UEL vai incentivar alunos a delatar os colegas | Fábio Campana

UEL vai incentivar alunos a delatar os colegas

Os estudantes da Universidade Estadual de Londrina (UEL) serão estimulados a apontar os colegas que realizaram trotes violentos no início deste ano letivo. Mas não haverá nenhum prêmio para quem “dedurar” os colegas, garantiu o reitor, Wilmar Marçal.

Quem for identificado pelas declarações, fotos ou vídeos, perderá o direito de concorrer à bolsa de estudos e participar de projetos de pesquisa científica.

Imagens mostram que calouros do curso de agronomia chegaram a ser pisoteados ontem, no primeiro dia de aula.


3 comentários

  1. Jurandir
    quarta-feira, 4 de março de 2009 – 13:09 hs

    Estes trotes são crimes que devem ser punidos com a expulsão da Universidade e pelo Judiciário com as condenações dos envolvidos.

  2. Zé do Coco
    quarta-feira, 4 de março de 2009 – 15:45 hs

    Se já têm as provas de que necessitam para EXPULSAR do cenário estudantil brasileiro esses marginais, por que ainda não tomaram as providências?

  3. denivaldo
    quarta-feira, 4 de março de 2009 – 21:43 hs

    O que é mais grave: trote ou incentivo à delação? Essa história de trote já encheu o saco. Que se dane, vamos deixar de frescura. Mas as pessoas são tão idiotas, mas tão estúpidas e imbecis, que apóiam a FORMAÇÃO DE DELATORES contra o trote. Daqui a pouco aprovam uma lei para executar em praça pública os estudantes que aplicam trotes. E os IDIOTAS, como sempre, apoiarão. É o que dá ter dois neurônios de jabuti na cabeça. Sabe como é, “tá todo mundo falando né”. Papagaio só repete, não pensa.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*