Manifestação pede segurança em Tamandaré | Fábio Campana

Manifestação pede segurança em Tamandaré

Foto de Aliocha Maurício

Foto de Aliocha Maurício



De Fábio Schatzmann no Paraná Online

Uma manifestação popular cobrou, na tarde de ontem, o aumento da segurança em Almirante Tamandaré e interditou a Rua José Milek Filho. O ato ocorreu a poucos metros da casa onde foi realizado o velório do cobrador de ônibus João Cândido, 60 anos, no Jardim Graziela.

O trabalhador foi morto com um tiro na cabeça, na noite da última terça-feira, no ponto final da linha Vila Prado. O assassinato do profissional revoltou os moradores, que atearam fogo em pneus e em toras de madeira para chamar a atenção das autoridades. Dois adolescentes são suspeitos de matar o cobrador.

Os moradores pedem aumento do policiamento ostensivo. Eles denunciam que para atender toda a população, a Polícia Militar possui apenas duas viaturas. Ele alegam que a reivindicação é antiga.

Colegas do cobrador executado também reclamam que os assaltos que sofrem são constantes, quase que diários. O trânsito no local foi impedido pelos manifestantes. Os carros foram desviados para as ruas próximas, mas não houve tumultos.

Para um dos organizadores, Luciano Milano, 32 anos, a população anda cansada de esperar pelo policiamento nas ruas. “Não é a primeira vez que um trabalhador perde a vida numa tentativa de roubo frustrada. Esperamos que os assassinos sejam presos”, defendeu.

O vereador Antônio Giordano, 50, o Tonhão da Saúde (PTC), disse que o efetivo existe, mas os policiais não têm viaturas para atender a comunidade. “Os policiais militares não podem sair a pé na caça dos bandidos”, disse.

Velório

O sepultamento do cobrador, José Cândido, está marcado para hoje às 10h, no cemitério da região. Ontem, o genro Vilson Hekave, 41 anos, explicou que ele corria atrás dos documentos para dar entrada na aposentadoria da vítima.
“Ele era sapateiro e trabalhava para complementar a renda. Um batalhador”, lamentou, destacando que seu sogro não era aposentado, como chegou a ser divulgado. João era pai de quatro filhos e tinha dois netos.

Polícia

ontem, a polícia de Almirante Tamandaré não tinha informações dos autores do crime. O cobrador foi morto na esquina das Ruas José Real Prado e Luiz Júlio Falcade, no Jardim Novo Horizonte.

Os bandidos estavam armados com revólveres calibre 38. O comando da Polícia Militar informou, por meio de sua assessoria, que deve se manifestar sobre a reivindicação da população só amanhã.


8 comentários

  1. O Povo
    quinta-feira, 11 de junho de 2009 – 15:08 hs

    O Povo não aguenta mais tanta insegurança, principalmente em Curitiba e nas Regiões Metropolitanas da Cidade!
    O Secretário da Insegurança Sr. Delazari, fala fala e não faz nada para mudar os atuais índices insuportáveis de violência!
    Será incompetência, falta de vontade política, ou as duas coisas juntas?

  2. quinta-feira, 11 de junho de 2009 – 16:53 hs

    De quem é mesmo a responsabilidade da Segurança pública no Paraná? Se o responsável, não funciona, está mais que na Hora do, responsável pelo responsável DEPO-LO, e dar o Lugar a alguém, senão competente, pelo menos, MENOS INCOMPETENTE.

  3. Joel
    quinta-feira, 11 de junho de 2009 – 19:22 hs

    -Na realidade tem de haver mais protesto, mas não na rua, em frente a Prefeitura e o no Centro civco, porque na campanha o Requião dizia que era amigo do prefeito atual, hoje vemos é um Almirante Tamandaré abandonado na area de segurança quem manda são os bandidos na area de saude o Secretário Especial do Prefeito ficou dois meses preso por fraude no Hospital.

  4. Bora
    quinta-feira, 11 de junho de 2009 – 21:39 hs

    O Paraná é um desmando total, até criança já sabe disto, agora o povo tem de tomar vergonha na cara e se manifestar e mudar sim suas posturas éticas diante da venda do voto.. Agora isto acontecerá se Deus interceder, por que esta povinho, especialmente estes de Almirante, Itaperuçu, em Cerro Azul e Doutor Ulysses (a grilagem de terra tomou conta e roubo de pinus nem se fale), RBS (a bandidagem tomou conta, na politica principalmente), enfim no Vale do Ribeira esta tudo domindado, não preciso nem citar o nome dos deputados aqui desmandam.. em desfavor do povo..

  5. Bora
    quinta-feira, 11 de junho de 2009 – 21:41 hs

    E adianta queimar pneu, acabarão ainda por apanhar da policia.. O povo idiota..

  6. EDUARDO TEIXEIRA
    sexta-feira, 12 de junho de 2009 – 10:40 hs

    Realmente, o POVO está certo, Almirante Tamandaré está esquecida, no que se diz Segurança, o município só tem uma viatura da policia militar, isso que o Governador ganhou as eleições em Almirante Tamandaré, imaginem se tivesse perdido. Coitado do seu João, morreu nas mãos de vagabundos, que deveriam estar atrás das grades.

  7. Anônimo
    quinta-feira, 9 de julho de 2009 – 16:48 hs

    por que será que não penção elegem o prefeito.E depois de 1 ano vem fazer protesto.

  8. Franciane
    sexta-feira, 31 de agosto de 2012 – 14:02 hs

    Boa tarde isso aconteceu a 3 anos e pouco com a morte do meu avo hoje o que aconteceu nada minha família sofreu muito com o caso e ainda existe essa falta de respeito com as pessoas de Almirante Tamandare e se para umas pessoas é idiotice colocar fogo em pneus para outras não essa , foi a melhor forma que achamos para chamar atenção das autoridades mas mesmo assim não iria trazer a vida do meu avo hoje só ficamos com as boas lembrança que temos dele e ele la em cima olhando por nos que aqui estamos ainda em um pais que não existe justita.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*