Funcionários da Copel reagem ao clima de terror | Fábio Campana

Funcionários da Copel reagem ao clima de terror

Funcionários da Copel marcaram uma grande passeata para este sábado, às 10 horas, para protestar contra decisão tomada pela direção da empresa que pretende demitir mais 700 empregados, além dos 300 já demitidos pela companhia, informa Alexandre Donizete Martins, coordenador do coletivo sindical da Copel.

Os manifestantes sairão da Praça Santos Andrade em passeata até a Praça Osório. Hoje, os sindicatos que representam várias categorias da Copel, ingressaram com ações individuais contra as demissões.

Os sindicatos já notificaram o Ministério Publico do Trabalho sobre o clima de terrorismo entre os empregados. Segundo nota divulgada pelo Coordenador do Coletivo Sindical da Copel, Alexandre Donizete Martins, “o objetivo da passeata é chamar a atenção da opinião pública para o autoritarismo ditatorial da atual diretoria da Copel e, quem sabe assim, conseguir uma possível privatização à vista de um dos maiores patrimônios do Paraná”, afirma o coordenador em nota.


19 comentários

  1. Mauricio
    quinta-feira, 21 de maio de 2009 – 16:54 hs

    Todos têm direito de reclamar agora o que me pergunto como alguém que espera por uma oportunidade para atuar como engenheiro é o seguinte.
    É justo que tantos continuem trabalhando, apesar de aposentados, num país tão carente de oportunidades?
    O que acontecesse na COPEL acontece em uma série de lugares públicos. Senhores que já possuem uma renda como aposentado (diga-se de passagem que em sua maioria com salários que lhe dão condições de viver) ocupando posições que poderiam ser ocupadas por novos profissionais.
    Creio que em área vitais ( onde a experiência é necessária e só adquirida com o tempo) e em áreas onde sabidamente não há profissionais no mercado que esses senhores devem continuar, para os demais casos, já estava mais que na hora de se tomar um decisão como essa.

  2. parnanguara
    quinta-feira, 21 de maio de 2009 – 17:25 hs

    isto ocorreu em Paranagua no Porto por seis anos e agora a pressão esta maior por $$$$$ devido ao fim de feira

  3. Raul Maleatto
    quinta-feira, 21 de maio de 2009 – 17:59 hs

    Já vão tarde, só estão lá esquentando a cadeira e pserseguindo os novos
    que carregam eles nas costas

  4. Astrinha
    quinta-feira, 21 de maio de 2009 – 18:15 hs

    Muita coisa estranha acontecendo na Copel. Seria bom que se iniciasse o processo de investigação logo.

  5. Lilica
    quinta-feira, 21 de maio de 2009 – 18:41 hs

    Enquanto os mais velhos acumulam cargos e salários, os jovens se batem atrás de emprego. Será que eles não pensam nisso?

  6. Renovação Necessária
    quinta-feira, 21 de maio de 2009 – 20:31 hs

    Realmente é muito bom que seja chamada a atenção da opinião pública. Enquanto milhões de brasileiros se aposentam, apenas com o salário do INSS e sabem que infelizmente seus rendimentos vão cair, em função da maneira como é feito o cálculo da Previdência Social, porque com os aposentados da COPEL deve ser diferente? Os funcionários da COPEL ainda tem a vantagem de poder contribuir para uma previdência privada da Fundação Copel que ajudará na época de sua aposentadoria a diminuir as diferenças salariais com o cálculo da Previdência Social. No entanto, nem todos os aposentados da COPEL, atingiram tempo de contribuição para a previdência da Fundação Copel de forma que possam receber integralmente da Fundação Copel. A grande questão que deve ser ouvida da opinião pública é se é justo para a Sociedade “bancar” esses funcionários aposentados, de uma empresa de Economia Mista, onde a maior parte do dinheiro investido é Público, até que esses funcionários alcancem o tempo de contribuição da previdência da Fundação Copel? Lembrando que para obter o beneficio de complemento e aposentadoria da Fundação Copel, o funcionário contribui com uma parte do seu salário, mas há também o desembolso financeiro por parte da Copel em favor da fundação Copel. Ou seja, a parte financeira que cabe à Copel, em última análise é paga pela Sociedade, através de seus impostos. É muito mais barato para a Sociedade, treinar, capacitar e incentivar os novos funcionários, do que manter os altos custos dos funcionários aposentados que já fizeram a sua parte no crescimento e desenvolvimento da COPEL e que também receberam para isso. Agora é chegada a hora de renovação, de “oxigenar” esta empresa.

  7. BREAK
    quinta-feira, 21 de maio de 2009 – 22:46 hs

    Uma passeata no fim de semana ETA sindicato arranjado este em segunda é um ótimo dia para a população ver e apoiar o que os trabalhadores da Copel reivindicam v/cs não acham. Ou o sindicato esta com acordo branco la com o Palácio das Araucárias? Trabalhadores e bom abrir o olho.

  8. Toquinho
    quinta-feira, 21 de maio de 2009 – 22:56 hs

    A Copel é dos paranaenses. Patrimônio público que deve ser cuidado. Esta empresa é o que pelo seu conhecimento especializado. Sempre foi reconhecida pelo nível do seu capital intelectual. A renovação é um processo que acontece naturalmente como qualquer outra empresa. Anos de dedicação e trabalho devem ser respeitados. Não acho justo que após muitos anos de trabalho você não tenha remuneração justa. Não acredito que estes funcionários estejam reivindicando seu emprego em vão. Não gostaria de trabalhar numa empresa que não respeita as pessoas .Hoje com aposentados amanhã pode ser com você. Enquanto as empresas estão retendo o conhecimento investido, a Copel está jogando fora. Considero uma direção inconsequente e sem valores pelo trabalhador. Vão a luta, este Brasil precisa de seriedade. Salário de INSS que sobrevive. Sou jovem e não gostaria que meu final de carreira terminasse assim

  9. Machão
    quinta-feira, 21 de maio de 2009 – 23:22 hs

    É um pena que uma empresa como a Copel esteja fazendo isto com seus funcionários. Ninguém fica trabalhando se não precisa. Estou me formando em engenharia e gostaria de ter um engenheiro mais experinete ao meu lado para aprender. A gente não sai do dia para noite pronto para trabalhar.

  10. Chico Bracatinga
    quinta-feira, 21 de maio de 2009 – 23:39 hs

    Que Bando de incompententes estes que escreveram acima, não tem a minina noção de que é o trabalho numa concecionária de Energia, alem de serem uns pucha sacos do Requião, ou devem ser aqueles parentes de nossos diretores, que ganham 30.mil por mes e não fazem bolufas nenhuma.

    Para fazer o Trabalho destas pessoas que o Requião quer demitir, Tem que ter experiência e conhecimento de muitos anos se não eles
    Morrem trabalhando como aconteceu este dias Morreu 4 trabalhadores de Acidentes
    dois da COPEL e dois das empreiteiras
    E não saiu Noticia em lugar nenhum
    nem na TV Educativa, que é verdadeira que dá todas as noticias,

  11. Luis Konig-Contenda
    quinta-feira, 21 de maio de 2009 – 23:39 hs

    O ABSURDA DA COPEL TAMBÉM OCORRE NA SANEPAR. FIZERAM CONCURSO E O PESSOAL (“PEIXES”) QUE SE APOSENTAM FICAM ACUMULANDO CARGOS E SALÁRIOS, ENQUANTO EXISTE UMA GRANDE MASSA PRECISANDO TRABALHAR. È ISSO AÍ REQUIÃO, COLOQUE A CASA EM ORDEM!!! NÓS TAMBÉM PRECISAMOS TRABALHAR, BASTA ABRIR ESPAÇO…

  12. Carlos-Cajuru
    sexta-feira, 22 de maio de 2009 – 3:43 hs

    Essa é mesmo uma luta justa!
    Se eu puder estarei lá!

  13. Carlos-Cajuru
    sexta-feira, 22 de maio de 2009 – 3:48 hs

    MAS ESSE NEGOCIO épra tirar os aposentados que estao l coupando epcodos novos! Se for assim sou a favor!

  14. Zé do Coco
    sexta-feira, 22 de maio de 2009 – 9:20 hs

    Há cargos em que convém manter pessoas com idade E experiência. Por exemplo, em cargos de coordenação e tomada de decisões com base no fator experiência.
    Se há aposentados, e com boas aposentadorias, então, por favor, vão pra casa.
    Precisamos de gente nova, com ideias novas, para devolver à COPEL o lugar que lhe compete no carinho do povo paranaense.
    Precisamos que a empresa passe a ajudar as pessoas a implantar sistemas alternativos de produção de energia (luz solar etc.).
    Precisamos que a empresa passe a ser diferencial de qualidade e não cabide de emprego.

  15. Anônimo
    sexta-feira, 22 de maio de 2009 – 9:50 hs

    Vamos dar chance para os novos trabalharem. Um pessoal que já pode se aposentar, ficam travando a vaga dos jovens. Vão fazer excursão que vcs ganham mais….

  16. sabedoria
    sexta-feira, 22 de maio de 2009 – 10:34 hs

    ai seus trouxas votem no rei-quião

  17. RELATÓRIO FINAL
    sexta-feira, 22 de maio de 2009 – 23:00 hs

    Uéééé… Não gritavam junto com o REIQUIÃO…….””A COPEL É NOSSAAA”

  18. Resposta
    sábado, 23 de maio de 2009 – 23:56 hs

    As pessoas deveriam melhor se informar antes de tecer comentários, para não parecem ignorantes. Quando se entra em uma empresa muitos pretendem fazer carreiras, fazem planos de vida. Os empregados que hoje estão sendo demitidos, simplesmente, após anos de trabalho obtiveram o direito de requer sua aposentadoria junto ao INSS, porém, ainda não estão com o plano complementar de previdencia privada completo. Alguns empregados da COPEL serão despedidos com menos de 50% de seu salario da ativa. É justo, vc. tem um planjemento familiar e do dia para a noite, ter seu salário cortado em 50%? Hoje 45% dos empregados da COPEL estão com seus salários abaixo da média de mercado. Quem mais sofrerá com as demissões são as mulheres, pois, como podem requer aposentadoria pelo INSS com menos idade, faltam-lhes mais tempo para completar a aposentadoria privada.
    Como os concursos não restrigem a participação de aposentados, muitos acabaram de entrar na empresa e também serão desligados. Isto é uma vergonha. Uma empresa que tem um lucro de mais de 1 bilhão fazer isto com seus empregados. Sem falar do apagão técnico, pois, técnicos experientes não se sujeitarão a enfretar concurso difícil para ganhar pouco mais de mil reais.
    .

  19. João
    domingo, 24 de maio de 2009 – 11:15 hs

    Se a Copel vai contratar, porque jah não o faz se há uma relação de aprovados no concurso de 2006, ainda vigente para substituir os 300 aposentados que aderriram ao plano de sucessão?Me engana que eu gosto, não vão contratar ninguem e ainda por cima irão terceirizar outros serviços.Acho que o Requião levou muito a serio a campanha “A Copel é nossa” achando que a Copel é dele.até a próxima eleição PMDB velho de guerra!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*