BID financia obras da Linha Verde até o Atuba | Fábio Campana

BID financia obras da Linha Verde até o Atuba

beto-richa2

O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) vai financiar parte das obras da segunda fase da Linha Verde, a partir do bairro Jardim Botânico até o Atuba, no norte da cidade. A informação foi dada ao prefeito Beto Richa hoje por Paulo Carvalho, especialista do banco que acompanha as obras do Programa de Transporte Urbano.

“A notícia veio em excelente momento. A Linha Verde é uma prioridade da Prefeitura de Curitiba”, disse Beto Richa (foto). O novo trecho da Linha Verde será financiado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD) e Prefeitura de Curitiba.

A decisão do banco, trazida pelo especialista, é resultado da negociação iniciada em março pelo prefeito Beto Richa, que esteve em Washington com o secretário da vice-presidência do BID, Raul Tuazon, e com os especialistas em infraestrutura da Divisão de Transportes do BID, Rafael Acevedo Daunas e Néstor Roa.

A decisão do Banco foi anunciada pelo gerente de infraestrutura do BID em Washington, Agustín Aguerre, que esteve no Brasil neste mês. “Temos recursos para o financiamento de mais uma etapa do Programa de Transporte Urbano – a ampliação da Linha Verde”, disse Paulo Carvalho, que acompanhou a visita de Aguerre a Brasília.

A partir de agora, começa a ser feita a revisão do projeto executivo, atualização e adequações ao projeto do trecho norte da Linha Verde. Para que a primeira missão do BID venha a Curitiba para iniciar os trabalhos de continuidade do Programa de Transporte Urbano é necessário que a Comissão de Financiamentos Externos (Cofiex), órgão colegiado que reúne 11 ministérios, dê o seu parecer favorável à negociação do empréstimo de Curitiba. A documentação necessária à análise da Cofiex já foi encaminhada à Secretaria de Assuntos Internacionais do Ministério do Planejamento (Seain) e está sendo analisada pelo Grupo Técnico de Análise da Cofiex.

Linha Verde Norte – Semelhante à primeira etapa da Linha Verde, implantada desde o Terminal Pinheirinho até antes do Centro Politécnico, o trecho da Linha Verde que será implantado terá uma canaleta para uso exclusivo dos ônibus, pistas marginais e vias locais, formando um trinário, como acontece nos demais eixos estruturais da cidade. O trecho, onde a antiga BR 116 dará lugar a uma avenida urbana, terá 8km de extensão, partindo do ponto sob a passarela do Centro Politécnico até o Atuba.

Estão previstas ainda obras de ampliação dos viadutos das Avenidas Afonso Camargo e Vitor Ferreira do Amaral e quatro trincheiras. Além do binário formado pelas ruas Agamenon Magalhães e Roberto Cichon, serão implantados binários junto a três estações (Atuba, Solar e Fagundes Varela). As três estações que já têm a infraestrutura necessária (PUC, Torres e UFPR), terão as estações implantadas. O novo trecho da Linha Verde terá ainda mais seis estações de embarque e desembarque.

Pró-Cidades – Além da primeira e da segunda etapa da Linha Verde, o BID financiará as obras do programa Pró-Cidades, que deve ser assinado no segundo semestre de 2009. O valor total do empréstimo é de US$ 50 milhões e os recursos serão investidos em projetos de habitação, sistema viário e na construção de dois Clubes da Gente – um no Pinheirinho e outro na Regional Boa Vista, além de outros projetos sociais.


32 comentários

  1. CLOVIS PENA -
    quinta-feira, 23 de abril de 2009 – 17:33 hs

    Quanto ao metrô, é bom pensar mais um pouco.
    Escutar Lerner………

  2. quinta-feira, 23 de abril de 2009 – 17:40 hs

    Já já a turma da inveja vai “criticar”, a turma dos “sem obra”, petezada, requião, arrudinha, doático, roubaneli, rosinha e por aí vai a lista. O Beto precisa mandar fazer um adesivo: A INVEJA É UMA MERDA!

  3. Luiz Carlos
    quinta-feira, 23 de abril de 2009 – 18:05 hs

    Enquanto uns passeiam outros trabalham e trazem recursos importantes para nossa cidade, parabens.

  4. João Carlos
    quinta-feira, 23 de abril de 2009 – 18:10 hs

    Os democráticos do PSDB não aceitam crítica alguma. É sinal de autoritarismo e soberba. Muito mal para quem tem a responsabilidade de “governar”.
    Espero que “as licitações” para estes obras com dinheiro do BID não apresentem os problemas de outras licitações…

  5. o faxineiro
    quinta-feira, 23 de abril de 2009 – 18:19 hs

    Boa Beto mais uma vitória do povo de Curitiba

  6. tarso de castro
    quinta-feira, 23 de abril de 2009 – 18:25 hs

    Ei, prefeito… por que diabos a linha verde não tem viadutos e nem passagens de níveis para as ruas atravessarem direto e não ficar aquele show de horrores de semáforos e carros engarrafados, gastando tempo, torrando gasolina e deixando todo mundo de saco cheio… xingando o prefeito?
    Que tal corrigir isso enquanto é tempo?

  7. BREAK
    quinta-feira, 23 de abril de 2009 – 18:44 hs

    Mais uma conquista da administração do Prefeito Beto Richa. Parabéns ao Melhor Prefeito do Brasil Curitiba tem orgulho de o ter eleito novamente.

  8. BREAK
    quinta-feira, 23 de abril de 2009 – 18:46 hs

    Clovis Pena vamos aguardar e v/c vera que esta administração esta no caminho certo uma coisa de cada vez. Obrigado

  9. juarez carlos makako
    quinta-feira, 23 de abril de 2009 – 18:49 hs

    E eu vou fazer o adesivo PUXA-SACO É UMA MERDA.

  10. JOCA DA FIEL
    quinta-feira, 23 de abril de 2009 – 19:16 hs

    A Linha Verde não passa de jogada de maketing, só existe na propaganda. Já, para os motoristas que precisam da via, é caos puro.
    O Senhor prefeito, que se diz engenheiro, não construiu uma trincheira, nem outro tipo de passagem que agilizassem o fluxo de veículos. Deve ser sócio de alguma empresa que fabrica semáforo, pois “plantou” sinaleiros até aonde não tem cruzamento.
    Resultado: congestionamentos.
    Outro erro de engenharia, é verificado na Marechal Floriano, onde os engenheiros criaram gargalos, de forma a afunilar o trânsito nas proximidades da autolândia. Resultado: congestionamentos:
    Erros como esses, mostram o despreparo do Beto para administrar a coisa pública, onde erra onde não era para errar, dentro de sua especialidade, que é a engenharia.

  11. JOÃO CARDOSO
    quinta-feira, 23 de abril de 2009 – 19:50 hs

    A linha verde era para integrar a região leste oeste de Curitiba. Saiu com efeito contrário.
    Do modo em que foi feita, com dez pistas, privilegiou o automóvel, em derimento do pedestre, e alargou a divisão entre leste e oeste de Curitiba. Atravessar a linha verda a pé, é coisa de louco ou de doido.Nora zero ao IPPUC fase do Lerner-Cassio-Beto.

  12. Carlão
    quinta-feira, 23 de abril de 2009 – 19:51 hs

    Vai cumprir promessa de campanha , viaja e traz o investimento, que diferença do gardenal !

  13. Zé Mané
    quinta-feira, 23 de abril de 2009 – 20:10 hs

    Parabêns,só espero que não fique com as obras paradas, como é o caso atual estrada da ribeira, proximo ao trevo do atuba .

  14. luis gringo
    quinta-feira, 23 de abril de 2009 – 20:18 hs

    E Curitiba fica endividada ate o filho dele ser prefeito da cidade.

  15. Leite Quente
    quinta-feira, 23 de abril de 2009 – 20:20 hs

    Parabens Beto Richa, é de um Governador assim que o Paraná precisa.

  16. JUSTICEIRO
    quinta-feira, 23 de abril de 2009 – 20:30 hs

    PTistas e PMDBistas mordem o cotovelo a cada notícia positiva do prefeito Beto Richa, que são muitas. Vejam só os absurdos escritos aqui:
    -Tarso de Castro: reclama da falta de viadutos. Não leu ou não entendeu a matéria. Serão ampliados quatro viadutos e construidas quatro trincheiras.
    -Zé Mané: estrada da Ribeira não é problema da prefeitura e sim do estado.
    -João Cardoso: atravessar a Linha Verde com binários e sinalização ficou mais tranquilo do que antes.
    -Joca da Fiel: querendo demonstrar conhecimento só escreveu besteira.

  17. Astrogildo
    quinta-feira, 23 de abril de 2009 – 20:41 hs

    estrada da ribeira é obra do governo do estado.

  18. Vigilante do Portão
    quinta-feira, 23 de abril de 2009 – 20:51 hs

    Parabéns ao prefeito, é uma obra sonhada por décadas, vai desafogar a linha sul do expresso e dar condições de desenvolvimento para a antiga BR116.
    Trincheiras e viadutos, pois é, a BR passou 50 anos sob o comando do DENIT que não construiu nada, os viadutos existentes foram iniciativa do município de Curitiba. A turma do Requião sabe criticar, entretanto, desde que o Beto apoiou o Osmar na eleição passda, o Napoleão deixou de repassar recursos para a capital. Construir os viadutos? É fácil, basta o Requião pagar o que deve para a cidade de Curitiba, são mais de R$100mihões, e posso garantir que a prefeitura manda fazer os viadutos, Não daria para fazer agora, já imaginaram trancar as ruas de escoamento para fazer mais obras, com as que estavam sendo feitas já era um caos. Seguramente serão construídos pelo menos 5 passagens sobre a Linha Verde, uma de cada vez, causando o menor transtorno possível.
    O atual governo do Requião está acabando, com o Pessutti a conversa é outra. Aposto que ele vai liberar os recursos para Curitiba.

  19. JOCA DA FIEL
    quinta-feira, 23 de abril de 2009 – 21:42 hs

    – JUSTICEIRO: Comissionado e um dos fantoches do Luciano Ducci que quer ver o Beto se aventurar numa campanha para o governo, independente de vitória, só para o seu “Dono”, Luciano Ducci, sentar na cadeira de prefeito e nomeá-lo num carquito melhor.

  20. Estudante E.M.
    quinta-feira, 23 de abril de 2009 – 22:25 hs

    A linha verde deveria apresentar condições mais vavoráveis ao funcionamento do transito, e não apenas ser uma avenidazinha bunitinha com plantinhas coloridinhas e felizes. Precisamos de soluções que realmente influenciem na vida prática das pessoas. Como disse o tarso de castro, que tal corrigir isso enquanto é tempo?

    Obs: antes que alguem se manifeste, não sou do PT nem PMDB nem outro partido.

  21. quinta-feira, 23 de abril de 2009 – 22:42 hs

    Parabens Curitiba, obra importante, vai facilitar o transito de Norte a sul na cidade. Quanto a tal dívida pra cidade, nossos impostos são pra isso mesmo, pagar por obras que sejam úteis pra todos. Claro que a oposição vai chorar feito umas donzelas derretidas, morrem de inveja e não se conformam com a cidade pulsando, preferem o nada, obra nenhuma, o atraso, pois vivem assim no governo estadual. Parabéns Curitiba e que venha o metrô pois a população tá precisando de transporte mais rápido e mais cômodo, que é usado em todas as grandes cidades do mundo, Paraná, precisamos de um governador progressista, de atrasado já basta o Requião..

  22. Royal leibol
    quinta-feira, 23 de abril de 2009 – 22:54 hs

    Ehh dor de cotovelo de poucos rsrs… Bom foi um prefeito que entre 1985 a 1988 sua maior obra foi mexer com as catracas de ônibus.

  23. V.Lemainski-Cascavel
    quinta-feira, 23 de abril de 2009 – 23:56 hs

    O PAC de Curitiba funciona. Já o outro….
    Parabéns ao Beto e aos Curitibanos.

  24. Eduardo Teixeira
    sexta-feira, 24 de abril de 2009 – 0:10 hs

    Parabéns BETO, mais uma das milhares obras que vc já fez pela nossa cidade. Obrigado

  25. Espião Técnico
    sexta-feira, 24 de abril de 2009 – 4:32 hs

    São tipo como este Joca da Fiel que me faz recordar o quanto o brasileiro é pobre de idéias. Talvez se entendesse um pouco, um pouquito só de Engenharia, não falaria tanta besteita.Mas fazer o que, se a ignorância deste tipo de gente só se conhece quando dão espaço pra este tipo de gente.

  26. Olhos abertos
    sexta-feira, 24 de abril de 2009 – 8:04 hs

    Desde quando asfalto novo desafoga alguma coisa? ou faz um viaduto que passa por cima ou um túnel por baixo… no mais continua a mesma coisa… só que com visual novo. Continua todo o trafego passando dentro da cidade…

  27. Zoiudo
    sexta-feira, 24 de abril de 2009 – 9:52 hs

    Tudo que for para melhorar a qualidade de vida da cidade e do cidadão paranaense é bem vindo. O prefeito está fazendo um ótimo trabalho e, portanto, o seu salário está sendo muito bem pago.
    Quando a sociedade paga o salário de um político, fica sempre na dúvida se o trabalho a ser feito será, realmente, produtivo para a coletividade. Tem políticos que passam e não acrescentam nada, a não ser a discórdia.
    Até aqui, Beto Richa está pintando a cidade com o verde da esperança e de dias melhores para o trânsito curitibano com muita competência. Que continue assim.

  28. Rei da Selva
    sexta-feira, 24 de abril de 2009 – 10:14 hs

    Com respeito a inveja, o Lula precisa mandar fazer milhões de adesivos. O choque de gestão deveria ser implantado em todas as secretarias,proibindo os funcionáris de usarem a Internet para bajular o chefe.

  29. Deck
    sexta-feira, 24 de abril de 2009 – 10:32 hs

    QUE VENDIDOS…………… NEM UMA NOTINHA SE QUER A RESPEITO DOS FUNCIONÁRIOS FANTASMAS DA CÂMARA DE VEREADORES DE CURITIBA.

    ESTÃO COM MEDO TAMBÉM? SÓ PORQUE TEM GENTE GRAÚDA NO MEIO DESSE ROLO?

    VERGONHA!

  30. JOCA DA FIEL
    sexta-feira, 24 de abril de 2009 – 10:54 hs

    Opa, opa, opa !!! vi que meu comentário irritou muita gente.
    Agora resta saber qual parte irritou mais, se é quando questionei a participação do Beto em alguma empresa que produz semáforo, ou se é a parte em que disse que ele, Beto, apesar de ser engenheiro é mal preparado pra administrar a coisa pública, justamente na área que era para ele conhecer, mas que demonstra que não conhece naaaaaaada, que é a engenharia.
    Quem for capaz, que responda !!!!!!

  31. Maurício
    sexta-feira, 24 de abril de 2009 – 11:00 hs

    Já andaram na Wencelau Braz, na junção com a linha verde? Se você virar à esquerda passará por nada menos que 4 ou 5 sinais em 200 metros, fora a confusão da rua juntar-se com a via que passa ao lado da garagem da Carmo…entrei em pânico quando o sinal amarelou, não há como frear um carro a 50Km/h em tão pouco espaço entre tantos sinaleiros (semáforo, sinal, sinaleira, depende do seu gosto/região ou pode até chamar de farol se passarem barcos na região ;)

  32. Maurício
    sexta-feira, 24 de abril de 2009 – 11:03 hs

    A obra é muito importante e inovadora, mas vai gostar de sinal assim na casa do chapéu. Não precisa fazer passagem de nível a cada 500m como no eixo Oeste de transporte, no meio do nada (demorou 20 anos para aparecer algo por lá), pero nas vias principais…

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*