Poço de incoerências | Fábio Campana

Poço de incoerências

requiao-incoerencia

“O governo Requião é isso, um poço de incoerências,” definiu o deputado Antonio Belinati, irritado com as contradições e a desfaçatez dos deputados que apóiam o governo

Não é para menos. Requião discursa contra as demissões nas empresas privadas nesta época de crise. Acusa-as de insensibilidade e oportunismo. Ao mesmo tempo, assina embaixo a demissão de mil funcionários da Copel.

Mais uma. Requião não cansa de fazer elogios à política salarial que ele impôs à iniciativa privada ao estabelecer o aumento do salário mínimo regional em 15%. Ao mesmo tempo, envia mensagem à Assembléia propondo apenas 6% de aumento para o funcionalismo público estadual.

Ou seja, o funcionalismo se vê praticamente reduzido á condição de trabalhador de segunda classe, que mercê apenas a metade do índice proposto pelo governador para o aumento dos salários no mundo do trabalho privado.

As incoerências não terminam aí. Decidido a fazer caixa no estado, Requião aumentou os impostos
de combustíveis, telefonia e energia, que incidem sobre todos os preços e encarecem a vida da população.

Assim é o governo Requião. Mas ainda há luta, embora ele disponha de maioria cordata que aprova tudo o que ele quer na Assembléia. A oposição estuda emendas, entre elas a de um aumento linear de 15% para todos os servidores.

Segundo o deputado Élio Rusch o governo não infringirá a Lei de Responsabilidade Fiscal ao conceder um aumento aos servidores equivalente ao que foi conferido ao salário mínimo regional.
“Em 2008 o governo gastou 42% da receita corrente líquida em folha de pagamento. O limite de gasto é de 49%. Existe sim margem para um reajuste real aos servidores e vamos apresentar esses números”, disse Rusch.


15 comentários

  1. maria lima
    terça-feira, 28 de abril de 2009 – 19:13 hs

    no fundo, no fundo, eu lamento muito esse
    final de vida do requião – onde está o velho
    idealismo, a postura atrapalhada mas aparen-
    temente honesta???hoje é só nepotismo,
    corrupção, mentiras……

  2. BREAK
    terça-feira, 28 de abril de 2009 – 19:47 hs

    O que o povo do Paraná ainda não entendeu é de que governador e para nosso Estado o mesmo que a gripe SUÍNA esta sendo para a humanidade um devastador sem controle. Cabe a nos Paranaenses acabar com esta praga na próxima eleição que será no próximo ano vamos povo do Paraná encubar este mal que assola nossa população.

  3. Maldito
    terça-feira, 28 de abril de 2009 – 20:02 hs

    Governador só pensa nele, aquele guerreiro das velhas quardas, morreu faz tempo, agora temos um gaga ultrapassado sem nenhuma pespectiva para o nosso povo tão sofrido Paranaense.

    Governador como podemos te respeitar, tu não tem vergonha na cara, usufrui do dinheiro público, sem nenhum problema pessoal finaceiro com o dinheiro do povo, e ficamos sem respostas para o equilibrio do nosso povo.

    Maldito homen velho e babão com requintes de canalhice, em tempos de crise mundial não podemos esperar nada da sua pessoa.

    Peça para sair se perdeu o interesse rapaz, pega o boné e leva a sua corja de familia e os mal aliados.

    Ta vivendo do seu passado brilhante e hoje e uma escuridão infinita de ma e péssima administração pública.

    Com o dinheiro sagrado do povo, recebe em dia e ainda brinca com os cargos de confiança e traz o que para o Paraná.

    Maldito fim seu , mas não nos leve junto sujo ser, sorri nos seus arraias, e nas suas orgias mentais de mal administrador´público.

    Maldito

  4. MARTINA REUS
    terça-feira, 28 de abril de 2009 – 20:46 hs

    CONCORDO COM A MARIA-ESSE NÃO É O
    REQUIÃO COLEGA DE TURMA DA UFPR –
    POLÍTICO INOVADOR, PROMISSOR…………
    ESTÁ CERCADO DE STELIONATÁRIOS E
    OUTROS DE COMPORTAMENTO ‘DESVIADO’

  5. Antonio W
    terça-feira, 28 de abril de 2009 – 21:39 hs

    Na verdade o requião sempre foi isso: dissimulado, aético, canalha, aproveitador, nepotista. A questão é que agora ele não consegue mais ludibriar o povo.

  6. reajuste
    terça-feira, 28 de abril de 2009 – 23:05 hs

    Aumento de salário sempre é bem vindo, mas 15% para todos os funcionários em plena crise com redução da arrecadação é querer acabar com o dinheiro das obras que são necessárias.
    Eu concordo que aquelas profissões que tem faixa salarias baixas recebam um aumento maior, como em profissões do estado que recebam algo próximo do mínimo regional, pois quem é que consgue viver com conforto e qualidade de vida com um salário mínimo?

    Em todo o caso, essa aumento de 6 % é melhor do que nada como poderia estar acontecendo se a turma que governasse o estado fosse a mesma de antes (Lerner 8 anos sem aumento)… E olha que ele estão loucos para voltar ( na pessoa de um jovem bronzeado artifcialmente)

  7. ronaldo
    terça-feira, 28 de abril de 2009 – 23:13 hs

    Incoerência para mim é esse deputado fazer declarações desse tipo e continuar cumprindo regiliosamente as ordens desse cidadão de plantão no Palácio das Araucárias………….

  8. Mirosmar da Paixão
    terça-feira, 28 de abril de 2009 – 23:24 hs

    menos Fábio, menos. Dá uma olhada na foto, tem 10 ‘servidores’ puxados por aquela mané da Saúde. Ah,pare, demagogia nas ruas t´bem não dá, né?

  9. Va Requiao
    terça-feira, 28 de abril de 2009 – 23:49 hs

    Votei no Requião, mas se pudesse voltar atrás! Ahhh!

    Já o admirei… mas hoje tenho um sincero repúdio pela sua falta de coerência, pela falta de respeito que quem com as pessoas, pelo nepotismo escandaloso!

    Vá Requião! Vá embora! … e tarde

  10. JOÃO CARDOSO
    quarta-feira, 29 de abril de 2009 – 7:58 hs

    É o estilo Requião de governar.
    Faz reverência com chapéu alheio, quando aumenta o salário mínimo as alturas para as empregadas domésticas que são depedidas aos montes. Hoje a maioria virou diarista sem direito algum, graças ao Sr. Requião. É só ver as estatísticas.
    A ordem do Requião, é; faça o que mando. Eu não faço o que mando. Lei ruim é só para os outros.
    A lei do mínimo paranaense que ele fez é só para os outros, ele não cumpre para os funcionários do Estado.
    É o estilo de governar do Requião, de caça ao voto.

  11. CLOVIS PENA -
    quarta-feira, 29 de abril de 2009 – 8:53 hs

    RESUMO –

    Este governo decidiu errado, pela discrimação aos aposentados em 2002, conforme provam as decisões judiciais.
    Está castigando os prejudicados, pois não paga como deve, os precatórios alimentícios das pessoas idosas.
    Mantém um contingente de estagiários para poder funcionar e gasta uma fortuna com apadrinhados comissionados eventuais, em detrimento da profissionalização do serviço público, que é permanente.

  12. Adilson
    quarta-feira, 29 de abril de 2009 – 9:47 hs

    Lerner era o pior Governador,segundo RR!! Era………E nesse anos todo o que melhorou?? No 1º mandato do RR, a desculpa era herança do Lerner. E agora qual é?? A Lei sobre Apoio e Execução é de 2002(Lerner) implantação era p/ um ano e meio, e um ano e oito meses( RR) e até agora nada…….O RR assinou uma Lei sobre a outra e não arrumou nada…….

  13. FARRA dos RR
    quarta-feira, 29 de abril de 2009 – 10:52 hs

    Ridiculo

    Repudio

    Rancorozo

    Raivoso

    RR soares o salvador

    Ratinho pai o picareta

    Ratinho Junior as armas do povo foram parar nas mãos dos bandidos ( cade o Lineu Tomass)

    Roberto Requião rico com o dinheiro do povo

    Rmauricio requiãoo nepo

    Reduardo requião o mano carga pesada do porto

    Reluz, nem tudo e ouro

    Rpolicia federal

    Rministe´rio público

    R R impechamenthrrrr

    Coitado do R não não tem culpao culpado e bem culpado e quem temobrigação de fazer dos Rs uma RIQUEZA de trabalho. o dó

  14. Cidadao
    quarta-feira, 29 de abril de 2009 – 13:48 hs

    Somente 6 anos depois eles viram isso sobre o Governo atual?
    Esse pessoal nao merece nem 6% de aumento.
    Devem sair do governo e ir para a iniciativa privada receber os 15% que o bondoso governador deu.

  15. Anônimo
    quarta-feira, 29 de abril de 2009 – 16:56 hs

    quanto ao Requião sinceramente nas próximas eleições creio que ele não fará propaganda política pra nenhum político no litoral paranaense pois aqui se ouviu muita propósta e o que ocorre aqui é desemprego e etc, garanto que o candidato apoiado por ele nao receberá tantos votos no litoral…

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*