Fundação de Sarney dá verba da Petrobrás a empresas fantasmas | Fábio Campana

Fundação de Sarney dá verba da Petrobrás a empresas fantasmas

sarney

Agência Estado

A Fundação José Sarney – entidade privada instituída pelo presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), para manter um museu com o acervo do período em que foi presidente da República – desviou para empresas fantasmas e outras da família do próprio senador dinheiro da Petrobrás repassado em forma de patrocínio para um projeto cultural que nunca saiu do papel.

Do total de R$ 1,3 milhão repassado pela estatal, pelo menos R$ 500 mil foram parar em contas de empresas prestadoras de serviço com endereços fictícios em São Luís (MA) e até em uma conta paralela que nada tem a ver com o projeto. Uma parcela do dinheiro, R$ 30 mil, foi para a TV Mirante e duas emissoras de rádio, a Mirante AM e a Mirante FM, de propriedade da família Sarney, a título de veiculação de comerciais sobre o projeto fictício.

A verba foi transferida em 2005, após ato solene com a participação de Sarney e do presidente da Petrobrás, José Sérgio Gabrielli. A Petrobrás repassou o dinheiro à Fundação Sarney pela Lei Rouanet, que garante incentivos fiscais às empresas que aceitam investir em projetos culturais. Mas esse caso foi uma exceção. Apenas 20% dos projetos aprovados conseguem captar recursos.

O projeto de Sarney foi aprovado pelo Ministério da Cultura em 2005 e está em fase de prestação de contas na pasta. Antes da aprovação, o próprio Sarney chegou a enviar um bilhete ao então secretário executivo e hoje ministro da pasta, Juca Ferreira, pedindo para apressar a tramitação. Em 14 de dezembro, o ministério comunicou que o projeto estava aprovado e, no dia seguinte, a Petrobrás anunciou a liberação do dinheiro. Procurada pelo Estado, a Petrobrás informou que a fundação foi incluída no programa de patrocínio como “convidada” e por isso não teve de passar pelo processo de seleção.

O objetivo do patrocínio, que a fundação recebeu sem participar de concorrência pública, que a estatal faz para selecionar projetos, era digitalizar os documentos do museu. “Processamento técnico e automação do acervo bibliográfico”, como diz um relatório de contas.

Pela proposta original, que previa o cumprimento das metas até abril de 2007, computadores seriam instalados nos corredores do museu, sediado num convento centenário no centro histórico de São Luís, para que os visitantes pudessem consultar online documentos como despachos assinados por Sarney na época em que ocupava o Palácio do Planalto. Até ontem, não havia um único computador à disposição dos visitantes.

Nos últimos dias, o Estado analisou notas fiscais e percorreu os endereços das empresas que a fundação afirma ter contratado para prestar serviços ao projeto. Na relação de despesas, foram anexados até recibos da própria entidade para justificar o saque de R$ 145 mil da conta aberta para movimentar o dinheiro do patrocínio.

RECIBO

Em recibo de 23 de março de 2006, em papel timbrado da fundação, Raimunda Santos Oliveira declara ter recebido R$ 35 mil por “serviços prestados de elaboração do projeto de preservação e recuperação do acervo” do museu. Procurada ontem pelo Estado, ela disse que já trabalhou na fundação, mas nos anos 90. “Eu trabalhei lá de 1990 a 1995”, disse. Sobre o recibo, não quis comentar: “Não sei do que você está falando.”

A lista de empresas que emitiram as notas revela atuação entre amigos no esforço para justificar o uso do dinheiro. Uma delas, a Ação Livros e Eventos, tinha como sócia até pouco tempo atrás a mulher de Antônio Carlos Lima, o “Pipoca”, ex-secretário de Comunicação da governadora Roseana Sarney (PMDB) e atual assessor do ministro das Minas e Energia, Edison Lobão, aliado da família.

Das 34 notas fiscais emitidas pela Ação, que somam R$ 70 mil, 30 são sequenciais – é como se a firma tivesse apenas a Fundação José Sarney como cliente. Mais: uma das sócias, Alci Maria Lima, que assina recibos anexados à prestação de contas, nem sabe dizer que tipo de serviço a empresa prestou. “Eu assinei o recibo, mas não sei o que foi que a empresa fez, não.”

“Pipoca” é irmão de Félix Alberto Lima, dono de outra empresa, a Clara Comunicação, que teria prestado serviços ao projeto da fundação. As notas da Clara totalizam R$ 103 mil.

Ao Estado, Félix Lima disse num primeiro momento que prestou serviços de divulgação das atividades da fundação. Ele não soube explicar a relação disso com o projeto patrocinado pela Petrobrás. “Não sei de projeto, me chamaram para fazer esse trabalho e cumpri isso profissionalmente”, disse. Mais tarde, em outro telefonema, tentou retificar o que dissera: afirmou que a Clara foi contratada para divulgar o projeto.

Outra empresa cujas notas foram anexadas na prestação de contas, o Centro de Excelência Humana Shalom, não existe nos endereços declarados à Receita Federal. Por “serviços de consultoria”, teria recebido R$ 72 mil da Fundação José Sarney. À época, a Shalom tinha como “sede” a casa da professora Joila Moraes, em bairro de classe média de São Luís. “A empresa é de um amigo meu, mas nunca funcionou aqui. Eu só emprestei o endereço”, disse Joila. Ela é irmã de Jomar Moraes, integrante do Conselho Curador da Fundação José Sarney e amigo do senador.

ENDEREÇO

Uma terceira empresa, a MC Consultoria, destinatária de R$ 40 mil, nunca existiu no endereço no qual foi registrada na Receita. Funcionários do prédio jamais ouviram falar dela.

Na prestação de contas, há até notas referentes à compra de quentinhas num restaurante na rua do museu. A fundação pagou R$ 15 mil pelas marmitas. Pelo valor unitário, R$ 4,50, o restaurante teria fornecido mais de 3 mil quentinhas.


19 comentários

  1. CHEGA
    quinta-feira, 9 de julho de 2009 – 14:25 hs

    FALA SÉRIO, AINDA VAMOS FICAR ESPERANDO ELE QUERER SAIR????

  2. bimbo
    quinta-feira, 9 de julho de 2009 – 14:37 hs

    Cambada de f.d.p. . cadeia nêles !

  3. tata
    quinta-feira, 9 de julho de 2009 – 14:56 hs

    Nada de mais, aqui em Curitiba a Petrobrás gasta e desgata dinheiro na campanha da Barbie via agência de propaganda.

  4. CLOVIS PENA --
    quinta-feira, 9 de julho de 2009 – 15:01 hs

    Sarney sempre foi um político muito habilidoso.
    Para explicar os fatos, êle deveria convidar os lideres mais destacados de cada Estado e que sejam seus amigos. Governadores, senadores, etc.
    Colocar todos participando de uma audiência pública para debater e defender o gigantesco sarduto.
    O sarduto, subterrâneo fantástico, é mais que suficiente para ligar o continente a Ilha de Marajó.
    O sarduto é o tunel de Alli. Que vai para o Oásis de Babá. Por ele, passam, ao mesmo tempo 40 Metralhas, beneficiários de atos secretos, de cada vez. A senha para entrar é “tudo pelo sócial”.

  5. DUCE
    quinta-feira, 9 de julho de 2009 – 15:18 hs

    Esse lixo da velha política deveria tomar o mesmo trem do ACM, pq cadeia mesmo não pega. Safado, canalha e LADRÃO

  6. O Povo
    quinta-feira, 9 de julho de 2009 – 15:21 hs

    A que ponto nós chegamos de corrupção neste nosso Brasil!
    Um Ex-Presidente da República, atual Presidente do Senado Federal, dono de quase um Estado inteiro que é o Maranhão, onde registram um dos maiores índices de misséria e analfabetismo, onde a saúde é precária, a Educação não existe, a Justiça é ditada por ele e seus familiares!
    Ter um Museu de suas memórias quando foi Presidente do Brasil(época em que a inflação estava mais alta no país), isso é uma afronta a população que trabalha e que luta a duras penas por dias melhores, este dinheiro da Petrobrás desviado deve ser para a Fundação Sarney fazer o Museu de cera, onde tudo derrete-se antes de começar, e as verbas vão parar em paraísos fiscais e alimentar os sangue-sugas parasitários do poder em Brasília e outros locais, e os dito cujos ladrões são “intocáveis” deve-se a eles respeito e tratamento “diferenciado” ainda referendado por um atual Presidente Semi Alfabetizado e cúmplice nas tramóias e desvios do dinheiro de todos nós trouxas brasileiros! Quanta falta de esperança de mudança desse quadro caótico!!!!!!!!!!!!!!!!

  7. cejota
    quinta-feira, 9 de julho de 2009 – 15:34 hs

    se Sarney sair vivo dessa enrascada e avançar mais um pouco no tempo – será picado pelos seus próprios marimbondos de fogo.

  8. CLOVIS PENA --
    quinta-feira, 9 de julho de 2009 – 15:37 hs

    A corrupção é apontada como causa de alguns dos péssimos indicadores sociais no Brasil, comparado ao outros países onde o povo tem mais qualidade de vida. Aqui, morrem mais ciranças, os velhos sofrem mais e mais doentes morrem por falta de atendimento.
    A corrupção no Brasil é a madrinha do sofrimento dos menos favorecidos.
    —————————————————-
    Quando aparecem suspeitas de irregularidades na destinação de verbas públicas, logo são lembradas as notícias em relação às ONGs. Parques de exposições, associações, terceirizações e feiras sempre foram ótimos para repasse de dinheiro. Não só em Brasilia.

  9. Nail Alkarar
    quinta-feira, 9 de julho de 2009 – 16:05 hs

    Isso explica porque o Lula defende o SARNEY lembram de coisa semelhante entre seu filho e valerio duto. Ainda falam em votal em PT e PMDB. Pena que os militares estão tão desorientados e sem comando, mas agora seria hora de passar o Brasil a limpo, mas seria na cor cinza do chumbo e no vermelho do sangue deste curruptos safados…

  10. cejota
    quinta-feira, 9 de julho de 2009 – 16:19 hs

    o homem é dono de todo o Maranhão.
    será possivel que as empresas do cara vão tão mal que precisa roubar deste jeito?

    esta no sangue…esta na falta de carater mesmo

  11. jango
    quinta-feira, 9 de julho de 2009 – 16:38 hs

    Fico a pensar: o Senado está nesta podridão moral, e a Câmara dos eputados ? O que será que não encontraríamos ali se algum desafeto abrisse o alçapão do seu porão …

  12. GANÂNCIA ILIMITADA
    quinta-feira, 9 de julho de 2009 – 16:58 hs

    Não consigo entender.
    O que mais pode ambicionar um senhor com 80 anos, ex-presidente da República ?
    Realmente, não me parece comum.
    O que acho incomum, é que alguns políticos poderiam passar para a história com uma biografia de valor extraordinário e fazem com que isto se confunda com as barganhas de um cabo eleitoral oportunista, em companha para vereador em bairro pobre. Pena.

  13. quinta-feira, 9 de julho de 2009 – 17:22 hs

    Pelo amor de Deus. Onde vamos parar. Cambada de ladrões. Parabéns ao Estado pelas investigações. Só a imprensa para descobrir e mostrar os podres deste bando de vagabundos que construíram um império a custo dos dinheiro público. O Sarney se confirmada esta noticia do Estado não tem condições nenhuma de ser nem mesmo o engraxate do Senado. Com todo o respeito que devemos ter com este profissional. Cadeia nela. E na corja de asseclas que assaltam os cofres publicos. Cadeia no Presidente da Petrobras também.

  14. Lingua de Krocodilo®
    quinta-feira, 9 de julho de 2009 – 17:52 hs

    Corrupto só se relaciona com corrupto.

  15. Vigilante do Portão
    quinta-feira, 9 de julho de 2009 – 19:02 hs

    O cara sempre foi habilidoso, passou de lider dos milicos para presidente da República, pelo PMDB. Num concurso de metamorfose, seria campeão. KKK

  16. SOLANGE LOPES
    quinta-feira, 9 de julho de 2009 – 21:29 hs

    E tem gente que ainda tem alguma dúvida sobre o felpudo?

  17. David
    sexta-feira, 10 de julho de 2009 – 9:43 hs

    E agora, o que o Lula diz, “EU não sabia”

  18. Ita
    sexta-feira, 10 de julho de 2009 – 15:40 hs

    Pelo que sei a Entidade só tem o nome dele, mas não é administrada por ele ou sua familia.
    É preciso investigar, mas não condena-lo antes de saber se ele tem alguma culpa.

  19. VALDIMÁRIO BELTRÃO
    segunda-feira, 14 de novembro de 2011 – 22:47 hs

    Larápios dos quintos dos infernos!Eu tive um projeto aprovado pelo FNC onde reza o regulamento que teria direito a receber 50 mil.Eu só recebi metade(1997).Hoje pela net, fuçando,procurando,investigando vim a saber( vou procurar providencias) que a outra metade foi parar
    no estado de ALAGOAS,via MINC e Ministério do Trabalho.Estado que não conheço,mas conforme documento da net eu conclui o projeto lá,phode?
    ÊTA BRAZILZINHO PORRETA! SÔ!!!!!!!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*