Ministério Público tem as provas contra Ribas Carli | Fábio Campana

Ministério Público tem as provas contra Ribas Carli

os_debatedores121

Do Bem Paraná

O promotor de Justiça, Rodrigo Chemim (foto), que acompanha as investigações do acidente envolvendo o deputado estadual Fernando Ribas Carli Filho, do PSB, afirmou ter indícios suficientes de que o parlamentar estava embriagado e dirigia em alta velocidade na madrugada da última quinta-feira, quando o veículo Passat em que ele trafegava colidiu com um Honda Fit, provocando a morte dos jovens Gilmar Yared e Carlos Murilo. Em entrevista coletiva, Chemim informou que pedirá exame toxicológico na amostra de sangue do parlamentar, em poder do Hospital Evangélico de Curitiba, onde Carli Filho ficou internado inicialmente após o acidente.

De acordo com o promotor, os indícios contra o deputado incluem documento de uma médica do hospital, que teria atestado a condição de embriagues do parlamentar. E o depoimento de testemunhas que estiveram no restaurante onde Carli Filho jantou momentos antes da colisão. “No primeiro momento já há forte indicativo de embriaguez”, afirmou Chemim. Outros indícios são as imagens de radar disponibilizados pela Urbs. “As imagens registram momento de impacto. A velocidade excessiva me parece evidente”, disse.

O promotor contou que nove pessoas – entre policiais militares que teriam atendido o acidente, testemunhas, o frentista e o vigia do posto de gasolina que fica próximo ao local da colisão – já depuseram no inquérito.

“O próximo passo é ouvir médicos e enfermeiros que atenderam o deputado no hospital”, explicou. Os indícios de que Carli Filho estaria alcoolizado seriam reforçados pelas testemunhas presentes ao restaurante onde ele jantou. “(Ele) participou de uma mesa junto com seu tio, e depois que o tio foi embora, foi outra mesa com amigos, que teriam ingerido quatro garrafas de vinho”, alegou.
Chemim garantiu que o caso será investigado com “imparcialidade” e que novos desdobramentos devem ocorrer quando for analisado o sangue do paciente. O Ministério Público (MP) também quer resposta para três perguntas principais: se há imagens (fotografia de radar ou câmera) do momento do acidente, qual a velocidade desenvolvida pelo carro do deputado e se há tóxico ou álcool no sangue do parlamentar.
O diretor do Hemobanco do Hospital Evangélico, Paulo Tadeu, informou que há amostra de sangue na instituição, porém, nenhum pedido oficial de entrega teria chegado ao órgão até ontem à tarde. Ele disse que o procedimento padrão é a guarda do sangue por 10 dias corridos, mas, mesmo assim, afirmou que guardará o material, que foi coletado logo após Carli Filho ter dado entrada no Hospital Evangélico. “Entregaremos a amostra de sangue apenas para a família ou mediante autorização judicial”, informou o diretor do Hemocentro.
O promotor deve pedir ainda hoje a amostra, já que a investigação é presidida pelo desembargador do Tribunal de Justiça do Paraná, Miguel Pessoa, que tem poderes para requisitar o material e determinar a realização de exames, que deve ser feito pelo Instituto Médico-Legal (IML).
O acidente aconteceu na quinta-feira da semana passada, quando Carli Filho passava com seu veículo, um Passat, por uma rampa na Avenida Monsenhor Ivo Zanlorenzi, no Bairro Mossuguê. O carro do parlamentar atingiu um Honda Fit, causando a morte dois ocupantes do Honda, Gilmar Rafael Souza Yared, 26 anos, e Carlos Murilo de Almeida, 20.


21 comentários

  1. Só Espiando
    sexta-feira, 15 de maio de 2009 – 10:09 hs

    o Dr Antoniuck é um nome conhecido e respeitado, mas diante de tudo o que está sendo escrito e comentado faz-se nescessário que o ilustre médico venha a público e esclareça o que realmente aconteceu.
    Isso não acontecendo corre o risco de perder credibilidade.

  2. augusto
    sexta-feira, 15 de maio de 2009 – 10:49 hs

    Gostaria de parabenizar todas as pessoas que não deixam de lembrar o caso diáriamente , para não acabar no esquecimento. Gostaria de parabenizar o Srº Fabio Campana pelos comentários na radio banda B ,e também a rádio e o deputado Luis Carlos Martins por abrir espaço para transmissão do culto, e peço que a sociedade Curitibana ,Paranaense e Brasileira , não deixe de pedir justiça. Se esse deputado não sofrer alguma pena e não for caçado acho que devemos rasgar nossos documentos de Brasileiro e sentir vergonha dessa Nação.

  3. sexta-feira, 15 de maio de 2009 – 11:46 hs

    Dr. Antoniuk é político, também!

  4. bimbo
    sexta-feira, 15 de maio de 2009 – 11:52 hs

    Pois é, o crime do morro do boi em Caiobá ninguem fala mais.

  5. marinho
    sexta-feira, 15 de maio de 2009 – 11:57 hs

    Nào precisa ir muito longe caro Promotor,sö ir no restaurante Edvino,que a maioria presente la viu o estado lastimavel em que o nobre dep.saiu com o seu Passat no dia do acidente.Isto depois de ter levado um belo de um tombo em frente ao estabelecimento tamanha era a alta de lucides.

  6. Olegario M Dias
    sexta-feira, 15 de maio de 2009 – 12:09 hs

    UFA! Ainda há esperança.
    De acordo com o NOVO CÓDIGO DE TRÂNSITO JÁ REFORMADO (a contento), todo aquele que se envolve a acidente de trânsito com vítimas e que se recuse a fazer o exame do bafômetro ou se existe indícios, exames toxicológicos, será tratado pela lei e no decorrer do processo como se alcoolizado e/ou drogado estivesse, recebendo assim todos os agravantes cabíveis. INCLUSIVE O DOLO EVENTUAL.

    JURISPRUDÊNCIA – TESTES DE DOSAGEM ALCOÓLICA

    Os testes de dosagem alcoólica são obrigatórios sempre que houver suspeita de embriaguez. Nessas circunstâncias, o condutor de veículo automotor será submetido a teste de alcoolemia, exames clínicos, perícias, ou outros exames que por meios técnicos ou científicos permitam certificar seu estado. (Habeas Corpus Nº ……………Segundo Grupo de Câmaras Criminais, Tribunal de Justiça do RS, Relator: Gaspar Marques Batista, Julgado em 12/09/2008)

  7. Portaló
    sexta-feira, 15 de maio de 2009 – 12:17 hs

    Uma pergunta que não quer calar. O Passat alemão do Deputado Carli, é dele ou da Assembléia Legislativa do Paraná?

  8. Teodoro Bonin
    sexta-feira, 15 de maio de 2009 – 12:25 hs

    Estamos na luta, ao lado das famílias que tiveram seus filhos assasinados e clamando por justiça pois chega de impunidade!
    “190 km/hora é crime, Justiça já”.

  9. Polis
    sexta-feira, 15 de maio de 2009 – 12:52 hs

    e a tal testemunha que escreveu aqui no blog no campana dizendo ter visto o dep ser assaltado? sumiu? ou era só mais uma integrante da $$$$$$$ operação abafa.
    CASSAÇÃO JÁ
    segue o link http://www.fabiocampana.com.br/2009/05/policia-investiga-as-causas-do-acidente-de-ribas-carli-filho/

    segue o comentario dela

    “Flavia Quinta-feira, 7 de Maio de 2009 – 20:58 hs
    Estava na mesma rua em que ocorreu o acidente, qdo percebi um carro abordando um passat preto (carro que depois descobri ser do deputado )para um assalto, dai entao Fernando Carli aumentou sua velocidade para fugir de tais pessoas! POR FAVOR! sou testemunha ocular de uma pessoa fugindo de um assalto! é um absurdo esse julgamento precipitado onde as pessoas alegam informacoes sem saber, essa historia de racha é completamente mentirosa. Eu estava no local e presencei o que aconteceu, realmente o deputado estava em alta velocidade mas para se protejer de um assalto.
    Estou pasma com tantas informacoes falsas.
    E sobre o estado de saude, é grave porem estavel.”

  10. Olegario M Dias
    sexta-feira, 15 de maio de 2009 – 12:58 hs

    Agora 12:56, o Algaci Túlio falou em seu programa na TV Estatal que deve ser aguardada para segunda-feira uma possível RENÚNCIA do playboy deputado Ribas Carli Filho.
    É aguardar para ver. Mas isso parece mais uma tática de salvamento (meio Janio Quadros) para que o povo acredite na tese de ACIDENTE e na sua possível inocência.

  11. carlinhos
    sexta-feira, 15 de maio de 2009 – 13:13 hs

    Espero não ser “apagado”.
    ZAGETA DO POVO.
    Pai de parlamentar tem 42 pontos na habilitação
    Publicado em 15/05/2009 | Kátia Chagas
    O pai do parlamentar, o prefeito de Guarapuava, Luiz Fernando Ribas Carli (PP), também acumula multas por excesso de velocidade e só não está também com a habilitação suspensa porque recorreu das infrações.
    Ribas Carli acumula 42 pontos na carteira de motorista, o dobro do limite permitido por lei. Mas como aguarda o julgamento dos recursos, tem permissão legal para dirigir.

  12. TO LIGADO!
    sexta-feira, 15 de maio de 2009 – 13:41 hs

    è inacreditável um hospital agir desta forma! Em quem podemos acreditar neste Pais???

  13. SYLVIO SEBASTIANI
    sexta-feira, 15 de maio de 2009 – 14:37 hs

    O Ministério Público de Justiça poderia determinar um Promotor para levantar um Fato ocorrido em 2003, em que o Detran do Paraná levantou que os deputados estaduais teriam uma pendência de R$400 mil de multas de infrações, não divulgada quais as infrações, e o nome dos deputados infratores.O então Presidente da Assembléia Legislativa, deputado Hermas Brandão, acertou as multas, não foi divulgado a forma. Mandou devolver os veiculos e a Comissão Executiva baixou o Ato n°062/2004, abrindo crédito de R$7,500 aos senhores deputados, mensais, para suas locomoções.Esse Decreto é de 19/o3/04.Coisas interessantes que devem chamar a atenção do Ministério Público, que no jornal Folha de Londrina de 12 de maio de 2004, portanto posterior ao Decreto citado, o 1° Secretário da Assembléia Legislativa, que deveria ter assinado o referido Decreto, disse que não sabia do aumento e garantiu que o reajuste na verba não deve ser implantado.Mas foi implantado sim! Outro Fato é que o jornal Gazeta do Povo de 1° de março de 2003,o então Presidente deputado Hermas Brandão declarou que até aquela data, ainda quatro veiculos estavam com ex-deputados.Os 196 veículos da Assembléia Legislativa, de alto luxo, foram colocados à venda, por uma Comissão Presidida pelo deputado Mário Sergio Bradock, quando foi formado um Leilão. O resultado, creio que o Tribunal de Contas deve ter tomado conhecimento dos valores. Levanto esse caso, pois se tivessem chamado e divulgado os nomes dos deputados infratores e suas respectivas infrações, Hoje eles, deputados , estariam mais zelosos e respeitadores com as Leis de Transito.Faltou também na ocasião a participação do Ministério Público.

  14. Eliott
    sexta-feira, 15 de maio de 2009 – 15:29 hs

    Cheguei a pensar que o ilustre promotor estava inclinado à tese de simples ocorrência de um acidente e não do cometimento de crime de trânsito. Me enganei, para a sorte da cidadania. O dolo eventual é incontestável diante das provas já colhidas. Triste ver como as coisas acontecem aqui no Paraná. O caso somente andou com a seriedade e responsabilidade necessárias, depois que ganhou repercussão nacional. Daí a RPC não pôde mais segurar; a polícia desmoralizada teve que se mexer (ainda que somente para encaminhar o inquérito ao TJ). Acredito no Ministério Público, que parece saberá o que fazer. De bandeja para os nobres da ALEP: a saída é a renúncia do jovem mancebo. Um processo de cassação a esta altura do campeonato seria suicídio político. Pensem bem.

  15. Bruno Zoca
    sexta-feira, 15 de maio de 2009 – 16:36 hs

    O meu tirocínio diz que a sociedade afática e que vive no adstrito televisional de nada deliberará a este fato. O que resta são as leis oriundas e regidas pela casta.
    Nós aqui estamos baldados porque mais uma vez vamos saborear uma quatro queijos a la enfastiados.

  16. Marcio
    sexta-feira, 15 de maio de 2009 – 22:11 hs

    CIRURGIA DO CARLI FILHO EM SP – Vejam no site “www.redesuldenoticias.com.br” a matéria sobre a cirurgia do Deputado que teria ocorrido ontem, quinta-feira, no hospítal em São Paulo.
    Algumas dúvidas no ar :
    1. porque somente aquele portal de notícias (que é de Guarapuava) obteve a informação para fazer a matéria e nenhum outro veículo divulgou nada a respeito da cirurgia ?
    Fábio Campana, vc que tanto espaço tem dado a este assunto, mereceria o “furo” da notícia da cirurgia e da foto do Deputado na UTI…
    2. Por que se divulgou inicialmente que o Hospital Albert Einstein NÃO DIVULGARIA Boletins Médicos e agora o fez ?
    3. Por que nos primeiros Boletins daquele Hospital de SP, do dia 11/05, acessíveis diretamente no site do próprio Hospital, está expressamente escrito que o paciente “estava consciente e respira SEM AJUDA DE APARELHOS”, se na foto daquele do portal “redesuldenoticias” ele aparece traqueostomizado ?
    4. Naquela foto do Deputado, na UTI, ele aparece apenas com um corte na testa e “reparos” no nariz. Cadê as múltiplas e complexas fraturas buco-maxilares…? ? ?
    5. Por mais impactante que seja a foto de um paciente em uma UTI, nem de longe se compara ao que se viu nas fotos divulgadas do local do acidente e das vítimas fatais, os dois rapazes mortos, um deles com a cabeça arrancada.
    6. Não nos deixemos enganar… terá sido aquela foto do Deputado na UTI divulgada apenas no “redesuldenoticias”, de Guarapuava, com o intuito de mais uma vez tentar provocar comoção junto à população e comiseração para com o “distinto” deputado ?

  17. RELATÓRIO FINAL
    sexta-feira, 15 de maio de 2009 – 23:12 hs

    VOTO FACULTATIVO

  18. Marcia
    sábado, 16 de maio de 2009 – 10:55 hs

    Promotor Chemin.. confio muito no trabalho digno dos promotores e na sua seriedade como profissional..Estamos tranquilos quanto população..pois o Ministério Público é uma das poucas seriedades que temos neste país..Praticamente uma raridade..

  19. July
    sábado, 16 de maio de 2009 – 11:37 hs

    Espero que desta vez não apaguem meu post, mas tbm achei mto mal contada a história da ‘tal Flávia testemunha ocular’ do assalto ao deputado…

  20. Astrinha
    domingo, 17 de maio de 2009 – 5:35 hs

    Esperamos uma atuação contundente e prova do MP pq nos outros setores já vimos que não podemos mais confiar. Lamentável isso tudo!

  21. ines
    domingo, 17 de maio de 2009 – 17:45 hs

    Estou muito comovida com a foto feita no hospital do playboy de carli, mas ainda choro pela morte dos trabalhadores tqfael e amigo.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*