Serra quer um candidato ao governo por Estado, do PSDB, DEM ou PPS | Fábio Campana

Serra quer um candidato ao governo por Estado, do PSDB, DEM ou PPS

jose-serra

Se em 2006 a falta de palanques tucanos dificultou a campanha de Geraldo Alckmin à Presidência, em 2010 o PSDB pretende consolidar apoios e evitar a dispersão entre partidos coligados e diretórios regionais.

A meta de |José Serra e do PSDB é lançar um único candidato por Estado, seja ele tucano, do DEM ou do PPS. O ideal seria atrair também o PMDB. Porém, a prioridade é evitar constrangimentos, como o que acontece no Paraná, em que a maioria dos tucanos não engole o PMDB de Requião.

Aqui, a preocupação é evitar um racha no partido com duas pré-candidaturas, a do prefeito de Curitiba, Beto Richa e a do senador Álvaro Dias. Enquanto Beto Richa exibe os melhores índices de prestígio e popularidade, Alvaro Dias se apresenta como o candidato que pode conciliar com o PMDB de Requião e sufocar de uma vez por todas a candidatura de Osmar Dias, seu irmão, do PDT, que no momento é assediado pelo PT.

Enfim, o que a direção nacional do PSDB mais quer é evitar fatos como o que aconteceu em 2006, quando o PSDB baiano se juntou ao PT do hoje governador Jaques Wagner e derrotou Paulo Souto, do DEM, que dividia palanque com Alckmin.

O Rio de Janeiro é outro exemplo apontado como “perigoso” para os tucanos. O atual prefeito do Rio e que fazia parte da tropa de choque do partido, Eduardo Paes, migrou para o PMDB antes de se eleger. A alternativa do PSDB no Estado é tentar viabilizar um acordo com o deputado Fernando Gabeira (PV), que foi derrotado na eleição de 2008, apesar de ele não ser garantia de palanque ao candidato tucano, qualquer que seja o escolhido.

Outro exemplo de preocupação é com o Espírito Santo. Lá, o PSDB apoia o governador Paulo Hartung (PMDB), mas pensa em lançar o deputado Luiz Paulo Vellozo Lucas (PSDB) para sua sucessão. “Sabemos da dificuldade [de eleger Lucas], mas não queremos depender só do governador, devido à proximidade dele [Hartung] com Lula”, diz Castro.

O partido pode se considerar tranquilo com relação aos palanques em Alagoas, Ceará, Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Roraima, São Paulo e Santa Catarina. O Paraná, apesar da duplicidade de candidatos, também tem cenário positivo para o partido.


9 comentários

  1. LINEU TOMASS
    segunda-feira, 9 de março de 2009 – 10:51 hs

    O QQUADRO SUCESSÓRIO SE AFUNILA.

    Pela movimentação aqui no Paraná, do Zé Serra, que abandona a idéia de parceria com OSMAR DIAS, e chama o BETO RICHA, para bater um papo, e ainda define os partidos da aliança, DEM e PPS, fica claro que o OSMAR DIAS do PDT, ESTÁ FORA DA ALIANÇA COM O PSDB DE BETO RICHA.

    O Zé Serra, pelo jeito soube do discurso do BARBOSA NETO, em Londrina, que indicou que o OSMAR DIAS aceitou o convite de LULA, para assumir a liderança do Governo no Congresso Nacional.

    Isto concretizado, o BETO vai ter que enfrentar o OSMAR DIAS NA ELEIÇÃO AO GOVERNO, OU VAI TER QUE LANÇAR, O RUBENS BUENO, (PPS), como candidato desta aliança, ou mesmo o ABELARDO LUPION, (DEM), se não quizer correr o risco de ficar sem nandato, num enfrentamento com o OSMAR DIAS.

    Paece que nossa preisões, estão se materializando.

    LINEU TOMASS.

  2. ronaldo
    segunda-feira, 9 de março de 2009 – 12:16 hs

    Perguntar não ofende, tudo bem mas já foi combinado com os filiados e militante desses partidos ?

  3. LINEU TOMASS
    segunda-feira, 9 de março de 2009 – 12:42 hs

    ERRATA.

    Leia-se; “`Parece que NOSSAS previsões estão se materializando”.

    LINEU TOMASS.

  4. segunda-feira, 9 de março de 2009 – 14:02 hs

    “NOSSAS” previsões? guarde suas sandices para você mesmo.

  5. Espelho do LINEU
    segunda-feira, 9 de março de 2009 – 14:20 hs

    Pare de falar bobagem, querer parecer o entendido em política, e se recolha à sua insignificância.
    Além do que “geito” se escreve com “j”.

  6. Nostalgia Ratinho Jr
    segunda-feira, 9 de março de 2009 – 14:37 hs

    Esse lineu tomass ta gaga mesmo………par oó

  7. AK47
    segunda-feira, 9 de março de 2009 – 17:07 hs

    DATA VENIA, CARO FÁBIO HA UM PEQUENO ÊRRO NESTE SEU COMENTÁRIO. A MAIORIA DOS TUCANOS, OU SEJA AQUELES QUE TEM VÓTOS ESTÃO COM O PMDB DE REQUIÃO OU SEJA MENOS O WALDYR ROSSONI E O TRAIANO, QUE SÃO LERNER DE CATEIRINHA,, POIS O WALDYR ENRIQUECEU NO GOVÊRNO DO GORDO E O TRAIANO VEIO NA SCIEDADE. OS OUTROS TODOS, DEPUTADOS DO PSDB ESTÃO ENQUADRADOS COM O REQUIÃO. INCLUSIVE UM DELES É SECRETÁRIO DO TRABALHO DO GOVÊRNO E O SUPLENTE MALUCELLI É SUPERINTENDENTE DA LACTEC. QUEM NA VERDADE ESTÁ FÓRA É O GRUPO DO LERNER OU SEJA BÉTO E COMPANHIA. ASSIM É QUE AS ÁGUAS ESTÃO DIDIVIDAS.

  8. LINEU TOMASS
    segunda-feira, 9 de março de 2009 – 22:48 hs

    Ao ESPELHO.

    Obrigado, “espelho” sem reflexo.
    A minha significância ou insignificância, não pode ser julgada por inimigos meus, se não, tá cara………..
    LINEU TOMASS

  9. PARTIDAO
    terça-feira, 10 de março de 2009 – 10:08 hs

    Prezado Fabio Campana:

    O PPS não representa o antigo Partidão….coloca esse vídeo aí para informar os internautas….

    http://www.youtube.com/watch?v=QoQEly_K44c&playnext_from=PL&feature=PlayList&p=8199246D539EAED4&playnext=1&index=84

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*