Assassinato do prefeito de Barbosa Ferraz teria sido por ciúmes | Fábio Campana

Assassinato do prefeito de Barbosa Ferraz teria sido por ciúmes

tn_627_600_IMG_8064

Do Jornal de Maringá Online

A principal linha de investigação aponta que o prefeito de Barbosa Ferraz, Mário César Lopes de Carvalho, do PMDB, foi assassinado por motivo de ciúmes. Segundo o Centro de Operações Policiais Especiais (Cope) e a Polícia Civil, Dioniclei Pelussi de Oliveira, 23 anos, seria o principal suspeito de efetuar cinco tiros que vitimaram o prefeito. A Justiça já expediu mandado de prisão temporária contra ele, no início da noite desta quinta-feira.

Oliveira estaria com ciúme da namorada, segundo informou nota divulgada pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp). De acordo com o delegado Francisco Caricati, responsável pela investigação, a garota, que é funcionária da prefeitura, contou em depoimento que seu namorado suspeitava de um possível relacionamento amoroso com o prefeito. Ela disse também que ele é bastante agressivo e foi taxativa ao dizer que acredita que ele seria capaz de cometer um crime como esse.


Acusado deve se apresentar nesta sexta-feira

A Polícia Civil de Barbosa Ferraz está negociando desde o início da noite desta quinta-feira (23) com advogados de Dioniclei Pelussi de Oliveira, de 23 anos, para que ele se apresente em uma delegacia da região de São Pedro do Ivaí, na manhã desta sexta-feira (24).

Oliveira é apontado como o principal suspeito de ter assassinado o prefeito Mário Cesar Lopes de Carvalho com cinco tiros por volta das 22 horas de quarta-feira (22), minutos após receber um telefonema, deixar o clube da cidade e seguir pela rodovia PR-082 em direção ao município vizinho de Corumbataí do Sul.

Dirceu Portugal, correspondente em Campo Mourão

Dirceu Portugal
Dirceu Portugal / Segundo investigações, o principal suspeito acreditava que sua namorada mantinha relacionamento afetivo com o prefeito Carvalho (foto) + ampliar imagem

Segundo investigações, o principal suspeito acreditava que sua namorada mantinha relacionamento afetivo com o prefeito Carvalho (foto)

TV Cultura

Polícia busca pelo suspeito que está foragido

Outros indícios levantam a suspeita contra o rapaz. A ligação que o prefeito recebeu no clube onde se encontrava teria partido do telefone do suspeito. Sete minutos antes de morrer, o prefeito teria ligado para o celular de Oliveira. Além disso, o carro do pai do suspeito foi encontrado abandonado nas proximidades do local do crime. Ainda de acordo com o delegado, o suspeito foi visto pela última vez por volta das 21 horas, saindo de São Pedro do Ivaí em direção a Barbosa Ferraz. Para descobrir o possível envolvimento da namorada com o prefeito, Oliveira teria se passado por ela em conversas pela internet. A garota contou em depoimento que o prefeito costumava conversar com os funcionários pelo MSN. A suspeita é que o rapaz teria usado a senha da funcionária para se passar por ela em conversas com o prefeito.

O crime

Carvalho foi assassinado com cinco tiros por volta das 22h da última quarta-feira (22), minutos após deixar um clube da cidade e seguir pela rodovia PR-082 em direção ao município vizinho de Corumbataí do Sul.

O corpo foi encontrado por motoristas no meio da rodovia que liga Barbosa Ferraz a Corumbataí do Sul e a cerca de 50 metros do veículo oficial do município, um Gol de quatro portas, que estava estacionado no acostamento da rodovia com a porta do motorista aberta.

Segundo funcionários da prefeitura, Carvalho teria deixado o clube recreativo do município, passado no centro da cidade onde teria cumprimentado a esposa e vereadores que estavam em uma lanchonete e se dirigia à rodovia quando foi atingido por dois tiros na barriga, dois no tórax e um na mão esquerda. Um dos tiros atingiu a porta do veículo que o prefeito dirigia. O corpo foi recolhido por uma funerária da cidade e encaminhado ao Instituto Médico-Legal (IML) de Campo Mourão.

De acordo com diretor do (IML), Milton Scheibel, além dos ferimentos produzidos por tiros de um revólver com características de calibre 38, o corpo apresentava traumatismo no crânio, no tórax e no pescoço. “Esses ferimentos foram provocados por um veículo que passou em cima do corpo do prefeito”.

Carreira política

Carvalho, que foi reeleito com 63% dos votos, estava sendo investigado há vários meses pelo Ministério Público. Há pelo menos 20 dias, a Promotoria de Justiça de Barbosa Ferraz apresentou duas ações civis públicas por ato de improbidade administrativa contra o prefeito.

No primeiro caso, o MP questionou a posição da prefeitura em manter como servidora a mulher de um vereador. A Justiça determinou o afastamento imediato da servidora municipal. Na segunda ação, o MP questionou a postura do prefeito em relação ao trabalho do MP. Segundo a assessoria de comunicação do órgão, Carvalho estaria deliberadamente criando entraves para a atuação da promotoria, prejudicando o andamento de investigações que tratavam de práticas contra o patrimônio público.

No início de junho, o MP expediu uma recomendação administrativa ao Executivo e Legislativo da cidade com o propósito de coibir o nepotismo na Comarca e solicitou a exoneração de todos os servidores que tivessem relação de parentesco de até terceiro grau com as autoridades públicas municipais.

Há pelo menos 15 dias, o município também foi alvo de uma reportagem do programa CQC da Rede Bandeirantes de Televisão que mostrou imagens de estudantes sem transporte coletivo, enquanto uma fila de ônibus escolares estava parada em frente ao Palácio Iguaçu.

A matéria deu a idéia de que a demora na distribuição dos coletivos para as prefeituras ocorria por motivação política. A reportagem que irritou o governador Roberto Requião foi classificada, na época, pelo prefeito de Barbosa Ferraz como uma ‘canalhice de cunho político’.

Com a morte do prefeito, o município, com cerca de 12 mil habitantes, será administrado pelo vice-prefeito, Arquimedes Gasparotto (PMDB), que já assumiu a prefeitura em cerimônia rápida realizada nesta quinta-feira (23).


6 comentários

  1. alexandro nascimento
    sexta-feira, 24 de julho de 2009 – 13:57 hs

    Pois é, só que a TV Educativa, ontem, tentou associar esse crime a questões políticas, ligadas ao caso do CQC e as denúncias dos ônibus escolares. Mais uma “canalhice” da Educativa. Agora que se retratem hoje. Só falta querer culpar o Rafinha

  2. Estter
    sexta-feira, 24 de julho de 2009 – 14:56 hs

    EU ASSISTI A TV EDUCATIVA, EM NENHUM O MOMENTO, O APRESENTADOR ‘ASSOCIOU’ O CRIME AO IMBRÓGLIO DO CQC… SÓ SE ELE FOSSE DÉBIL…. NÃO É O CASO!
    O que eu vi foi reprises da armação q’ o CQC fez lá em Barbosa …Vergonhoso!

  3. Hestterk O. Constant
    sexta-feira, 24 de julho de 2009 – 18:52 hs

    …o que dá no mesmo, Poliana bolivariana.

  4. Pressa na língua
    sexta-feira, 24 de julho de 2009 – 20:30 hs

    O pior comentário é aquele afobado, atropelado pela pressa ! Vi aqui mesmo, neste blog, no dia de ontem, muitos comentários infelizes sobre o caso do assassinato do prefeito de Barbosa Ferraz.
    Se a polícia já prendeu o suspeito, o que ganham aqueles que querem distorcer os fatos.
    Deixem o CQC, prá lá; os ônibus, que alíás muitos já haviam sido entregues antes da reportagem do programa, o governo do estado e tudo mais,… No momento só temos que lamentar o fato de um crime ter ocorrido e mais uma vida se perdido! Condolências aos familiares da vítima e a toda população de Barbosa Ferraz, que tragicamente voltou às manchetes dos noticiários.

  5. quarta-feira, 29 de julho de 2009 – 17:26 hs

    ele morreu por que quiz pois se divesse em casa com sua familia nao tinha morrido vagabundo

  6. sebastião ji paraná
    sábado, 1 de agosto de 2009 – 19:12 hs

    sinto pois um homem do gabarito desse ser morto dessa forma, isso e uma barbaridade ,em pleno século 20 ter essas barbaridade o homicida deve ter outros agravantes a policia deve enterroga-lo com frenética elucidações os verão

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*