Sistema Petrobras privilegia PT em doações a candidatos | Fábio Campana

Sistema Petrobras privilegia PT em doações a candidatos

De Fábio Zanini e Alan Gripp, na Folha de SP

Pelo menos nove empresas ligadas à Petrobras doaram R$ 8,53 milhões para campanhas eleitorais em 2006 e 2008, a maior parte em benefício de petistas, embora a estatal seja proibida por lei de financiar candidatos e partidos.

As empresas integram o que a estatal chama de “Sistema Petrobras”: na maioria delas, a petrolífera tem participação acionária, indica diretores e participa de conselhos. Em pelo menos uma, a petroquímica Braskem, representantes da Petrobras no conselho de administração participaram da aprovação de doações. A estatal tem 23,78% do capital da empresa.

A legislação eleitoral proíbe estatais de doar, mas é omissa quanto às contribuições das empresas das quais elas são acionistas minoritárias. Segundo o Tribunal Superior Eleitoral, para que a corte tenha uma posição firmada sobre o assunto será preciso que seja provocada em um caso específico.

Outra empresa ligada à Petrobras, a Petroquímica União, foi a responsável pelo maior valor doado a um candidato em 2008: R$ 800 mil. O beneficiado foi o petista Luiz Marinho, eleito prefeito de São Bernardo do Campo (SP). Indústria de plásticos sediada na região do ABC, a Petroquímica União é uma subsidiária da Quattor Participações, na qual a Petrobras tem 40% do capital. Outras três subsidiárias da Quattor fizeram doações menores.


2 comentários

  1. Astrinha
    quinta-feira, 28 de maio de 2009 – 10:29 hs

    A se continuar desta forma com o governo influindo na maioria, com parlamentares “patrocinados” pela mesma participando ativamente acho que esta CPI já morreu na casca.

  2. quinta-feira, 28 de maio de 2009 – 13:12 hs

    O butim da PTralhada na PTbras, como disse o Roberto Jefferson, é grande, é enorme. Fora peleguistas petistas, corja de ladrões.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*