Osmar deplora reação de Requião contra sua proximidade com Lula | Fábio Campana

Osmar deplora reação de Requião contra sua proximidade com Lula

osmar-dias-4

O senador Osmar Dias, do PDT, diz que não entende a reação irritada de Requião e do PMDB, que não engolem o bom relacionamento de Osmar com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, do PT.

O relacionamento entre Osmar Dias e o presidente Lula é tão bom que levou a uma sondagem, através do senador Aloisio Mercadante, sobre a possibilidade de Osmar assumir a liderança da bancada de apoio ao governo no Congresso Nacional.

A notícia provocou maus bofes de Requião & Cia. O governador não se sensibilizou mesmo diante do argumento de que o cargo ajudaria a solucionar graves problemas do Paraná na República, entre eles o da dívida herdada da privatização do Banestado.

“Eu não entendo por que tanta angústia”, afirmou o senador, sobre as reações dos peemedebistas locais em relação à possibilidade de assumir a liderança do governo no Congresso Nacional.


Osmar lembrou que está na base aliada do governo e que vota com o presidente da República há mais de dois anos. “É meu dever e não estou cobrando por isso. Mas é natural, então, que haja esse diálogo”, afirmou o senador, apontado pelo presidente como um dos nomes em cujo palanque de candidato a governador o PT poderia subir na próxima eleição.

O PMDB se ressentiu com o movimento do Palácio do Planalto em direção a Osmar e, anteontem, um emissário do presidente Lula telefonou ao governador para tentar consertar o estrago causado nos últimos dias no diálogo com o PT, que participa do governo e apoiou Requião contra Osmar na disputa de 2006. Para Osmar, nada foi alterado.

“Eu fui sondado. E pronto. Se eu achar que é uma posição que possa trazer benefícios para o Estado, poderia aceitar se vier o convite oficial. Se não vier, isso não muda nada na minha vida”, disse.


O senador pedetista disse que o governador Roberto Requião (PDT) não deveria se preocupar com a possibilidade de ele exercer uma função estratégica no Congresso.

“Isto é bom para o Paraná e para o governo também. Porque ajudaria na solução do problema da multa do Banestado. O líder do governo do Congresso coordena toda a votação do Orçamento da União. Agora, se isso não é importante para o governo, paciência…”, cutucou o senador.

Ele é autor do projeto de resolução que acaba com a multa imposta ao governo do Paraná pela Secretaria do Tesouro Nacional em função dos títulos públicos podres adquiridos à época da privatização do Banestado, comprado pelo banco Itaú. O projeto de Osmar ainda não foi votado.

Palanque alternativo

Osmar disse que, da mesma forma que conversa com o PT, também é amigo do governador de São Paulo, José Serra, pré-candidato do PSDB à Presidência da República. Osmar confirmou que Serra disse não vê-lo em outro palanque que não o do PSDB na disputa presidencial.

“E eu disse a ele que tudo depende do PSDB do Paraná”, afirmou o senador, que foi surpreendido há duas semanas quando o PSDB anunciou que tem preferência por uma candidatura própria na sucessão estadual do próximo ano.


12 comentários

  1. Silva 2
    domingo, 22 de fevereiro de 2009 – 12:00 hs

    Por que tanta perplexidade Sr. Osmar Dias ?

    …é que Requião conhece muito bem todas as suas facetas do Sr. OD !

    …Lembremos da entrevista do Sr. Vasconcelos (revista Veja), cujo teor cabe e atinge todos os partidos brasileiros.

    …Claro que ao Sr. senador Vasconcelos faltou coragem de dar nomes aos “bois” …

  2. JoãoMariaDeAgostinho
    domingo, 22 de fevereiro de 2009 – 13:37 hs

    Porque tanta angústia? Imagine só!! Assusto-me com o senador Osmar Dias. Ou lhe falta perspicácia (por isso despreparado) ou é cínico e falso (por isso despreparado).

    Um candidato que não admite a derrota e já se lança imediatamente como candidato nas próximas eleições sem consultar ninguém, resultando em todos os problemas de relacionamento com o PSDB e outros do bloquinho. Imagine ficar exposto aos humores de alguém assim.

    Não é possível ser um gênio para entender – não concordar com, mas entender – a… “angústia” diagnosticada pelo senador.

  3. JoãoMariaDeAgostinho
    domingo, 22 de fevereiro de 2009 – 13:39 hs

    “O senador pedetista disse que o governador Roberto Requião (PDT) não deveria se preocupar com a possibilidade de ele exercer uma função estratégica no Congresso”.

    Não sabia que o Requião tinha se mudado para o PDT. Acho que essa deveria ser a manchete da nota.

  4. Zé Ninguém
    domingo, 22 de fevereiro de 2009 – 14:08 hs

    Aves da mesma pena voam no mesmo bando como já dizia o ditado popular ! Não há motivo algum para tanta perplexidade o Requião tem o mesmo perfil do Osmar !
    O que se pode dizer sobre isso e ! Deixe Osmar e venha para os Bons .
    Serra presidente
    Alvaro governador
    Gustavo senador 1
    Ricardo Barros senador 2

  5. SYLVIO SEBASTIANI
    domingo, 22 de fevereiro de 2009 – 17:15 hs

    Senador Osmar Dias, nem todos os peemedebistas pensam igualmente com Roberto Requião, são somente aqueles que só pensam o que o Requião pensa., pois tem medo de pensar diferente e Roberto Requião, somente pensa nele e nos dele. Somente ele é quem tem valor, porque pensa em ser o todo poderoso, o que não é, e melhor, não é nada.Ao longo do tempo todos estão vendo o que ele é.NADA

  6. LINEU TOMASS
    domingo, 22 de fevereiro de 2009 – 22:21 hs

    FABIO

    MANDEI UM COMENTÁRIO SOBRE ESTE ASSUNTO DO “OSMAR, REQUIÃO e LULA”.´PEÇO PUBLICAR.

    GRATO. LINEU TOMASS.

    R – Já foi publicado, Lineu.

  7. Phillipp
    domingo, 22 de fevereiro de 2009 – 23:19 hs

    È interessante como se comporta a “tchurma” do Luciano Ducci, a cada postagem positiva ao Osmar Dias.

    Reagem com tremenda carga de desconstrução, o que é típico do Requião e sua “tchurma”.

    Eles (turma do Ducci) estão loucos para empurrar o Beto Richa em uma aventura, sem volta, já que o Beto terá que renunciar ao mandato, dando quase três anos de prefeitura para o Luciano e a citada “tchurma”

    Assim, a cada avanço positivo do fortalecimento da candidatura do Osmar, colocando-o como virtual sucessor ao Governo, faz com que o Beto reveja a viabilidade de sua candidatura, pois poderá amargar uma derrota, ficar sem mandato por longos 4 anos, o que na política é uma eternidade e pode significar seu sepultamento definitivo, já que o eleitor não tem memória e para voltar é difícil.

    Acredito que a tchurma do Luciano Ducci e cia antes de destilarem veneno contra o Senador Osmar Dias, DEVERIAM EXPLICAR O DESVIO DE RECURSOS DA SECRETARIA DE SAÚDE e dar nome aos bois. De todos os envolvidos e não somente dos bagrinhos.

    TENHO DITO !!!

  8. OSMAR ENTENDE SIM
    segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009 – 6:59 hs

    “Eu não entendo por que tanta angústia”, afirmou o senador….
    É claro que Osmar entende a reação.
    Salieri manifesta-se, com inveja desmedida.
    Surge a constatação terrível de que os rivais não poderão ser superados…
    Osmar e Beto, hoje são donos de suas carreiras.
    Osmar com larga soma de experiência e realizações, notabilizando-se e sendo reconhecido no plano nacional. Está mais que pronto.
    Beto, o nosso Aécio, é promessa de ótima opção política em planos mais amplos.
    E pensar que estavam todos tão próximos !
    Dá para entender, sim !
    CLOVIS PENA.

  9. Carlão
    segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009 – 8:57 hs

    O Requião quando sabe que alguem é melhor que ele , tenta abafar e rebaixar a pessoa,
    é problema e ficou pior das idéias ….
    depois que comeu manonas.

  10. Almasor Abbas Adilah
    segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009 – 13:14 hs

    Os dois estão disputando um “esfregão” da barba do sapo barbudo na nuca?

  11. LINEU TOMASS
    segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009 – 14:47 hs

    REQUIÃO.

    Pare com esse charminho de garotão descontente.

    Isto cheira ciumeira, cheira, ái, ái, ái, mamãe, estão me desprezando.

    Fale com o Osmar, fale com o Lula.

    Ué, voces não são amigos, ou FORAM amigos.

    Requião, eu lembro bem, o Lula te elejeu governador, quando voce disputou o governo contra o Álvaro Dias, e pagou caro por isto, pois arrumou um grande inimigo na pessoa do Álvaro Dias, por tua causa.

    Reflita.

    LINEU TOMASS.

  12. SYLVIO SEBASTIANI
    terça-feira, 24 de fevereiro de 2009 – 7:59 hs

    O Senador Osmar Dias está deixando essas fofocas aumentarem, sobre se vai com o PT, com o PMDB que são partidos de situação ou vai com o PSDB, partido de oposição. Se vai ser Ministro ou Lider do Lula, se vai ser candidato à Governador pelo PT e PMDB ou com apoio do PSDB de seu irmão Àlvaro e Beto Richa. Até outra alternativa de ser candidato a reeleição e apoiaria o candidato do PT, do PMDB ou do PSDB, pois uma coisa é certa, o PSDB terá, por obrigação candidato à Governador. Enquanto correr e deixar correr esses mexericos, cria-se uma situação constrangedora para o Senador Osmar Dias e começa a perder uma coisa importante que ele tem e toda a população espera de um politico:Caráter.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*