Câmara vai investigar transporte coletivo de Londrina | Fábio Campana

Câmara vai investigar transporte coletivo de Londrina

Os vereadores de Londrina aprovaram, por unanimidade, a instalação de uma Comissão Especial de Inquérito (CEI) para apurar as condições em que foram concedidos os últimos aumentos das tarifas do transporte coletivo na cidade. A investigação deverá abranger o período dos últimos dez anos.

A CEI pretende analisar as planilhas de custos apresentadas pelas duas empresas que atuam na cidade, Francovig e Grande Londrina, e os dados fornecidos pela CMTU. A previsão para conclusão de relatório é de 90 dias.


4 comentários

  1. Zé do Coco
    sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009 – 18:46 hs

    Está na moda fazer comissões para investigar tarifa de ônibus. Depois de constatado que não há o que fazer além de liberar as tarifas, as comissões são dissolvidas sem maiores comentários, na surdina, para não dar na vista que (mais uma vez) quiseram apresentar serviço às custas do setor da moda.

  2. Almasor Abbas Adilah
    sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009 – 21:50 hs

    O que será que o vereador petista Pedro Paulo tem a dizer sobre este assunto?

  3. Engraçadinhos
    sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009 – 22:06 hs

    Fábio, o advogado de Barbosa Neto do PDT (autor da CEI) é também causídico do diretor da empresa de ônibus – que chegou a ser preso no escândalo dos mensalinhos em Londrina de vereadores.
    As notas fiscais de 6.000 reais mensais eram feitas pelo escritório Mendes e Mendes Advogados para serem sacados na Câmara dos Deputados, na tal verba rescisória.
    O ex-chefe de gabinete dele – Luciano Lopes – já denunciou isso dizendo que Barbosa embolsava o dinheiro e fazia o advogado defender seus negócios privados. O processo está na Procuradoria da República.
    O Mendes é advogado do ex-preso Gildalmo, diretor da TCGL.
    Como é que o vereador do PDT, Joel Garcia, ex-assessor do José Janene faz uma CPI do transporte coletivo assim?

  4. LINEU TOMASS
    sábado, 14 de fevereiro de 2009 – 15:33 hs

    FABIO.

    PARA A HISTÓRIA POLÍTICA DO PARANÁ.

    QUANDO AINDA EXISTIA A SUDESUL-SUPERINTENDÊNCIA DO DESENVOLVIMENTO DA REGIÃO SUL (PR,SC E RS), O ARQUITETO LOLO CORNELSEN DE CURITIBA, COMANDAVA ESTA ESTATAL FEDERAL, E NA OCASIÃO ELE FEZ UM PROJETO DE UMA LINHA DE MERÔ, UNINDO MARINGÁ ATÉ LONDRINA.

    ISTO FOI EM 1986 OU 1987.

    RESULTADO. O LOBY DO MONOPÓLIO DO TRANSPORTE COLETIVO DE LONDRINA E MARINGÁ, SOMADOS COM EMPRESAS QUE ATUAVAM NA REGIÃO, NAQUELA ÉPOCA, FOI TÃO…TÃO FORTE QUE…..PASMEM…….. FECHARAM A SUDESUL, E JOGARAM A CHAVE NO RIO.

    A SUDENE FOI FECHADA POR ROUBALHEIRA, E JÁ FOI REABERTA, E AQUI………..

    RESULTADO; ATÉ HOJE O SUL FICA DE PIRES NA MÃO, IMPLORANDO RECURSOS PARA SEUS ESTADOS.

    NÃO BRINQUEM COM O LOBY DO TRANSPORTE DE ÔNIBUS DO PARANÁ!

    É FORTÍSSIMO, NÃO É?

    LINEU TOMASS.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*