MP arquiva caso de agressão de guardas municipais contra casal de paulistas | Fábio Campana

MP arquiva caso de agressão de guardas municipais contra casal de paulistas

O Ministério Público do Paraná pediu à Vara de Inquéritos Policiais o arquivamento do processo de investigação instaurado contra um grupo de guardas municipais de Curitiba, acusados de torturar um casal em outubro de 2008.

Douglas Pereira de Lima e Carla Renata Ruman de Lima registraram um Boletim de Ocorrência na polícia e Eles disseram que foram torturados e humilhados pelos guardas por que teriam os chamados de “guardinhas” e que, quando foram levados a uma delegacia, também sofreram agressões de um policial.

A Promotoria informou que não há prova de que tenha havido tortura contra o casal paulista e que os depoimentos apresentam muitas contradições.


4 comentários

  1. orlando
    sexta-feira, 17 de abril de 2009 – 16:40 hs

    claro são policia por isso vai ser arquivado o processo se não fosse policia esse cara tava ferrado………..

  2. ABUSO DE PODER
    sexta-feira, 17 de abril de 2009 – 17:26 hs

    E FALTA DE PREPARO DOS CANDANGOS DA GUARDA MUNICIPAL. JÁ PRESENCIEI INÚMEROS CASOS DE ABUSOS E AGRESSÕES A OLHOS VISTOS. INCLUSIVE NA SEMANA PASSADA MESMO. QUASE MATARAM UM TRABALHADOR NO TERMINAL OFICINAS. A FAMÍLIA JÁ ENTROU COM AÇÃO. O COITADO FOI PARAR NO CAJURÚ….

    ENQUANTO UNS FOGAM EM MAIAMI OUTROS SACOLEJAM NO PAU DA GUARDARADA.

  3. Beto
    sexta-feira, 17 de abril de 2009 – 18:04 hs

    Ato rotineiro do ESTADO DELINQUENTE…

    Pau na tigrada………

    Sem provas…..

    Muitas contradições….

  4. Carlos Martins
    sexta-feira, 17 de abril de 2009 – 22:09 hs

    Burrice dos comentários acima. Todos sabem que o MP adoraria ferrar os policiais se houvesse provas. Não houve, arquivou.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*