Japão demite 50 mil decasséguis brasileiros | Fábio Campana

Japão demite 50 mil decasséguis brasileiros

decassegui

Segundo estimativa do consulado do Brasil em Nagóia, mais de 50 mil brasileiros perderam emprego nos últimos meses nas indústrias do Japão e terão de voltar ao Brasil.

Até 2008, cerca de 320 mil viviam no Japão. Os brasileiros constituem a terceira maior comunidade estrangeira no Japão, atrás de China e Coreia do Sul. A maioria dos brasileiros trabalha na indústria automobilística e na de eletrônicos -as mais afetadas pela crise- e em regime de trabalho temporário -o primeiro a ser afetado em períodos de instabilidade.

Desde outubro de 2008, 25 mil clientes do Banco do Brasil no Japão (20% do total) transferiram a residência de sua conta bancária para o Brasil. A partir desse dado, o gerente regional do BB para a Ásia, Admilson Monteiro Garcia, estima que entre 40 mil e 50 mil brasileiros -incluindo correntista, cônjuge e filhos- já retornaram ao Brasil. Segundo o BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento), os decasséguis enviam para cá US$ 2,2 bilhões por ano.


3 comentários

  1. Almasor Abbas Adilah
    domingo, 22 de fevereiro de 2009 – 10:59 hs

    São praticamente 1/3 do total de trabalhadores brasileiros que estão trabalhando no Japão!

    Muitos deles já estão na mendicância e sem condições financeiras até para voltar!

    O governo federal os estaduais e os municipais deveriam ver com carinho a situação que se encontram esses brasileiros, que tanto contribuíram para o fortalecimento da balança comercial da nossa economia nacional mandando dezenas de bilhões de dólares.

  2. Almasor Abbas Adilah
    domingo, 22 de fevereiro de 2009 – 11:01 hs

    Cinquenta mil são praticamente 1/3 do total de trabalhadores brasileiros que estão trabalhando no Japão de forma legal!

    Muitos deles já estão na mendicância e sem condições financeiras até para voltar!

    O governo federal os estaduais e os municipais deveriam ver com carinho a situação que se encontram esses brasileiros, que tanto contribuíram para o fortalecimento da balança comercial da nossa economia nacional mandando dezenas de bilhões de dólares.

  3. devaneios/loucuras
    domingo, 22 de fevereiro de 2009 – 17:53 hs

    O tempo não pára e nem a vida, com ou sem crise. Os decasseguis sobretudo são fortes e unidos, uma vez que já venceram o processo de readaptação no país de seus ancestrais, e agora provavelmente com poupança e investimentos feitos no Brasil, saberão vencer e superar esta fase crítica. O Brasil ainda tem muito espaço e um mercado com imenso potencial para crescer em várias áreas, portanto, este é o melhor momento para empreender e ocupar os espaços vazios deixado pelo medo e receio de continuar acreditando para superar este momento de incertezas.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*