Fuga do 1º Distrito é ocultada pela Secretaria de Segurança | Fábio Campana

Fuga do 1º Distrito é ocultada pela Secretaria de Segurança

Na última segunda-feira, dia 2, sete presos fugiram do 1º Distrito Policial, no centro de Curitiba. A fuga só foi noticiada hoje pela imprensa porque a Secretaria de Segurança Pública não divulgou a informação. Até agora, nenhum dos sete presos foi recapturado.

A fuga aconteceu no mesmo dia em que 21 presos fugiram da delegacia de Araucária, na região metropolitana.


6 comentários

  1. rei minos
    sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009 – 17:56 hs

    a secretaria de segurança serve pra isso mesmo: ocultar notícias e dados. o resto eles não fazem.

  2. Governador
    sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009 – 18:29 hs

    Imediatamente como pagador dos meus impostos peço a troca do nosso secretário, cançou, soltem todos desse jeito pra que presos.????

  3. sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009 – 18:51 hs

    Secretaria de Segurança???
    Já ouvi falar.nela. Conheço algumas piadas impublicáveis a seu respeito.
    Não me surpreende o fato desta secretaria ocultar informações como esta, da população, deve achar irrelevante, porque bandido solto por ai, ocupando até cargo público, é que não falta.
    Nédier

  4. Vigilante do Portão
    sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009 – 19:00 hs

    Viva o melhor Secretário do sul do mundo e o governador inigualável. KKKK

  5. Vigilante do Portão
    sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009 – 19:40 hs

    Será que o Requião comprou o diploma de Direito?
    Acabo de ouvir uma declaração do cara, dizendo que quem decide o local do cumprimento da pena é o administrador e não o Juíz. KKK
    Quem define o local do cumprimento da pena é a LEI, basta dar uma lida no Código de Processo Penal, a pena deve ser cumprida, de prefereência no local do crime ou nas proximidades da residência da família do réu, para facilitar a visitação e a possível reintegração à sociedade (finalidade do sistema prisional).
    O Napoleão poderia ter consultado o “grande” advogado Romanelli, KKK
    Falando sério, governador, consulte o seu amigo, Dr. Marés, ou o Sr. Secreta´rio de Justiça.
    Não passe atestado de gazeteiro, pois está na cara que não comparecia à faculdade, com certeza era para ficar fazendo política lá no diretório. KKK
    O judiciário tem admitido, em casos especiais, que os prisioneiros perigosos, daqueles que comandam o crime, mesmo dentro das cadeias convencionais, sejam encarcerados em presídios de alta segurança, como o de Catanduvas, por exemplo, mas repito: NÃO É A REGRA.

  6. jango
    sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009 – 21:05 hs

    Isto é improbidade administrativa ou, no mínimo, prevaricação, mas as ditas autoridades de controle público (salvo pouquíssimas exceções) se fazem de desapercebidas e os ímprobos e prevaricadores sabem que podem contar com isso na Republica do Paralá. As denúncias são públicas, no entanto, nenhuma autoridade de controle público se porta como tal, vale dizer, faz o controle do que diz respeito ao interesse público a ser atendido pelo Estado – que não deve ser o interesse personalíssimo de quem está no poder ou a satisfação de interesse ou sentimento pessoal.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*