Lugo retorna para o Paraguai com as mãos abanando | Fábio Campana

Lugo retorna para o Paraguai com as mãos abanando

De Josias de Souza, da Folha Online

Resultou infrutífera a viagem de Fernando Lugo ao Brasil. O presidente paraguaio não obteve de Lula o que desejava. Adiou-se para junho a decisão sobre a revisão do tratado de Itaipu.

“O Paraguai não renuncia a nenhuma das reinvidicações”, disse Lugo. Lula parece convencido de que o Brasil precisa ajudar o vizinho: “Não queremos ser uma ilha de prosperidade no continente cercado por países em dificuldades”.

Mas o governo brasileiro preferiria não bulir no tratado de Itaipu. Prefere ajudar a concessão de empréstimos para obras de infra-estrutura. O lufa-lufa vai continuar em reuniões dos chanceleres dos dois países. Lula aproveitou a entrevista conjunta para falar da chegada da gripe. Assista abaixo.


3 comentários

  1. Tospegeja
    sábado, 9 de maio de 2009 – 15:29 hs

    Mas, “emprenhou” o Lula com a idéia de rever as cláusulas pétreas do contrato de Itaipu.
    Logo, logo, mais um filho bastardo do Lugo, Lugo.

    É! Eu sei que o trocadilho é pavoroso, mas o Bispo paraguaio também, ao men os empatei.

  2. Vigilante do Portão
    domingo, 10 de maio de 2009 – 8:46 hs

    Não saiu de mãos abanado não, consegui o compromisso do Lula de adiantar alguns milhões de Dollares para “los Hermanos” aplicarem em melhoria das condições de vida dos Paraguaios.
    Até acho justo e interessante; Os Americanos, que não são bobos, fazem isso de há muito tempo, promovem o desenvolvimento nos países periféricos e vendem seus produtos e serviço, levando ainda os juros dos “empréstimos”. Lembra, ao inverso, um quadro da antiga Praça da Alegria, a frase era :brasileiro é tão bonzinho”, dita pela Keity Lyra, podemos afirmar então, que ao disponibilizar dinheiro para obras e projetos os Americanos são “tão bonzinhos”. KKK
    A idéia é simples, ao movimentar a economia e fazer crescer os países periféricos, cria-se um mercado consumidor para produtos de tecnologia mais avançada e até para artigos de consumo mesmo, na sequência entram os acordos de comércio. Todos ficam satisfeitos. Uma gracinha. KKK

  3. Astrinha
    quinta-feira, 21 de maio de 2009 – 19:36 hs

    Aí vai ser complicado pq ele tem um montão de filhos pra sustentar.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*