Brasil e a crise: 10 razões para otimismo, segundo a revista Veja | Fábio Campana

Brasil e a crise: 10 razões para otimismo, segundo a revista Veja

Com ajuda de economistas brasileiros, a revista Veja chegou a uma lista com uma dezena de razões para estarmos otimistas com a possibilidade de atravessar a crise mundial de 2009 apenas com pequenos arranhões – e com chances boas de emergir em 2010 com crescimento robusto. São estas:

  1. Reservas de 200 bilhões de dólares intocadas depois de seis meses de crise
  2. Bancos competentes, regulados, com baixa exposição a riscos e provisionados contra calotes
  3. Ausência de bolhas de crédito e imobiliária, com potencial de crescimento real nesses setores
  4. Mercado interno forte, crescendo em poder de compra e em proporção da população
  5. Matriz energética mais “verde” do mundo, com independência do petróleo importado
  6. Estabilidade política, em que a democracia foi entronizada como patrimônio nacional
  7. Estabilidade econômica e arcabouço regulatório imperfeito mas previsível
  8. Maior exportador de alimentos do mundo, o que garante vendas externas volumosas em qualquer cenário
  9. Mercado externo diversificado, com compradores em todo o mundo e mercadorias de crescente valor agregado
  10. As mesmas projeções que apontam estagnação no mundo projetam crescimento do PIB do Brasil em 2009

11 comentários

  1. jomar ferreira
    sábado, 28 de fevereiro de 2009 – 12:06 hs

    Pessoal se a coisa é essa vamos gastar, o Lulinha é o bom. Agora conseguiu a VEJA,
    veja só.kkkkkkk

  2. rock
    sábado, 28 de fevereiro de 2009 – 12:29 hs

    UEEEÉ , A VEJA TÃO CRITICA A ESSE GOVERNO ESTA SE RENDENDO.

  3. Sensato
    sábado, 28 de fevereiro de 2009 – 12:39 hs

    ENTAO, BEM MELHOR ADMITIR QUE O BRASIL FEZ A LIÇÃO E SEGUIR EM FRENTE DO QUE FICAR NESSA DO DISCURSO TERRORISTA DE SEMPRE..

  4. Juceli
    sábado, 28 de fevereiro de 2009 – 14:27 hs

    Razões de pessimismo: políticos corruptos, ladrões.

  5. Clinton
    sábado, 28 de fevereiro de 2009 – 16:14 hs

    Olhem bem os pontos apresentados na Veja e me digam se nao reconhecem neles as politicas de investimento na habitação, o fortalecimento do mercado interno, a acensao das classes C e D enfim a estruturação dos setores economicos brasileiros e o fortalecimento nos ultimos anos…até a Veja ja admite…será obra do acaso?

  6. bagualla
    sábado, 28 de fevereiro de 2009 – 16:52 hs

    Imaginemos então se tivessemos uma diciplina politico partidaria com realmente responsabilidade social, civil e economica……que espetáculo de país nós não teriamos…..se assim mesmo nosso pais jé é magnifico , não custa sonhar e acreditar sempre.

  7. Pedro Rosario Neto
    sábado, 28 de fevereiro de 2009 – 17:53 hs

    Não fosse o exemplo abaixo, que é praticado pela grande maioria dos políticos Brasileiros (em todos os poderes), já poderíamos estar bem próximos das grandes potencias mundiais.

    EXEMPLO QUE ESTÁ NA CABEÇA DE 100% DOS ATUAIS POLÍTICOS BRASILEIROS :
    “Um prefeito queria construir uma ponte e chamou três empreiteiros: um

    japonês, um americano e um brasileiro…

    – Faço por US$ 3 milhões – disse o japonês:
    – Um pela mão-de-obra.
    – Um pelo material.
    – E um para meu lucro.

    – Faço por US$ 6 milhões – propôs o americano:
    – Dois pela mão-de-obra.
    – Dois pelo material.
    – E dois para mim… mas o serviço é de primeira!

    – Faço por US$ 9 milhões – disse o brasileiro.
    – Nove paus? Espantou-se o prefeito. É Demais! Por quê?
    – Três para mim.
    – Três para você.
    – E três para o japonês fazer a obra.
    – Negócio fechado! Respondeu o prefeito”.

    Acorda povão ….Somos nós que pagamos todas as falcatruas que estes caras fazem todos os dias.
    Nas próximas eleições, vamos trocar TODOS, até acertarmos ….

  8. maria souza
    sábado, 28 de fevereiro de 2009 – 19:48 hs

    Se a veja está dizendo isso, imagine a realidade….

  9. jomar ferreira
    sábado, 28 de fevereiro de 2009 – 23:35 hs

    O tal de CLINTON, vem falar de classe B _ C
    e que classe ele se inclue, a do PT, o partido que esta partido de corruptos? E a classe que movimenta o Paìs, essa não conta? é a classe . ta bom assim ou quer mais !

  10. Zé Mané
    domingo, 1 de março de 2009 – 11:33 hs

    Ô meu amigo Jomar Ferreira, só quem tem uma má vontade ferrenha não acredita na realidade. Desculpe-me mas é isso sim e graças a responsabilidade com que a administração conduz os interesses do país e por extensão de sua sociedade. O resto é RANÇO de quem não consegue admitir que um semi-analfabeto, operário, nordestino, festeiro e que tais, tenha conseguido, até agora, manter o país no rumo certo. Menos, meu amigo. Menos. E acredite, vai melhorar cada vez mais.

  11. Marcelo
    segunda-feira, 2 de março de 2009 – 1:17 hs

    Impressionante que mesmo com esses dados nosso PIB esteja sempre próximo ao do Haiti.

    Pelo menos agora o governo tem uma desculpa internacional para esses resultados vergonhosos que conseguimos produzir graças ao péssimo sistema tributário e ao custo Brasil, que a Veja, pelo visto, deixou de ver.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*