No Dia da Empregada Doméstica, nada a comemorar | Fábio Campana

No Dia da Empregada Doméstica, nada a comemorar

O Dia da Empregada Doméstica não será comemorado neste 28 de abril. Até, porque, não há nada que comemorar, dizem as lideranças da categoria. A informalidade, a falta de registro em carteira de trabalho, aumentaram.

Aqui, no Paraná, pela PNAD, temos 392.329 empregadas domésticas. Sendo, 103.610, 26%, com carteira assinada e 288.719, 74%, sem carteira de trabalho assinada. Ou seja, sem cobertura previdenciária e de proteção para si e para a sua família. A grande maioria de empregadas domésticas é de mulheres negras e pobres,


4 comentários

  1. Anônimo
    sexta-feira, 24 de abril de 2009 – 11:24 hs

    É verdade, nada a comemorar a propósito do Dia da Empregada Doméstica, porém, convenhamos, a legislação imposta (sic) pelo Governador Roberto Requião e que estabeleceu piso salarial muito maior que o salário mínimo nacional contribuiu decisivamente para o grande número de pessoas trabalhando sem registro em carteira. O salário é pequeno, é grande, não sei. Mas sei que, se fosse justo, seria estendido aos funcionários públicos e a outras categorias. Com essa legislação, o Estado do Paraná prejudicou a classe das empregadas domésticas que, em sua maioria, estão sem registro, emborar ganhem pouco mais!

  2. Anônimo
    sexta-feira, 24 de abril de 2009 – 11:29 hs

    Olha quem quer ter emepregada domestica tem que pagar bem mesmo, esta cultura do tempo do império dos senehores de engenho, estes mesmo que reclamam vão para outo país e trabalham de dodmestica lá aqui Não

  3. Nuncio Rossi
    sexta-feira, 24 de abril de 2009 – 13:11 hs

    Eu garante que as empregadas domésticas terão muito o que comemorar na segunda-feira, mas fui proibido de contar…..

  4. Paulo Manalla
    sexta-feira, 24 de abril de 2009 – 14:18 hs

    Hei, Núncio, graças ao empenho do governador Requião e ao valor do piso regional, né…

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*