Aumentam os gastos do governo federal com propaganda | Fábio Campana

Aumentam os gastos
do governo federal
com propaganda

Os gastos do governo Lula com propaganda aumentaram de tal forma que devem superar os R$ 1,5 bilhão do ano passado. Basta ver as páginas da principal revista semanal do país, a Veja, que estampa 13 páginas de propaganda do governo federal em sua edição que está nas bancas.

São seis páginas do Ministério da Educação, uma da Petrobrás, duas do Ministério dos Esportes, duas do Ministério do Trabalho e duas do Banco do Brasil.

O maior anunciante privado do país, as Casas Bahia, tem apenas duas páginas de propaganda na mesma edição.


9 comentários

  1. Zé do Coco
    segunda-feira, 4 de maio de 2009 – 10:37 hs

    Nenhuma repartição pública ou mesmo estatal – NENHUMA – tem de fazer propaganda de coisa alguma. Se estiver trabalhando, é porque isso é seu DEVER. O ocupante ocasional é mera circunstãncia e o dinheiro público não tem de ser dissipado em auto-promoção.
    Aí vão dizer alguns: mas SEMPRE se fez assim. Isso já tem uma resposta adequada. Foi crime antes, é crime agora. Nada mudou, crime com o mau uso da máquina pública é sempre crime.
    Ponto final.

  2. caudio
    segunda-feira, 4 de maio de 2009 – 10:44 hs

    Por isso tambem o grande apoio popular, quem não se cumunica se …

  3. O Povo
    segunda-feira, 4 de maio de 2009 – 11:02 hs

    Propaganda não dá telhado nem comida, a linha da insustentabilidade está explodindo, só não vê quem não quer!
    Dá-lhe violência!

  4. jango
    segunda-feira, 4 de maio de 2009 – 12:23 hs

    Esta propaganda efetuada sob o manto do permissivo constitucional da publicidade oficial dos atos da administração é um câncer que corroe o erário público, num país em que falta segurança, educação e saúde públicas de qualidade, além da falta de empregos, da carga massacrante dos tributos e dos juros extorcivos. Esta propaganda, além de enganosa, em nada beneficia a sociedade. Não podemos mais ser coniventes com este descalabro, para o qual as ditas autoridades de controle público fecham escandalosamente os olhos. Para estas, cujos régios salários estão sempre assegurados à custa do bolso esfarrapado do povo, esta farra non olet (não fede). Vergonhoso é pouco.

  5. Diego
    segunda-feira, 4 de maio de 2009 – 13:07 hs

    E só propaganda do cancer da Dilma, que nem sei se é verdade ou jogada de marketing!

    Fora lula!!!!!

  6. V.Lemainski-Cascavel
    segunda-feira, 4 de maio de 2009 – 14:31 hs

    É lamentável que tudo isso esteja acontecendo. E por quê a grande imprensa não divulga esses valores? Isso é um escândalo muito maior do que muitos denunciados. Até quando?…

  7. nas alturas
    terça-feira, 5 de maio de 2009 – 13:49 hs

    CHUTA Q È MACUMBA…
    ISSO TEM NOME: INVEJA DA OPOSIÇÃO

  8. Wilson A. Gobetti
    sábado, 30 de maio de 2009 – 20:30 hs

    Se dois terços do montante investido pelo governo em propaganda, foce destinados à contrução de moradias de pessoas que moram em áreas de risco menos pessoas morreriam em enchentes, desmoronamentos e outros desastres, governo não precisa fazer propaganda, nem fazer gastos desnecessários, é só trabalhar que a gente vê.

  9. waldino martins alves
    quinta-feira, 26 de novembro de 2009 – 16:55 hs

    não só o governo federal, mais todas as esferas do poder iludem intupindo a opinião público com anuncios e publicidades de obras que considero não ser mais do que obrigação pois foram elitos com a promessa de fazerem algo pelo povo.
    o congresso deveria limitar e proibir a propaganda destes desavergonhados politicos deveria permitir somente uma placa no local da obra.
    o que temos hoje são os ditos idealistas vivedo Às cistas do povo, recebendo polpudas indneizações por conta, ainda, da ditadura.
    hora eles não eram idealista de FIDEL CHE, MALTUNG, porque não foram pra lá.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*