Desemprego deve crescer em março | Fábio Campana

Desemprego deve crescer em março

Pesquisadores do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) afirmam que a tendência é que o nível de desemprego cresça ainda mais em março.

De janeiro para fevereiro, a taxa média de desocupados em seis regiões metropolitanas do País subiu de 13,1% para 13,9%, apontou a entidade.

De acordo com o coordenador da equipe de análise de dados da instituição, Alexandre Loloian, o crescimento no nível de desocupação de fevereiro só é comparável aos meses do inicio da década de 1990. “Não me impressiona o crescimento do desemprego, mas a sua intensidade”, disse.

Segundo o Dieese, houve uma perda em janeiro de 137 mil vagas apenas na região metropolitana de São Paulo e mais 179 mil pessoas perderam o emprego em fevereiro. No total das seis regiões pesquisadas (Belo Horizonte, Porto Alegre, Recife, Salvador, São Paulo e Distrito Federal) o número de desempregados aumentou 229 mil no último mês.

“Tudo indica que o desemprego vá crescer bastante no acumulado do trimestre com os dados de março”, previu Loloian.

A região que mais perdeu vagas em São Paulo foi a do Grande ABC, por conta das perdas na indústria, em especial nas empresas ligadas a metalurgia, como o setor de autopeças. As perdas fazem com que o nível de desemprego volte ao patamar de 2008, apontou o Dieese.


2 comentários

  1. Gerente
    quinta-feira, 26 de março de 2009 – 19:46 hs

    Este mês recebi várias candidatas à duas vagas de emprego, várias destas queriam fazer um acordo de trabalhar sem carteira assina por mais alguns meses para poder continuar recebendo seguro desemprego e o salário. Pedi que só voltassem quando terminarem de receber o seguro! É ofensivo que o governo ainda queira dar mais dois meses de seguro para este tipo de gente! E ainda assim dizem que aumenta o índice de desemprego, imagino que dentro deste tenhamos um bom número de vagabundos que queiram fazer o típico “jeitinho brasileiro” de se dar bem em tudo! Que vergonha!

  2. Gerente
    quinta-feira, 26 de março de 2009 – 19:47 hs

    Este mês recebi várias candidatas à duas vagas de emprego, várias destas queriam fazer um acordo de trabalhar sem carteira assinada por mais alguns meses para poder continuar recebendo seguro desemprego e o salário. Pedi que só voltassem quando terminarem de receber o seguro! É ofensivo que o governo ainda queira dar mais dois meses de seguro para este tipo de gente! E ainda assim dizem que aumenta o índice de desemprego, imagino que dentro deste tenhamos um bom número de vagabundos que queiram fazer o típico “jeitinho brasileiro” de se dar bem em tudo! Que vergonha!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*