Requião coordena ações para salvar cargo do irmão Maurício | Fábio Campana

Requião coordena ações para salvar cargo do irmão Maurício

maurício requião

O governador Roberto Requião entrou em campo para salvar o cargo do irmão Maurício (foto), defenestrado pelo STF da função de conselheiro do Tribunal de Contas. A primeira iniciativa foi a contratação de um escritório de advocacia de Brasília cujo titular é ex-membro do STF. Este time se encarregaria da articulação “interna” no Supremo Tribunal Federal.

Ao mesmo tempo, Requião disparou telefonemas aos caciques do PMDB em Brasília, reiterando a necessidade de socorro para tirá-lo dessa. Ele tem grandes esperanças na influência de José Sarney, Renan Calheiros & Cia.

Para completar, pediu aos amigos advogados da praça que expressem opiniões contra a decisão do STF. Conseguiu três declarações, ontem, de Romeu Felipe Bacellar Filho, Fernando Gustavo Knoerr e Guilherme Gonçalves, que declararam que o STF se equivocou na interpretação da súmula vinculante 13, de autoria do próprio STF.


33 comentários

  1. ex-pectador
    sábado, 7 de março de 2009 – 12:41 hs

    Romeu Bacelar, “amigo de Roberto” e defensor do Maurício é também advogado do grupo F. Andreis, aquele que ganhou a licitação que disputou sózinho para operar o ferry-boat.
    A outra concorrente, Interportos, foi desabilitada pelo DER mas conseguiu uma liminar na justiça que determinava que sua proposta fosse comparada à da F. Andreis.
    O DER recorreu e a liminar foi cassada pela Desembargadora Regina Helena Portes, esposa de Joaquim Portes, DAS-5 no gabinete de Requião.
    O preço da Interportos, a outra concorrente alijada pelo grupo de amigos (teria outro nome?), era de R$ 4,40 para operar com modernos ferry-boats com decks superiores para passageiros, ar condicionado e, pasmem, até banheiros… não estão surpresos?? Hoje não tem banheiros!
    Ah, a família Justus, outro ramo dos “amigos” assumiu a prefeitura de Guaratuba e a fortuna em ISS que a F. Andreis não pagava há anos, segundo a própria empresa em mátéria da fazeta do povo, deixou de existir (?????).
    E assim caminha o pacato povo das araucárias… para trás!!!!!!

  2. marcelo almeira
    sábado, 7 de março de 2009 – 12:42 hs

    Meu Deus, li o parecer dos três juristas contratados pelo Requião e eles dizem que foi a Assembléia que colocou o Mauricio no TC. Meus caros, quem indicou foi o Requião. Se isso não for nepotismo, então o que é?????

  3. ex-pectador
    sábado, 7 de março de 2009 – 12:43 hs

    Descupe, a indignação é tamanha… onde se lê “fazeta do povo”, leia-se “gazeta do povo”. Porém mantenha-se o ato falho das iniciais em minúsculas!

  4. Vigilante do Portão
    sábado, 7 de março de 2009 – 12:57 hs

    Não tenho conhecimento suficiente para criticar as posições dos eminentes juristas mencionados na matéria, muito menos para ousar divergir do mestre Lopes Meirelles, mesmo aasim, a maioria do povo acha que a nomeação estava errada, um sentimento que não sabemos explicar direito, lá no nosso íntimo, diz que o favorecimento de irmão de governador com a nomeação para gargo público vitalício, não está correta.
    Os cargos de Conselheiros do Tribunal de contas, sempre foram preenchidos por indicação política, vide Nestor Baptista, Hermas Brandão, Neighborning (não se a grafia está certa), Matos Leão, todos políticos ou com ligações políticas fortes.
    Passou da hora de fazermos o óbvio, nomear para um cargo técnico ( o TC é braço técnico da Assembleia) que tem a função de examinar as contas do Estado e dos Municípios, pessoas sem ligação com os políticos de plantão.
    Não encontra simetria na vontade da lei, muito menos no sentimento da população, embora o Prof. Meirelles diga ao contrário, que os cargos no TC sejam considerados agentes POLÍTICOS. Contas, devem ser examinadas por técnicos, não tem nada de político. Tal qual a Receita, não deve ter ingerência política, caso contrário, será apenas instrumento para prejudicar adversários e validar os erros dos administradores amigos.
    Órgãos de fiscalização devem ser independentes, de carreira, sem vínculos com os governos, é assim nos países ditos DEMOCRÁTICOS.
    Então, FORA MAURÍCIO REQUIÃO.

    P.S. – vamos acompanhar de perto, para saber quem vai pagar a continha dos advogados contratados para defender o Maninho, será que o povo do Paraná vai patrocinar mais essa?

  5. CLAQUE PAGA
    sábado, 7 de março de 2009 – 13:06 hs

    Como sempre entra em campo a claque paga para falar bem das ilegalidades do rei do nepotismo. Mas o fim está próximo, poucos dias p/ o final do governo mais imoral da história do Paraná!

  6. jango
    sábado, 7 de março de 2009 – 14:11 hs

    A indicação do nepote do governador ao cargo vitalício no TC foi a maior e mais descarada demonstração do compadrio dos poderes públicos em torno de uma vontade personalíssima do governador de ocasião. O espírito e o conteúdo das leis foram vilipendiados, restando o mero formalismo rasteiro, promovido a toque de caixa e mutirão dos poderes envolvidos, em frontal escacho à sociedade que preza o mérito e a qualificação como forma de ocupação de cargos em qualquer posto de trabalho. Resta esperar que as vozes dissonantes deste descalabro se levantem e tornem efetivos o respeito aos supremos valores ensinados e praticados nos lares paranaenses, que não são os da imoralidade, da ilegalidade e da usurpação de posições pagas com dinheiro suado do povo.

  7. LEAD
    sábado, 7 de março de 2009 – 15:15 hs

    Quem vai pagar os advogados do Maurício Requião? Nós?

  8. LINEU TOMASS
    sábado, 7 de março de 2009 – 15:30 hs

    FABIO.

    As decisões do STF, nestes tempos, sofrem fortes prtessões de todo tipo, o que tem levado o STF a decidir contrariamente ao que já tinha decidido anteriormente, notadamente na questão de discussão de PLANOS ECONÔMICOS, E CORREÇÃO MONETÁRIA, onde em decisões anteriores o STF se recusava a aceitar Recurso Extraordinário, nesta matéria, com a alegação (certa) de que DISCUSSÃO DE CORREÇÃO MONETÁRIA, NÃO É QUESTÃO CONSTITUCIONAL.

    Entretanto acabou aceitou a subida de RE, Recurso Extraordinário, por pressão do FHC (era Presidente), nos caso das ações de reajuste do fundo de garantia por tempo de serviço FGTS, e no caso do empréstimo compulsório dos combustíveis.

    Agora, foi divulgado aqui no seu blog, que a FEBRABAN, Federação Nacional dos Bancos, toda poderosa, ingressou com ação de declaração de “constitucionalidade” (com pedido liminar), de planos econômicos, nos percentuais que os bancos (INSISTEM ESTAR CORRETOS),

    Entretanto, eles já pagaram milhares de reais aos correntistas lesado nas cadernetas de poupança, TENDO EM VISTA QUE A MA´TÉRIA JÁ ESTAVA PACIFICADA.

    Agora com esta nova reinvestida da FEBRABAN, TUDO PODE ACONTECER.

    LINEU TOMASS.

  9. SYLVIO SEBASTIANI
    sábado, 7 de março de 2009 – 15:52 hs

    ~PRESTEM ATENÇÃO: “Por dever de ofício e sem nenhum prazer trago a este Plenário a denúncia de mais uma mumunha.Desta vez, uma mumunha porque como já esclarecí na Sessão de ontem, mumunha é o ato de empregar parentes sem concurso público.” TEM MAIS:”No entanto, fique claro: assumimos também para pôr fim ao nepotismo, ao compadrio, àquilo que um de nsossos companheiros de bancada chama de mamunha”.CONTINUA: “Assumimos o poder para honrar os compromissos com o povo e para desalojar os “Barões da Mamunha”, que pensavam e pensam que a administração do Estado se dá ao redor de seu umbigo”.OUTRA PARTE ANTERIOR IMPORTANTE:”Mais alguns assuntos que vamos discutir no decorrer da Assembléia de hoje.Discutiremos eu e o Deputado Ervin Bonkoski.São assuntos que interessam a todos. Por exemplo: a nomeação de parentes por “guardanapo”, é uma nova prática de nomeação pública sem concurso, que vem sendo usada no Paraná”.MAIS UMA PARTE:”Deputado Ervin Bonkoski, eu o perdoo, porque de vossa Excia.será o reino dos céus”.AGORA VÊM A MINHA EXPLICAÇÃO: São partes do primeiro e segundo discurso do então deputado estadual Roberto Requião, em 1983 combatendo o seu colega, seu correligionário, Ervin Bonkoski, por ser NEPOTISTA. Requião mandou confeccionar um Diploma, com escudos, nomenclatura de BARÃO DA MAMUNHA, ao Deputado Ervin Bonkoski e abaixo o seguinte:”MAMUNHA – Ato de conseguir emprego sem concurso para a filha e para sobrinha”. Isso o Supremo Tribunal Federal não tem conhecimento e muito menos a população paranaense, mas os Deputados Estaduais do Paraná, precisam saber, para não modificarem a nossa Constituição, por mero capricho do Governador .

  10. Ambrosio
    sábado, 7 de março de 2009 – 15:54 hs

    FORÇA MAURICIO!!

    PMDB ESTÁ CONTIGO.

  11. Péricles Trotta
    sábado, 7 de março de 2009 – 15:58 hs

    Quem é quem que pagará a conta dos advogados será …….

  12. ex-pectador
    sábado, 7 de março de 2009 – 16:31 hs

    LEAD e Péricles, leiam o primeiro dos comentários desta série e entendam… quem é que paga, mesmo?!

  13. Carlão
    sábado, 7 de março de 2009 – 16:33 hs

    Arrogante e autoritário com dinheiro público, safado, Famíla do Nepotismo !
    Maurício vai entrar nesta, vc não tem capacidade pra arrumar um emprego se não for na cola do irmão ?
    quem te viu e quem te vê .

  14. pedro pitanga
    sábado, 7 de março de 2009 – 17:04 hs

    Fabio, e uma protesta por tirar do ar as criticas ao lobista e ladrao Jacir B II ! Ele e um dos mais nefastos colaboradores da turma corrupta que acopanha o chefe!

  15. LEAD
    sábado, 7 de março de 2009 – 18:54 hs

    Ah, F ANDREIS pagará a conta? Isso pode?

  16. nilson pereira
    sábado, 7 de março de 2009 – 19:36 hs

    tenha fe em Deus Mauricio teus inimigos ainda vao ter ingolir mais esta pedra no teu caminho nos do movimento comunitario do parana estamos com voce.ass.nilson pereira presidente da femoclam.

  17. Ambrosio
    sábado, 7 de março de 2009 – 20:17 hs

    FORÇA MAURICIO, NÓS VAMOS VENCER ESTA E CALAR A BOCA DOS NOSSOS OPOSITORES.

    VOCÊ ESTAVA EXERCENDO SEU BOM TRABALHO NO TC. E VAI CONTINUAR!!

  18. ex-pectador
    sábado, 7 de março de 2009 – 20:31 hs

    LEAD, deixa de ser lerdo óh gajo!
    Quem paga a conta somos nós ao passar no ferry…

  19. Barão
    sábado, 7 de março de 2009 – 20:31 hs

    Romeuzinho Bacellar, aquele da brilhante monografia de conclusão de curso (na longínqua época da FDC
    )?

    Ou aquele adEvogado das concessionárias de estradas?

    Ah, são a mesma pessoa…

  20. Jarbas
    sábado, 7 de março de 2009 – 21:10 hs

    É, “curiosamente” os juristas advogam p/ o fuhrer…

  21. daniel p.
    sábado, 7 de março de 2009 – 21:12 hs

    Não consta que o “Vigilante do Portão” tenha ficado tão indignada, tenha subido tanto nas tamancas, tenha rodado tanto a baiana, quando o Jaime Lerner indicou o cunhadinho Neigeboren para o Tribunal de Contas. Tantos pesos, tantas medidas. Sabe como é, puxa tem que viver agarrado no saco do chefe.

  22. SFU
    sábado, 7 de março de 2009 – 22:00 hs

    Cuidado com asa aspas, caro colunista! Palavras entre aspas significam coisas anômalas, diferentes, enviesadas. A palavra ente aspas, portanto, deveria ser “articulação” e não, interna. “Articulação” significaria os acertos de bastidores, os conluios, as coisas podres e fétidas que ocorrem para dar solução aparentemente legal a outras coisas podres e fétidas. Advogados especializados nesses meandros obscuros, pois, são aqueles sempre com contrato garantido em casos como esse. Casualmente, são aqueles que valem mais no mercado imoral, pois são os que sabem onde estão os buracos legais, os desvios dos tribunais, as carências afetivas dos juízes, os sensores sensíveis do lado financeiro das pessoas que decidem. Por isso, a busca de um nome e a definição do profissional certo é importante. E é isso que é o motivo de ser atual do governador, pois a definição do melhor nome, nesse mundo caviloso, é o mais importante.

  23. SAFADOS
    sábado, 7 de março de 2009 – 22:12 hs

    Acho q desta vez não tem como engambelar a safadeza do rei do nepotismo, o Supremo não vai se deixar levar por essas pressões, a população de bem está cançada! requião e seus puxa-saco, o fim está próximo, RUA!

  24. rock
    sábado, 7 de março de 2009 – 22:35 hs

    Daniel, porque voce acha que ele é o Vigilante do Porcão, ele so defende os interesses do Jeime Porcão e do Beto Midia.

  25. orlando moura
    sábado, 7 de março de 2009 – 23:02 hs

    NÃO TEM SAÍDA – CORROMPEU O EXECUTIVO, O LEGISLATIVO E O
    JUDICIÁRIO – ‘IMPEACHMENT’ JÁ!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  26. Carol
    sábado, 7 de março de 2009 – 23:44 hs

    Ambrosio e Nilson Pereira, vão pro inferno! Vocês devem ser um bando de baba ovos incompetentes que só conseguem alguma coisa na vida puxando o saco de quem ferra com o Estado e seu povo em troca de interesses pessoais e familiares.

  27. Rui
    domingo, 8 de março de 2009 – 0:57 hs

    Fabio, tenho muita admiração por voce, por isso te peço que fale do nepotismo em geral e ajude a combater essa pratica ilegal imoral e que engorda o bolso dos familiares de politicos safados que não cumprem a lei.comece pelos municipios metropolitamos e termine na capital.Fale pro teu amigo Deputado da radio te ajudar nisso

  28. Orgasmo de Rotterdam
    domingo, 8 de março de 2009 – 1:46 hs

    ‘jus sperneandi em versão requiônica – isto deverá tomar a forma de um armageddon que tornará o planalto tão rachado de pirambeiras quanto os grotões de onde estes políticos folclóricos prestidigitam os seus mandatos… “os nossos nepotistas são melhores do que os dos outros” , é a verdade araucarina pura e cristalina que deverá ecoar no recinto do tribunalzinho de opereta e romper o encanto da bruxa má de bombaim que controla as canetas- Fala sério..

  29. Vigilante do Portão
    domingo, 8 de março de 2009 – 9:17 hs

    Daniel P, acho que você não leu o meu comentário, ou não sabe o nome do cunhado do Lerner, é o Neigborhn, aquele que eu afirmei não saber a grafia correta.
    Minha indignação foi a mesma, só não havia o Blog do Campana para poder expressar e a gazetona, então Lernista de carteirinha, não publicou a correspondência que mandei para a coluna do leitor.

  30. Jair
    domingo, 8 de março de 2009 – 19:18 hs

    Nilson, tire Deus dessa meu! ele tem + o que fazer. Tenha dó!!!!!
    Ambrosio G.S., vá ser puxa saco na P.Q.P

  31. Realista
    domingo, 8 de março de 2009 – 20:25 hs

    Família Requião: Vcs são uns CANALHAS !!! Literalmente

  32. jose
    domingo, 8 de março de 2009 – 23:20 hs

    É a mesma F. Andreis? :

    http://www.portaldatransparencia.gov.br/ceis/EmpresasInidoneas.asp

    Cadastro de Empresas Inidôneas e Suspensas –
    76.476.050/0001-01 F ANDREIS & CIA LTDA PR 11/02/2008 2 anos SECRETARIA DE OBRAS PUBLICAS E DE TRANSPORTES DO GOVERNO DO ESTADO DO MATO GROSSO DO SUL ** SICAF – Governo Federal 03/12/2008

  33. Tarso Cabral Violin
    segunda-feira, 9 de março de 2009 – 10:21 hs

    Como já havia me manifestado, o STF errou no caso Maurício Requião ao falar em nepotismo. Segundo parte da doutrina brasileira o cargo de Conselheiro do Tribunal de Contas é de agente político sim. Portanto, a Súmula anti-nepotismo do STF não teria aplicabilidade no caso de Maurício Requião. E mesmo se não considerarmos o cargo como de agente político, é um equívoco entender que a nomeação do citado como Conselheiro, via decreto do Governador (como determina nossa Constituição Estadual), após eleição aberta na Assembléia Legislativa, seja nepotismo. Seria o mesmo que dizer que o filho de um Presidente do Tribunal de Justiça que passe em concurso público (lícito) na magistratura estadual não possa ser nomeado pelo pai. É uma total interferência entre os Poderes essa decisão do STF. Além disso o voto aberto foi correto conforme nossa Constituição Estadual, pois entendo que não se aplica o princípio da simetria e a previsão de voto fechado para os ministros do TCU na CF. Não entro no mérito se a eleição na AL seguiu os prazos legais, pois não tenho informações suficientes. Mas se isso realmente ocorreu basta nova eleição ratificadora da anterior.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*