externa um instrumento de substituição do imperialismo ianque pelo neo-imperialismo das grandes corporações transnacionais sediadas no Brasil?
    q) Como ser parceiro de um governo que fecha os olhos para os graves problemas do SUS?
    r) Como ser parceiro de um governo que subsidia os grandes meios de comunicação contribuindo, como ninguém antes o fizera, para a deseducação e despolitização das massas?
    t) Como ser parceiro de um governo incapaz de defender a dignidade da função pública com o objetivo de servir ao cidadão e prestigiar o servidor?
    u) Como ser parceiro de um governo que confunde contrato de adesão e cooptação fisiológica dos diferentes com governo de coalizão?
    v) Como ser parceiro de um governo que se elege com um programa de esquerda e executa outro, de direita?
    x) Como ser parceiro de um governo cuja política econômica aprofunda as desigualdades sociais na medida em que favorece a concentração da renda nacional?
    z) Como ser parceiro de um governo que não tem, e tampouco se dispõe a implementar, uma única ação compatível com o disposto no Artigo 1°, do Estatuto do PDT?

    Conclusão do PDT: Ao longo dos anos foi possível constatar que quem quer que fique à sombra do PT tende a definhar; Quem quer que fique na companhia do PT corre o risco de descer a rampa do palácio algemado; Quem se dispõe a ajudar o PT a implementar a agenda do Governo Lula comete crime de lesa pátria.

    Cadê a Coerência Presidente? Ou vai dizer que também não sabia!
    Fonte: http://www.pdt-sc.org.br/detalhe_noticia.php?id=309

  11. Almeida"Paranagua"
    terça-feira, 21 de julho de 2009 – 9:46 hs

    fico muito triste, pois os candidatos quando falam em base de apoio, esquecem do partidos pequenos, pois são eles que garantem uma grande parcela de votos,
    o candidato vai de casa em casa, pessoalmente pedindo o voto, tanto o Osmar e Beto nunca falam desses partidos, todo o Partido é igual, uns tem grandes nomes , outros tem muitas sola de sapato para ir de casa em casa”os Pequenos”estamos numa democracia, e perente ao povo somos todos iguais.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*