Polícia ainda investiga velocidade do carro de Ribas Carli | Fábio Campana

Polícia ainda investiga velocidade do carro
de Ribas Carli

A polícia tenta descobrir, com ajuda de imagens feitas por uma câmara de trânsito, a que velocidade estava o carro do deputado Fernando Carli Filho, no momento do acidente em que morreram dois jovens em Curitiba. O deputado está internado em São Paulo. O caso ganhou dimensão nacional. Veja a matéria de hoje no Bom Dia Brasil

O deputado Fernando Ribas Carli Filho tinha 130 pontos acumulados na carteira de habilitação. Segundo o Detran do Paraná, desde 2003 o deputado, de 26 anos, recebeu 30 multas – 23 por excesso de velocidade. Cinco delas foram na mesma rua, onde, na ultima quinta-feira, ele provocou o acidente que matou dois jovens. A batida foi tão forte que arrancou o teto do carro e decapitou uma das vítimas.


Um homem testemunhou o acidente: “Parei no semáforo porque o sinal de alerta estava piscando, para todos os lados. Vi um vulto passar em alta velocidade, era o carro preto que colidiu na traseira do carro dos meninos”.

A prefeitura de Curitiba enviou à policia imagens de um radar que pode determinar a velocidade do carro, pouco antes do acidente.

Para o especialista em trânsito, Cyro Vidal, não há como fiscalizar os milhares de motoristas que estão com a carteira suspensa, como o deputado.

“É um problema de cidadania. Esse cidadão é um parlamentar, um deputado, ele tem que ter mais consciência do que nós todos, porque ele representa o povo e como tal ele está infracionando a lei”, afirma o advogado especialista em leis de trânsito Cyro Vidal.

Como é deputado estadual, Fernando Ribas Carli Filho tem foro privilegiado. O caso dele já está nas mãos dos desembargadores do Tribunal de Justiça do Paraná.


21 comentários

  1. tata
    quarta-feira, 13 de maio de 2009 – 9:52 hs

    Alguém da família do deputado entrou em contato com as famílias vitimadas ?

  2. Juma
    quarta-feira, 13 de maio de 2009 – 9:57 hs

    Imaginem o contrário!!!

    Caso fosse o contrário, e o deputado estivesse no outro carro, não tenho dúvida de que as noticias seriam todas exaltado o “ilustre” deputado. Depoimentos de pessoas importantes seriam dados no sentido de exaltar o deputado e seu interesse com o bem público e tal.
    PIOR…..EXECRARIAM OS DOIS RAPAZES

    ISSO NÃO VEMOS NO CASO…QUAL AUTORIDADE VEIO A PUBLICO COMENTAR O CASO….NEM O DELEGADO QUER FALAR SOBRE O CASO….SE FOSSE AO CONTRARIO..O DELEGADO SAIRIA A PUBLICO DIZENDO QUE O CASO SERIA ESCLARECIDO O MAIS RAPIDO POSSIVEL…..

    ISSO E INJUSTIÇA…..

  3. ronaldo
    quarta-feira, 13 de maio de 2009 – 9:57 hs

    Atenção Ministério Público, vamos acompanhar de muito perto essa investigação da velocidade do carro desse representante do povo burro que o elegeu. Que pelo jeito às testemunhas oculares não serve para essa extraordinária polícia dita científica do Paraná.

  4. Nhengo
    quarta-feira, 13 de maio de 2009 – 9:59 hs

    o Detran poderia aproveitar e divulgar a relação de políticos com habilitação irregular, e tem muitos. Afinal, se uma “otoridade” é parada em uma blitz não se pede documentos nem se verifica a situação do veículo, a mesma situação com os que usam no para-brisa um adesivo com o brasão da república escrito juiz, promotor, advogado.

  5. Theshotgun
    quarta-feira, 13 de maio de 2009 – 10:01 hs

    Esranho como no Jornal Nacional não especificava a “velocidade alta” que falaram, pq quando falam em alta velocidade não passa pela sua cabeça que é taum quanto 190 km/h

  6. Carlão
    quarta-feira, 13 de maio de 2009 – 10:47 hs

    Assassino , JUSTIÇA NELE !!!!

  7. Tchê
    quarta-feira, 13 de maio de 2009 – 10:51 hs

    TEMOS QUE FAZER PRESSÃO, a opnião pública tem força, igual o caso da Isabela Nardoni, assim a Justiça é forçada ser mais ligeira na condenação.

  8. Alexandro Almeida
    quarta-feira, 13 de maio de 2009 – 10:51 hs

    A declaração dessa testemunha no Bom Dia Brasil é uma demonstração do quanto são contraditórias as versões que se apresentam para esse caso. Aqui a testemunha diz que o carro do deputado, em altíssima velocidade, avançou o sinal e bateu no outro que estava na frente. Na matéria do programa policial postada aqui e feita pouco depois do acidente, com as vítimas ainda no local, um jovem diz que viu pela janela os dois carros tirando racha. Versões bastante contraditórias.

  9. orlando
    quarta-feira, 13 de maio de 2009 – 11:35 hs

    kkkkkkkkkkkk;investiga ta bom q vou acretida se fosse um cidadão de bem concerteza o caso já tinha esclarecido,mas como e um deputado tem privilegio palamentar e tem muito $$$ intaun ekes vão emrolar e não vai dar em nada isso e ainda e capaz dos inocente der culpado……….

    (AQUI É O BRASIL)

  10. Zé Carlinhos
    quarta-feira, 13 de maio de 2009 – 12:11 hs

    Lamentavelmente cometeu crime de homicidio e como tal deve ser tratado.

  11. O Povo
    quarta-feira, 13 de maio de 2009 – 12:15 hs

    Cadeia para assassino atrás de um volante,é o minimo para quem comete essa loucura de andar 190km em plena via pública e matar dois inocentes jovens!

  12. quarta-feira, 13 de maio de 2009 – 12:17 hs

    Outra vez um Ilustre deputado envolvido. Como se não se contentassem com funcionários fantasmas, passagens para amantes e parentes, toda despesa pessoal por conta do povo, agora ainda isso. Usando este tipo de arma, contra a inocente população.Veja o exemplo desta distinta família repleta de políticos. O tio é deputado por Ponta Grossa, o pai é prefeito de Guarapuava, o próprio ainda é deputado. Um detalhe interessante: a família trabalha e comunga dos mesmos interesses, mas todos em partidos diferentes. Ainda querem que a gente acredite neste tipo de Democracia.

  13. André Luiz da Costa
    quarta-feira, 13 de maio de 2009 – 12:27 hs

    A maior imbecilidade jurídica é a existência de foro privilegiado. Afinal não somos todos iguais perante a Lei??

  14. sofia
    quarta-feira, 13 de maio de 2009 – 12:29 hs

    Alguém sabe a placa do carro dirigido pelo deputado??

    é so conseguir a placa e o renavam e entrar no site do DETRAN-PR, pra ver a velocidade que ele passou pelo radar, é bem simples, será que alguem consegue???
    assim todaa população terá acesso.

  15. Fabrizio Rosa
    quarta-feira, 13 de maio de 2009 – 12:52 hs

    Parabéns pela cobertura do fato! As notícias que tenho recebido daqui de Porto Alegre quanto ao acompanhamento da imprensa local paranaense não são nada boas.
    Quem sabe, além da devida condenação, esse caso possa render a necessária discussão sobre fim do foro privilegiado nesse tipo de crime.

    Um abraço!

  16. Capitão Nascimento
    quarta-feira, 13 de maio de 2009 – 13:27 hs

    Olha tem muito deputado ai que não despreza uma Coca …Cola… tem uns que saem literalmente do “corpo” em algumas festinhas nas redondezas do Batel ……nossa não sabia que Coca Cola fazia tão mal…que isso sirva de exemplo para os “playdeputadinhos” de plantão …parem enquanto fazem mal somente a vcs !!!!racha..bebedeiras…alta velocidade…agressão…prevaricação…assédio …acima do bem e do mal!!!!

  17. .
    quarta-feira, 13 de maio de 2009 – 13:38 hs

    A placa é essa ANR-0097 .

  18. Investigador
    quarta-feira, 13 de maio de 2009 – 13:58 hs

    O caro colega acima, fala em versões contraditórias. Do depoimento do jovem, no programa policial, ele menciona que “ouviu dois carros fazendo racha”, mas não é preciso que tratavam-se do fit e do passat. Em posts anteriores há comentários sobre um terceiro veículo envolvido, provavelmente o mencionado pelo jovem da reportagem! E cadê esse outro veículo?

  19. tamandareense.
    quarta-feira, 13 de maio de 2009 – 14:23 hs

    Deputado é coisa fina, embora alguns não tenham nenhuma formação academica, mais eles não dão mesmo bola pra pu….da, tem aquele fura pedagio, aquele outro suplente das grandes comilanças(cohapar) aqueles que dividem salarios, agora o 190p/h, (qualquer semelhança é mera coincidência) tambem essa é a velocidade que eles cuidam dos seus interesses, e muitos mais. Dai gafanhotos são os funcionarios!!!!!!!!!

  20. sofia
    quarta-feira, 13 de maio de 2009 – 14:44 hs

    nessa data nenhuma multa consta por exesso de velicidade, qualquer dúvida tá na net, é só pesquisar…

  21. Royal Laybol
    quarta-feira, 13 de maio de 2009 – 15:44 hs

    Descobriram que o carro do Dep. Shumacker tinha motor de DEKAVÊ, três cilindros e não passa dos 60.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*