Justus justifica processo que elegeu Maurício Requião para o TC | Fábio Campana

Justus justifica processo que elegeu Maurício Requião para o TC

nelson-justus

Instado pelo governador Requião, o presidente da Assembléia, deputado Nelson Justus (foto), decidiu fazer um pronunciamento para aclarar a posição da Casa com relação à decisão do Supremo Tribunal federal que afastou o irmão do Duce, Maurício Requião, do cargo de conselheiro do Tribunal de Contas.

Com a leitura de datas e leis, Justus defendeu que a Assembléia cumpriu todos os prazos do processo que escolheu Maurício. “Não iríamos cometer um erro tão infantil”, disse ele em pronunciamento agora há pouco em plenário.

A estratégia é clara. Querem deixar o cargo vago até a posse do vice, Orlando Pessuti, que deve acontecer no ano quem quando Requião se candidatar ao Senado. Desta forma, a nomeação de Maurício não seria mais considerada nepotismo. Simples assim.


8 comentários

  1. jango
    segunda-feira, 9 de março de 2009 – 16:57 hs

    O escracho com que estes parlamentares, Justus na frente, está tratando o povo do Paraná e os valores da República é simplesmente insuportável. É preciso haver uma reação contra este “golpe” institucional. Então, querem fazer crer que, no Paraná, somente existe uma pessoa que pode ocupar esta maldita vaga vitalícia – o hoje nepote do governador. Muito mais do que perguntar “a quem aproveita” devemos ir mais longe e inquirir “o que há por trás de toda esta tramóia”. Ou não ?

  2. Jaferrer
    segunda-feira, 9 de março de 2009 – 16:58 hs

    Nelson Justus foi “Instado pelo governador Requião”. É uma vergonha essa política do Paraná. É um exemplo de provincianismo feudal que deve ser repudiado veementemente nas próximas eleições.

  3. Carlão
    segunda-feira, 9 de março de 2009 – 18:43 hs

    Era golpe, sacanagem e malandragem !
    estas são as palavras aos deputados e o povo tá de saco cheio de voces .

  4. SYLVIO SEBASTIANI
    segunda-feira, 9 de março de 2009 – 21:36 hs

    ESQUECI DE UMA COISA. PRESIDENTE NELSON JUSTUS, NO FIM DESTE MÊS OU COMEÇO DE ABRIL, FAREI UM REQUERIMENTO SOLICITANDO DIREITOS, JUNTO À ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA, ESPERO QUE V.EXCIA. DETERMINE O ACOLHIMENTO DO MESMO.

  5. julio cesar
    segunda-feira, 9 de março de 2009 – 23:59 hs

    Os politiqueiros estão se especializando em transformar ilegalidades em legalidades dentro das instituições democráticas, para obter mais cargos, mais poder, mais impunidade e nenhuma transparência. É para isto que serve o Estado de Direito?

  6. O Povo
    terça-feira, 10 de março de 2009 – 9:49 hs

    A corja acha tudo normal!!!!!!!!!!
    Já perguntaram ao Povo nas ruas o que eles acham??????

  7. Pato na Lago
    terça-feira, 10 de março de 2009 – 10:27 hs

    Esse caso é igual ao do Secretário de Segurança. Deixaram ele no cargo durante 5 anos, sendo membro do MP, apesar da CF expressamente vedar. Os espertalhões criam a polêmica e depois utilizam de todo tipo de recurso judicial possível para manter a situação, mesmo que seja manifestantemente inconstitucional ou ilegal.

  8. Pato na Lago
    terça-feira, 10 de março de 2009 – 10:40 hs

    Fora que a tese é totalmente infundada, mesmo Requião deixando o cargo de governador, a nomeação de Mauricio decorreu de ato viciado, a ilegalidade já ocorreu, o processo é nulo.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*