Fazenda Rio Grande: suplente que matou vereador para ficar com a vaga é condenado | Fábio Campana

Fazenda Rio Grande: suplente que matou vereador para ficar com a vaga é condenado

O suplente de vereador de Fazenda Rio Grande, na Região Metropolitana de Curitiba (RM), José Vilmar Luciano, o “Luciano Cabeleireiro”, foi condenado a 14 anos de prisão. Ele encomendou a morte do vereador Valdomiro Francisco da Silva, o “Miro Siqueirense”, para tentar ficar com a vaga dele na câmara.

Por cinco votos a dois, os jurados consideraram Luciano culpado. O advogado de defensa, Edgardo Maranhão Soares, disse que vai recorrer da decisão. O crime aconteceu em 21 de agosto de 2006. Outros dois envolvidos ainda irão a júri.


Um comentário

  1. FAZENDA RIO GRANDE
    quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009 – 12:55 hs

    Bem feito! Agora vamos moralizar o Poder Legislativo de nossa cidade. Chega de aparecer como “notícia ruim” na mídia.

    Aproveitando… quando vamos por o Elói Khun na cadeia? Não foi ele que comprou tonelads de café e papel higiênico a preço super-faturado?

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*