Eleitores de Londrina sem interesse pelo 3º turno | Fábio Campana

Eleitores de Londrina sem interesse pelo 3º turno

barbosa-hauly

A situação inédita e inesperada pela qual passa Londrina – um “terceiro turno” para escolher o prefeito da cidade – não está empolgando os eleitores para participar da votação, marcada pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) para 29 de março, um domingo.

Enquete respondida pelos leitores do Portal Bonde mostrou esse desinteresse. 15,8% das 650 pessoas que participaram da pesquisa informal (e sem critérios científicos) disseram que não vão votar nesta nova eleição; outros 10,7% assinalaram a opção por votos brancos ou nulos; e os 73,3% restantes escolham um dos dos candidatos que participam da disputa: Luiz Carlos Hauly (PSDB) e Barbosa Neto (PDT).

Eles foram os segundo e terceiro colocados no primeiro turno das eleições 2008. Hauly disputou o segundo turno com Antonio Belinati (PP), que saiu vencedor, mas este, dois dias após o resultado, teve o registro de candidatura impugnado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Há um recurso do candidato impugnado no Supremo Tribunal Federal (STF), tentando reverter a decisão.

Na avaliação do cientista político Mário Sérgio Lepre essa confusão toda é um dos principais fatores de desestímulo dos eleitores em participar do novo segundo turno. “As pessoas dizem que se sentem ‘palhaças’ porque não estão entendendo o que acontece”, comentou. “O eleitor se pergunta por que apenas um novo segundo turno e não começar as eleições do zero; por que a Justiça não decidiu antes que a candidatura de Belinati não valia; pergunta se Belinati tem chance de conseguir anular a decisão do TSE, o que geraria a nulidade deste terceiro turno. Não é coisa fácil de entender e muito menos de aceitar”, ilustrou.

Mas, talvez o fator preponderante para a falta de empolgação seja o prol rol de candidados, que desde julho passado, quando começou a campanha eleitoral, já não empolgava. “Faltou um nome diferente, alguém com uma trajetória diferente; talvez até isso tenha favorecido a vitória de Belinati”.

Quem compartilha desta avaliação é o sociólogo Marco Rossi. Porém, ele foi mais a fundo e atribuiu o desestímulo do eleitor ao “modo de se fazer política no Brasil”. “É um sistema bobo, demagógico do qual o eleitor está saturado”, criticou. “E ainda ganha de bônus mais um turno dessa coisa toda”.

Além disso, afirmou o sociólogo, trata-se de uma campanha fora de época. Mas há uma luz no fim do túnel. Crente no dinamismo do londrinense, o professor acha que faltando uma ou duas semanas para a votação, os eleitores vão se engajar na campanha. “Tenho certeza de que vão colocar a cidade em primeiro plano e votar”.

Eleitores

Opiniões de eleitores ouvidos pelo Bonde demonstram exatamente o que os dois estudiosos da área política estão falando. O técnico de informática André Luiz Aquino, 33 anos, disse que só votará em 29 de março por se tratar de uma obrigação. “Se a gente deixa de votar, acaba tomando multa e paga pelos erros do outros”, ponderou. “Esse ‘terceiro turno’ é um absurdo. O Belinati nunca deveria ter sido candidato”.

Quem concorda com esta avaliação é o auxiliar operacional Cássio Oliveira, 39. “Acho que se o Belinati estava proibido de ser candidato, isso deveria ter sido decidido lá atrás”, opinou, acrescentando que irá participar das eleições. “Pretendo votar. Temos que votar porque senão os outros é que vão decidir pela gente. Se houver 10 eleições, vou votar 10 vezes”, garantiu.

A costureira Vilma Barros disse que, dadas as acusações que recaem sobre Belinati, não discorda da decisão que impugnou a candidatura dele, ainda que tardia. “Eu achei a decisão da Justiça ótima, mesmo sendo atrasada, porque a cidade merece um prefeito sério e honesto”.

Já a advogada Maria Lucilda Santos, 44, irá votar “obrigada”. “As duas opções (candidatos) são péssimas”, comentou. “Além disso, há o recurso do Belinati e ele pode voltar a ser prefeito, o que também não é um boa opção. Vão gastar novamente tempo, dinheiro e a paciência do povo”.

Outro que votará por ser obrigatório é o corretor Gilberto Beraldo, 58. “O que fizeram conosco foi palhaçada, ainda mais porque existe um recurso do Belinati na Justiça e pode ser que esta eleição também seja anulada depois”. Para ele, a Justiça morosa causou todos os problemas em Londrina. “O Belinati não deveria nem ter sido eleito deputado (estadual) porque está com problemas. Sobra agora para os pobres que vão ter que gastar R$ 4 de ônibus para votar de novo”, criticou.

A estudante Thaísa Costa Dias, 18, disse que pretender protestar não votando, no entanto, pondera a decisão, pesando a importância do voto. “Se não votarmos um deles vai ser eleito e pode ser que seja eleito aquele que a gente menos quer. Acho que o Belinati deveria ser o prefeito porque foi assim que o povo escolheu. Seria mais democrático”, opinou.

Os professores ouvidos pelo Bonde – Lepre e Rossi – também acreditam que a visão mais democrática é esta: respeitar o resultado das urnas. “Todos temos que fazer um exame de consciência e ver porque um candidato com um portfólio como o dele (Belinati) foi eleito. Acredito que todos temos culpa: Justiça, sociedade, academia, imprensa”, considerou Rossi. “O Belinati ganhou a eleição. Não há como negar isso. A Justiça certamente deveria ter sido mais ágil, mas uma decisão de não empossar o vencedor macula a democracia”, interpretou Lepre.


4 comentários

  1. Almasor Abbas Adilah
    segunda-feira, 2 de março de 2009 – 9:40 hs

    Acredito que a relação entre o Hauly e o Barbosa nas diferenças de porcentagem do resultado eleitoral devem ser as mesmas do primeiro turno, pois uma grande parte do eleitorado do Belinati não votará em nenhum dos dois e ficou provado que o Barbosa não conseguiu transferir os seus votos para o Belinati, o demonstrou que uma parte de seu eleitorado que o viam como o “novo” já não o vê mais!

  2. ronaldo
    segunda-feira, 2 de março de 2009 – 10:02 hs

    Perguntar não ofende, sómente os eleitores de Londrina estão sem interesse ?

  3. José Khouri
    segunda-feira, 2 de março de 2009 – 14:37 hs

    Ou nao né Almasor Abbas Adilah??!?!?!?!?! Veremos

  4. Jurandir
    terça-feira, 3 de março de 2009 – 11:47 hs

    PROCESSOS CONTRA O BARBOSA NETO NO TJ:

    385696-6/03
    http://www.tj.pr.gov.br/consultas/judwin/DadosProcesso.asp?Codigo=255852&Orgao=

    415696-7/04
    http://www.tj.pr.gov.br/consultas/judwin/DadosProcesso.asp?Codigo=1046626&Orgao

    415696-7/03
    http://www.tj.pr.gov.br/consultas/judwin/DadosProcesso.asp?Codigo=1010887&Orgao

    415696-7/02
    http://www.tj.pr.gov.br/consultas/judwin/DadosProcesso.asp?Codigo=973317&Orgao=

    415696-7/01
    http://www.tj.pr.gov.br/consultas/judwin/DadosProcesso.asp?Codigo=973314&Orgao=

    353342-6/01
    http://www.tj.pr.gov.br/consultas/judwin/DadosProcesso.asp?Codigo=869198&Orgao=

    415696-7
    http://www.tj.pr.gov.br/consultas/judwin/DadosProcesso.asp?Codigo=857049&Orgao=

    415696-7
    http://www.tj.pr.gov.br/consultas/judwin/DadosProcesso.asp?Codigo=855441&Orgao=

    414983-1
    http://www.tj.pr.gov.br/consultas/judwin/DadosProcesso.asp?Codigo=855441&Orgao=

    414983-1
    http://www.tj.pr.gov.br/consultas/judwin/DadosProcesso.asp?Codigo=854414&Orgao=

    304919-6/05
    http://www.tj.pr.gov.br/consultas/judwin/DadosProcesso.asp?Codigo=854414&Orgao=

    304919-6/04
    http://www.tj.pr.gov.br/consultas/judwin/DadosProcesso.asp?Codigo=770120&Orgao=

    304919-6/03
    http://www.tj.pr.gov.br/consultas/judwin/DadosProcesso.asp?Codigo=766547&Orgao=

    353342-6
    http://www.tj.pr.gov.br/consultas/judwin/DadosProcesso.asp?Codigo=756791&Orgao=

    304919-6/02
    http://www.tj.pr.gov.br/consultas/judwin/DadosProcesso.asp?Codigo=741145&Orgao=

    304919-6
    http://www.tj.pr.gov.br/consultas/judwin/DadosProcesso.asp?Codigo=684506&Orgao=

    172736-6
    http://www.tj.pr.gov.br/consultas/judwin/DadosProcesso.asp?Codigo=282719&Orgao=

    158943-9
    http://www.tj.pr.gov.br/consultas/judwin/DadosProcesso.asp?Codigo=255852&Orgao=

    156941-7
    http://www.tj.pr.gov.br/consultas/judwin/DadosProcesso.asp?Codigo=252564&Orgao=

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*