Lugo amplia crise com o seu vice | Fábio Campana

Lugo amplia crise
com o seu vice

fernando-lugo1
No O Estado de São Paulo

O fracasso de um encontro no qual o presidente do Paraguai, o ex-bispo Fernando Lugo, e seu vice, Federico Franco, tentaram apaziguar suas diferenças aumenta os riscos de uma ruptura na coalizão que dá sustentação ao governo paraguaio. A disputa ocorre num momento em que o governo Lugo passa por um escândalo envolvendo três mulheres que alegam ter filhos do ex-bispo.

A reunião entre o presidente e Franco foi realizada na noite de terça-feira. O vice exigia mais participação nas decisões do governo e queria indicar o novo ministro das Relações Exteriores (o antigo titular da pasta, Alejandro Hamed, pediu demissão). Segundo autoridades paraguaias, houve discussões e trocas de insultos e o presidente acabou nomeando um chanceler sem o aval de Franco: o esquerdista Héctor Lacognata, que assumiu prometendo avançar nas negociações com o Brasil sobre a Hidrelétrica de Itaipu.
“Lugo continua a ser sectário, trabalhando apenas com um grupo do partido e marginalizando outro”, disse Franco após o encontro, no qual chegou a pedir a demissão do chefe de gabinete de Lugo, Miguel López Perito.
O vice-presidente paraguaio lidera uma das duas facções do Partido Liberal Radical Autêntico (PLRA), a principal força da coalizão de Lugo. O presidente, porém, tem preferido em suas indicações integrantes da facção rival.
Hipoteticamente, se o grupo de Franco romper com Lugo, pode se juntar à oposição para tentar derrubá-lo. Na semana passada, alguns parlamentares pediram a abertura de uma investigação para verificar se Lugo iniciou seu caso amoroso com uma das mulheres que dizem ter um filho seu antes de ela ter 18 anos – o que no Paraguai poderia ser considerado um caso de estupro. A moça, no entanto, disse que a relação começou quan


6 comentários

  1. LUCIANO B. FERRAZ
    quinta-feira, 30 de abril de 2009 – 9:20 hs

    É REALMENTE ESTÃO QUERENDO DAR UM TAPA NO SANDUBA DO LUGO.

  2. Carlão
    quinta-feira, 30 de abril de 2009 – 9:53 hs

    O Lugo, deveria ser Presidente do Peru !
    Canalha .

  3. BATRÁQUIO
    quinta-feira, 30 de abril de 2009 – 13:57 hs

    MAS QUE CARA DE SAPO, HEIN!!!

  4. Zé do Coco
    quinta-feira, 30 de abril de 2009 – 14:24 hs

    As mulheres NÃO ALEGAM simplesmente. Elas AFIRMAM categoricamente que as crianças são filhos do bispo.
    Boa coisa não espera esse bispo não. O Paraguai tem um passado complicado e de violência e esse bispo pode fazer companhia às piranhas do Chaco paraguaio.

  5. bimbo
    quinta-feira, 30 de abril de 2009 – 14:27 hs

    Comilão …

  6. Bago
    quinta-feira, 30 de abril de 2009 – 17:47 hs

    O sr. Fernando Lugo é mais um mito da esquerda (será que ele é esquerda mesmo?) que se desfaz pelos fatos. O problema é ético. Assumir a guarda de uma criança somente depois que o caso foi denunciado em público é de uma sacanagem sem tamanho com a pobre mulher envolvida no caso. Quer dizer que enquanto o caso ficasse às escondidas, o sr. Lugo deixaria aquela pobre mulher e aquela pobre criança ao relento? Respostas, e já!!!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*