IBOPE divulga nota criticando o TRE do Paraná | Fábio Campana

IBOPE divulga nota criticando o TRE do Paraná

O IBOPE divulgou nota hoje para demonstrar sua indignação em relação às decisões do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná, que proíbem divulgação de pesquisa eleitoral no município de Londrina.

Segundo a nota, ao contrário do que vem sendo decidido nesse Tribunal, a Resolução do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) não determina qual base de dados deve ser utilizada pelas empresas de pesquisa para compor sua amostra.

No caso do IBOPE, a base de dados utilizada é formada por informações oficiais recentes, disponibilizadas pelo TSE, pela Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) e pelo Censo, informou a diretora executiva de atendimento e planejamento do IBOPE, Márcia Cavallari Nunes.

Clique em Leia Mais para ler a nota do IBOPE na íntegra:

O IBOPE Inteligência vem a público manifestar sua indignação em relação às decisões do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná, que proibem divulgação de pesquisa eleitoral no município de Londrina.

Esclarecemos que, ao contrário do que vem sendo decidido nesse Tribunal, a Resolução do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) não determina qual base de dados deve ser utilizada pelas empresas de pesquisa para compor sua amostra.

No caso do IBOPE, a base de dados utilizada é formada por informações oficiais recentes, disponibilizadas pelo TSE, pela Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) e pelo Censo. Não é viável utilizar apenas fontes do TSE, uma vez que os dados disponibilizados por essa instituição não são atualizados com frequência.

Especificamente em relação a Londrina, o Censo de 2000 apontava que 16% da população com 18 anos e mais possuia nível superior. Comparando o Censo de 2000 com a PNAD de 2007, observa-se um crescimento de 87,5% da população com nível superior no interior do Estado do Paraná. Portanto, os dados utilizados para a elaboração da amostra das pesquisas do IBOPE em Londrina estão coerentes.

Além disso, nas pesquisas de boca de urna que realizamos no primeiro e segundo turnos da eleição de 2008 em Londrina encontramos, entre os votantes, percentual de nível superior próximo ao utilizado na amostra.

A credibilidade do IBOPE, que atua há mais de 65 anos no mercado brasileiro, é assegurada pelo fato de que todas as suas pesquisas são pautadas em critérios técnicos da ciência estatística e atendem aos códigos de auto-regulação e de ética elaborados pela associação mundial de profissionais de pesquisa, a European Society for Opinion and Marketing Research (ESOMAR), e pela Associação Brasileira de Empresas de Pesquisa (ABEP).

Nossas pesquisas representam a população em estudo, pois os grupos sociais e as várias regiões geográficas aparecem na amostra em proporção muito próxima à da população pesquisada. Os resultados refletem fielmente o que encontramos durante as entrevistas com a população e independem totalmente dos interesses de quem nos contrata.

Acreditamos que pesquisas eleitorais são mais uma fonte de informação utilizada pelo eleitor para definir seu voto. Consideramos, portanto, inadmissível que, em um estado democrático de direito, a população de Londrina seja privada de obter informações sobre a disputa eleitoral em sua cidade, uma vez que nenhuma empresa pode divulgar resultados de pesquisas eleitorais realizadas durante o terceiro turno das eleições municipais nessa cidade.

Colocamo-nos à disposição dos jornalistas para outros esclarecimentos necessários.

Atenciosamente,
Márcia Cavallari Nunes
Diretora executiva de atendimento e planejamento
IBOPE Inteligência


5 comentários

  1. Hauly Londrina
    sexta-feira, 27 de março de 2009 – 18:06 hs

    E que o Hauly ta na ventre, é isso.

  2. Paulo Souto
    sexta-feira, 27 de março de 2009 – 18:51 hs

    Escuta dona Marcia, o chefe do ibope foi para las Vegas ou para Atlantic City. Ele levou alguém junto ou foi só. Será que no primeiro turno quando Barbosa Neto iria com Belinati o IBOPE não errou ou foi furo.
    Conta outra dona Marcia e avisa ao Montenegro que o charuto dele é feio que só.

  3. juca
    sexta-feira, 27 de março de 2009 – 21:35 hs

    Conversa pra R$ 1.000.000 de boi dormir. Em várias cidades, existiu a manipulação do resultado pelo Ibope, principalmente na segunda pesquisa. Na terceira, eles dão uma “corrigida” pra nao ficar tão feio. A Justiça eleitoral deveria proibir as pesquisas eleitorais em nome do VOTO CONSCIENTE.

  4. Horácio Monteschio
    sábado, 28 de março de 2009 – 12:07 hs

    O Tribunal Regional Eleitoral do Estado do Paraná, dentro da competência legal que lhe é constitucionalmente assegurada, decidiu de forma irrepreensível pela não divulgação das pesquisas formuladas pelo IBOPE, destaque-se que as decisões, as quais se nega o dirieto de divulgação das pesquisas formuladas pelo IBOPE, estão fundamentadas em razões técnicas e lógicas, pois o plano amostral apresentado pelo IBOPE contempla que a cidade de Londrina possui 27% de eleitores com nível superior complete ou incompleto, o que não corresponde com os dados fornecidos pelo TSE Tribnal Superior Eleitoral, onde para esta faixa de eleitores a cidade de Londrina possui 11,6% de eleitores nesta categoria.

    Ademais, o plano amostral do IBOPE não demonstra claramente onde são coletados os dados apresentados, portando abrindo a possilidade de questionamentos quanto a localização da captação das informações.

    Ainda o IBOPE não contempla em seu plano amostra o ramo de atividade e o nível econômico dos entrevistados.

    Exigências estas que estão devidamente contempladas no artigo 33, IV da Lei 9.504/97.

    Portanto, em se fazendo uma pesquisa em seguimento e localização onde o candidato A ou B tenha maior densidade eleitoral o resultado da pesquisa será totalmente tendencioso e possivelmente demostrará aquilo que não é a realidade na cidade.

    Neste sentido rendo minhas homenagens aos integrantes do Tribunal Regional Eleitoral do Estado do Paraná, por impedir a divugaçaõ das pesquisas do IBOPE, em razão da deficiência técnica verificada nas pesquisas deste instituto.

  5. Rodrigo
    sábado, 28 de março de 2009 – 15:27 hs

    A pesquisa foi censurada porque mostrava a quarta derrota consecutiva de Hauly em Londrina…45 a 33.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*