Gleisi Hoffmann quer Constituinte exclusiva para a reforma política | Fábio Campana

Gleisi Hoffmann quer Constituinte exclusiva para a reforma política

gleisi24

A presidente do PT Paraná, Gleisi Hoffmann, defendeu hoje, em reunião da Comissão Executiva do partido, que o PT, juntamente com os movimentos sociais, se empenhe na defesa de uma Constituinte Exclusiva, que vote a Reforma Política e outras reformas estruturantes para o Brasil.

Para Gleisi, essa é uma das saídas para mudar o conceito da política e dos políticos brasileiros.

“Temos assistido a um grande desgaste dos políticos e das instituições políticas nos últimos dias. O Congresso Nacional tem sido o foco desse desgaste. Está claro que as regras e os costumes que conduzem a política no Brasil estão ultrapassados. Se isso não mudar, colocaremos em risco a política brasileira. Precisamos mudar essas regras e a forma de se fazer política”, comentou.

“Por isso defendo uma reforma política ampla, que trate principalmente do financiamento de campanha e das atividades políticas, mas isso só será possível, com uma Constituinte Exclusiva, convocada para essa finalidade”, conclui.


18 comentários

  1. Miguel Novaes
    quarta-feira, 6 de maio de 2009 – 15:58 hs

    Depois de 7 anos de governo, mensalões, passagens e outros escandalos veem com esta conversa. Isto é assunto para primeiro ano de mandato quando o governante esta com popularidade alta. Porque o PT não propos em 2003???? Preferiu comprar os mensaleiros!!!!

  2. V.Lemainski-Cascavel
    quarta-feira, 6 de maio de 2009 – 16:13 hs

    A idéia é boa. Mas somente será séria se a reforma for feita sem a participação do atual quadro político. Deixar as raposas cuidando do galinheiro ocasionará o mesmo resultado da constituinte de 88, ou seja, criaram direitos e privilégios e extinguiram obrigações.

  3. fabio sefrin
    quarta-feira, 6 de maio de 2009 – 16:29 hs

    lá vem o sonhado terceiro mandato do Lulla, e quem sabe a porta aberta para o quarto, quinto…. vigésimo nono… centésimo (aí já com candidato novo, mas do PT). É o sonho de todo petista: continuar na mamata mais uns bons anos. A eternização no poder.

  4. o faxineiro
    quarta-feira, 6 de maio de 2009 – 16:35 hs

    O PT é governo quase oito anos e agora quer falar em reforma politica, quando o PSDB pediu o PT brecou, agora vem com esta conversa mole depois do mensalão e dinheiro na cueca.

  5. Jose Carlos
    quarta-feira, 6 de maio de 2009 – 16:42 hs

    Sem dúvida esta idéia de Mme. Gleisi é surpreendente para uma petista… ou não… daí é de nos preocuparmos… de qualquer sorte, fazer a reforma política com a própria alcatéia reunida em Congresso é condená-la a virar um remendo de sapateiro de quinta categoria…. qualquer reforma política só pode ter algum resultado eficiente se for debatida e votada numa constituinte especial em que seus membros estejam proibidos de candidatar-se pelas duas eleições seguintes…. as reformas implicam um sacríficio impossível de ser obtido às custas dos políticos em curso de mandato, sedentos de mais poder, dinheiro, cargos, influência e outras facilidades públicas hereditárias… agora, o interesse súbito do PT por esta solução é no mínimo preocupante… há algum dente-de-coelho aí…. que a Divina Providência nos proteja e guarde… cruzes………

  6. quarta-feira, 6 de maio de 2009 – 16:49 hs

    O GLEISI ! VOCÊ PODERIA COMEÇAR A REFORMA PELO PORÃO DA CASA PETISTA. AÍ TEM CADÁVER DEMAIS.

  7. Magda
    quarta-feira, 6 de maio de 2009 – 17:02 hs

    Mas obviamente que é para depois das próximas eleições, né??? Não é pra viabilizar o terceiro mandato do Lula, né????
    Né????????????????????

  8. Piá Curitibano
    quarta-feira, 6 de maio de 2009 – 17:05 hs

    Concordo!
    Uma Constituinte com mandato e vigencia de 1(hum) ano. Apenas para neofitos, como a senhora.

  9. Carlão
    quarta-feira, 6 de maio de 2009 – 17:08 hs

    Tudo isto foi criado e feito no Governo PT Lula !
    Todos á sua volta foram denúnciados, investigados e condenados.

  10. Marcelo
    quarta-feira, 6 de maio de 2009 – 17:11 hs

    Correto esse debate – Sem novos modelos e paradigmas politicos, colocamos em risco nossa DEMOCRACIA – Todos os partidos deveriam se unir para isso – não apenas o PT – afinal cadê os TUCANOS e PEMEDEBISTAS e DEMos para falar desse assunto? Ta tudo Bem? ou ta na hora de mudar e fazer algo?

  11. Rossby
    quarta-feira, 6 de maio de 2009 – 17:37 hs

    Vou comentar no estilo do Twitter…:

    Factóide no ar, espaço garantido na mídia.

  12. julio cesar
    quarta-feira, 6 de maio de 2009 – 17:40 hs

    Espero que Gleisi Hoffmann seja um dos rostos da mudança na política. Antes de financiamento público de campanhas precisamos de um conjunto de regras severo e disciplinador da atividade política com punições automáticas, rápidas e rígidas. A população não pode estar à merce de corporativismos e impunidades. Quem não sabe a diferença entre o que é ético do que não é também não possui condições de exercer cargos públicos de representação e autoridade.

  13. jango
    quarta-feira, 6 de maio de 2009 – 18:00 hs

    Ela é fotogênica, não é ? Agora olhem o que está por trás disto:

    06/05/2009 | 00:00
    Sarney e Temer vão a Lula sobre 3º mandato

    “Os presidentes do Senado e da Câmara dos Deputados, José Sarney e Michel Temer, tiveram uma importante conversa a sós com o presidente Lula, consultando-o sobre eventual terceiro mandato. O presidente não respondeu diretamente, devolvendo a pergunta a eles: “O que vocês acham disso?” A mudança significativa é que, até agora, o presidente Lula vinha negando a hipótese, em público e em conversa privadas.”

    (fonte: Blog Claudio Humberto)

  14. povão
    quarta-feira, 6 de maio de 2009 – 21:00 hs

    Amiga gleise, na ultima eleição te ajudei em Piraquara, através do dotor Raimundo,se o PSDB não lançar candidato ao senado e compor com o requião vc tera um escoteiro para defender o seu nome em todos os bairros de Piraquara vereador Valmir Nanico PSDB.

  15. jose ferreira
    quarta-feira, 6 de maio de 2009 – 21:59 hs

    eu nao entendo porque as pessoas em seus comentarios nao debatem as ideias e so falam das pessoas e de partif
    dos. Por isso que nem da vontade de participar

  16. Diego
    quinta-feira, 7 de maio de 2009 – 0:56 hs

    Isso (abaixo) é uma idéia real que merece ser discutida, jose ferreira:

    Newslwter do Dep. Hauly de hoje:

    Hauly coleta assinaturas em prol da PEC do Parlamentarismo

    O deputado Luiz Carlos Hauly (PR) começou a coletar assinaturas de apoio
    entre os congressistas para levar à plenário um substitutivo à Proposta de Emenda à Constituição 20/95, a chamada PEC do Parlamentarismo. A tramitação da matéria está paralisada desde 2001. Para o tucano, o momento é ideal para repensar o modelo de representação parlamentar. Ao defender a proposta, Hauly destacou a necessidade de estabelecer as bases dos poderes da República em igualdade de condição. “Nem iniciativas de lei apresentamos, porque somos refém de medidas provisórias do Executivo que tomaram conta do processo legislativo”, criticou o tucano.

    Debate: Reforma Política

    Esse debate sobre o sistema de governo ideal para o país pode ser um dos temas levantados durante a comissão geral que a Câmara promove hoje a partir das 10h. Na ocasião, serão apresentadas propostas da sociedade civil organizada sobre reforma política. As sugestões serão encaminhadas pela Frente Parlamentar pela Reforma Política com Participação Popular à Comissão de Legislação Participativa, que analisa propostas da sociedade e as transforma em projetos de lei.

    Hauly defende como forma de governo o presidencialismo combinado com o parlamentarismo. Esse modelo parlamentarista-presidencializado foi relatado pelo deputado Bonifácio de Andrada (MG) em comissão especial há oito anos, e se baseia na Constituição Francesa de 58. Ele visa criar um um modo de governo renovado, que supere a atual crise presidencialista e também as resistências e dificuldades institucionais que a introdução do Parlamentarismo clássico poderia provocar.

    Assim, o projeto cria a figura do primeiro ministro, do Conselho de Ministros e do Programa de Governo e também estabelece que ao presidente da República caberá nomear e demitir o primeiro-ministro, entre outros pontos. “Das maiores nações do mundo, o Parlamento mais fraco é o do Brasil. Do grupo do G7, do qual o Brasil não faz parte, somente os EUA é presidencialista.

    Mas o Congresso americano é tão forte e poderoso que nem iniciativa de projeto o Executivo tem. O líder da maioria é quem apresenta os projetos do Governo”, apontou Hauly. O tucano lembra que o projeto está pronto para ir à plenário, o que ainda não aconteceu por ingerência do Poder Executivo. Para o deputado, o atual modelo de representação parlamentar está falido e precisa de mudanças.

  17. Pandolfo
    quinta-feira, 7 de maio de 2009 – 9:12 hs

    Enfim essa senhora de idéias tão limitadas apresentou uma proposta deveras interessante!!!
    Uma constituinte especial e com representantes exclusivos para o mister da reforma política pode contribuir bastante para o aperfeiçoamento da república.

  18. ricardo
    quinta-feira, 7 de maio de 2009 – 9:16 hs

    NÕ EXISTE “MEIA CONSTITUINTE”…
    Gleise…por favor…muito cuidado com essas ideias…a constituinte se vir a tona, serve para TUDO, repito, não existe constituinte smente para um determinado assunto…

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*